12/07/2017

Maria Bethânia abre Flipelô com sarau na Igreja de São Francisco

 

A cantora Maria Bethânia vai abrir a programação da Festa Literária Internacional do Pelourinho, a Flipelô. Bethânia, que se apresentou na inauguração da Fundação Casa de Jorge Amado e cantou para o escritor baiano em seus 80 anos, leva o sarau Maria Bethânia e as Palavras à Igreja de São Francisco no dia 9 de agosto, às 20h. A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira (11), durante lançamento do evento.

A abertura da Flipelô será restrita a convidados, mas o restante da programação, que segue até o dia 13 de agosto, é aberto ao público. Além da Fundação Casa de Jorge Amado e da Igreja de São Francisco,  largos, espaços culturais e ruas do Pelourinho vão receber a programação. Um deles é o Teatro Sesc Senac Pelourinho, onde acontece uma mesa com o rapper paulista Emicida. A ideia é promover uma verdadeira ocupação cultural no Centro Histórico com a realização de oficinas, espetáculos teatrais, exibição de vídeos e shows musicais.

Outros destaques da Flipelô são o bate-papo com o professor e gramática Pasquale Neto e com a biógrafa de Jorge Amado, Josélia Aguiar, que este ano assina a curadoria da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip). A Osba e a cantora Jussara Silveira fecham a programação no dia 13 de agosto, domingo do Dia dos Pais, em um programa que pretende reunir toda a família. "Tenho certeza de que é a festa literária que faltava para alegrar ainda mais a alma de Jorge, de Zélia e de Myriam", diz Angela Fraga, gestora da fundação, ao lembrar dos homenageados da primeiro Flipelô.

Salvador: Projeto “Atitude Bahia” promove Mostra Artística de Dança

Salvador sedia Atitude Bahia, um projeto de formação, criação, difusão e fomento das práticas em dança urbanas estadunidenses, com a realização de oficinas, exposição fotográfica, vídeodança e mostra artística, gratuitas, até o mês de setembro. Como atividade integrante do projeto, no dia 16 de julho (domingo), às 18h, no Espaço Xisto Bahia, ocorrerá a Mostra Artística, com foco no estilo de dança  jazz funk, sendo ação resultante da oficina ministrada pelos dançarinos Andreza Bastos (BA) e Andrew Lima (SP) e com a participação de grupos de dança que pesquisam este estilo. A noite terá a apresentação da premiada drag queen baiana Yanna Stefens.

Além das apresentações, o público terá a oportunidade de visitar gratuitamente no foyer do teatro a exposição “Atitude Bahia”, com imagens produzidas pela fotógrafa Shai Andrade, da oficina de waacking / vogue ministrada por Jo Cardoso (PR) e Barbe Zion (RJ), que tem por objetivo materializar a poética do corpo dançante, produzindo ainda, um acervo acerca da produção em dança contemporânea. Visitação aberta a partir das 16h.

Atitude Bahia é financiado pelo Fundo de Cultura da Bahia com enfoque em danças oriundas do Estados Unidos, como, jazz funk, waacking, vogue, stiletto e pop dance heels. O projeto entrecruza questões políticas na seara dos estudos de gênero, mesclando o estudo prático - o movimento corporal, a ação artística - em novos estilos de dança e a reflexão teórica dos estudos sobre o assunto. A proposta do projeto, que teve início no mês de maio e prossegue com atividades até o mês de setembro, é democratizar o acesso a essas técnicas possibilitando que dançarinos interessados em ampliar seus conhecimentos nessas estéticas tenham contato com profissionais de referência no cenário brasileiro, além de artistas baianos que têm se destacado na atuação profissional. Para o aluno da oficina de jazz funk Lucas Dancer “ A primeira vez que acontece algo deste tipo aqui na nossa cidade com profissionais maravilhosos. Um projeto que traz um alto nível de formação. Estou amando” declara. A partir de 17 de julho, o projeto abrirá vagas para a oficina de Stiletto e os interessados devem ficar atentos as informações divulgadas no site http://atitudebahia.com.br.

Serviço:

O que: ATITUDE BAHIA

Quando:  16 de julho (domingo), às 18h.

Quanto: Gratuito

Onde: Espaço Xisto Bahia (Rua General Labatut, nº 27, Barris, Salvador) 

Informações e inscrições:  http://atitudebahia.com.br

Realização: PROJETO ATITUDE Bahia

Apoio financeiro: Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Bate-papo discute Força da Mulher Negra e Empreendedora no Senac

A estilista Najara Black vai comemorar seu aniversário de uma maneira diferente. A criadora da NBlack aproveita a proximidade de sua festa com o Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, que acontece 25 de julho, e promove um bate-papo sobre a Força da Mulher Negra e Empreendedora.

O evento acontece no dia 21, mesmo dia em que Najara completa 34 anos. "Tô feliz que nesse dia eu vou estar fazendo algo que gosto muito, trocando, compartilhando ideias", conta.

A conversa vai ser a unidade do Senac que fica na Praça da Sé, no Centro Histórico. Participam do encontro Maili Santos, que é maquiadora, Andréa Ramos, da Nega Fulô, que trabalha com bonecas negras, Loo Nascimento, da Dreescoração, Iasmine Fernandes, do Vamos Cachear o Mundo, Rosângela José, do blog Negra Rosa, que lançou uma linha de bases e batons para peles negras, Michelle Fernandes, do Boutique de Krioula.

Segundo Najara, o evento é um espaço para movimentar e chamar a atenção para empreendimentos realizados por pessoas negras."A minha intenção é conversar com todos, quem quer empreender, quem já tem algum tipo de empreendimento e quem tinha e parou por qualquer que seja o motivo", afirma. Para participar do encontro, basta reservar uma vaga mandando nome e RG para o e-mail mkt.nblack@gmail.com e entregar um quilo de alimento não perecível. Os 50 primeiros que chegarem no evento ganham brinde NBlack. As vagas são limitadas.

Intervenção na Colina Sagrada inicia Corredor da Fé

A requalificação da Colina Sagrada, onde está localizada a Basílica do Senhor do Bonfim, irá marcar o início do projeto Corredor da Fé que tem como foco o desenvolvimento de ações de valorização da cultura e do turismo religioso na região da Cidade Baixa. A fase da obra que abrange a praça, o largo da Baixa do Bonfim e seu entorno onde funcionavam as Casas dos Romeiros teve o edital de licitação publicado nesta segunda-feira, 10, no Diário Oficial do Município. A área total de estudo compreende 36 mil m². O projeto urbanístico da revitalização deve ser publicado em 30 de agosto. Para isso, a Fundação Mario Leal Ferreira (FMLF) irá selecionar empresas capazes de desenvolver estudos técnicos e arquitetônicos para realizar a obra. A FMLF é vinculada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur).

Já a expectativa da presidente da FMLF, Tânia Scofield, é de que o projeto contendo estudos técnicos e arquitetônicos para a construção do Corredor da Fé– que começa no Santuário da Bem Aventurada Dulce dos Pobres, na avenida Dendezeiros, seja apresentado até o final de dezembro deste ano. Sobre como funcionará este espaço, Tânia diz que o local deve conciliar a valorização do apelo religioso com foco na acessibilidade dos fiéis e turistas. "Pretendemos aumentar o calçadão, além de implantar alguns marcos que sinalizem o caminho da fé e instrua os peregrinos", revela a responsável pela FMLF.

O corredor vai se conectar à Colina Sagrada e ao largo do Bonfim. Por isso, o local que abriga a igreja turística também vai passar por intervenções que facilitem a circulação dos fiéis e a realização de missas fora do templo. "Queremos integrar a igreja ao largo do Bonfim. É preciso fazer um espaço de convivência na praça, em que seja modificado o trânsito no local. Além disso, pretendemos retirar barreiras, como canteiros, que dificultam a acessibilidade e a realização de missas", planeja Tânia Scofield. Além de integrar a igreja ao largo, a FMLF pretende movimentar a economia do local com o fomento do comércio popular e do artesanato, o que já é característico da região. A intenção é desenvolver o Corredor da Fé e, em paralelo, revitalizar a região da Colina Sagrada, onde a igreja do Bonfim está localizada.

Arquidiocese

A implantação do Corredor da Fé foi bem avaliada pelo padre Manoel Filho. Ele, que representa a pastoral do turismo da Arquidiocese de Salvador, acredita que a iniciativa pode estimular o turismo religioso. "Duas beatas da Igreja viveram e foram beatificadas aqui: as irmãs Dulce e Lindalva Justo", diz padre Manoel, sobre o potencial turístico da capital baiana. Ele ressalta a importância de valorizar o ponto turístico como um espaço de fé, em detrimento da realização de outros eventos que possam dar diversos significados ao corredor. "Não pode ser, apenas, um passeio largo e bonito, tem que ter conteúdo religioso", defende o padre. Manoel Filho ainda valoriza o ineditismo da obra, o que segundo ele, não há no Brasil um corredor que ligue dois santuários. "Devemos fazer algo funcional e belo".

Domingo no TCA apresenta "Lub Dub" do BTCA

Percussivo como as batidas do coração: assim é o espetáculo “Lub Dub”, do Balé Teatro Castro Alves (BTCA), que se apresenta no projeto Domingo no TCA, no próximo dia 16 de julho, às 11h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves (TCA). O público terá mais uma oportunidade de assistir a mais nova montagem, estreada em abril passado, deste que é um corpo artístico do Estado da Bahia há 36 anos.

Com criação do dançarino, coreógrafo e compositor sul-coreano Jae Duk Kim, a coreografia é uma intensa alternância de movimentos de tração e estremecimento, dinamismo e relaxamento, ritual e contemporâneo. Os ingressos custam R$ 1,00 (inteira) e R$ 0,50 (meia) e são vendidos apenas no próprio dia do espetáculo, a partir das 9h, com acesso imediato ao teatro. Dez dançarinos em cena têm a percussão como motivação sonora e física. A estrutura coreográfica se desenvolve pelas características peculiares do coreógrafo: ele oscila do silêncio absoluto à vertigem, em questão de instantes, sempre em estreita relação com a trilha sonora. O próprio Jae Duk Kim assina a trilha, que tem como base instrumentos percussivos das culturas oriental e ocidental, efeitos incidentais, canto e sons ao vivo.

O curioso nome do espetáculo é uma referência ao som das batidas do coração. Para a medicina, os dois primeiros (ou principais) sons cardíacos são denominados ‘lub’ e ‘dub’, que representam a bolha produzida pela abertura e fechamento das válvulas que permitem a passagem do sangue. Assim, o título é uma metáfora dos sons e batidas da vida, da própria humanidade e sua energia vital, que motiva e sustenta o movimento do corpo: o corpo que pulsa, medita, protesta e luta.

O Domingo no TCA é uma iniciativa do Teatro Castro Alves, equipamento da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), que se compromete em ampliar e diversificar o seu público frequentador, oferecendo-lhe acesso a espetáculos qualificados, das mais diversas linguagens artísticas. Ao longo de 10 anos e mais de 100 edições, o projeto engloba apresentações de música, teatro, dança, circo, cinema, de variados estilos e proposições estéticas, da Bahia, do Brasil e do mundo.

Jae Duk Kim

Artista experimentalista, Jae Duk Kim, 37 anos, é diretor da Modern Table Dance Company, com sede em Seul, que tem participado de diversos festivais e eventos em países como o Japão, Indonésia, Nova Zelândia, Singapura, Suíça, Alemanha, Brasil, Argentina e Colômbia. Crescido num ambiente artístico, Duk Kim foi dispensado do serviço militar em seu país depois de ganhar um concurso de dança. Seu trabalho coreográfico é desenvolvido a partir de uma prioridade: “Quero dar à cultura do meu país o mundo”, diz ele. “Criei coreografias porque não gostava de nada do que era feito para juntar a tradição ao contemporâneo”, completa o coreógrafo. O convite para a parceria foi resultado do encontro de Antrifo Sanches, diretor artístico do BTCA, com Marcelo Zamora, presidente da La Red de Promotores Culturales de Latinoamérica y el Caribe e coordenador geral do Fórum Internacional de Dança do Estado de São Paulo (FIDESP), durante uma Rodada de Negócios do VIVADANÇA Festival Internacional. Foi na 11ª edição deste evento, que tem apoio financeiro do Governo da Bahia, que “Lub Dub” fez sua estreia.

  • Serviço:

Domingo no TCA apresenta: “Lub Dub”, do Balé Teatro Castro Alves (BTCA)

Local: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Data: 16 de julho (domingo), 11h

Quanto: R$ 1,00 (inteira) e R$ 0,50 (meia)

* Vendas somente no dia, a partir de 9h, com acesso imediato do público.

 

Fonte: Correio/Secom Bahia/Poliana Bicalho/A Tarde/Municipios Baianos 

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!