06/06/2017

Monte Santo: ‘Projeto Glaucoma’ oferece atendimento gratuito

 

A Prefeitura de Monte Santo, através da Secretaria Municipal de Saúde, estará colocando em prática, entre os dias 08 e 10 de junho, o Projeto Glaucoma, que tem como objetivo oferecer atendimento médico especializado à centenas de famílias do município.

  • Os atendimentos serão realizados atendendo ao seguinte cronograma:

Dia 08 de junho

POSTO DE SAÚDE DA PEDRA VERMELHA

Serão atendidos os pacientes das seguintes localidades:

Pela manhã: Horizonte Novo, Alto Alegre, Lage Grande e Saco Fundo.

Pela tarde: Pedra Vermelha

Dia 09 de junho

CENTRO DE ATENÇÃO À SAÚDE PREFEITO ANTONIO RAIMUNDO DE MATOS

Serão atendidos os pacientes das seguintes localidades:

Pela manhã: Pedra Branca, Lagoa do Saco e Lagoa de Cima.

Pela tarde: Lagoa das Pedras, Genipapo de Baixo e Curral Velho

Dia 10 de junho

CENTRO DE ATENÇÃO À SAÚDE PREFEITO ANTONIO RAIMUNDO DE MATOS

Serão atendidos os pacientes das seguintes localidades:

Pela manhã: Laginha e Mandassaia.

Pela tarde: Sede

Os pacientes devem procurar suas Unidades de Saúde para agendar seus atendimentos.

No dia do atendimento os pacientes deverão apresentar os seguintes documentos:

Cópia do Cartão do SUS atualizado, RG, CPF, Comprovante de Residência e aqueles que fazem uso do colírio, levar a receita.

Com este projeto, a prefeitura de Monte Santo faz a saúde chegar mais perto da população.

Juazeiro: Prefeitura promove a VI Feira de Caprinos e Ovinos do distrito de Itamotinga

A Prefeitura de Juazeiro através da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária em parceria com a Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Cacimba do Silva e Sertãozinho irá realizar de 09 a 11 de junho, na comunidade de Cacimba do Silva a VI Feira de Caprinos e Ovinos do distrito de Itamotinga.

Este ano, a organização da feira aguarda a participação de 50 expositores, com aproximadamente 300 animais entre caprinos e ovinos e a estimativa de público é de aproximadamente 4.000 pessoas durante os três dias de evento. “O nosso objetivo é proporcionar aos caprinovinocultores da região, especialmente do distrito de Itamotinga, oportunidades de negócios que englobe todo segmento comercial local, melhorando assim, a renda e a qualidade de vida desses trabalhadores”, afirmou o titular da ADEAP, Maraiza Carvalho.

Segundo os organizadores, a feira tem mudado a realidade dos produtores desde a comercialização considerada gargalo da cadeia, o melhoramento genético dos animais, o aumento da alta estima do produtor, até a inserção dos jovens na atividade.  “O distrito tem sua economia voltada para agricultura de subsistência e a criação de animal, e destaca a caprinovinocultura como seu grande sustentáculo. Acredito que a feira tem proporcionado avanços para os produtores da região; que a partir do evento buscaram se aperfeiçoar cada vez mais”, observou diretor de pecuária da ADEAP e coordenador do evento, José Wilson Chaves (Chaveco).

O evento inclui na sua programação palestras, oficinas, ordenha higiênica, torneio leiteiro, exposições, comercialização de produtos da culinária local e serviços voltados ao setor. Vale destacar que a feira também conta com o apoio do Banco do Nordeste, Governo Federal, ADAB, Sebrae, UNIVASF, IRPAA, STRJ, COOAFJUR, UNEB, Policia Militar, Rádio Juazeiro Cesol e Constesf.

  • Confira a Programação:

09/06/2017 – Sexta-feira

16h – Abertura do parque para a chegada dos animais;

18h – Abertura do evento;

19h – Apresentação cultural;

20h – Coquetel;

20h – Inscrição das cabras que irão participar do Torneio Leiteiro, em seguida esgotamento dos úberes;

20h às 22h – Som Mecânico.

10/06/2017 – Sábado

07h – Abertura do parque para recepção dos animais;

8h às 22h – Exposição de animais e de trabalhos tecnológicos.

– Comercialização de artesanatos, de produtos da culinária local e de outros produtos afins;

8h – 1ª Ordenha do Torneio Leiteiro, com palestra sobre ordenha higiênica;

10h – Realização do Cadastro Ambiental Rural – CEFIR (Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro)

17h – Ato Solene;

19h – Apresentação cultural ’Quadrilha Junina’ (Grupo de Itamotinga);

20h às 00h – Show Musical;

20h – 2ª Ordenha do Torneio Leiteiro;

00h – Encerramento;

11/06/2017 – Domingo

08 h – Abertura do Parque para visitação;

09 h – 3ª Ordenha do Torneio Leiteiro;

10 h – Desfile de animais (Pista);

11 h – Entrega das Premiações;

11h às 14 h– Show Mecânico.

17 anos de FPI do São Francisco deixam legado de preservação

O dia 03 de junho foi instituído pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco como o Dia Nacional em Defesa do Velho Chico. Em comemoração a essa data, é necessário dar destaque a iniciativas que ajudam a preservar um dos maiores patrimônios naturais brasileiros, como o programa de Fiscalização Preventiva Integrada – FPI - realizado pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA) em conjunto com mais 29 entidades públicas e privadas. O trabalho de preservação ambiental é executado desde 2002, com 40 etapas realizadas e cerca de 115 municípios visitados.

A FPI foi criada pelo sistema Confea/Crea, na década de 90, e pensado como um programa de parceria com órgãos municipais, estaduais e federais com o objetivo de fiscalizar qualquer empreendimento que possa colocar em risco a população e o meio ambiente. A operação é pioneira e busca diagnosticar problemas ambientais como o uso indiscriminado de agrotóxicos, contaminação de afluentes, descarte incorreto de resíduos sólidos, ausência de responsáveis técnicos a frente de obras, entre outras ocorrências que possam afetar o bioma e população da região da bacia hidrográfica.

Para o assessor de Relações Institucionais do Crea-BA, José Augusto Queiroz, o sucesso da FPI se dá especialmente pelo caráter coletivo e colaborativo do projeto. "Nosso melhor resultado é a construção coletiva alcançada nesses 17 anos de projeto, todas as 29 instituições associadas decidem os rumos a serem tomados em conjunto. A FPI age em favor da comunidade, diversos órgãos foram agregados a nossa equipe de trabalho por conta de demandas da população indígena, quilombola e ribeirinha", pontuou.

O projeto investiga empreendimentos que provocam intervenções no meio ambiente, sendo natural ou do trabalho, como cerâmicas, minerações, estações de tratamento de água, esgotamento sanitário, aterros sanitários, casas de agrotóxicos etc. Ao todo foram fiscalizados mais de 4 mil empreendimentos, dos quais 3.852 contrataram profissionais habilitados após as inspetorias do projeto.

Outros números

Dos municípios visitados, 65 implantaram conselhos municipais do meio ambiente com fóruns e legislação própria, 42 cidades realizaram a contratação de profissionais habilitados para suas equipes e implantaram planos de saneamento. Outro ganho foi o impacto positivo para a recomposição da mata ciliar na região de Ibotirama e Juazeiro.

A eficácia do projeto foi comprovada para além dos dados e atingiu os estados de Alagoas e Sergipe, servindo como modelo de implantação de operação no Rio Paraguaçu e inspira outros estados do país a colocarem em prática com iniciativas semelhantes. De acordo com José Augusto, o legado da FPI será perpetuado através da conscientização das próximas gerações. "Para os próximos anos pretendemos continuar motivando gestores públicos com questões relacionadas a licenciamentos ambientais. Já conseguimos reduzir bastante o desmatamento por parte de carvoarias na região e também alertar a sociedade para a preservação do meio ambiente, conscientizar as futuras gerações e conseguir propagar a FPI para uma abrangência nacional", concluiu.

 

Fonte: Ascom PMMS/Ascom Adeap/Ascom CREA-BA/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!