27/06/2012

BAHIA: Deputado apela ao governador

 

Em pronunciamento na Assembléia Legislativa da Bahia - ALBA, o deputado Carlos Geilson voltou a cobrar ao governador Jaques Wagner (PT) uma solução para a greve. "Eu estou falando como cidadão e como professor, que estudou a vida toda em escola pública, e me encontro preocupado - como milhares de baianos - com os rumos da educação em nosso estado", afirmou  .

O pronunciamento foi feito minutos após a assembleia dos professores da rede pública estadual da Bahia na manhã desta terça-feira (26), terem decididos manter a greve que já dura 78 dias. Os professores pedem o cumprimento do acordo assinado entre a categoria e governo, que prevê reajuste de 22,22%, estabelecido pelo Ministério da Educação como piso nacional do magistério.

Os docentes alegam que o governo quebrou o acordo assinado em novembro de 2011, que garantia os valores do piso nacional. A categoria, que reclama da falta de diálogo com o governo, não concorda com a proposta menor do que a acordada e ainda que não inclui os aposentados e licenciados.

Para Carlos Geilson, a resolução do impasse depende principalmente e unicamente da postura do governador. "É preciso que Vossa Excelência saia do pedestal. Não é jogando a opinião pública contra os professores, não é usando a força, a prepotência e a arrogância que se vai por fim a greve. O que os professores estão esperando é o diálogo com o articulador que tanto se falava na Bahia de outrora", ressaltou.

 O deputado ainda criticou o governo, que alega não ter dinheiro para conceder o piso nacional aos professores, mas contrata por meio da Secretaria Estadual de Educação (SEC), a empresa Abaís Conteúdos Educativos e Produção Cultural Ltda, dirigida pelo professor Jorge Portugal, com dispensa de licitação. A prestação de serviços educacionais Pré-Enem por um período de 180 dias custará R$ 1.591.774,80.

Fonte: Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!