05/05/2017

Salvador: Largo Tereza Batista garante diversidade musical no Pelô

 

O mês começa em alta no largo Tereza Batista, Pelourinho. Nesta sexta-feira (05), a manhã começa com a Conclusão do Curso de Aperfeiçoamento e Educação em Saúde, uma parceria com a Coordenação Nacional da FIOTEC e a Coordenação da Escola Técnica da Saúde (SESAB), das 8h às 17h, no Largo Tereza Batista, gratuito. A programação dos Largos do Pelourinho recebe apoio do Governo do Estado, pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

No sábado (06), tem desfile no lançamento da coleção Mãe & Filhos, o NEGRIF, no Largo Tereza Batista, às 14h, a entrada custa uma lata de leite em pó. No mesmo local, às 20h, tem o show 'Sertanejo e Samba Universitário', e traz como convidados a dupla Larissa Carvalho e Ronejo 18, cantando sertanejo e a Banda Miskuta, cantando samba, com entrada gratuita.

No Domingo (07), tem ensaio do Bloco Olodum, das 14h às 18h, no Largo Tereza Batista, no valor de R$ 50.

Já terça-feira (09), o Forró King realiza seus ensaios, às 20h, cm entrada gratuita. Na quarta-feira (10), o Largo Tereza Batista vai receber o "Festival Samba de Beco em Beco", idealizado por Gal do Beco, e traz como convidados o Samba da Vela, Walmir Lima, Jonilson Pantera e Samba de Roda Viola do Quilombo, de Simões Filho.

  • SERVIÇO

Conclusão do Curso de Aperfeiçoamento e Educação em Saúde

Data: 05.05

Local: Tereza Batista

Horário: das 08h às 17h

Valor: gratuito

NEGRIF - Desfile Mãe & Filhos

Data: 06.05

Local: Tereza Batista

Horário: das 14h às 17h

Valor: 1 lata de leite em pó

Sertanejo e Samba Universitário

Data: 06.05

Local: Tereza Batista

Horário: 20hh

Valor: gratuito

Ensaio do Bloco Olodum

Data: 07.05

Local: Tereza Batista

Horário: das 14h às 18h

Valor: R$ 50,00

Forró King

Data: 09.05

Local: Tereza Batista

Horário: 20h

Valor: gratuito

Festival Samba de Beco em Beco

Data: 10.05

Local: Tereza Batista

Horário: 20h

Valor: gratuito

Debate sobre democracia inicia novo ciclo do "Memórias Contemporâneas"

Dando início às atividades resultantes de convênio de colaboração firmado entre a Fundação Pedro Calmon (FPC), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), e o Goethe-Institut Salvador-Bahia, o projeto "Memórias Contemporâneas", do Centro de Memória da Bahia, passa a desenrolar temas de reflexão a partir de experiências globais, perpassando as relações de poder na contemporaneidade.

Na estreia deste novo ciclo, no dia 10 de maio (quarta-feira), às 18h, o Teatro do Goethe-Institut acolhe o debate "Artistas em Defesa da Democracia", tema tão expresso na história das nações quanto absolutamente atual e urgente. A pauta será discutida por um trio de pessoas com experiências significativas neste contexto: o sociólogo e ex-ministro da Cultura Juca Ferreira (Brasil) e os artistas Roy Dib (Líbano) e Cyrille Brissot (França). O evento, com entrada franca, também marca a abertura da 13ª Semana da Europa em Salvador, numa parceria com a Aliança Francesa e o Instituto Cervantes.

O "Memórias Contemporâneas" é um projeto nas áreas de história e memória que objetiva a constituição de um banco de dados audiovisual acerca da cultura e seus agentes, a partir da década de 1950. Os encontros, que se atentam à relação de organizações e movimentos sociais com o campo da cultura e o protagonismo das linguagens artísticas nas disputas identitárias, são registrados em vídeo. Pondo em diálogo agentes convidados e o público, o pensamento calcado na memória é difundido, gerando, assim, outra fonte de conhecimento que não apenas os documentos escritos.

CONVIDADOS

 Soteropolitano, Juca Ferreira, sociólogo, ambientalista e ex-ministro da Cultura do Brasil, tem trajetória profissional dedicada à vida política e às ações culturais e ambientais. Foi líder estudantil secundarista e chegou a ser eleito presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) no dia em que foi decretado o AI-5. Após dois anos, deixou o curso de História da Universidade Federal da Bahia e ingressou na resistência ao regime militar. Passou nove anos exilado no Chile, na Suécia e na França. Estudou Línguas Latinas na Universidade de Estocolmo, na Suécia, e Ciências Sociais na Universidade Paris 1 - Sorbonne, na França, onde se formou. Foi algumas vezes vereador em Salvador, secretário do Meio Ambiente do Município de Salvador, vice-presidente da Fundação OndAzul e representante da sociedade civil na elaboração da Agenda 21 Nacional. Por mais de cinco anos, foi Secretário Executivo na gestão de Gilberto Gil no Ministério da Cultura e, em 2008, assumiu o cargo de ministro de Estado da Cultura, até o final de 2010. Em 2011 e 2012, esteve embaixador especial na Secretaria Geral Ibero-Americana, em nome de quem coordenou a realização do Ano Internacional dos Afrodescendentes. Entre 2013 e 2014, ocupou o cargo de secretário de Cultura do Município de São Paulo. Foi reconduzido ao cargo de Ministro da Cultura do Brasil em janeiro de 2015, permanecendo até maio de 2016.

Roy Dib, artista e cineasta que vive e trabalha em Beirute, no Líbano, convive com as questões políticas e de censura do seu país e está na capital baiana como residente do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia. Seu trabalho é focado nas construções subjetivas do espaço. Seu curta, "Mondial 2010" (2014), ganhou diversos prêmios importantes. Sua videoinstalação "A Spectacle of Privacy" estreou na Exposure 2015 no Beirut Art Center e depois integrou a programação do Fórum Expandido 2015 da Berlinale, do Queer Porto 1 (2015), do Festival de Imagens de Toronto (2016), e foi premiado no Festival de Arte Contemporânea SESC_Videobrasil (2015). Em 2016, ele fez seu primeiro longa, "Beit El Baher".

Artista e músico francês, Cyrille Brissot combina conhecimento técnico e pesquisa artística. É formado em engenharia acústica na École des Arts et Métiers e trabalha no Institut de Recherche et de Coordination Acoustique/Musique-IRCAM, atuando na investigação das possibilidades de expressão na interação com as novas mídias e desenvolvendo tecnologias para arte e interatividade. Considerado como um dos grandes especialistas na captura do gesto, recebeu o prêmio de Melhor Criação do Ano em Bains Numériques - Festival de Arte Digital, com o espetáculo "Mayakkam-Oxymore" (2009). Artista multimídia, com vasta experiência em trabalhos interdisciplinares, Brissot vem colaborando com diferentes artistas, a exemplo do baiano Carlinhos Brown, na criação de obras híbridas no cruzamento de diferentes campos artísticos.

  • SERVIÇO

Memórias Contemporâneas: Artistas em Defesa da Democracia

Com: Juca Ferreira (Brasil), Roy Dib (Líbano) e Cyrille Brissot (França)

Quando: 10 de maio (quarta-feira), 18h

Onde: Teatro do Goethe-Institut Salvador-Bahia

(Av. Sete de Setembro, 1809 - Corredor da Vitória)

Entrada franca

 

Fonte: SecultBa/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!