17/05/2017

São João do Pelô já tem 36 grandes atrações garantidas

 

O tradicional São João do Pelô deste ano será realizado de 22 a 24 de junho e já possui uma grade de 36 grandes atrações, que se revezarão nos três principais palcos montados no Centro Histórico de Salvador para a festa: no Terreiro de Jesus, no Largo do Pelourinho e no Cruzeiro de São Francisco. Já estão assegurados pela Bahiatursa quatro shows, por dia, em cada um desses espaços, entre locais e nacionais, mas o número de artistas a se apresentar ainda pode aumentar.

Coordenada pela Bahiatursa, superintendência vinculada à Secretaria de Turismo do Estado, a programação de São João deste ano, excepcionalmente, não se estenderá às praças Tereza Batista, Pedro Arcanjo e Quincas Berro D’água, que serão fechadas em junho para a execução de obras estruturais. Como nos anos anteriores, o São João do Pelô terá uma programação diversificada e eclética para baianos e turistas que visitam a capital nesse período.

Investimento

O Governo do Estado, através do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultura da Bahia (Ipac), vai investir R$ 2,4 milhões nas obras das três praças do Centro Histórico, que permanecerão fechadas nos próximos três meses, prazo previsto para a conclusão dos serviços.

O fechamento obedeceu a uma recomendação do Ipac e do Corpo de Bombeiros após vistoria, realizada em abril, que apontou a necessidade de reformas estruturais de emergência dos largos. Na avaliação do diretor-geral do Ipac, João Carlos Oliveira, por ser aberto nas suas extremidades laterais, os largos tornam-se vulneráveis e bastante fragilizados na época das chuvas.

Os largos Tereza Batista, Pedro Arcanjo e Quincas Berro D’água encontram-se em área tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), sendo de propriedade do Estado da Bahia e gerido pelo Ipac. Após a reforma, os largos reabrirão com maior qualidade, segurança e conforto para os usuários que frequentam o local.

Anavitória, Jorge Vercillo e Whindersson Nunes se apresentam em junho, na Concha Acústica

O duo Anavitória, o cantor Jorge Vercillo e o youtuber e comediante Whindersson Nunes estão entre as atrações já confirmadas para o mês de junho, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA), que acaba de completar um ano de reabertura. Antes deles se apresentarem, no dia 9 de junho, acontece o show 'Tributo ao Rei do Pop', uma homenagem a Michael Jackson, estrelada pelo performer Rodrigo Teaser, que dança, canta e interpreta o ídolo norte-americano.

Após rápida passagem por Salvador em 2016, as meninas do Tocantins - sucesso no pop rural (estilo assim definido por misturar o urbano com o rural e o pop com o sertanejo) e conhecidas principalmente na internet, com mais de oito milhões de visualizações no Youtube - voltam à capital baiana no dia 10 de junho.

Já no dia 11, a atração é o cantor Jorge Vercillo. O repertório do espetáculo apresenta sucessos de todas as fases da carreira do artista, como ‘Ela Une Todas as Coisas’, ‘Final Feliz’, ‘Monalisa' e muito mais, inclusive ‘Talismã sem Par’ e ‘Pode Ser’, canções do álbum mais recente: 'Vida é Arte'. Mas também será laboratório para testar duas inéditas, a política ‘Minhas Escolhas’, feita com o gaúcho Antônio Villeroy, e ‘Samba Oração’, em homenagem ao filósofo e compositor Jorge Mautner.

O fenômeno do Youtube Whindersson Nunes também se apresenta em Salvador com o seu mais novo show de stand up, 'Proparoxítona'. O show será realizado no dia 18 de junho. O comediante não deixará de contar histórias da sua infância, porém, agora Whindersson fala sobre filmes e músicas de sucesso, além das histórias que ninguém sabe, guardadas no fundo do baú. Mais informações sobre o programação da Concha estão disponíveis no site do TCA.

“Domingo no TCA” recebe Péri com homenagem a Roberto e Erasmo Carlos

Mais uma atração musical inédita do projeto Domingo no TCA, o cantor e compositor baiano Péri vai homenagear Roberto Carlos & Erasmo Carlos no show intitulado “O Meu Amor Maior do Mundo”, em cartaz no próximo domingo (21), às 11h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves. O tributo aos dois ícones da Música Popular Brasileira – cantores e compositores com uma vasta obra de sucesso iniciada na Jovem Guarda dos anos 1960 – será também um show romântico destinado a embalar os corações sensíveis do público, no mês que é especialmente dedicado às mães e às noivas.

No repertório, uma seleção de canções marcantes da dupla Roberto e Erasmo, que vêm conquistando várias gerações, a exemplo de “Como É Grande o Meu Amor Por Você”, “Olha”, “Proposta”, “Esqueça” e “Detalhes”. “O Meu Amor Maior do Mundo é um show de celebração ao amor e amizade, a paz e a tolerância”, diz o artista, que subirá ao palco acompanhado pelos músicos Rodrigo Fonseca no baixo, Cuca Ferreira no sax barítono e Marcelo Éfori na bateria.

Os ingressos para o show de Péri têm o valor simbólico de R$ 1 (inteira) e R$ 0,50 (meia), e serão vendidos no mesmo dia, a partir das 9h, com acesso imediato do público. O projeto Domingo no TCA é uma iniciativa do Teatro Castro Alves, através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

PÉRI é cantor, compositor e produtor, seu nome de origem Periandro Cordeiro Nogueira, 52 anos, nasceu em Salvador, onde ouvia, ainda menino, o som dos blocos mais tradicionais do bairro, Apaches do Tororó e Secos e Molhados, que se concentravam nos dias de carnaval na porta da casa de seus avós. Despertado o interesse pela música, montou a banda Deita e Rola com amigos do bairro do Acupe, passo inicial para os festivais de escola, apresentações como crooner de boate, bares, bailes e em carnavais, quando cantou na Banda Pike, nos anos 1980. Já na carreira solo, Péri se apresentou no TCA, Concha Acústica, teatros do ICBA e da ACBEU, em Salvador. Péri foi considerado destaque nas edições de 86 e 90 do Troféu Caymmi – o mais respeitado e concorrido da música baiana –, levando os prêmios de melhor compositor, intérprete, produção, show, iluminação e banda. Mudou-se para São Paulo em 1991.

  • SERVIÇO

“DOMINGO NO TCA” APRESENTA: PÉRI - “O MEU AMOR MAIOR DO MUNDO” –TRIBUTO A ROBERTO CARLOS & ERASMO CARLOS

Data: domingo (21), às 11h

Ingressos: R$ 1/R$ 0,50

*Vendas somente no dia, a partir de 9h, com acesso imediato do público.

Núcleo de Ópera ensaia apresentação sobre terreiros para 50 anos do Ipac

Em comemoração ao cinquentenário do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), em setembro deste ano, o Núcleo de Ópera (NOP) da Bahia está ensaiando a ‘Ópera dos Terreiros’, com a participação dos terreiros tombados pelo órgão. A novidade foi anunciada na abertura da 15ª Semana de Museus Dimus/Ipac, no Palácio da Aclamação, em Salvador, que integra a Diretoria de Museus do Ipac (Dimus/Ipac).

O maestro do NOP, Aldo Brizzi, a pedido do Ipac, está compondo ‘Ópera dos Terreiros’, que terá o libreto escrito pelo secretário estadual da Cultura, Jorge Portugal. “Ele teve uma ideia maravilhosa ao unir a ópera com a cultura dos terreiros de candomblé. Vai ser muito forte, bonito e baiano. Só na Bahia se pode fazer uma ópera assim e depois levar para o mundo tudo isso. Todos os ensaios estão sendo aqui no Palácio da Aclamação, e a apresentação será no dia 15 de setembro, na Praça das Artes, no Pelourinho”, enfatizou o regente.

Pontos menos conhecidos do Centro Antigo serão destaques na 15ª Semana Nacional de Museus

A programação da 15ª Semana Nacional de Museus será iniciada nesta quarta-feira (17), no Museu Tempostal, no Pelourinho/Centro Histórico de Salvador. Com a temática ‘Objetos Representativos das Memórias’, o evento exibirá, durante o horário de visitação, gratuita, o vídeo resultante do projeto ‘Você Sabia?’, buscando o aprofundamento na história da cidade a partir do Centro Antigo.

De acordo com a coordenadora do Tempostal, Luzia Ventura, trata-se de uma série de imagens com informações não são ditas no contexto das exposições do Museu. “Procuramos uma atividade que fosse na linha da temática da 15ª Semana de Museus. Vamos apresentar histórias e curiosidades sobre alguns edifícios, praças e ruas do Centro Antigo através de uma mediação interativa, onde serão mostrados os pontos curiosos e desconhecidos para alguns”.

Temporada cultural coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), que acontece anualmente em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio), a 15ª Semana de Museus começou na segunda-feira (15) e prossegue até o próximo domingo (21), nos diversos museus do Brasil, com o tema ‘Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus’.

A ação envolve mais de mil museus de todo o País, oferecendo ao público três mil atividades especiais como visitas mediadas, palestras e oficinas. A próxima exibição do vídeo será no dia 30 deste mês. O Tempostal funciona de terça a sexta-feira, das 12 às 18h, e fins de semana e feriados, das 12 às 17h. A entrada é gratuita e contatos podem ser feitos pelo telefone (71) 3117-6383 ou email museu.tempostal@ipac.ba.gov.br.

Tempostal

O acervo do Museu Tempostal é composto por postais, estampas e fotografias, em sua maioria, procedentes da coleção de Antônio Marcelino do Nascimento. As peças, datadas do final do século 19 e meados do século 20, representam imagens de valor histórico, artístico e documental da Bahia, do Brasil e de diversos países do mundo, sobre as mais variadas temáticas. O espaço é administrado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (Secult).

Museu Udo Knoff tem programação diversificada na 15ª Semana de Museus

A 15ª Semana Nacional de Museus terá programação diversa no Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica. Localizado no Pelourinho, o museu promoverá atividades gratuitas a partir da quinta-feira (18) com a palestra “O Ateliê de Cerâmica Udo Knoff: a história que precisa ser contada”, às 16h. Já na sexta (19), às 14h, é a vez da palestra “O Restauro dos Painéis de Azulejo de Jenner Augusto" e uma oficina onde os presentes vão aprender a pintar azulejos. Às 14h30 do sábado (20) acontece o II Roteiro de Visitação ‘Os azulejos da Bahia pelo olhar de Udo Knoff’.

A palestra ‘O Ateliê de Cerâmica Udo Knoff: a história que precisa ser contada’ será ministrada por Eliana Mello, doutoranda no Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFBA. A atividade consiste em divulgar o trabalho feito no atelier do ceramista alemão Udo Knoff, de onde saíram revestimentos cerâmicos que fazem parte do patrimônio de azulejos da Bahia.

A palestra com tema "O Restauro dos Painéis de Azulejo de Jenner Augusto", será uma apresentação sobre esse que foi o primeiro trabalho de transposição de azulejos realizado em Salvador. “Estes painéis estavam decorando o Restaurante Alto de Ondina e corriam sério risco de degradação. Então foram recolocados no Jardim Zoológico e podem ser visitados ainda hoje em dia. O interessante que foi uma parceria entre Jenner e Udo, uma vez que os painéis foram queimados na oficina de Udo Knoff, mas a autoria é de Jenner”, explica Renata Alencar, coordenadora do Museu.

Para fechar a programação, no sábado (20), às 14h30, os especialistas em azulejaria Estácio Fernandes e Eliana Mello promovem o II Roteiro de Visitação ‘Os azulejos da Bahia pelo olhar de Udo Knoff’, que se trata de uma visita aos azulejos de fachada localizados no Centro Histórico e Avenida Joana Angélica. Além dos azulejos de fechada, a visita inclui o Lar Franciscano e a Casa da Providência. As inscrições são realizadas através do email educativoudoknoff@gmail.com ou telefone: 3117-6388.

 

Fonte: Secom Bahia/SecultBa/Dimus-Ipac/Municipios Baianos

 

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!