19/01/2017

Itiúba: Açude irá abastecer Santaluz e Queimadas

 

O Açude de Jacurici, em Itiúba, no Distrito de Rômulo Campos, e que se encontra com mais de 80% de sua capacidade de armazenamento, vai passar a abastecer emergencialmente os municípios de Queimadas e Santa Luz a partir desta quarta-feira, 18.

A cessão do uso das águas do Açude de Jacurici para a dessedentação humana e animal, será assinada em ato que contará com a presença do coordenador regional do DNOCS na Bahia, Heraldo Rocha e representantes da Embasa.

“Este é um momento importante e mostra a importância do Dnocs para o nordeste brasileiro. As cidades de Queimadas e Santa Luz eram abastecidas pela Barragem da Leste, no leito do Rio Itapicuru, que serve para atender mais de 70 mil pessoas que moram nas duas cidades e que, devido a estiagem, encontra-se no seu ponto mais crítico para captação de água. O Dnocs vai ceder as águas do Açude de Jacurici, emergencialmente, para atender a estas cidades que estão passando por dificuldades”, explicou Rocha.

Atualmente, as águas do açude atendem a cidade de Itiúba e está com mais de 80% da capacidade de armazenamento. O açude é uma grande obra de engenharia do DNOCS, com a barragem a 18 Km da sede. Tem uma superfície de 1.974 ha e acumula um volume de 146.819.000 m³/s, sendo 1/1.000.000m³ de reserva intangível, sendo que oferece um potencial hídrico para irrigar cerca de 2.000 ha.

A barragem do Açude de Jacurici está implantada no rio Jacurici, a 32 km da confluência com o rio ltapicuru.

A solenidade de abertura das comporta do açude de Jacurici pelo coordenador Heraldo Rocha acontece às 11h30.

Itiúba: Prefeita esclarece sobre abertura das comportas do Açude

A fim de esclarecer as informações inverídicas veiculadas injustamente em alguns meios de comunicação da região, viemos apresentar nosso manifesto oficial sobre os fatos acerca da polêmica envolvendo a decisão do DNOCS em abrir as comportas do Açude Jacurici com o intuito de abastecer emergencialmente as cidades de Queimadas e Santaluz.

Vale destacar que a prefeita municipal, Drª Cecilia Petrina de Carvalho em nenhum momento se opôs a medida emergencial de socorrer os municípios citados, pois sabe – se que a água é um bem imensurável e de domínio público, o que se questiona é a forma e as condições em que o ato seria feito já que o município de Itiúba se quer foi notificado sobre tal atitude muito menos a população foi informada sobre tal decisão, vindo a tomar conhecimento apenas através de meios de comunicação sobre uma solenidade que aconteceria no dia 18/01/2017, as 11:30 horas, solenidade que aconteceria sem nenhum contato prévio com o município, atitude que de certa forma fere no minimo o principio da civilidade.

A prefeita ressalta que é favorável a prestação de socorro aos vizinhos município de Queimadas e Santaluz desde que não se coloque em risco a população de Itiúba, já que infelizmente o projeto emergencial não conta com nenhum tipo de estrutura devido a má conservação das instalações como se vê a olho nu pelas tubulações danificadas etc, porém o município de Itiúba está aberto ao dialogo com os representantes do DNOCS para buscarem conjuntamente uma medida que possa favorecer aos 3 municípios.

Jeremoabo prepara-se para a 1ª. Feira Cultural Quilombola

As comunidades quilombolas jeremoabenses preparam-se para mais um grande evento: a 1ª. Feira Cultural Quilombola, a ser realizados dias 27 e 28.01.2017, na comunidade de Viração.

A iniciativa é da ARCAS de Cícero Dantas (BA), com recursos captados da Sepromi Bahia via Edital Novembro Negro e tem o apoio do Conselho de Comunidades Quilombolas, Prefeitura Municipal e Território Semiárido Nordeste II.

A programação será a seguinte:

Dia 27 (sexta)

07 às 12 h: Torneio de futebol

08 às 17 h: Exposição de produtos

14 h: Oficinas

17 h: Momento Cultural com participação de comunidades

18 h: Forró Pé e Serra com Trio Juazeiro

Dia 28 (sábado)

8 h: Final do Torneio de Futebol

9 às 17 h: Exposição de produtos

13 h: Abertura oficial com autoridades

14 h: Concurso “Beleza Negra”

15 h: Banda de pífanos

15:30 h: Concurso de Poesias

17 h: Momento Cultural

18 h: Encerramento com diversas atrações musicais.

BR-235/BA começa o ano com obras em dois Lotes da rodovia

O sonho da população do norte da Bahia está cada vez mais próximo de se concretizar. As obras de implantação e pavimentação da BR-235/BA começaram o ano de 2017 a todo vapor em dois Lotes de obra, que juntos somam quase 155 quilômetros de estrada. O empreendimento do Governo Federal traz benefícios imediatos para o comércio local e, consequentemente, geração de emprego, além de melhorar a cada dia o deslocamento da população.

No Lote 1, o Consórcio EMPA/CCM/CCL concentra seus trabalhos em cerca dos primeiros 50km, sendo que os iniciais 13 quilômetros já estão asfaltados e com sinalização definitiva. Nos trechos em obras, estão sendo realizados as atividades de limpeza, terraplanagem e compactação do solo – serviços primários para a pavimentação de uma estrada – além da implantação de bueiros. Este Lote tem 79,30 quilômetros e começa na divisa dos estados Bahia e Sergipe até a cidade baiana de Jeremoabo.

Já o segundo lote em obra, o 5, tem 75,40 quilômetros e liga o distrito de Pinhões à cidade baiana de Juazeiro. Aproximadamente 65 quilômetros deste Lote já estão concluídos. Atualmente, o Consórcio PAVISERVICE/SVC concentra as atividades em cerca de 4km sem asfalto, na região da Agrovale, e na construção de paradas de ônibus em Pinhões e comunidades ao longo da rodovia, como Rocinha e Juá. Homens também trabalham na conclusão das pontes do rio Torão e do Poção.

As obras em quatro Lotes (1, 2, 4 e 5) da BR-235/BA que ligam os estados de Sergipe e Pernambuco começaram em 2014, totalizando 283,3 quilômetros. Os Lotes 1 e 5 tiveram suas atividades paralisadas, no segundo semestre de 2015, para revisão de projetos. Os trabalhos foram retomados logo no segundo semestre de 2016. O Lote 4, que tem 51 quilômetros entre Uauá e Pinhões, já foi entregue todo pavimentado. Já o Lote 2, com 77,60km entre Jeremoabo e Canché, resta a finalização da obra em cerca de 14 quilômetros.

A execução da obra é do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), autarquia federal vinculada ao Ministério dos Transportes. A obra de Implantação e Pavimentação da BR-235/BA tem o acompanhamento da equipe da Universidade Federal de Viçosa (UFV), responsável pela Gestão Ambiental do empreendimento, abrangendo a Supervisão e Gerenciamento Ambiental e a Execução dos Programas Ambientais – conforme o Termo de Cooperação, firmado com o DNIT.

 

Fonte: Diário do Sisal/Ascom PMI/Jeremoabo.com/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!