28/06/2017

Feira: Kannário responderá por desacato à PM

 

O vereador de Salvador e cantor Igor Kannário prestou depoimento, na manhã desta terça-feira (27), na delegacia de Feira de Santana, localizado a 108 km de Salvador, por causa da denúncia feita contra ele de desacato ao funcionário público em serviço durante a Micareta da cidade, quando acusou a Polícia Militar de agredir foliões e declarou que é mais autoridade que a PM.

Kannário chegou acompanhado da assessora e o motorista, o advogado já o esperava na delegacia. O vereador falou com a imprensa local e, afirmou que respeitava a Polícia Militar. “Eu só quero paz. Não tenho nenhuma mágoa da polícia, tenho total respeito pela instituição. Em certos momentos alguns policiais têm posturas mais elevadas, mas acho que os comandantes têm discernimento para fazer o seguimento das guarnições e seus componentes. Naquele dia foi apenas o calor da emoção”, afirmou.

O delegado João Rodrigo Uzzum informou que o depoimento do vereador e cantor foi tranquilo e respeitoso. Kannário afirmou que estava em um momento sob forte emoção e disse que não teve a intenção de denegrir a Polícia Militar.

Ainda de acordo com o site, o delegado afirmou que vai ocorrer o indiciamento do cantor pelo crime de desacato de funcionário público, já que "ocorreram posturas ofensivas que agrediram a questão íntima dos policiais que ali estavam trabalhando, gerando desprestígio ao estado".

População de Feira ateia fogo em carro da Secretaria de Transportes

Na manhã desta terça-feira (27), uma viatura da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Feira de Santana foi apedrejada e incendiada por populares no Conjunto Viveiros após uma perseguição ao transporte clandestino, conhecido como ligeirinho.

Durante a perseguição, a viatura quase provoca um grave acidente, de acordo com populares.

O secretário municipal de transportes e trânsito, Saulo Pereira Figueiredo, disse que a Polícia Civil já está apurando os fatos.

Na tarde desta terça- feira, 27,  ele participou de uma reunião no Ministério Público para tratar de assuntos da pasta, entre eles o combate ao transporte clandestino.

“Nós tínhamos duas viaturas da fiscalização em ronda normal e trabalho diário no conjunto Viveiros. Em dado momento os prepostos fizeram uma abordagem em um carro que estava praticando o transporte clandestino e em cerca de três minutos os servidores foram surpreendidos por 70 a 100 populares que começaram a depredar o carro da fiscalização. Nós já temos algumas imagens do local e algumas pessoas podem ser identificadas. A Polícia Civil está cuidando do caso e os prepostos inclusive já foram prestar queixa do fato que casou esse dano ao patrimônio público”, relatou.

Para o secretário, o fato não pode ser encarado como uma manifestação e ele entende que houve uma ação criminosa. “Os agentes públicos são impedidos de forma violenta a exercerem o seu trabalho”, acrescentou. Três servidores que estavam na viatura da SMTT não sofreram dano físico. Alguns pertences deles que estavam no veículo foram destruídos. Segundo Saulo Pereira, eles estão emocionalmente abalados e ficaram muito assustados com ação.

O problema do transporte e do trânsito de Feira de Santana só será solucionado, a partir do momento que os governantes tirarem da cabeça, que só profissionais oriundos da Polícia Militar é quem deve assumir a pasta. Pelo contrário, eles deveriam, ser os últimos a comandarem o órgão, até porque o policial militar é preparado para agir em relação à segurança pública e jamais em ordenamento de transporte e trânsito, a quem caberia um profissional preparado em engrenharia de tráfego.

Feira: Prefeito anuncia concurso público para a Rede Municipal de Ensino

“Já demos início aos preparativos visando a realização de um concurso público para professores que vão ingressar na Rede Municipal de Ensino". O anúncio foi feito pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho durante a solenidade de posse dos 217 novos professores, aprovados recentemente na seleção pública através do Regime Especial de Direito Administrativo - Reda, que vão atuar a partir de julho nas escolas municipais. A solenidade aconteceu na tarde desta segunda-feira, 26, no Centro de Cultura Maestro Miro.

Apesar de não ter ainda uma data prevista, a notícia do concurso foi recebida com aplausos dos pedagogos. José Ronaldo explicou que a Prefeitura adotará as medidas necessárias para a realização do certame que abrirá vagas para as escolas municipais.

Os novos professores começam a trabalhar em julho e, além do salário base da categoria, também contarão com os 15% de gratificação referentes às atividades desenvolvidas em sala de aula.

“Foram disponibilizadas 300 vagas, destes, porém 217 professores se apresentaram e cumpriram os requisitos para tomar posse na função. Alguns aprovados não compareceram e outros ainda não concluíram a graduação, exigência prevista no edital do Reda”, comenta o advogado Marcus da Silva Rosa, do setor jurídico da Seduc. “Nos próximos dias divulgaremos uma segunda chamada com o objetivo de completar o quadro inicial previsto para a seleção”, acrescenta Marcus.

Durante a fala de boas vindas aos novos professores, a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, destacou a importância do comprometimento no exercício da docência para os pedagogos que acabam de ingressar na Rede: “Nos empenhamos diariamente a fim de proporcionar uma educação de qualidade às nossas crianças. Temos melhorado a estruturas física das escolas, garantimos formação aos professores e todas as medidas têm objetivo de refletir diretamente nas atividades em sala de aula. Esperamos contar com o empenho dos professores neste sentido” afirma.

“Estou muito feliz em poder integrar o quadro de professores da Rede Municipal e poder contribuir com a formação das crianças da nossa cidade”, afirma Jéssica Barbosa Brito, ex-estagiária da Escola Municipal Ana Brandoa, aprovada no Reda. Jéssica e todos os outros pedagogos deverão iniciar as atividades nas escolas a partir do dia 3 de julho, quando serão retomadas as aulas na Rede Municipal, após o recesso junino.

Os professores deverão comparecer à Seduc a partir desta terça-feira, 27, para a escolha da escola de lotação. As vagas em cada unidade de ensino serão disponibilizadas de acordo com a ordem de classificação na seleção.

Sedeso busca solução para bloqueio de benefícios do Bolsa Família

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso) está buscando solução para reverter o bloqueio de alguns benefícios do programa Bolsa da rede pública estadual de ensino, em função de falhas na atualização do acompanhamento do desempenho de alunos nas unidades escolares.

Para sanar o problema, identificado a partir de busca por informações de várias famílias que tiveram o benefício suspenso temporariamente, o secretário da Sedeso, Ildes Ferreira, esteve reunido com o coordenador do Núcleo Regional de Educação (NRE 19, antiga Direc 02), Ivamberg dos Santos Lima; o diretor do Departamento de Assistência Social, Carlos Lacerda; a coordenadora do Bolsa Família, Vitória Régia Leal; a diretora de Relações Interinstitucionais da Sedeso, Soneide Rios; e o chefe da Divisão de Informações Educacionais da Secretaria Municipal de Educação, Lênio Lins.

O secretário da Sedeso, Ildes Ferreira, informou que nos próximos dias, o chefe da Divisão de Informações Educacionais, Lênio Lins, vai se reunir com o coordenador do Núcleo Regional de Educação de Feira de Santana para discutir as formas de solucionar o problema o mais breve possível.

Ivamberg Lima ressaltou o interesse de fazer o acompanhamento dos dados e reconheceu a existência de falhas no lançamento de dados de famílias a serem corrigidos.

A nível nacional, o índice de aproveitamento escolar atinge a média de 93%. Entretanto, Feira de Santana está com apenas 61% de aproveitamento, sendo 39% de falha no acompanhamento de dados das famílias, a grande maioria é referente aos alunos da rede pública estadual.

 

 

Fonte: BNews/Secom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!