13/07/2017

Conquista: Governo anuncia o fim do racionamento de água

 

O governador Rui Costa anunciou nesta terça-feira (11) que o racionamento de água em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, será encerrado. De acordo com o governador, as manobras para o fim da distribuição alternada de água na cidade do sudoeste da Bahia começam na quarta-feira (12).

Rui Costa disse ainda que o encerramento do racionamento, que começou em maio de 2016, foi definido após o nível da barragem de Água Fria II ter chegado a 100%. Somou-se a isso a conclusão das obras da adutora do Gaviãozinho.

No final do mês de junho, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou que o racionamento continuaria e até divulgou na internet um novo calendário de abastecimento revezado, que seria entregue impresso à população neste mês de julho. Contudo, com o fim do racionamento, a população da cidade não vai mais ter a distribuição de água alternada.

Barragens

Antes do anúncio do governador, a Embasa já havia revelado que por conta das chuvas que estão caindo na região, os níveis de água nas barragens Água Fria I e II, que ficam em Barra do Choça, também no sudoeste da Bahia, e que abastecem Vitória da Conquista, estavam melhores.

Além das barragens, a Embasa informou que a construção da adutora do Gaviãozinho, em Vitória da Conquista, passará por fases de testes nos próximos três meses.

Segundo a empresa, o empreendimento pode representar um incremento de 30% no volume de água para o Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA) de Vitória da Conquista. A medida também vai proporcionar a recuperação gradativa e manutenção dos níveis de segurança do Sistema de barragens de Água Fria I e II.

Racionamento

O fornecimento de água em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, foi racionado desde 23 de maio de 2016, segundo a Embasa. De acordo com a empresa, a ação tinha como objetivo garantir a continuidade do abastecimento de água no município. A medida foi necessária por conta da falta de chuvas na região, que reduziu o volume de água armazenado nas barragens de Água Fria I e II.

Diante da redução da disponibilidade hídrica, os bairros e localidades rurais da cidade foram divididos em dois grupos, "A e B", que receberam água de forma alternada, por períodos de três dias consecutivos para cada grupo. Durante o período de racionamento, a empresa distribuiu calendários com as datas de abastecimento de água em cada grupo.

Na época do início do racionamento, as barragens ofertavam apenas 13 mil litros de água por dia, mas para atender a demanda da cidade, seriam necessários 48 mil litros.

Brumado: Inicia agendamento dos Procedimentos do Mutirão de Cirurgias

Os atendimentos do Mutirão de Cirurgias, iniciativa do Governo do Estado e executado pela Secretaria da Saúde (Sesab), começaram em Brumado, nesta quarta-feira (12). Moradores de 21 municípios da região Sudoeste, que precisam de procedimentos de hérnias (umbilical, inguinal, epigástrica), histerectomia (retirada de parte ou total do útero) ou colecistectomia (vesícula), serão beneficiados. Os exames e consultas pré-operatórios estão sendo feitos até sexta-feira (14), nas unidades móveis de saúde que estão estacionadas no Ginásio Poliesportivo Antônio Alves Ribeiro, em Brumado. As cirurgias serão feitas a partir do dia 17 de julho, no Hospital Municipal Professor Magalhães Netto, em Brumado.

Uma das pacientes, que já saiu com agendamento foi a professora Eliana Rosa Viana. Ela conta que desde o início do ano buscou o atendimento para fazer a cirurgia de retirada do útero, mas só agora, com o Mutirão de Cirurgias, conseguiu marcar o procedimento. "Já estava até vendo a possibilidade em fazer em uma clínica particular, mas fiquei sabendo do Mutirão e resolvi buscar atendimento aqui. É uma iniciativa de grande importância.", destacou Eliana, que é moradora de Guajeru.

Para ser atendido, o paciente já deve ter a indicação médica para a cirurgia e ter feito o cadastro na Secretaria de Saúde do município de residência. Caso ele não tenha feito o cadastro prévio, mas tenha exames que comprovem a necessidade de realizar uma das cirurgias oferecidas, o paciente poderá se dirigir ao local das consultas pré-operatórias munido de RG, CPF, cartão do SUS, comprovante de residência e exames de sangue (uréia, creatinina,TP, TTPA, glicemia em jejum e hemograma). As mulheres que farão histerectomia devem levar também o preventivo. O atendimento começa às 7h.

Além dos moradores de Brumado, os atendimentos nesta etapa são destinados aos residentes de Érico Cardoso, Aracatu, Barra da Estiva, Boquira, Botuporã, Caturama, Contendas do Sincorá, Dom Basílio, Guajeru, Ibicoara, Ibipitanga, Ituaçu, Jussiape, Livramento de Nossa Senhora, Macaúbas, Malhada de Pedras, Paramirim, Rio de Contas, Rio do Pires e Tanhaçu.

Desmatamento põe em risco adutora de Perímetro Irrigado em Livramento de Nossa Senhora

No último final de semana, um desmatamento clandestino colocou em risco a adutora central que serve ao Perímetro Irrigado Brumado, em Livramento de Nossa Senhora.

Foram invadidos cerca de 2.200 m² da faixa de segurança paralela à adutora, no trecho próximo à barragem de derivação e captação da água, onde até mesmo a circulação de pessoas é restrita.

O autor da ação seria um posseiro, que teria comprado o terreno de outros posseiros, ocupantes de áreas adjacentes, há mais de 40 anos, com a suposta permissão do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), órgão que implantou o projeto.

De acordo com o Mandacaru da Serra, o desmatamento de risco, denunciado à Controladoria Geral do Município, teria sido feito para construção de uma casa.

A obra foi embargada e o caso está sendo apurado. O presidente da Associação do Distrito Irrigado do Brumado (ADIB), Rosivaldo Romão da Silva, disse que a vazão é de 5 mil m³/hora, abrangendo 35 comunidades e cerca de 10 mil pessoas.

Inema libera licença prévia para fábrica de cimentos avaliada em R$ 770 milhões em Lajedinho

O Inema concedeu à CPX Baiana Mineração licença prévia para a construção da fábrica de cimento no município de Lajedinho.

A portaria, publicada no Diário Oficial do Estado, permite a realização dos estudos e projetos de viabilidade do empreendimento.

Os investimentos previstos são da ordem de R$ 770 milhões para produzir 800 mil de toneladas de cimento por ano.

A estimativa dos investidores é gerar 2 mil empregos na fase de obra e 200 empregos diretos após a construção, além de outros 600 empregos indiretos.

A empresa pretende fabricar cimento, concreto e argamassa. Entusiasta do projeto, a deputada estadual Ivana Bastos (PSD) falou sobre a importância de aliar os estudos com o desenvolvimento sustentável do município.

“Tenho acompanhado de perto, ao lado do prefeito Marcos Mota, o andamento desse projeto. Além de garantir empregos e renda para moradores de um município tão sofrido, o projeto é voltado para o desenvolvimento sustentável, já que a área escolhida para instalação da unidade encontra-se dominada por pasto degradado, com menor impacto sobre a vegetação”, afirmou. Para a parlamentar, a licença é mais um para implantação do empreendimento que mudará a história da cidade.

 

Fonte: G1/Ascom Sesab/Achei Sudoeste/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!