08/07/2017

Feira: Bando Anunciador ganha as ruas neste domingo, 9

 

O Bando Anunciador de Sant’Ana, uma tradição retomada em 2007, através do Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA) da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), como parte dos festejos em homenagem à padroeira de Feira, vem se caracterizando pela espontaneidade dos participantes que acolheram a proposta do resgate histórico e cultural do evento.

O cortejo terá início às 7 horas, em frente ao Cuca, na rua Conselheiro Franco, com a alvorada de fogos. De lá seguirá até a Igreja dos Remédios, passará por trechos das avenidas Senhor dos Passos e Getúlio Vargas, da rua Marechal Deodoro e Beco de Sant'Ana. De acordo com o Reitor, Evandro Nascimento, "o bando faz parte da história de Feira, é uma tradição popular que merece ser preservada".

A escolha da Rainha do Bando 2017, realizada na noite da quinta-feira (6), contou com a participação de atrações musicais, presenças de personalidades feirenses e grande público. A escolha de Marcilene Costa (Lene), como rainha foi feita pela comissão julgadora do evento que também classificou como princesas, Viviane Sampaio e Thaiane de Anastácio; como Miss Simpatia, Sidnelza (Nelza Chicleteira) e como Miss Terceira Idade, Margarida Gonzaga (Margô).

Houve ainda a mesa-redonda com o tema “Quem não se comunica se trumbica”, em homenagem ao centenário do Velho Guerreiro Chacrinha, com a participação do Secretário de Cultura de Feira de Santana, Edson Borges, da cantora Marcia Porto e do radialista Elsimar Pondé.

Secretária esclarece sobre ação do MP contra prefeito

A secretária de Saúde do município de Feira de Santana, Denise Mascarenhas, esclarece em relação a uma ação civil pública movida contra ela e o prefeito José Ronaldo, pelo promotor de justiça Tiago Quadros, fato divulgado nas últimas horas na imprensa local.

O promotor acionou a justiça alegando irregularidade na terceirização de mão de obra para funcionar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) localizada no bairro Mangabeira. Falando em nome dela e do prefeito, a secretária afirma que o Município age, nesse caso, dentro da lei vigente no país.

Ela explica que, no início de operação da UPA, a Prefeitura fez seleção de pessoal, que atuou por 12 meses. Buscou-se, nesse período, realizar uma licitação pública para contratar uma empresa especializada para gestão da unidade. No entanto, em razão de recurso de uma das concorrentes, o processo não foi concluído.

Para não haver interrupção do atendimento, uma outra licitação foi realizada para contratação de mão de obra temporária que atenderia aos diversos serviços e programas  de saúde no Município, contemplando também a UPA da Mangabeira. Processo examinado e aprovado pelos órgãos competentes.

 “Importante frisar que a referida licitação assegurou contrato amplamente vantajoso para o Município, com significativa redução de custos”, afirma a secretária.  A gestão da mão de obra na UPA em questão é de inteira responsabilidade da cooperativa legitimamente contratada.

O Governo Municipal, porém, está adotando providências para realizar uma nova licitação, com a finalidade de contratar empresa especializada em gestão de unidades de saúde. A contratada vai gerir a nova Unidade de Pronto Atendimento em construção no bairro Queimadinha, que será inaugurada nos próximos meses. Este modelo será implantado também na UPA da Mangabeira.

Quanto ao concurso público realizado pelo Município,  todos os candidatos aprovados no certame foram nomeados. Em algumas funções, ofertou-se bem mais vagas que o previsto, convocando-se de dezenas de pessoas do cadastro de reserva. Eram 210 vagas iniciais e foram convocados 953, como já explicou o secretário de Administração, João Marinho Gomes Junior.

A secretária observa que, em todo o país, Unidades de Pronto Atendimento são geridas por empresas ou instituições contratadas. Aqui mesmo em Feira, há o exemplo da UPA que funciona na área do Hospital Geral Clériston Andrade. O próprio HGCA possui centenas de funcionários contratados mediante terceirização. O mesmo ocorre com unidades como Hospital do Subúrbio e Hospital Estadual da Criança, em Salvador, ou o Hospital do Oeste, em Barreiras.

Ressalte-se que dezenas de UPAS foram construídas no país e permanecem sem oferecer nenhum serviço. Em Feira de Santana, a UPA da Mangabeira atende a milhares de cidadãos. E a segunda unidade, na Queimadinha, seguirá o mesmo caminho em breves dias.

Quanto a ação civil pública, a secretária diz que respeita o promotor e a sua iniciativa. “No entanto, temos a certeza de que a justiça acolherá as nossas razões”.

Portal da Marcha 2017 mostra força do campolina na Bahia

Em sua 4ª edição, o Portal da Marcha 2017 traz os melhores cavalos da raça campolina do Brasil para Feira de Santana. O evento, de destaque no cenário nacional, movimenta o Parque de Exposição João Martins da Silva durante uma semana, entre os dias 9 a 16 deste mês. Além da exposição de campeões e diversos animais ranqueados, a mostra também conta com a participação de muares e de jumento pêga, leilão, competições, teste drive, Copa Kids, oficina da marcha e ainda cursos de casqueamento e ferrageamento.

O presidente da Associação de Criadores de Cavalo Campolina da Bahia (ACCCBA), entidade promotora do evento, Nilton dos Anjos, ressalta a importância da iniciativa pela força que representa a criação de cavalos campolina na Bahia, com destaque para Feira de Santana, principal pólo estadual.

Nilton dos Anjos informa ainda que a expectativa para este ano é do evento contar com a participação de cerca de 200 animais da raça campolina e mais cerca de 50 jumentos pêga/muares. São animais vindos não somente de diversas cidades da Bahia como também de Alagoas, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiânia, São Paulo, Distrito Federal e ainda Ceará.

Já a secretária da entidade, Lúcia Miranda, destaca os investimentos e novidades que vão movimentar o evento durante oito dias. Neste domingo, 9, a recepção dos animais. Já na segunda-feira, 10, a partir das 10h, a abertura da programação com oficina de primeiros socorros, realizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Federação da Agricultura do Estado da Bahia (Faeb). As inscrições serão realizadas no local.

Já o curso de Casqueamento e Ferrageamento, também oferecido pelo Senar/Faeb, será realizado a partir de terça-feira, 11, até a quinta-feira, 13. Tem capacidade para 15 pessoas e será realizado diariamente a partir das 9h.

Seguindo a programação, a promoção de Teste Drive, na quarta-feira, 12, quinta-feira, 13, e sexta-feira, 14, das 10h às 12h e das 14h às 16h, no redondel. Uma oportunidade para os visitantes do Portal da Marcha experimentarem a montaria e conhecerem a docilidade dos animais adestrados.

Já no sábado, 15, pela manhã, a partir das 10h, a promoção da Copa Kids Campolina, com a participação de crianças montando os cavalos e mostrando a docilidade destes animais, que se destacam pela qualidade da marcha e beleza.

E o grande leilão da raça campolina será realizado no sábado, 15, a partir das 18h, no Tatesal Governador João Durval Carneiro. Vai ofertar cerca de 30 lotes. Serão colocados à disposição dos criadores cavalos, éguas, potros e potras, além de coberturas de animais campeãs, em parcelas.

Central de Regulação agenda mais de 180 mil procedimentos

A Secretaria Municipal de Saúde através da Central de Regulação realizou 181.911 marcações de procedimentos. Só de exames, foi realizado de janeiro a junho deste ano 86.394 agendamentos. Entre os exames mais procurados estão o eletrocardiograma com 4.875 marcações e a ultrassonografia mamaria com 4.567.

Além de exames a Central Municipal de Regulação também faz marcações de consultas com especialidades. Neste primeiro semestre do ano, 95.517 agendamentos de consultas foram realizados. O destaque é para consultas com profissionais médicos oftalmologistas, com 18.745 agendamentos. Em seguida, aparece fisioterapeuta cinesiologo com 9.388 marcações.

Através de guias médicas das Unidades de Saúde da Família e Unidades Básicas de Saúde é feito o agendamento dos procedimentos. Entre as especialidades ofertadas estão oftalmologia, hematologia, ortopedia, urologia, endocrinologia e cardiologia. Entre os exames estão ultrassonografia, eletrocardiograma, mapeamento de retina, raio-x e mamografia.

A Central Municipal de Regulação é o setor que permite o acesso dos usuários do SUS a realização de consultas, exames e procedimentos especializados. Através do setor é possível o equilíbrio e oferta da demanda de serviços de saúde.

Em apenas seis meses, Hospital Municipal da Criança realizou mais de 3 mil consultas

Balanço da Prefeitura de Feira de Santana, através da Fundação Hospitalar (FHFS), aponta que nos últimos seis meses deste ano o Hospital Municipal da Criança Dr. José Eduacy Lins realizou mais de 3 mil atendimentos em serviços ambulatoriais especializados.

Os números aferidos, de janeiro até junho, na unidade hospitalar, atestam o acesso da população feirense a importantes áreas da saúde pública, como Endocrinologia (282 atendimentos), Gastroenterologia (194), Hematologia (54), Nefrologia (172), Pneumologia (212) e Cirurgia Pediátrica (300). Pediatria (960), Cardiologia (497), Ortopedia (325) e Neurologia (305) foram as especialidades mais procuradas. Os dados conferem um total de 3.301 consultas no ambulatório do Hospital Municipal da Criança, mantendo uma média de mais de 500 atendimentos/mês.

“O horário de atendimento para qualquer especialidade pode ser agendado, de segunda a sexta, diretamente nos postos de saúde do município via central de regulação”, ressalta a presidente da FHFS, Gilberte Lucas, ou ainda no próprio hospital.

Outro diferencial da maternidade municipal é a oferta diária de tratamento especializado com fisioterapeuta e fonoaudiólogo, além de assistência pré-natal com a realização dos testes do pezinho, da orelhinha, da linguinha, do olhinho e do ouvindo, todos os exames preconizados [recomendados] pelo Ministério da Saúde.

Os recém-nascidos prematuros ainda têm, após alta médica, atendimento ambulatorial gratuito pelo período de um ano através do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher.

 

 

Fonte: AscomUEFS/Bahia Já/Swcom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!