16/05/2017

Cratera permanece há mais de um mês no oeste da Bahia

 

Os motoristas que trafegam no trecho da BR-020, entre o distrito de Roda Velha, em São Desidério, e Luís Eduardo Magalhães, municípios na região oeste da Bahia, precisam ter paciência. No local, há mais 30 dias, no dia 2 de abril, uma cratera foi aberta por conta das chuvas e, por conta da interdição, é preciso fazer um desvio para voltar a trafegar na rodovia.

A BR-020 é rota importante para escoamento de produção agrícola. Cerca de 100 fazendas produtoras de soja, milho e algodão ficam na rodovia, que liga Brasília a Fortaleza.

O funcionário público Francisco Galvão é um dos motoristas que reclamam da situação na rodovia. "É impressionante. Não existe algo para denominar isso. Não é possível que um buraco com menos de 100 metros demore mais de 30 dias para fazer uma obra”, critica.

Para seguir viagem, motoristas de carros e caminhões que passam pelo trecho precisam pegar um desvio improvisado ao lado da BR-020. Os motoristas ainda esperam em uma fila para pegar a pista, porque só tem uma faixa de tráfego. “Atrasa a viagem. É um perigo para os caminhões pesados que precisam parar na fila aqui”, relata o caminhoneiro Ismael Gonzaga.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Denit), órgão responsável pela manutenção da pista, usou escoras para evitar que a terra cedesse de novo e disse que não há risco de desabamento.

O prazo inicial da conclusão da obra era de um mês, mas houve atraso e, depois de ser assinado um contrato de emergência, o serviço começou. Para resolver problema, vai ser feito novo canal de escoamento para o rio Roda Velha, que passa pelo buraco. A previsão do orgão é de que a obra fique pronta até junho.

Vaquejada de Formosa do Rio Preto terá premiação de R$ 100 mil

A festa mais aguardada dos últimos dois anos em Formosa do Rio Preto acontece de 25 a 28 de maio, no Parque de Vaquejada Major Leopoldo, Avenida da Matriz – na entrada da cidade.

A Vaqueja de Formosa do Rio Preto é a segunda maior vaquejada do estado da Bahia e está sendo considerada como a maior do país com shows gratuitos com artistas consagrados regionalmente, nacionalmente e até internacionalmente.  A 33ª edição da festa carrega o peso duplo da tradição e da expectativa acumulada por não ter sido realizada em 2016.

O show principal e mais esperado vai acontecer no domingo (28/05) com a dupla sertaneja Fernando e Sorocaba, a partir das 23 horas, nesta mesma noite também terá a apresentação de Marquinhos Bahia. No sábado (27/05), a diversão fica por conta da cantora Márcia Felippe e da dupla Wilian e Marlon e na sexta, do cantor Thierry e da banda Seu Maxixe. A abertura oficial será no dia 25, às 20 horas, com o tradicional desfile, escolha da Miss Vaquejada 2017 e shows com Baião de Dois e Daniel Vieira. As corridas de vaquejada irão começar no dia 26, às 8 horas.

“Estamos consolidando a vaquejada de Formosa como a maior vaquejada gratuita do Brasil. Investimos nas atrações para presentear a comunidade local e também atrair o público de outras cidades, mas também nos lembramos de garantir que a organização da corrida tenha o melhor padrão de qualidade”, relata Termosires.

Em 2017, a corrida tem premiação de R$ 100 mil – divididos entre profissional (R$70 mil), amador (R$20 mil) e amador local (R$10 mil). As senhas são pagas em dinheiro, com um boi a menos e pode-se correr em até dois cavalos. “Neste ano, estamos seguindo os critérios que o esporte requer, com o apoio e orientação da Associação Brasileira de Vaquejada (Abvaq). Tudo em conformidade com a legislação”, explica o secretário de Agricultura, Combate à Seca e Estiagem, Eronides Batalha.

De acordo com a Secretária de Cultura, Esporte e Turismo, Luciana Lisboa, o evento vai oferecer ao público bares, restaurantes, lanchonetes, suvenires e artesanatos. “Temos também a presença das instituições que garantirão toda a segurança e apoio para que a festa ocorra com tranquilidade e paz. Haverá posto médico e a presença da Vigilância Sanitária, Conselho Tutelar, Polícia Militar e Adab”, enfatiza.

Uma das novidades da festa são os stands institucionais da prefeitura. O palco alternativo terá apresentações de bandas locais e regionais dos dias 26 a 28, das 17 às 22 horas. A presença do parque infantil também já está confirmada.

  • Agenda de shows, do palco principal (a partir das 23 horas):

25/05: Baião de Dois / Danniel Vieira

26/05: Thierry / Seu Maxixe

27/05: Wilian & Marlon / Márcia Fellipe

28/05: Fernando & Sorocaba / Marquinhos Bahia

  • Serviço

XXXIII Vaquejada de Formosa do Rio Preto/BA

Data: de 25 a 28 de maio de 2017

Local: Parque Major Leopoldo, Avenida da Matriz – avenida da entrada da cidade.

Abertura com escolha da Miss Vaquejada 2017: 25/05 às 20 horas

Shows: Palco alternativo: das 17 às 22h / Palco principal: a partir das 23h

Corridas de vaquejada: a partir das 8h (de 26 a 28/05)

Realização: Prefeitura de Formosa do Rio Preto

Organização da corrida: Grupo Albuquerque

Produtividade brasileira está entre as que mais crescem no mundo, diz estudo do USDA

Rendimento entre 2006 e 2010 teria demonstrado evolução maior do que a de países como China, Chile e Argentina, de acordo com levantamento do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos

O Brasil é um dos países em que a produtividade agropecuária mais cresce, segundo estudos do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. De 2006 a 2010, o rendimento da agropecuária no país aumentou 4,28% ao ano. Atrás do Brasil ficaram a China com 3,25%, o Chile com 3,08%, o Japão com 2,86%, a Argentina com 2,7%, a Indonésia com 2,62%, os Estados Unidos com 1,93% e o México, com rendimento de 1,46% no período.

Para o levantamento, os pesquisadores norte-americanos usaram o indicador expresso em Produtividade Total dos Fatores (PTF), que considera todos os produtos das lavouras e da pecuária e os relaciona com os insumos usados na produção.

O estudo foi publicado na revista científica EuroChoices agri-food and rural resource issue e divulgados nesta sexta-feira, dia12, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Para o coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola da pasta, José Garcia Gasques, os dados mostram que a agricultura brasileira tem crescido principalmente com base na produtividade. “No Brasil, essa variável é responsável por cerca de 90% do crescimento da produção, enquanto que 10% se deve aos insumos”, disse.

Segundo Gasques, por causa do aumento da produtividade, o Brasil deixou de ser país importador de alimentos e se transformou em um expressivo exportador de uma quantia diversificada de produtos agropecuários. Entre 1975 a 2015, a taxa média de crescimento da produtividade agropecuária no Brasil foi de 3,58% ao ano. Na década de 2000, a média foi de 4,08% ao ano.

 

Fonte: G1/Jornal o Expresso/Canal Rural/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!