28/06/2017

Milton Nascimento apresenta o show na Concha Acústica

 

O cantor e compositor Milton Nascimento apresenta em 6 de agosto (domingo), na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, em Salvador, o show "Semente da Terra". O título do espetáculo é uma referência ao nome que Milton ganhou de 37 lideranças espirituais da Nação Guarani Kaiowá numa cerimônia realizada em 2010.

Com direção musical de Wilson Lopes (que também toca violão), o show conta ainda com a presença de seu irmão, Beto Lopes (sete cordas), do baterista Lincoln Cheib, além do contrabaixo de Alexandre Ito, dos vocais de Barbara Barcellos, do piano de Kiko Continentino e dos metais de Widor Santiago.

O repertório foi escolhido através de uma seleção com forte conotação política e social que foi sendo afiada em suas três últimas turnês: “Uma Travessia” (2012), “Linha de Frente”, em parceria com Criolo em 2014, e a tour “Tarde”, realizada em 2015. A proposta do concerto é unificar as várias lutas de sua biografia num único e emocionante espetáculo, com um repertório que passa pelas principais faces de um dos artistas mais combativos quando o assunto é injustiça social.

Além de ter músicas importantes das principais lutas de Milton, como “Milagres dos Peixes”, “Terceira Margem do Rio” e “Lágrimas do Sul”, o set list agrupa seus principais parceiros: Fernando Brant, Ronaldo Bastos e Márcio Borges. Chico Buarque e Caetano Veloso, ambos profundamente ligados a Milton, também estão presentes. O canto latino e a Voz da América (Mercedes Sosa) marcam presença em “Sueño com Serpientes”. Uma sessão dedicada somente a canções de trabalho: “Canção do Sal” e “Caxangá”. O samba “Me Deixa em Paz”, de Monsueto e Aírton Amorim, apresenta uma dualidade dos tempos atuais, pois representa tanto desamores como desgovernos.

O show está marcado para começar às 19h. Os ingressos custam R$ 100 (pista-inteira) e R$ 50 (pista-meia), R$ 200 (camarote-inteira) e R$100 (camarote-meia). As entradas podem ser adquiridas pela internet, na bilheteria do TCA ou nos SACs dos shoppings Barra ou Bela Vista.

  • SERVIÇO

Milton Nascimento - Espetáculo Semente da Terra

Data: 6 de agosto (domingo)

Local: Concha Acústica do Teatro Castro Alves

Horário 19h

Ingressos: R$ 100 (pista-inteira) e R$ 50 (pista-meia), R$ 200 (camarote-inteira) e R$100 (camarote-meia). As entradas podem ser adquiridas pela internet, na bilheteria do TCA ou nos SACs dos shoppings Barra ou Bela Vista.

Claudia Leitte e Anitta fazem show juntas em Salvador no mês de agosto

ntoras Anitta e Claudia Leitte vão se apresentar no mês de agosto, em Salvador, na festa que vai celebrar os 8 anos da boate San Sebastian. A programação que vai comemorar o aniversário da casa será entre os dias 4 e 6 de agosto.

O show de Anitta e Claudia Leitte será no dia 5 de agosto, no Wet’n Wild, a partir das 22h. De acordo com a organização da festa, o espaço receberá superestrutura para atender o público da melhor forma possível. Os ingressos custam entre R$ 60 (Pista) e R$ 120 (Área VIP Front Stage).

Os ingressos para o show de Anitta e Claudia Leitte já estão à venda no www.blocoblowout.com. A partir de quarta-feira (28), os ingressos para o show estarão à venda também nos principais balcões da cidade.

Em junho, a San Sebastian promoveu a San Island Week, em Morro de São Paulo, e atraiu baianos e turistas.

  • SERVIÇO

8 anos da San Sebastian com Anitta e Claudia Leitte

5 de agosto de 2017, Wet’n Wild, 22h

Atrações confirmadas: Anitta e Claudia Leitte

Ingressos: R$ 60 (Pista) e R$ 120 (Área VIP Front Stage)

Vendas: www.blocoblowout.com e balcões de ingressos em até 2x sem juros

Jornalista 'Tia Má' apresenta stand up em Salvador nos sábados de julho

rnalista Maíra Azevedo, conhecida como "Tia Má", volta aos palcos de Salvador com o stand up "Tia Má com a Língua Solta". O espetáculo ficará em cartaz nos sábados de julho, exceto no dia 29, no teatro Eva Herz, da Livraria Cultura, do Salvador Shopping.

O stand up pretende satirizar situações cotidianas e abordar o racismo, o machismo e relações amorosas, utilizando o humor como ferramenta para levar o público a refletir sobre o preconceito. A direção do stand up é de Elísio Lopes Júnior e a codireção de Ricardo Fagundes.

  • SERVIÇO

O que: Tia Má com a Língua Solta

Onde: Tatro Eva Herz (Livraria Cultura - Salvador Shopping)

Quando: Todos os sábados de julho (exceto dia 29) - 1, 8, 15 e 22

Quanto: Ingressos R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)

OSBA realiza apresentações no MAB

Com destaque para seu naipe de metais, a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) promove uma nova edição do concerto “OSBA no MAB” na próxima quinta-feira (29), às 18h, no Museu de Arte da Bahia, no Corredor da Vitória. A apresentação integra a Série Carybé da OSBA e terá como solistas os músicos Josely Saldanha (trompa), Heinz Schwebel e Joatan Nascimento (trompetes), Stephan Sanches (trombone) e Renato Pinto (tuba). A entrada para esta apresentação é gratuita, mas está sujeita a lotação do espaço.

O programa destaca obras do maior nome da música barroca, o compositor alemão Johann Sebastian Bach (1685-1750), com três peças de sua autoria: Contrapunctus IX “Art of the Fugue”, My Spirit Be Joyful e Sheep May Safely Graze. O repertório conta ainda com as obras Galliard Battaglia, de Scheidt-De Jong (1587-1654); Rondeau, de Jean-Joseph Mouret (1682-1738); Scherzo, de John Cheetham (1802-1886), e ainda Trumpeters Lullaby, de Leroy Anderson (1908-1975). Completam o programa peças de compositores brasileiros como Rosa, de Pixinguinha (1897-1973); Seleção de Bossas, do Maestro Duda (1935), e Peguei a Reta, de Porfírio Costa (1913).

Após a consolidação do processo de publicização, a Associação de Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA), Organização Social sem fins lucrativos, é responsável pela gestão da Orquestra Sinfônica da Bahia. Neste novo modelo, a OSBA passa a fazer parte do Programa Estadual de Organizações Sociais, mas permanece como patrimônio público, sendo ainda subsidiada pelo Governo do Estado da Bahia e um corpo estável do Teatro Castro Alves há 35 anos.

  • SERVIÇO:

ORQUESTRA SINFÔNICA DA BAHIA (OSBA) NO MAB

Solistas: Josely Saldanha (trompa), Heinz Schwebel e Joatan Nascimento (trompetes), Stephan Sanches(trombone) e Renato Pinto (tuba)

Local: Museu de Arte da Bahia – MAB, Av. Sete de Setembro, 2340 – Corredor da Vitória

Data: 29 de junho (quinta-feira).

Horários: 18h

ENTRADA GRATUITA

*sujeita a lotação do espaço.

Data: 29/06/2017

Horário: 18h

Jornalista lança mapeamento de escritoras negras da Bahia

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e o Dia Nacional do Escritor, ambos em 25 de julho, reflete-se sobre a alarmante ausência de representantes negras em um dos espaços mais importantes de construção social: a literatura.

Buscando evidenciar a arte de mulheres negras baianas e em reforço à Década Internacional de Afrodescendentes, decretada pela ONU entre 2015 e 2024, a escritora Calila das Mercês, mulher negra, baiana, jornalista e pesquisadora em literatura, lança o projeto “Escritoras Negras da Bahia”. Reunindo o trabalho de poetas, contistas, romancistas e artistas literárias em geral, a iniciativa traz um mapeamento e diagnóstico das escritoras negras da Bahia e dá acesso a grupos minoritários à arte e literatura.

Com o apoio financeiro do Governo do Estado, por meio do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural e Secretaria de Cultura da Bahia, o projeto contempla três diferentes produtos. O primeiro deles é o website, que será lançado no dia 7 de julho, trazendo um mapeamento e diagnóstico das escritoras negras da Bahia, com acesso às redes sociais e blogs dos seus trabalhos, além de um perfil com histórico sobre a arte literária e atuações. “A ideia do site é fomentar a produção literária na Bahia, porque quem é da área sabe a dificuldade que é viver de literatura, principalmente para a mulher negra”, explicou Calila.

Além do site, o “Escritoras Negras da Bahia” promove, entre 7 e 20 de julho, um ciclo de oficinas voltadas a mulheres de comunidades afro-indígenas, nas cidades de Alcobaça, Caravelas e Prado (Cumuruxatiba), Extremo Sul da Bahia, e duas palestras – uma na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Campus de Teixeira de Freitas, e outra no Fórum de Cultura, em Caravelas. Ao todo, serão mobilizadas 180 mulheres para tratar de temas como literatura, cinema, tecnologia e resistência, com as presenças das pesquisadoras Kênia Freitas, doutora em Comunicação e Cultura da UFRJ, e Raquel Galvão, doutoranda em Teoria e História Literária da Unicamp.

O último produto do projeto é um e-book bilingue (Português e Inglês), com textos acadêmico-culturais relacionados à negritude e à autoria negra, perfis de escritoras negras e intervenções artísticas na Bahia. “O diferencial do projeto é o ineditismo e também o alcance que ele terá, não apenas para potencializar uma única escritora, mas para fortalecer um coletivo de mulheres negras que fazem arte literária”, concluiu Calila.

A jornalista é doutoranda em Literatura na Universidade de Brasília (UnB), mestre em Literatura e Diversidade Cultural pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e bacharel em Comunicação social com habilitação em Jornalismo pela Universidade do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Idealizadora, roteirista e codiretora do curta-metragem "Antônio, o menino que queria ser Castro Alves", recebeu o Prêmio Pesquisa Literária da Fundação Biblioteca Nacional 2015 pela dissertação de mestrado que deu origem ao filme. Pelo projeto “Escritoras Negras da Bahia” recebeu o prêmio Antonieta de Barros - Jovens Comunicadores Negros e Negras pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Justiça e Cidadania.

  • Serviço:

Palestra "Literatura de autoria negra: resistência e pluralidade da memória"

Com Calila das Mercês, doutoranda em Literatura na Universidade de Brasília (UnB)

Data: sexta-feira (07/07), Universidade do Estado da Bahia em Teixeira de Freitas, às 19h

Data: sábado (08/07), no Fórum de Cultura de Caravelas, às 18h

Inscrição gratuita no link https://goo.gl/rq9q28

Oficina "Escrevivências: resistência e representações na literatura de escritoras negras"

Com Calila das Mercês, doutoranda em Literatura na Universidade de Brasília (UnB)

Data: 09 e 10/07, em Caravelas; 11 e 12/07, em Alcobaça; e 13 e 14/07, em Prado (Cumuruxatiba)

Horário: 9 às 18h

Inscrição gratuita no link https://goo.gl/rq9q28

Oficina “Literatura e tecnologia — Mídias e mobilizações em rede”

Com Raquel Galvão, doutoranda em Teoria e História Literária da Universidade de Campinas (Unicamp)

Data: 11 e 12/07, em Caravelas, 13 e 14/07, em Alcobaça, e 17 e 18/07, em Prado (Cumuruxatiba)

Horário: 9 às 18h

Inscrição gratuita no link https://goo.gl/rq9q28

Oficina “A magia da mulher negra: poéticas e estéticas das cineastas negras”

Com Kênia Freitas,doutora em Comunicação e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Data: 13 e 14/07, em Caravelas, 17 e 18/07, em Alcobaça, e 19 e 20/07, em Prado (Cumuruxatiba)

Horário: 9 às 18h

Inscrição gratuita no link https://goo.gl/rq9q2

 

Fonte: G1/SecultBa/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!