09/07/2017

Rui e Constesf discutem implantação de policlínica no Território

 

O Governador Rui Costa e os prefeitos que compõem o Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf) reuniram-se na tarde dessa sexta-feira (7), em Casa nova, para discutir a implantação de uma policlínica para atender toda a região, através de parceria entre o Governo do Estado e os municípios. Além do Governador e sua equipe, participaram da reunião os prefeitos Wilker Torres (Casa Nova), Zé Filho (Remanso), Enilson Rodrigues (Campo Alegre de Lourdes), Paulo Bonfim (Juazeiro), Luiz Vicente Berti (Sobradinho), Afonso Mangueira (Pilão Arcado), Lindomar Dantas (Uauá), a Prefeita, Ana Passos (Sento-Sé) e o presidente do Constesf e Prefeito de Canudos, Genário Rabelo.

A proposta trazida pelo governador é regionalizar os serviços de saúde, através de um consórcio, com 60% do recurso rateado entre os municípios e 40% assumido pelo estado. A policlínica tem a finalidade de fornecer atendimentos em diversas especialidades médicas atendendo às demandas mais urgentes e aperfeiçoando o serviço de saúde no Território do São Francisco.

Segundo Rui Costa, a proposta é ir melhorando a qualidade de atendimento gastando menos. “A gente precisa começar a ‘limpar’ o serviço para que ele fique mais barato para todo mundo. Mas não é só redução de custo, é para a gente melhorar a qualidade do serviço, para não continuar gastando muito e oferecendo um serviço precário”, disse o Governador.

O presidente do Constesf considerou a reunião produtiva e se mostrou entusiasmado com a implantação da policlínica. “Esclarecemos algumas dúvidas e vimos no Governador o interesse em melhorar a saúde na nossa região. Seguiremos com novas reuniões para acertamos pontos importantes para que possamos viabilizar a implantação de uma policlínica que beneficie nossa população”, declarou Genário Rabelo.

Os gestores continuarão discutindo e avaliando, junto com o Governo do Estado, a forma mais viável e adequada de implantar a policlínica. Além da pauta de saúde, os presentes discutiram novos convênios na área de infraestrutura.

Em Juazeiro, Rui anuncia publicação de edital para construção de unidade oncológica

Recepcionado com festa pela comunidade do distrito Projeto Mandacaru II e por estudantes, que apresentaram quadrilha, fanfarra e feira de variedades para a ocasião, o governador Rui Costa inaugurou, neste sábado (8), em Juazeiro, no norte do estado, a Unidade Básica de Saúde (UBS) no distrito, que oferece atendimento médico e odontológico à população. Rui também anunciou a publicação do edital para implantação da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), no Hospital Regional de Juazeiro. "São 19,5 milhões de investimento. A licitação foi publicada esta semana. O prazo de construção é em torno de doze meses", explicou Rui Costa.

A Unacom oferecerá tratamento aos pacientes com todos os tipos de câncer, em todas as fases da doença. "É importante porque qualifica o atendimento, dá mais conforto e tranquilidade às famílias, que farão o tratamento aqui mesmo em Juazeiro e região", afirmou Rui Costa, que também anunciou a construção de uma policlínica na cidade. "Assim que batermos o martelo sobre o terreno, eu volto aqui para autorizar a obra", declarou.

Para a agricultura familiar, foram assinados seis convênios do projeto Pró- Semiárido e do Bahia Produtiva, na área da caprinovinocultura, um investimento de mais de R$ 1 milhão. A Associação dos Produtores da Serra da Boavista foi uma das entidades contempladas. "A gente espera que o projeto traga muitos benefícios e ensine a gente a lidar com a dificuldade", disse a presidente da Associação, Gilmara Conceição. A presidente da Agropecuária de Riachão do Meio, Jairce Duarte, também está otimista. "Espero que o projeto nos ensine a viver melhor. A gente mora no semiárido, mas não sabe viver aqui", disse a agricultora.

Ainda na ocasião, o governador autorizou a licitação para contratação de 100 mil novos registros do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (Cefir/CAR), prioritariamente na região do semiárido e extremo sul. O investimento é de aproximadamente R$ 6 milhões. "Ontem, nós atingimos a meta de 100 mil Cefir e hoje, aqui em Juazeiro, o governador terminou de anunciar uma licitação para mais 100 mil. Ou seja, nós vamos sair da meta de 309 mil para 409 mil. É o Governo da Bahia priorizando o pequeno proprietário rural", declarou o secretário do Meio Ambiente, Gilberto Reis.

ONG envolvida em escândalo firma contrato com a Secretaria de Justiça da Bahia

Envolvido em suspeita de irregularidade durante convênio milionário com o governo do estado em 2012, o Centro de Estudo Socioambiental da Bacia do São Francisco (Cesab-SF) firmou contrato sem licitação de R$ 1,15 milhão junto à Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social.

De acordo com o Diário Oficial, o valor será pago por “serviços de implementação da Tecnologia Social de acesso à água”. 

Segundo informações da Satélite, a ONG Cesab foi denunciada pela bancada de oposição como uma das beneficiárias de altos volumes de recursos destinados a ONGs ligadas ao PT. À época, o então governador Jaques Wagner determinou a suspensão de todos os convênios.

Além disso, a ONG também respondeu a uma ação na Justiça Eleitoral por compra de votos durante a disputa pela prefeitura de Barra em 2012. Já o presidente da Cesab, Hamilton Pinheiro, aparece no relatório que reúne casos de violência contra profissionais da imprensa no Brasil, acusado de agredir fisicamente um repórter que apurava denúncias sobre o suposto uso do caixa da entidade para beneficiar candidatos apoiados pelo Palácio de Ondina em municípios do Vale do São Francisco.

Secretaria de Justiça afirma que contratos com a Cesab estão regulares

Após o Bnews noticiar a contratação do Centro de Estudo Socioambiental da Bacia do São Francisco (Cesab-SF) sem licitação, por R$ 1,15 milhão, a Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) informou por meio de nota que “todos os contratos com o Centro de Estudo Socioambiental da Bacia do São Francisco (Cesab-SF) estão regulares”.

Ainda de acordo com a SJDHDS, a nova contratação “ocorreu em virtude da paralisação das atividades, sem aviso prévio, da entidade que estava responsável pela construção de cisternas”, no município de Ipirá.

  • Leia a nota completa:

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) esclarece que todos os contratos com o Centro de Estudo Socioambiental da Bacia do São Francisco (Cesab-SF) estão regulares.

O contrato, recentemente assinado, foi autorizado para execução de obras no município de Ipirá e ocorreu em virtude da paralisação das atividades, sem aviso prévio, da entidade que estava responsável pela construção de cisternas.

Vale ressaltar que a nova contratação foi necessária porque a interrupção das obras estava comprometendo o abastecimento de águas de famílias da região, sem contar os riscos decorrentes das escavações inacabadas.

É importante pontuar também que a entidade contratada está devidamente credenciada pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), portanto apta para celebrar contratos com o Governo do Estado.

Obras do Eixo Norte movimentam o sertão do Ceará e Penambuco

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, vistoriou nesta sexta-feira (7) as obras do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, localizadas no estado do Ceará. No município de Penaforte, foram inspecionadas as atividades da primeira etapa do eixo (Meta 1N), responsável por dar funcionalidade a todo o empreendimento. A movimentação para o reinício dos trabalhos - mobilização de profissionais para a retomada da obra - foi autorizada logo após a emissão da ordem de serviço no fim de junho. "É um esforço para estruturar ações que irão permitir o acesso à água de qualidade e, com isso, a conclusão do Projeto São Francisco. O Eixo Leste já foi entregue. E o Norte está a todo vapor para garantir qualidade de vida aos brasileiros", disse ministro Helder Barbalho.

As contratações estão em curso e a expectativa é de que 500 trabalhadores já estejam fazendo parte do projeto até o próximo mês. No pico das atividades, o número de carteiras assinadas chegará a dois mil. O ministro explicou que estão sendo abertas várias frentes simultâneas para acelerar as atividades para que a água chegue ao Ceará já no início do próximo ano, a fim de evitar o possível colapso hídrico na região metropolitana da capital Fortaleza. Os primeiros serviços dessa etapa (Meta 1N) começaram na última semana com a efetivação dos primeiros profissionais. Desde o início da recente mobilização, mais de 5 mil pessoas da região do sertão pernambucano e cearense enviaram seus currículos profissionais para as empresas responsáveis pelas obras.

24 horas

Quase 200 trabalhadores já atuam no trecho, que conta com a operação de 65 equipamentos pesados ao longo dos 140 quilômetros de extensão da Meta 1N. Para dar celeridade no cronograma da primeira etapa (1N), as jornadas de trabalho deverão ser de 24 horas em três turnos. 98% - As outras duas Metas (2N e 3N) já estão 98% finalizadas. Depois da vistoria da Meta 1N, o ministro Helder Barbalho também inspecionou o reservatório Jati ¿ quase concluído com 99,9% de execução -, no município de Jati, também no Ceará. Essa estrutura pertence à Meta 2N.

Benefício

O Eixo Norte vai levar água do São Francisco para Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. A estrutura capta a água, em Cabrobó (PE), e vai conduzi-la, por meio dos canais e demais estruturas de engenharia, até esses estados. Serão beneficiados cerca de 7,1 milhões de habitantes em 223 municípios, 4,5 milhões somente na Região Metropolitana da capital cearense.

A obra

Com 94,92% finalizado, o trecho completo (1N, 2N e 3N) possui 260 quilômetros de extensão, incluindo canais, três estações de bombeamento, oito aquedutos, 16 reservatórios e três túneis. Um deles,Cuncas 1, é considerado o maior da América Latina para o transporte de água, com 15 quilômetros de comprimento. A estrutura atravessa dois estados: Ceará e Paraíba, passando por quatro municípios: Mauriti (CE), Barro (CE), Monte Horebe (PB) e São José de Piranhas (PB).

Interrupção e retomada

Apenas a execução da primeira etapa (1N) do Eixo Norte foi interrompida. Isso aconteceu quando a construtora responsável (Mendes Júnior) informou ao Ministério a sua incapacidade técnica e financeira de continuar com os dois contratos firmados com a Pasta, em junho de 2016. Naquela ocasião, o Governo Federal iniciou o processo de substituição da empresa. Em 20 de junho deste ano, o Ministério da Integração Nacional assinou a ordem de serviço para o consórcio Emsa-Siton finalizar as obras. Leia mais: https://goo.gl/iNy75k

Eixo Leste

O Projeto São Francisco também é composto por outro eixo de transferência de água, o Leste, inaugurado em março e que já beneficia mais de 700 mil pessoas nos estados de Pernambuco e Paraíba.

 

Fonte: Por Jacqueline Santos - Ascom Constesf/Secom Bahia/BNews/Ascom MIN/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!