30/06/2017

II Encontro de Filarmônicas acontece no TCA, neste sábado

 

No dia 1º de julho (sábado), às 16h, a Sala Principal do Teatro Castro Alves recebe o II Encontro de Filarmônicas. Estarão reunidas a Filarmônica Guerreiros do Sol (Dias D’Ávila), a Filarmônica 19 de Setembro (Ibipeba) e a Filarmônica e Coral Juvenil 4 de Janeiro (Itiúba), que fazem parte da Federação das Bandas Filarmônicas da Bahia (FEBAF). O NEOJIBA também participa do encontro com sua Banda Sinfônica e com a Banda Sinfônica Portal do Sertão, do Núcleo Antônio Gasparini, sediado em Feira de Santana. A entrada é gratuita e os ingressos serão distribuídos na bilheteria do teatro a partir das 15h, no dia do evento.

O II Encontro de Filarmônicas é uma iniciativa do Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (NEOJIBA), da FEBAF e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), e busca valorizar a tradição de bandas filarmônicas no estado. “Nos orgulhamos em colaborar com o trabalho feito pelas filarmônicas da Bahia e de disponibilizar o palco do Teatro Castro Alves, esse espaço significativo da cultura, para esse momento festivo”, afirma Eduardo Torres, diretor musical do NEOJIBA.

Este ano, um dos destaques do evento será a estreia da obra “O Corneteiro e a Batalha de Pirajá – Dobrado Sinfônico”, de Leonardo Oliveira, que foi o vencedor do 1º Concurso de Composição para Filarmônicas. “Concorrer com a Bahia toda e ser selecionado, ainda representando a Filarmônica 30 de Junho da qual faço parte, é uma honra”, afirma o jovem de 21 anos. A peça será executada pela Banda Sinfônica do NEOJIBA.

O II Encontro de Filarmônicas integra o calendário de atividades comemorativas da Independência da Bahia. “Nos sentimos prestigiados em poder tocar no TCA. Para nós é um momento ímpar, já que no interior não encontramos espaços como este”, ressalta Gilmar de Faro, presidente da FEBAF. “As filarmônicas são as mais tradicionais escolas de música e fomentadoras da prática musical coletiva no nosso estado, por isso contamos com diversas filarmônicas na Rede de Projetos Orquestrais da Bahia e estamos promovendo este evento para valorizar e dar ainda mais visibilidade ao trabalho realizado por elas”, afirma Helder Passinho Jr., maestro coordenador do NEOJIBA e responsável pela organização do evento.

As Filarmônicas que fazem parte desta iniciativa também participam de oficinas de capacitação com professores do NEOJIBA e com Joel Barbosa, professor de clarineta da Universidade Federal da Bahia (UFBA). “As oficinas são muito importantes para aprimorar o desenvolvimento musical de nossos músicos”, garante Gilmar de Faro.

Rede de Projetos Orquestrais da Bahia

Espaço de articulação e cooperação entre o programa NEOJIBA e seus parceiros, a Rede de Projetos Orquestras da Bahia foi criada em 2013. O objetivo é atender a uma demanda crescente por apoio pedagógico e orientação para qualificação e criação de projetos musicais existentes no interior do estado. A Rede está presente em 22 municípios e 13 Territórios de Identidade e atua em parceria com 24 projetos, responsáveis pelo atendimento direto a um público estimado em 1.800 pessoas. Em 2015, passou a integrar a Rede Cultura Viva do Ministério da Cultura.

Programa NEOJIBA

Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA tem por objetivo promover o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletiva. O NEOJIBA beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (Justiça Social) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro.

  • SERVIÇO

II Encontro de Filarmônicas

Filarmônica Guerreiros do Sol (Dias D’Ávila)

Filarmônica 19 de Setembro (Ibipeba)

Filarmônica e Coral Juvenil 4 de Janeiro (Itiúba)

Banda Sinfônica Portal do Sertão (Núcleo Antônio Gasparini)

Banda Sinfônica do NEOJIBA

Quando: 1º de julho (sábado), 16h

Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Entrada Gratuita

Ingressos distribuídos a partir das 15h do dia do evento na bilheteria do TCA

Data: 01/07/2017

Horário: 16:00

Valor: Gratuito

Filarmônicas apoiadas pela Funceb desfilam no 2 de Julho

Manifestações culturais participam do tradicional Cortejo em homenagem à Independência da Bahia, no próximo domingo (2). Dentre as atrações, se apresentarão no desfile 10 bandas filarmônicas e três manifestações culturais – com origens em diversas cidades do interior do Estado, apoiadas pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult).

Pela manhã o desfile sai de Pirajá, chega ao Largo da Lapinha onde inclui o Caboclo e a Cabocla e segue para o Terreiro de Jesus no Centro Histórico. Pela tarde o Cortejo sai da Praça Municipal em direção ao Campo Grande, onde é finalizado.

Acompanhadas pela Coordenação de Música da Diretoria das Artes (Dirart) da Funceb, desfilam: Lira Popular Muritibana (Muritiba), Filarmônica 24 de Junho (Jeremoabo), Amantes da Lyra (Santo Antônio de Jesus), Sociedade Lítero Musical Minerva Cachoeirana (Cachoeira), Sociedade Filarmônica 2 de Janeiro (Jacobina), Sociedade Filarmônica Filhos de Apolo (Santo Amaro), Sociedade Filarmônica Lira Oliveirense (Santo Amaro), Sociedade Filarmônica Ramo da Oliveira (Santo Amaro), Sociedade Filarmônica União Sanfelixta (São Felix) e Sociedade Recreativa e Cultural Filarmônica 30 de Junho (Serrinha). Confira mais informações sobre as filarmônicas no site da Funceb.

 

 

Fonte: SecultBa/Ascom Funceb/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!