03/09/2016

Salvador recebe o 2º Mundial Morganti Ju jitsu

 

O 2º Campeonato Mundial Morganti Ju jitsu, - o esporte da arte suave ou da técnica flexível -, como denominam os seus praticantes, movimentará Salvador nos próximos dias 8 e 9 de outubro, com lutas marciais.

A informação é do presidente da Associação Baiana Morganti Ju jitsu (ABMJJ) Renilton Santos, que convidou o secretário estadual de Esporte e Lazer, Álvaro Gomes, para a solenidade de abertura no dia 8, às 9 horas, no Ginásio de Esportes do Clube Bahiano de Tênis, no bairro da Barra.

“Viemos convidar o titular da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) para prestigiar com a sua presença este evento internacional, que deverá trazer para a capital baiana, cerca de mil e duzentos praticantes”, afirma o “sensei” Renilton Santos durante audiência nesta quarta-feira 1. Participou do encontro o coordenador de Esporte da Setre, Wilton Brandão

  • FOCO DO ESPORTE

Acompanhado de representantes da Associação Baiana Morganti Ju Jitsu (ABMJJ), Pedro Moreira e Luciano Maciel, o dirigente esportivo disse que o esporte - criado pelo brasileiro Ricardo Morganti - começou suas atividades em Salvador, em 2003, nas Academias Working, bairro do Caminho das Árvores. Atualmente, o bairro da Fazenda Grande do Retiro mantém um foco significativo.

“A sua prática no Estado da Bahia acontece em três academias, dois centros de treinamento e três escolas, totalizando mais de 300 atletas vinculados à ABMJJ, criada em 2014”, diz Renilton Santos. No Brasil, o Morganti Ju jitsu está em ação em oito Estados e já é desenvolvido por oito países.

“Para o 2º Mundial, em Salvador, estarão presentes atletas da Alemanha, Canadá, Argentina e África do Sul. O Chile está vendo a possibilidade de participação. Mas, os oito estados brasileiros que desenvolvem as lutas estarão presentes”, garante o presidente da ABMJJ.

O Morganti Ju jitsu é um esporte – não olímpico - voltado para as artes marciais. Ensina ao indivíduo os pilares essenciais para conviver na sociedade e traz como diferencial a utilização de três fases: traumatizantes (socos e chutes); desequilibrantes (judô); e golpes de solo (chaves e imobilizações).

Comitê Paralímpico faz ações para elevar venda de ingressos

O Comiitê Paralímpico Brasileiro realizará, nos próximos dias, uma série de atividades no Rio de Janeiro para promover a participação do país nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 e estimular a venda de ingressos. O projeto chamado #ViradaParalímpica começa nesta sexta-feira, 2, e vai até domingo, 4.

Nesta sexta, a partir das 20h, está programada uma projeção mapeada nos Arcos da Lapa. Após a apresentação, haverá uma "blitz" nos principais bares da região. Serão distribuídos brindes, cards da campanha "#CarregoNoPeito" e ingressos para os Jogos. A influenciadora digital Paola Antonini (@paola_antonini) participará da ação junto ao CPB.

No sábado e no domingo, a #ViradaParalímpica desembarca na Praia de Ipanema, no posto 9, das 10h às 14h. Haverá tenda com música e experimentação de futebol de 5, distribuição de brindes e ingressos para o público participante. O evento contará, ainda, com a presença do projeto Adaptsurf e do ator Paulo Vilhena, embaixador paralímpico.

Del Nero faltou a 14 jogos seguidos da Seleção no exterior

O Presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, não acompanhou a estreia do técnico Tite na Seleção Brasileira no jogo desta quinta-feira, em que o Brasil venceu o Equador por 3 a 0, em Quito. Foi a 14ª ausência seguida do dirigente em partidas internacionais da equipe. Agora, ele promete ir a Manaus para ver o confronto com a Colômbia, na próxima terça-feira.

Ao não presenciar a boa atuação da Seleção na capital equatoriana, em jogo válido pelas Eliminatórias do Mundial de 2018, Del Nero quebrou um protocolo na entidade. Pelo menos nas últimas duas décadas, aquele que ocupava a presidência da CBF sempre prestigiou o início do trabalho dos técnicos da equipe verde e amarela.

Del Nero deixou de representar o Brasil no exterior desde que o FBI deflagrou em maio de 2015 operação de combate à corrupção no futebol mundial e prendeu, entre outros, o ex-presidente da CBF José Maria Marin, então seu braço direito na confederação. Ainda no ano passado, ele não esteve em quatro jogos do Brasil no Chile, pela Copa América, e ignorou dois amistosos da Seleção nos Estados Unidos.

Também não compareceu em duas partidas da equipe pelas Eliminatórias no final de 2015, contra Chile e Argentina, na casa dos adversários. Já em 2016, faltou ao jogo contra o Paraguai, em Assunção - outro pela fase classificatória ao Mundial da Rússia -,  e não marcou presença em amistoso com o Panamá, nos EUA.

Recentemente, passou o mês de junho assistindo pela TV à campanha desastrosa da Seleção na Copa América Centenário, nos Estados Unidos, onde o Brasil foi eliminado após enfrentar Equador, Haiti e Peru.

A 14ª ausência foi registrada no Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, na tarde-noite deste primeiro de setembro. Indiciado pela justiça norte-americana por crimes de corrupção, Del Nero já revelou a amigos que teme ser preso se deixar o País.

 

 

Fonte: Ascom Setre/Lance/Terra/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!