14/07/2017

Ilhéus: IX edição do Chocolat BA terá várias palestras

 

Durante a nona edição do Festival Internacional do Chocolate e Cacau – Chocolat Bahia, de 20 a 23 de julho em Ilhéus, especialistas internacionais ministrarão palestras gratuitas sobre diversos aspectos do setor.

O passado, presente e futuro do chocolate artesanal será o tema abordado pelo escritor norte americano Clay Gordon, autor do livro "Descubra o chocolate: o guia final de compra, degustação e aproveitamento de chocolate fino".

Gordon também é fundador da TheChocolateLife.com, maior comunidade focada exclusivamente no chocolate.

Os indianos radicados nos Estados Unidos Andal Balu e Mannarsamy Balasubramanian apresentarão tecnologias para processamento do cacau e produção de chocolate artesanal a partir da amêndoa.

O casal é proprietário da indústria CocoaTown, em Atlanta, que projeta, fabrica e distribui uma linha de equipamentos compactos para ajudar pequenos produtores a fazer chocolate gourmet bean to bar (do grão à barra).

Já a portuguesa Goretti Silva, professora de Turismo e proprietária da empresa Na Rota do Chocolate, na região de Viana do Castelo, em Portugal, trará o tema "Turismo associado ao chocolate".

Todas as palestras serão realizadas no Centro de Convenções de Ilhéus, a partir das 16h do dia 22, durante o Chocoday, parte da programação do Chocolat Bahia - 9º Festival Internacional do Chocolate e Cacau. A entrada é gratuita.

Ilhéus será cidade-irmã de Tianjin

Ilhéus será, a partir desta sexta-feira, cidade-irmã de Tianjin, na China. O ato que marcará esta relação está marcado para o Teatro Municipal, às 9 horas, quando o prefeito Mário Alexandre receberá o vice-governador João Leão.

Com ele virão lideranças empresariais brasileiras e uma comitiva de empresários chineses, que vêm conhecer a cidade e assinar um Memorando de Entendimentos visando parceria na Zona de Processamento de Exportação (ZPE).

A visita é resultado de uma viagem à China feita pelo governador Rui Costa buscando atrair investidores para Ilhéus. “Estamos próximos, muitos próximos da concretização deste projeto”, assegurou o prefeito de Ilhéus.

Tianjin possui uma Zona Econômica Especial e é uma das maiores e mais importantes cidades da China. Situada no nordeste e banhada pelo Oceano Pacífico, a cidade faz divisa com a província de Hebei e com Pequim, a capital.

Tianjin é dividida entre 'cidade velha', em que se localizam os monumentos históricos, e a parte moderna, a Área de Desenvolvimento Econômico-Tecnológico de Tianjin (TEDA), que serve de base para todos os polos da região.

Com crescimento de mais de 30% ao ano, ambas as regiões são, hoje, as maiores bases na China para indústrias relacionadas à alta-tecnologia e telecomunicações.

Após o ato no Teatro Municipal, o prefeito Mário Alexandre vai acompanhar a comitiva a uma visita ao Porto de Malhado e à área destinada a implantação da ZPE local, na rodovia Ilhéus-Uruçuca.

ITABUNA: FRENTE PARLAMENTAR ATUA EM PROL DE FILANTRÓPICAS

Formada por nove vereadores, a Frente Parlamentar em prol das Instituições Filantrópicas de Itabuna atuará no recesso da Casa tentando solucionar o impasse em torno da subvenção econômica para aquelas de utilidade pública. A Prefeitura tem alegado que muitas delas estão em desacordo com exigências novas do Marco Regulatório do 3º Setor, em vigor no Brasil desde janeiro.

A Frente solicitou informações à Secretária de Assistência Social e ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Do órgão municipal, a Frente quer conhecer, por exemplo, valores orçamentários, critérios para a contemplação das entidades e documentos exigidos na prestação de contas; do TCM, se entidade idônea pode repassar recurso para outra com documentação pendente.

Os vereadores ressaltaram que a assistência financeira do Governo municipal a entidades que atuam voluntariamente em Itabuna tem respaldo no reconhecimento dado a elas pelo Legislativo através do título de utilidade pública (o qual precisa da aprovação legislativa). Eles devem reunir-se na próxima semana com representantes das filantrópicas.

Compõem a Frente Parlamentar em Itabuna, os vereadores Júnior Brandão (PT), Beto Dourado (PSDB), Robinho (PP), Ricardo Xavier e Nel do Bar (PPS, ambos), Ronaldão (PMN), Manoel Júnior (PV), Pastor Francisco (PRB) e Charliane Sousa (PTB).

ITABUNA: FTC TEM PROJETO DE EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA APROVADO PELO SEBRAE

A Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) de Itabuna está entre as 18 Instituições de Ensino Superior (IES) que teve projeto aprovado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado da Bahia – Sebrae/Ba – para ser desenvolvido com foco na Educação Empreendedora para o Ensino Superior. No Sul do Estado, além da FTC, também teve projeto selecionado a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), da Rede Pública Estadual. Outra unidade da Rede de Ensino FTC que está entre as IES com proposta selecionada é a de Feira de Santana.

De acordo com a coordenadora do projeto, professora Maria Alice Accioly Doria, que também coordena o curso de Administração da FTC Itabuna, o objetivo geral da proposta aprovada pelo Sebrae é de capacitar 10 docentes e 200 discentes de todas as áreas de conhecimento da Faculdade em Empreendedorismo, como forma de proporcionar empoderamento não apenas no conhecimento diferenciado, mas nas atitudes diante das demandas do mercado no contexto econômico e social complexo e incerto que se apresenta.

“Diante do panorama brasileiro, é necessário buscar soluções que promovam a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios por acreditar que esses fomentem a economia local e regional, trazendo assim uma retomada mais consolidada para o crescimento econômico do país. Ações que busquem a ruptura da estatística de fechamento prematuro das empresas brasileiras, através de planejamento, organização e aplicação de ferramentas gerenciais no dia a dia do empreendedor, são necessárias serem implantadas”, justifica a coordenadora.

Maria Alice ressalta que, para alcançar os objetivos propostos a capacitação irá desenvolver ações como: a integração entre teoria e prática; realizar palestras e simpósios voltados ao empreendedorismo; e propiciar ao aluno a experiência e o conhecimento de abrir uma empresa e a vivência da gestão de um negócio através de feiras de incubadoras.

Ela destaca ainda que, durante 18 meses de execução do projeto, serão promovidas ações de mobilizações junto aos discentes para fomentar a participação em jogos empresariais, acompanhando os integrantes na orientação e na mensuração do grau de conhecimento adquirido, bem como a orientação na construção passo a passo para a realização de um plano de negócio com vistas a sua viabilização.

“O nosso projeto será desenvolvido com base na metodologia inovadora adotada pela Rede de Ensino FTC, fundamentada na filosofia de currículo baseado em competências, que é obrigatoriamente base norteadora das ações docentes”, argumenta Maria Alice. Dentre as atividades previstas para o projeto estão a implementação da Disciplina de Empreendedorismo, o Desafio Universitário, o Simpósio em Educação Empreendedora e a Disciplina de Empreendedorismo e Inovação. As atividades serão desenvolvidas a partir do próximo dia 24 com a capacitação de docentes.

Eunápolis: MP aciona Veracel por ocupação irregular de terras

A Veracel Celulose S/A foi acionada pelo Ministério Público do Estado da Bahia por ocupação irregular de mais de 225 hectares de terras do Estado. Na ação civil pública ajuizada pelos promotores de Justiça Rafael Henrique Andreazzi e Antônio Leal Filho contra a empresa, o MP requer à Justiça que determine, liminarmente, a reintegração da posse da área ao Estado da Bahia. De acordo com os promotores de Justiça, há 15 anos, a Veracel explora com a plantação de eucaliptos as terras localizadas no município de Eunápolis, extremo sul baiano.

O uso irregular das terras foi confirmado pela Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), que integra a Secretária de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR). Por meio de Processo Administrativo de Discriminatória Rural, a CDA constatou que a área denominada Fazenda São Paulo é devoluta. Segundo o órgão, a ocupação poderia ser regularizada, mas a empresa não pode fazer isso pois não atende as especificidades das normas que tratam da matéria. Os promotores de Justiça ressaltam ainda que, verificando-se que o aproveitamento da área ocorreu por 15 anos, a Veracel obteve vantagem de mais de R$ 3 milhões sem nenhuma contrapartida ao Estado da Bahia. Eles solicitam à Justiça que seja julgada procedente a ação para condenar a Veracel ao pagamento de R$ 15 milhões de indenização pelos danos morais coletivos, a serem destinados ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos; e pagamento de indenização por perdas e danos a título de aluguel desde a data de 01 de janeiro de 2002 até a efetiva desocupação, em valor a ser fixado posteriormente.

 

A Região/Politicos do Sul da Bahia/Cecom MP/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!