11/02/2017

Monte Santo ganha espaço para empreendimentos solidários

 

Os doces de fruta, geleias de umbu, artesanato de palha de licuri e a cerâmica produzidos por empreendimentos solidários da Região de Monte Santo, município distante 360 quilômetros de Salvador, ganharam um novo local para comercialização.

Foi inaugurado nesta sexta-feira (10), no município, o Espaço Solidário do Centro Público de Economia Solidária Piemonte Norte do Itapicuru e do Piemonte da Diamantina - Cesol Monte Santo.

O espaço vai comercializar produtos de 80 empreendimentos, beneficiando cerca de 640 pessoas. Gente como Genilda Silva, umas das cinco componentes do Grupo Mulheres em Luta, do município Itiúba, que tem como carro-chefe a produção os doces de leite e o de licuri com banana.

Funcionando há 10 anos, o Mulheres em Luta recebe o apoio do Centro Público de Monte Santo a pouco mais de um ano. "Com a orientação do Cesol, melhoramos a nossa produção e desenvolvemos um rótulo para os nossos produtos. Agora, com o Espaço Solidário, temos mais uma ferramenta para comercializar nossa produção", comemora Genilda.

Outro grupo apoiado pelo Cesol, e que tem seus produtos nas prateleiras do Espaço Solidário, é o Jovens a Caminho, de Monte Santo, que produz derivados de mandioca e de frutas.

De acordo com Genilda Andrade, que faz parte do empreendimento, com o apoio, que inclui assessoria contábil-financeira, o Jovens em ação conseguiu fornecer alimentos para a merenda escolar da rede municipal e algumas escolas da rede estadual. "Hoje, nós compramos a nossa matéria-prima junto com outros empreendimentos, o que barateia o custo e viabiliza a produção", explica Genilda.

"O escoamento da produção é o resultado final de todo trabalho desenvolvido por esses empreendimentos. O Espaço Solidário cumpre papel fundamental para a comercialização da cadeia produtiva desse território", destaca a secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, presente na inauguração.

Também estiveram presentes o superintendente de Economia Solidária e Cooperativismo da Setre, Milton Barbosa; o superintendente de Educação Profissional da Secretaria de Educação, Durval Melo Neto e o coordenador do Cesol Monte Santo, Luís Costa.

Na parte da tarde, após a inauguração, a comitiva visitou a Escola Família Agrícola do Sertão, na área rural do município.

Cesol

Vinculado à Setre, o Cesol Monte Santo é gestado pela Associação Regional dos Grupos Solidários de Geração de Renda (Aresol) e atende 108 empreendimentos coletivos e solidários de 14 municípios da região.

No total, são nove Centros Públicos distribuídos pelo estado. Neles, são oferecidos estudo de viabilidade econômica, assistência técnica gerencial, orientação de acesso ao crédito, assistência técnica em comercialização e marketing, capacitação em áreas afins e assessoria para organização de feiras e exposições.

Território Semiárido Nordeste II conhece ações e políticas públicas para desenvolvimento rural

Apoio à comercialização, segurança alimentar do rebanho, assistência técnica e extensão rural, Bahia Mais Forte Terra Legal, projeto de Mecanização Rural, edital do Bahia Produtiva, entre outras iniciativas que fazem parte de uma “cesta” de ações contribuem para o desenvolvimento rural dos municípios baianos, foram apresentadas por gestores e técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), nesta sexta-feira (10), no auditório da Câmara Municipal de Ribeira do Pombal, Território Semiárido Nordeste II.

“O nosso objetivo é chamar os prefeitos, secretários de agricultura, cooperativas e associações para que elas compreendam como podem se beneficiar dos programas voltados para o desenvolvimento rural. A gente sabe que a economia rural é algo importante dentro da economia global do município, e nós estamos favorecendo a ampliação de renda, contribuindo para melhoria da qualidade de vida do homem no campo, para que ele possa ganhar mais, pois quando a agricultura familiar vai bem, o comércio e os serviços da cidade também ganham”, destaca o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Wilson Dias.

A Secretária de Agricultura e Meio Ambiente, do município de Euclides da Cunha, Maria Djalma de Abreu, participou do evento e sinalizou que “esse encontro é de fundamental importância e crucial, pois hoje o maior gargalo da nossa região é infraestrutura para comercialização, nós precisamos preparar e profissionalizar os nossos agricultores para serem empresários rurais”.

O evento da SDR nos territórios, chamado de Parceria com os Municípios para o Desenvolvimento Rural, pretende aprimorar o funcionamento do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) e Serviço Municipal de Apoio à Agricultura Familiar (SEMAF). “Junto com a SDR já começamos os tramites para instalação do SEMAF”, informa o secretário de Agropecuária, Indústria e Comércio de Ribeira do Pombal, Jairo Monteiro.

Prefeitos

Prefeito de Jeremoabo, Antônio Chaves comenta que o trabalho do Governo do Estado tem orientado o agricultor familiar como progredir em suas atividades. “Nós prefeitos e gestores municipais, temos que nos preocupar com o rural, porque é de lá que vem a alimentação de todos nós. Quando vejo o governador Rui Costa, incentivando o crescimento, ampliando o acesso a água, passando conhecimento para que o homem do campo desenvolva suas habilidades na realização de sua atividade, sinto que as coisas só tendem a melhorar".

O prefeito de Ribeira do Pombal, Ricardo Maia, acredita que eventos desta natureza, contribuem para superação de desafios no campo. “Nosso território tem mais de um milhão de habitantes, temos que nos unir, para sabermos como conviver com a estiagem”. Já o prefeito de Cícero Dantas, Ricardo Almeida, pontua que “esses encontros são importantes até para que os prefeitos se inteirem sobre as iniciativas que os municípios podem contar com o Governo do Estado”, pontuou.

Bahia Produtiva

Foi informado ao público presente que estão abertas as inscrições do Edital do Bahia Produtiva, e que há um recurso de R$ 5 milhões, destinado a cadeia produtiva do caju, atividade agrícola de representatividade no Território Semiárido Nordeste II.

“Enxergo essa ação da SDR como um grande passo. Quando você ouve a base, agricultores, gestores e cooperativas consegue-se fazer um gestão democrática, que chega para o pequeno agricultor . É o diálogo que leva a evolução e fortalece a agricultura familiar”, salienta o diretor-presidente da Cooperativa dos Cajucultores Familiares do Nordeste da Bahia (Cooperacaju), Ícaro Renê Santos.

Equipe

Compondo o time de técnicos da SDR que estiveram presentes na atividade estão o Coordenador de Projetos Especiais, Gilmar Bonfim, o Coordenador de Planejamento e Captação, da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Luís Ribeiro, o coordenador da Bahiater no Território Semiárido Nordeste II, David Andrade e o coordenador regional da CAR, José Augusto Bitencourt.

SDR se reúne com gestores municipais em Paulo Afonso para fortalecer desenvolvimento rural do Território Itaparica

Ciente de que o desenvolvimento rural pleno só é eficaz se houver ações

estratégicas realizadasde maneira conjunta, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) está em visita aos 27 territórios de identidade da Bahia, promovendo um diálogo com prefeitos, secretários municipais, gestores, associações, cooperativas e sindicatos que lidam com a agricultura familiar, para alinhamento institucional e apresentação de políticas públicas que contribuem para qualidade de vida e inclusão produtiva do homem no campo.

Nessa perspectiva, o superintendente da Agricultura Familiar (SUAF), Marcelo Matos, esteve nesta quinta-feira (09), no Território Itaparica, no município de Paulo Afonso, representando o secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, no auditório da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), na ação da SDR intitulada: Parceria com os Municípios para o Desenvolvimento Rural, que pretende aprimorar o funcionamento do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) e Serviço Municipal de Apoio à Agricultura Familiar (SEMAF).

“Essa iniciativa da SDR é muito importante no sentido de se aproximar dos municípios para potencializar as estruturas de atendimento ao agricultor e a agricultora familiar. Nós estamos nesta empreitada para apoiar e ajudar na estruturação de um serviço que facilite a chegada das políticas públicas com eficiência e eficácia ao produtor rural” disse Marcelo Matos.

Para prefeito de Paulo Afonso, Luiz Barbosa de Deus, “ todo político deveria seguir religiosamente os compromissos feitos durante a campanha, que se resume em somente um item: a melhoria da qualidade de vida do povo. Então, essa iniciativa é bastante salutar, pois tende a isso, verificar a aptidão de cada município e estimular o desenvolvimento. A matéria-prima dessa região é a água, assim essa atividade ajudará a desenvolver a aquicultura e os projetos de irrigação”.

O gerente regional da unidade da Bahia Pesca, órgão vinculado a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), Almeida Júnior, que atua em parceria com a SDR no Setaf de Paulo Afonso, participou do evento e pontuou que, “essa parceria com gestores municipais, prefeitos e outras organizações para fazermos um trabalho junto e integrado, é uma forma de trazer os resultados que a sociedade quer e precisa”, salienta .

Opinião

O secretário de Agricultura Meio Ambiente e Pecuária de Macururé, Gustavo da Costa, participou do encontro e acredita que a parceria entre município e estado vai dar certo. “Eu vejo como uma conexão muito importante essa reunião. Uma série de programas que vi hoje já vou correr atrás para aderir a esses processos. Lá a gente fica conhecendo os anseios e dificuldades da população, mas temos que buscar soluções, junto à prefeitura e com apoio do estado”, conta o secretário.

A cacique da aldeia Truka Tupã, comunidade indígena que fica em Paulo Afonso, Maria Erineide da Silva, afirma que o desejo é que as ações de desenvolvimento rural possam chegar até as aldeias e “espero que haja a união para que essa parceria ajude mais a nossa agricultura familiar”. O cacique Anselmo da Conceição, da aldeia Tuxá, que fica em Rodelas, destaca que “esse diálogo vai fortalecer o acesso a água de produção e consumo humano, além de fazer com que chegue os investimentos necessários para o crescimento da comunidade”.

Durante a atividade foi apresentado ao público presente, uma “cesta” de ações ligadas a Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), Bahia Mais Forte Terra Legal, Apoio a Comercialização, Garantia Safra, Projeto de Mecanização Rural e orientações para instalação do Semaf.

Na ocasião, a coordenadora de Políticas Territoriais da Superintendência de Políticas Territoriais e Reforma Agrária (Sutrag), Sarana Brito, falou sobre o Plano Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (PMDRS). Já o diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (BAHIATER), João Alberto Souza, contribuiu apresentando o Serviço Sistemático Continuado de ATER.

“Política pública de fato se faz assim, com diálogo e com um processo de descentralização e construção coletiva. O Governo do Estado, por meio da SDR, está sendo inovador e pioneiro nessa ação. Acho que vai impactar muito os territórios, principalmente, porque está em início de gestão, novos prefeitos e secretários, precisando fazer seus planejamentos de políticas públicas , o estado traz várias propostas de parcerias para fortalecer a agricultura familiar e a convivência sustentável com o semiárido. É nesse processo que se constrói o fortalecimento, juntando forças, recursos, potencialidades, serviços e decisão política”, avalia Edvalda Aroucha, Coordenadora do Colegiado Território Itaparica.

 

Fonte: Ascom Setre/Ascom SDR/Ascom CAR/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!