26/06/2012

BAHIA: PT pode privatizar Embasa e Bahiagás

 

O gato subiu no telhado. O governador Wagner cometeu um terrível ato falho ao criar a Agersa (Agência Reguladora de Saneamento Básico da Bahia), que na teoria deveria monitorar a prestação de serviços da Embasa e Bahiagás, acabou sendo encarada pela opinião pública como uma forma de encaixar o PR, mais novo partido adesista ao governo do estado, mas que deixa transparecer o intuito do governador em privatizar a Embasa e a Bahiagás.

Os indícios de que o governador ensaia a venda das empresas estatais ficam evidenciadas no sentido da criação de uma agência reguladora.

Elas entraram em voga no final dos anos 90, quando houve a privatização das empresas telefônicas e empresas de energia estatais.

Com a transferência do comando dessas empresas para a inciativa privada o governo precisou de mecanismos de controle para fiscalizar, e cobrar, o bom funcionamento dos serviços à população. Daí por exemplo surgiram a Anatel e a Aneel.

A diferença principal para o caso atual, é que a Embasa e a Bahiagás já possuem seus órgãos internos de controle e fiscalização, portanto é completamente desnecessária a criação de uma agência reguladora.
  

O segundo fator que direciona a venda das duas empresas é a situação financeira do estado. A venda da Embasa e da Bahiagás seria um forma de tapar o rombo causado pela perda de arrecadação acumulada desde 2007 quando Wagner assumiu o governo.

Além da falta de habilidade na gestão fiscal, que é a principal fonte de receita do estado, o governador não consegue atrair novas empresas, que por uma questão lógica, gerariam impostos e novos postos de trabalho.
  

No governo Lula o governador Wagner conseguia recursos para pagar as contas do estado, porém com a austera política econômica de Dilma Rousseff o governador da Bahia não encontrou mais essa facilidade, precisando recorrer a empréstimos em bancos internacionais para fechar essas contas.

Esses recursos na verdade deveriam estar sendo usados para fazer investimentos porém estão sendo usados para pagar contas, o resultado disso será visto em breve quando esses empréstimos deverão ser quitados.

Não olhe agora mas o novo governador da Bahia vai encontrar uma verdadeira herança maldita.

Fonte: Noticias de Itabuna

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!