27/04/2017

Festival Caymmi celebra aniversário de Dorival em Plataforma

 

É perto do mar que o Festival Caymmi de Música realiza mais uma ocupação que valoriza a nova música e as manifestações artísticas urbanas da Bahia. Depois de reunir mais de 4 mil pessoas em dois dias de programação no Passeio Público no início desse mês, o evento chega agora ao bairro de Plataforma, no Subúrbio Ferroviário. A Praça São Brás recebe o Festival nos dias 29 e 30 de abril, em um fim de semana de celebração especial: no domingo, Dorival Caymmi – inspiração maior desse projeto – completaria 103 anos. A movimentação em Plataforma vai reverberar as ondas musicais do mestre conectando música e expressões artísticas em diversas linguagens.

Para celebrar, o Festival convida a comunidade do bairro e de localidades do entorno a ocupar a praça para uma programação gratuita e aberta a todos os públicos. Além de show musical, que tem como protagonistas os novos talentos baianos - concorrentes ao Prêmio Caymmi de Música – e com participação de artistas convidados. O evento conta com atividades de bem-estar, vivências, oficinas e mostras assinadas pelo projeto #OcupaLajes e pelos coletivos artísticos ACORDA Samba, A Rua é a Voz e #MaisAmorEntreNós, além do Centro Cultural Plataforma, que já desenvolvem trabalhos importantes no bairro e em outras localidades do Subúrbio. As atividades da programação têm início às 8h e os shows acontecem às 16h.

No palco, a homenagem ao mestre Caymmi ganha destaque com a valorização da nova música da Bahia, em shows sob direção artística de Márcio Meirelles e direção musical assinada a quatro mãos por João Milet e Ronei Jorge. No sábado (29), apresentam-se os grupos RBF - Rapaziada da Baixa Fria, Gazumba, Skanibais e a cantora Nara Couto, concorrentes na categoria ‘Show’ ao Prêmio Caymmi de Música. A participação especial fica por conta da cantora baiana Márcia Castro.

No dia 30 (domingo), aniversário de Caymmi, sobem ao palco os grupos Performáticos Quilombo, Africania, o cantor Filipe Lorenzo e a banda Ifá. A tarde contará com participação da cantora convidada Jadsa Castro, também representante da nova geração de artistas da Bahia. A curadoria dos shows, com a escolha dos artistas de cada apresentação, é assinada pela Comissão Julgadora do Prêmio, que à medida que assiste aos shows concorrentes define uma grade artística para os eventos.

Vale salientar que a participação do show concorrente nas edições do Festival Caymmi não significa a seleção ou indicação do inscrito como finalista ou vencedor do Prêmio nesta categoria. Além dos concorrentes da categoria ‘Show’, as produções dos concorrentes às categorias ‘Videoclipe’ e 'Música' também serão apresentadas durante o Festival. Ao todo 258 músicas, entre instrumental e música com letra, e 80 videoclipes concorrentes serão incluídos na programação e veiculados ao público.

Festival Caymmi de Música

Imbuído da missão de valorizar os espaços públicos que servirão de palco para suas atividades, e contribuindo com a sua revitalização, o Festival Caymmi, em um diálogo com a cidade, convida atores sociais e coletivos artísticos e culturais das comunidades do entorno a ocuparem esses locais.

Passeio Público, no centro da cidade, e agora Plataforma, no Subúrbio Ferroviário, receberam a movimentação do Festival Caymmi em abril. Em maio outros dois pontos igualmente importantes da capital baiana serão mobilizados pelo Caymmi: Itapuã, nos dias 13 e 14, ocupando a Praça Vinicius de Moraes e, por último, o Parque da Cidade, nos dias 27 e 28.

“A proposta dos festivais é reverberar esta nova música da Bahia por toda cidade, de forma gratuita e agregadora. Como um movimento cultural, juntamos também outras linguagens artísticas, expandindo ainda mais as ondas sonoras do projeto”, explica Elaine Hazin, diretora geral do Festival.

Para o superintendente de Promoção Cultural da SecultBA, Alexandre Simões, a iniciativa oferece ao público a oportunidade de conhecer o que de melhor se produz hoje na música baiana. “O público terá uma atividade de lazer de qualidade, gratuita, com várias atrações, podendo participar diretamente, interagir e, principalmente, se divertir à vontade”, ressalta.

Com realização da Via Press Comunicação e Eventos, o Festival Caymmi de Música conta com patrocínio da Vivo e do Governo do Estado, através da lei de incentivo estadual FazCultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, além da parceria da Prefeitura Municipal de Salvador e apoio da BAND Bahia, Band News FM, TVE e Rádio Educadora.

O Festival Caymmi de Música conta com direção geral de Elaine Hazin, direção artística de Márcio Meirelles e direção musical de João Meirelles e Ronei Jorge. A concepção cenográfica dos espaços do Festival é assinada pela Mimo - Arquitetura Consciente, com criações do coletivo CRIA.

Arte na Praça

As atividades começam às 9h, nos dois dias, com abertura de uma ocupação artística que potencializa as atividades culturais protagonizadas por agentes locais promovida em parceria com o projeto #OcupaLajes. Uma visita guiada ao Acervo da Laje, com traslado gratuito a partir da Praça São Brás, abre a programação. Seguida, às 10h, por exposição e venda de obras dos artistas Ray Bahia, Ivana Magalhães e Joel Souza. O #OcupaLajes é uma ação promovida pelo Acervo da Laje com realização de oficinas de arte e exposições visuais em lajes da capital baiana através de articulação com artistas visuais do Subúrbio e Cidade Baixa.

Na manhã de sábado, às 10h, uma vivência promovida pelo Coletivo A CORDA Samba de Roda vai destacar a Memória Viva do Samba de Roda do Subúrbio. A ocupação segue com a Mostra ‘Curtas do Subúrbio’ que, a partir das 14h, contará com exibições dos filmes, ‘A Beleza Invisível’, dirigido por Leandro Souza, ‘Balú’, de Paula Gomes, ‘A Beleza do Subúrbio’, de Jose Sebastian Barreneche, e ‘Não Somos + Um’, com direção assinada pelo grupo Juventude Negra e com participação política da Agência de Comunicação do Subúrbio - Cipó Comunicação Interativa.

A mostra será seguida por um bate-papo com a diretora Paula Gomes, o diretor Leandro Souza e o ator mirim David Silva, que protagoniza Balú. O encontro será mediado pelo ator e produtor cultural Fabrício Cumming e acontece no Centro Cultural Plataforma. Antes do show, às 15h30, a Batalha de MC’s, atividade do coletivo A Rua é a Voz, que tradicionalmente já ocupa a Praça São Brás com MC’s, grupos de rap e elementos da cultura hip hop, movimenta o Festival com competições de rima.

No domingo, visita guiada e exposição abrem mais uma vez a ocupação, às 9h e 10h, respectivamente. Também a partir das 9h, o coletivo "Mais Amor Entre Nós (#MAEN), promoverá uma corrente de cuidado mútuo entre mulheres. O grupo convida todas as mulheres a realizarem atividades que trabalham técnicas de relaxamento do estresse, com facilitação de Sueli Kintê, tratamento terapêutico, com Mônica Gonçalves, e um aulão de Coupé Décalé - dança urbana de origem africana - com condução do Farafina Brasil e Kety Kim.

À tarde, as crianças ganham destaque na oficina de máscaras gigantes de papelão e na atividade de pintura lúdica facial, conduzidas pelo artista Zaca Oliveira, do #OcupaLajes. Novamente às 14h, a ocupação segue para o Centro Cultural Plataforma com a Mostra Curtas do Subúrbio. Finalizando a programação que precede o show, um mini cortejo, às 16h, reunirá as crianças e máscaras produzidas na atividade anterior em um passeio pela Praça com máscaras gigantes e estandartes do #OcupaLajes puxado pelo Carro Multimídia da artista Ana Dumas.

Vivo Transforma

O Prêmio Caymmi de Música tem o patrocínio exclusivo da Vivo. Por meio da plataforma Vivo Transforma, a empresa incentiva a cultura baiana em suas diferentes vertentes e contribui para a transformação social por meio da democratização do acesso e a valorização dos talentos locais. A Bahia é o segundo estado em número de iniciativas apoiadas pela operadora e também em destinação de recursos incentivados em todo o País. “Ficamos muito contentes em proporcionar ao público baiano o acesso a projetos que promovem a inclusão, conquistam plateias e deixam um legado cultural relevante para a sociedade por meio da música”, diz a diretora de Sustentabilidade da Vivo, Joanes Ribas. Em 2016, foram mais de 3,8 milhões de reais investidos pela Vivo em nove projetos na Bahia. Saiba mais em vivotransforma.com.br.

  • Programação Festival Caymmi – Plataforma (Praça São Brás)

SÁBADO – 29/abril

9h – Visita Guiada ao Acervo da Laje**

10h – Exposição de artistas do Subúrbio (Coletivos #OcupaLajes e Acervo da Laje)

10h – Vivência e Roda de Samba do Subúrbio* (Coletivo A CORDA Samba de Roda)

14h – Mostra de Filmes ‘Curtas do Subúrbio’+ Bate papo* (Centro Cultural Plataforma)

15h30 – Batalha de MC’s (Coletivo A Rua é a Voz)

16h – Show | RBF - Rapaziada da Baixa Fria, Gazumba, Skanibais e Nara Couto (sáb) – Participação Márcia Castro

DOMINGO – 30/abril

9h – Visita Guiada ao Acervo da Laje**

9h – Ação de AutoCuidado #MaisAmorEntreNós* (Coletivo #MaisAmorEntreNos)

10h – Exposição de artistas do Subúrbio (Coletivos #OcupaLajes e Acervo da Laje)

13h – Oficina de Máscaras de Papelão + Pintura Facial* (por Zaca Oliveira/Coletivo #OcupaLajes)

14h – Mostra de Filmes ‘Curtas do Subúrbio’* (Centro Cultural Plataforma)

16h – Mini cortejo de Máscaras Gigantes (Coletivo #OcupaLajes e Carro Multimídia)

16h – Show | Performáticos Quilombo, Africania, Filipe Lorenzo, Ifá – Participação Jadsa Castro

*Inscrições no local, 1h antes de cada atividade. Vagas Limitadas!

**Traslado gratuito Praça – Acervo da Laje. Saída às 8h50. 15 vagas.

  • SERVIÇO

Festival Caymmi de Música

Datas: 29 e 30 de abril (sábado e domingo)

Local: Praça São Brás (Plataforma)

Atrações: RBF - Rapaziada da Baixa Fria, Gazumba, Skanibais e Nara Couto (sáb) | Performáticos Quilombo, Africania, Filipe Lorenzo, Ifá (dom)

Participações especiais: Márcia Castro (sáb) e Jadsa Castro (dom)

Horário: Atividades – a partir das 9h | Shows – 16h

ENTRADA FRANCA

 

Fonte: Ascom SecultBa/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!