18/05/2017

Território Sertão de São Francisco terá encontro de cultura e turismo

 

O município de Sento-Sé, através do Departamento de Cultura e Secretaria de Meio Ambiente e Turismo de sua Prefeitura Municipal, recebe o “Primeiro Encontro Territorial de Cultura e Turismo do São Francisco”, que ocorrerá na Câmara Municipal de Vereadores, nesta sexta-feira, 19 de maio, a partir das 18 horas. O evento é uma realização da Câmara de Cultura do Colegiado de Desenvolvimento Territorial do Sertão São Francisco (CODETER-TSSF) e Câmara Temática de Turismo do Vale do São Francisco, e conta com apoio da Secretaria de Cultura do Estado Bahia (SecultBA) e da Câmara de Vereadores de Sento-Sé.

Debatendo o tema “A Importância da Cultura para o Desenvolvimento do Território Sertão São Francisco”, estão convidados a participar artistas, gestores, agentes culturais, turísticos e empreendedores criativos e demais interessados na pauta.

Na programação, a abertura fica por conta da prefeita de Sento-Sé, Ana Passos, e do chefe do Departamento de Cultura, Aedson Sousa do Nascimento. Em seguida, haverá palestras e debates diversos. Primeiro, às 18h20, o foco é em “Turismo Cultural Gerando Oportunidades”, com o turismólogo Jomar Benvindo, membro da Câmara Temática de Turismo do Vale do São Francisco, supervisor municipal de turismo de Juazeiro e presidente do Conselho Municipal de Turismo de Juazeiro. Depois, às 18h50, “Perspectiva do Turismo Cultural”, com Luciano Lima Correa, coordenador da Câmara Temática de Turismo do Vale do São Francisco, membro da Câmara de Cultura do CODETER-TSSF e presidente do Conselho Municipal de Cultura de Casa Nova.

Em seguida, às 19h10, será apresentada a fala “Turismo Sustentável de Base Comunitária”, com Izamar Souza Reis, secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo de Sento-Sé. Por fim, às 19h30, “Características, Desafios e Possibilidades da Cultura Criativa”, com Alan Alves, representante territorial de cultura da SecultBA no Sertão de São Francisco e coordenador da Câmara de Cultura do CODETER-TSSF.

Fundo de Cultura garante sustentabilidade de instituições culturais

Em quatro anos de atividade, a Tenda do Teatro Popular de Ilhéus recebeu mais de 380 espetáculos, reunindo um público superior a 70 mil pessoas. Da mesma forma, com 126 anos de existência, o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia vem realizando uma média de três eventos por mês, além de abrir as portas diariamente, das 13 às 18 horas, para pesquisadores das mais diversas áreas de pensamento. O que une as duas entidades, além da sua ligação direta com a cultura, é o fato de ambas serem conveniadas com o Governo do Estado, através do Edital do Programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais, cujas inscrições para o próximo triênio (2017/2020) serão encerradas na próxima sexta-feira (19).

A linha de fomento, com recursos do Fundo de Cultura da Bahia (secretarias de Cultura e da Fazenda), promove o apoio financeiro às atividades desenvolvidas por entidades culturais privadas sem fins lucrativos. Atualmente, 13 instituições estão conveniadas. Esta linha de fomento é pioneira no País e importante para sustentabilidade das entidades culturais. Segundo o superintendente de Promoção Cultural da SecultBA, Alexandre Simões, esta é uma ferramenta imprescindível para difundir memória, história e patrimônio cultural do Estado.

Os proponentes interessados devem ficar atentos ao final do prazo, dia 19. A inscrição é feita somente através do Sistema de Informações e Indicadores em Cultura (Siic), devendo os proponentes estarem inscritos no Cadastro Cultural. Os formulários devem ser preenchidos e devidamente enviados para efetivar a participação.

IGHB

O IGHB é uma das entidades culturais mais dinâmicas do Estado, oferecendo ao público em geral um acervo formado por jornais, livros e outros elementos históricos. Diariamente, recebe a visita de estudantes e pesquisadores e mantém também uma agenda anual de eventos, entre seminários, lançamento de livros, palestras e cursos, a maioria gratuitos. O último desses eventos foi a realização de um Seminário sobre a História da Educação na Bahia. Além disso, oferece cursos mais extensos, como o de História da Bahia, com a professora Antonieta Nunes, com duração de agosto a novembro, com taxas subsidiadas.

De acordo com o coordenador de Cultura, Jaime Nascimento, o convênio realizado através do Edital de Ações Continuadas permitiu a manutenção das atividades da instituição e os cuidados com o acervo histórico. "Recebemos muitos pesquisadores e mantemos a encadernação constante de livros, jornais e outros periódicos que contam a história da Bahia. Nossa instituição é datada do Século XIX e é referência em pesquisa no Estado".

TPI

Em Ilhéus, no Sul do Estado, o Teatro Popular mantém as atividades em sua Tenda, localizada em área central do município, oferecendo diversas atividades, entre peças teatrais, shows, seminários e outros eventos. O diretor artístico, Romualdo Lisboa, diz que a sobrevivência do grupo está ligada ao apoio recebido dessa ferramenta do Fundo de Cultura da Bahia.

"Os recursos do Ações Continuadas permitem que tenhamos uma estrutura básica, dando condições de criar e produzir cultura. Essa manutenção é importante para que possamos manter um volume de atividades a preços populares e ainda garantir 20 lugares em todas as produções disponibilizados para estudantes da rede pública". Segundo Lisboa, o TPI recebe grupos de outros estados e países, como da Argentina e o apoio multiplica o público. "Nós também captamos recursos em outras instâncias e, do que é arrecadado, investimos 85% em Ilhéus".

Museu de Arte Moderna da Bahia abre três exposições simultâneas

Três exposições simultâneas entram em cartaz no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA) nesta quinta-feira (18), às 13h, integrando a 15ª Semana de Museus Dimus/IPAC. O Casarão do MAM-BA apresenta ao público a mostra ‘Elas’, expondo recortes do próprio acervo cujo tema é a mulher. Já a Capela recebe os trabalhos da fotógrafa Rose Nascimento em ‘Eles por Ela’, onde 23 imagens de seis modelos masculinos abordam questões como o nu artístico, beleza e gênero. A Galeria dos Novos – antiga Galeria 3 – traz fotografias de 58 profissionais e amadores com foco na natureza. A coletiva ‘Natureza que Aflora’ tem curadoria de Tibério França. A visitação é de terça-feira a domingo, das 13h às 17h, gratuitamente.

  • SOBRE AS EXPOSIÇÕES      

ELAS

Com o objetivo de mostrar a força criativa feminina, o mês de maio foi escolhido para expor obras de artistas que envolvam mulheres, reafirmando o propósito de trazer ao público recortes do acervo do MAM-BA. Tarsila do Amaral, Djanira Mota e Silva, Tomie Ohtake, Maria Célia Amado, Betty King, Fayga Ostrower, Yedamaria, Anna Bella Geiger, Valéria Simões, Brígida Baltar, Renina Katz, Janaína Tschape, Márcia Magno, Beatriz Franco, entre outras, farão parte desta mostra.

A figura feminina também é retratada por artistas masculinos, tais como: Di Cavalcanti, José Guimarães, Sante Scaldaferri, Juarez Paraiso, Pierre Verger, Hélio Basto, JCunha, Edison da Luz, Iuri Sarmento, Márcio Lima e outros.

ELES POR ELA

A exposição revela 23 imagens de seis modelos masculinos, abordando a temática do nu artístico, beleza e gênero. Em seu primeiro trabalho autoral, Rose Nascimento fotografou corpos masculinos nos quais os personagens possuem envolvimento direto com a arte, numa sequência de 3/6 imagens com cada modelo. “A minha ideia surgiu porque eu precisava observar o corpo masculino por outro ângulo, e a fotografia me proporcionou isso. Eu quis mostrar nessas imagens o que vi através da lente da minha câmera e como eles são representados, pois na maioria das vezes os homens são vistos de forma bem agressiva”, comenta a fotógrafa.

Rose Nascimento é baiana, natural de Baixa Grande. Formada em Recursos Humanos pela Faculdade Ibero Americana, em São Paulo/SP, em 2009. A fotografia se fez presente em sua vida em 2011, mas foi em 2014 que se profissionalizou na área, concluindo o Curso Livre de Fotografia do LAB-FOTO | FACOM/UFBA. Desde então, trabalha com coberturas de eventos em geral, oficinas e projetos autorais.

NATUREZA QUE AFLORA

Trabalhos de 58 fotógrafos profissionais e amadores integram a mostra coletiva. A exposição, que está em sua terceira edição, tem curadoria de Tibério França e produção do Coletivo Panorama Fotográfico. Composta por 88 fotografias, os artistas foram selecionados através de edital público. “O objetivo é fomentar o fazer artístico, promovendo encontros com autores e pensadores da fotografia. A ideia é contribuir para o aprimoramento técnico e artístico dos artistas visuais locais, incentivando a produção de mostras para manter a Bahia no cenário fotográfico nacional", afirma o curador.

Dentre os artistas selecionados estão: André Dib, Antonello Veneri, Cândido Neto, Cristiano Burmester, Daniel De Granville, Erivan Morais, Guilherme Bergamini, Gustavo Pedro, João Machado, José Caldas, Luciano Carcará, Mario Friedlander, Renato Soares, Ricardo Siqueira, Tom Alves, Valéria Simões e Zig Koch. Destaque para fotógrafos ganhadores de prêmios como Conrard Wessel, Jabuti, Marc Ferrez, Milks International e Nikon Photo Contest International.

15ª SEMANA DE MUSEUS

A Semana Nacional de Museus é uma temporada cultural coordenada pelo Ibram que acontece todo ano em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio). A 15ª Semana de Museus acontecerá de 15 a 21/05 nos diversos museus do Brasil, com a temática “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”. Reúne mais de 1 mil museus de todo o país, oferecendo ao público 3 mil atividades especiais como visitas mediadas, palestras e oficinas.

"A nossa grande novidade para a Semana de Museus deste ano é a completa integração entre estas instituições e o mundo digital. Estamos nos valendo de recursos tecnológicos avançados pra atrair o povo das redes sociais a visitar nossos museus e usufruir de seus acervos", declara Jorge Portugal, Secretário de Cultura do Estado da Bahia, fazendo uma referência direta à campanha #MusEuSouMais.

Em Salvador, o IPAC/SecultBA é responsável pelo Museu de Arte Moderna (Avenida Contorno), Palacete das Artes (Graça), Palácio da Aclamação/Passeio Público (Campo Grande), Museu de Arte da Bahia (Corredor da Vitória), Solar Ferrão, Praça das Artes, museus Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica e Tempostal (Pelourinho). No interior, os museus do Recolhimento dos Humildes (Santo Amaro), Wanderley Pinho (Candeias) e Parque Histórico Castro Alves (Cabaceiras do Paraguaçu).

  • SERVIÇO

Exposição ‘Elas’

Quando: Abertura dia 18 de maio (quinta-feira)

Horário: Às 13h

Onde: Casarão do MAM-BA

Visitação: De 19 de maio a 23 de julho

Entrada gratuita

Exposição ‘Eles por Ela’

Quando: Abertura dia 18 de maio (quinta-feira)

Horário: Às 13h

Onde: Capela do MAM-BA

Visitação: De 19 de maio a 09 de julho

Entrada gratuita

Exposição ‘Natureza que Aflora’

Quando: Abertura dia 18 de maio (quinta-feira)

Horário: Às 13h

Onde: Galeria dos Novos

Visitação: De 19 de maio a 18 de junho

Entrada gratuita

 

 

Fonte: SecultBa/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!