17/05/2017

Emicida e a banda OQuadro se apresentam no Conexões Sonoras

 

Show na Concha Acústica já é certeza de astral em alta. Tendo Emicida como uma das atrações, a apresentação é promessa de casa lotada e plateia em coro acompanhando as rimas do rapper. Se a segunda atração a subir no palco ganhou o voto do público para compor o evento, aí não fica faltando nada para a noite ser daquelas para ficar na história da cena musical de Salvador. A proposta de unir todos esses elementos no próximo dia 21 de maio (domingo), a partir das 18h, é do Conexões Sonoras, projeto que realiza três grandes encontros em 2017, todos com o legado de um produto audiovisual exclusivo decorrente das combinações feitas pelos fãs.

Quem vai iniciar a sonzeira será a banda OQuadro e sua "música preta em constante movimento". Declarados representantes de uma vertente do rap que busca inovações sonoras a partir do diálogo com outros estilos musicais e movimentos culturais, os músicos do grupo pretendem contaminar o público com sua sonoridade que vai do ijexá ao afrobeat em composições que percorrem questões individuais e universais.

OQuadro é formado por Freeza (Vocal), Jahgga (Percussão), Jef Rodrigues (Vocal), Rans (Vocal), Ricô Bass (Baixo), Rodrigo Da Lua (Guitarra / Sinth), Vic (Bateria), Vinicius Mangaio (Programações). Os ingressos serão vendidos a R$ 40 e R$ 20 (cota de 40% de meia entrada), na bilheteria e balcões do TCA e no site ingressorapido.com.

Sob o delírio barulhento da sua legião de fãs, Emicida sobe ao palco logo em seguida para fazer o show do seu último álbum "Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa" que ganhou as ruas em 2015. O show chegou aos palcos com o mesmo pano de fundo do disco: uma viagem musical pela África. "O show é um resultado de toda a pesquisa que foi feita durante essa nossa estada na África, mesclando elementos encontrados nos países Cabo Verde e Angola com a música do Emicida", diz o rapper.

Ao lado de Emicida, estará a banda que já o acompanhava na turnê de seu trabalho anterior, formada por Doni Jr. (cavaco/violão), Anna Trea (guitarra/percussão), Carlos Café (percussão), Samuel Bueno (baixo) e DJ Nyack, com o reforço de Sivuca na percussão. Xuxa Levy, produtor de "Sobre Crianças..", assina a direção musical do espetáculo. O figurino é de João Pimenta.

O repertório, centrado em "Sobre Crianças", traz também novas interpretações para canções do "Glorioso" e das mixtapes desde o início da carreira, além de surpresas que o artista escolhe a cada show.

O Conexões Sonoras é uma realização da Ruffo Marketing, Cultura e Arte, com patrocínio da Oi, com apoio cultural do Oi Futuro, e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

  • SERVIÇO

CONEXÃO SONORA

Local: Concha Acústica

Data: 21/05

Horário: 20h

Classificação: 18 anos

Meia Entrada: Meia-entrada conforme Lei nº 12.933 de 26 de dezembro de 2013 e Decreto 8.537, de 5 de dezembro de 2015.

*A comprovação da meia entrada deverá ser apresentada no ato da compra e no dia do evento.

Balé do TCA promove oficina de Danças Afro-Brasileiras

Na próxima semana, o BTCA dá início à Oficina de Danças Afro-Brasileiras ministrada pelo bailarino Agnaldo Fonseca, podendo participar profissionais e estudantes de dança de níveis intermediário e avançado. As atividades serão desenvolvidas de 17 de maio a 9 de junho, às quartas e sextas, das 9h30 às 11h, na Sala de Ensaio no Piso C - Ala A do Teatro Castro Alves (Campo Grande). Informações: (71) 3117-4846, das 13h às 19h.

BTCA - Companhia pública de dança contemporânea fundada em 1981, o Balé Teatro Castro Alves tem atualmente o dançarino, coreógrafo, produtor e professor Antrifo Sanches como diretor artístico. Mantido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult-BA) através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), o BTCA é, junto com a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), um dos corpos artísticos do Teatro Castro Alves.

  • SERVIÇO

OFICINA DE DANÇAS AFRO-BRASILEIRAS

Com Agnaldo Fonseca

Local: Sala de Ensaio no Piso C - Ala A do Teatro Castro Alves (Campo Grande)

Quando: de 17 de maio a 9 de junho - quartas e sextas

Horário: 9h30 às 11h

Público alvo: profissionais e alunos de dança em níveis intermediário e avançado

Inscrições gratuitas

Governo lança maior edital de fomento ao setor audiovisual do país

O maior edital de fomento ao setor audiovisual do país foi lançado na Bahia pelo governador Rui Costa, em cerimônia aberta ao público, na segunda-feira (15), no Salão de Atos da Governadoria, em Salvador.

A publicação do edital é resultado da captação do montante de R$ 20 milhões - maior volume de recursos em um único edital já conseguido junto à Agência Nacional de Cinema (Ancine) - para a produção de conteúdos audiovisuais inéditos sobre a Bahia e que serão exibidos na TVE. O Governo do Estado dará contrapartida no valor de R$ 820 mil, enquanto o restante será aportado pelo Fundo Setorial do Audiovisual.

"Este é um momento singular na cultura baiana. É uma oportunidade que nosso audiovisual vai ter de fazer produção própria. É um orgulho e uma aposta. Apesar da crise, dos dois anos de queda de arrecadação, temos que continuar apostando naquilo que transforma a vida das pessoas. Eu acredito plenamente no poder de transformação da educação e da cultura. Este edital é a possibilidade dos produtores baianos expressarem toda a criatividade e todo o talento nas telas", afirmou Rui.

Com inscrições abertas até 17 de julho, o edital incentiva e abre espaço para a produção de conteúdos autorais, com destaque para a pluralidade de temáticas, tocadas por diferentes grupos sociais. Uma seleção pública vai permitir a escolha de projetos, que devem ser apresentados por pessoa jurídica, sediada na Bahia e registrada na Ancine como produtora independente.

Os selecionados firmarão contrato para receber do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb) o valor correspondente ao pré-licenciamento para exibição da obra na TVE. Os conteúdos produzidos podem envolver temas relativos a esportes, juventude, educação, mulheres, terceira idade, indígenas, afrodescendentes, agroecologia, turismo, LGBT, empreendedorismo, religiosidade, agricultura familiar, patrimônio e cultura regional. O edital estará disponível a partir desta terça (16), no site do Irdeb. A cerimônia também teve a participação dos secretários de Cultura, Jorge Portugal, e da Educação, Walter Pinheiro, além do diretor-geral do Irdeb, Flávio Gonçalves.

Democratização

Investimentos para a democratização das produções já são realidade na Bahia. Um exemplo foi o grande destaque que o setor recebeu nos editais setoriais lançados pelo Fundo de Cultura, em julho de 2016. Somando os recursos destinados diretamente pelo Fundo de Cultura a outras fontes de fomento captadas junto ao governo federal, como o Programa Brasil de Todas as Telas, da Ancine, o aporte destinado ao setor foi de R$ 14,5 milhões. Esse valor corresponde a mais de um terço do valor investido em todas as áreas da cultura beneficiadas pelos editais, que totalizaram um investimento de R$ 40 milhões.

Conteúdo inédito

Ainda durante o evento desta segunda (15), a TVE Bahia anunciou a exibição de 250 horas de conteúdo audiovisual brasileiro independente, inédito na Bahia. São 17 séries de ficção, 19 séries de animação, 48 série documentais e 10 telefilmes documentários. Os conteúdos têm como público-alvo crianças, jovens e adultos. O material é resultado da primeira chamada pública da Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas do Programa Brasil de Todas as Telas. Um investimento de R$ 60 milhões em 83 produtoras brasileiras independentes das cinco regiões do país.

Entre os conteúdos a serem exibidos na TVE estão seis obras de diretores baianos. São elas: 'A Bicicleta do Vovô', do diretor Henrique Dantas, da Hamaca Produções; 'Meu Irmão Nerd', da diretora Cecília Amado, da Truque Produtora de Cinema; 'Música da Minha Vida', com direção de Jorge Felippi e Gabriela Barreto, da Santo Guerreiro; 'Aprender a Sonhar', do diretor Vitor Rocha, da Caranguejeira Filmes; 'Travessias Negras', do diretor Antônio Olavo, da Portfolium Laboratório de Imagens; e 'Sertão de Dentro', do diretor Geraldo Sarno, da Truque Produtora de Cinema.

 

Fonte: SecultBa/Secom Bahia/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!