15/07/2017

Itabuna: Trifil faz acordo com TRT e criará creches para funcionários

 

A empresa Trifil (Itabuna Têxtil S/A), localizada no sul da Bahia, terá que cumprir diversas orientações quanto à segurança e bem-estar dos seus trabalhadores, bem como a implementação de uma creche para os filhos de funcionárias em idade de amamentação - até dois anos. Esse foi o acordo firmado com a empresa pela presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT5-BA), desembargadora Maria Adna Aguiar, em uma Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público do Trabalho e que tem vigência por prazo indeterminado.

Dentre as obrigações que visam proteger a saúde, integridade física e bem-estar dos trabalhadores, estão incluídas a adoção de práticas para evitar a exposição dos funcionários a situações perigosas (altas temperaturas, excesso de ruído, acionamento/desligamento involuntário de máquinas), e a ocorrência de acidentes de trabalho. Também foram determinadas a observância dos intervalos para repouso e alimentação, a realização de adaptações ergonômicas no mobiliário e desenvolvimento de programa de reabilitação funcional.

A Trifil exporta produtos como calcinhas, sutiãs, meias e t-shirts para 40 países.

CRECHE

Quanto à implementação da creche, que corresponde à obrigação alternativa ao pagamento do dano moral coletivo, a empresa terá até a primeira quinzena de agosto de 2018 para preparar as instalações, equipando-as com móveis, acessórios e pessoal necessários ao cuidado e conforto das crianças. Deverá, também, reservar área para desenvolvimento de atividades lúdicas, incluindo espaço livre (solarium), com brinquedos que o caracterizem como parque recreativo. Respeitada a capacidade máxima estrutural da creche, esta deve estar apta a atender 65 crianças já no primeiro mês de funcionamento, sendo aumentada em 25% até o dia 1º de agosto de 2019 e atender a 100% da demanda dos trabalhadores até o prazo de 1º de agosto de 2020.

O atraso ou desrespeito a quaisquer cláusulas do acordo implica o pagamento de multa no valor de R$30 mil por item descumprido, revertido em favor do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) ou, a critério do MPT e do Juízo de Conciliação, direcionado a entidades que permitam a recomposição de danos trabalhistas de caráter difuso. O valor da multa será atualizado com base no índice de correção das dívidas trabalhistas utilizado pela Justiça do Trabalho.

Festival do Chocolate ajuda a manter boa média de ocupação em hotéis

Eleita por especialistas como um dos melhores destinos de lazer, negócio, gastronomia e entretenimento no Brasil, Ilhéus é uma das cidades mais importantes no cenário do turismo baiano. O município possui uma rede hoteleira com aproximadamente 9 mil leitos, que vão desde empreendimentos de luxo a simples albergues. No mês passado, a excelente quantidade de visitantes refletiu na média de ocupação dos hotéis e pousadas, que registraram índice médio de 80 por cento de ocupação, segundo dados da Secretaria Municipal de Turismo e Esporte (Setur) e empresários do setor hoteleiro.

A alta ocupação vem sendo atribuída aos grandes eventos que ocorreram na cidade, como os Festejos Juninos e as programações do Dia da Cidade. Ilhéus também sediou a 107ª Assembleia Geral Ordinária (AGO), da Convenção das Igrejas Assembleias de Deus na Bahia (Ceadeb) que reuniu 4 mil convencionais, movimentando toda a rede hoteleira, restaurantes e o comércio em geral, trazendo ganhos econômicos significativos para a cidade.

Durante os próximos dias, a cidade sediará o 9º Festival Internacional do Chocolate e Cacau, evento de agronegócio, turismo e gastronomia que pretende atrair cerca de 50 mil visitantes, de acordo com os organizadores do evento. O secretário Roberto Lobão, disse que Ilhéus vive um momento bom no cenário turístico e que os eventos na cidade dão estímulo à geração de emprego e renda, mexendo com a cadeia produtiva local. “Estamos consolidando a cidade com o cenário nacional de eventos. Recentemente uma empresa de aviação requisitou nosso material para divulgar nossa potencialidade nas suas publicações. No mês passado, a Folha de São Paulo publicou um recorte das nossas mídias digitais”, comemorou.

O Festival acontece no Centro de Convenções e atrairá visitantes de vários estados e países. O evento será realizado de 20 e 23 de julho e apresentará toda a cadeia produtiva do cacau ao chocolate, com os melhores chocolates de origem do Brasil, além de workshops, fórum, exposição, visita às fazendas de cacau entre outros.

“Além de movimentar o turismo e a matriz econômica regional, o festival estimula a formatação de novos negócios, verticaliza a produção do cacau agregando valor desde a amêndoa até a produção do chocolate. Talvez seja o principal evento da região, se não for um dos principais eventos do estado, pela mídia gerada e pelo fluxo que ele consegue promover.”, avalia o idealizador e coordenador do Chocolat Bahia, o publicitário Marco Lessa.

ITACARÉ: PLANO DE SANEAMENTO BÁSICO É DISCUTIDO COM A COMUNIDADE

Representantes dos mais diversos bairros, distritos e comunidades de Itacaré participaram nos dias 11 e 12 desse mês das discussões para a elaboração, de forma participativa, do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). Realizados pela Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Meio Ambiente e em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, os debates contaram com a participação efetiva da comunidade, que teve a oportunidade de discutir, opinar e colaborar com a elaboração do plano.

Durante os encontros os técnicos da Funasa e da empresa Alto Uruguai fizeram um diagnóstico da situação do saneamento no mundo, alertaram para a responsabilidade de todos, a legislação em vigor e do quadro atual do saneamento no município, na sede e na zona rural. Também foram discutidas questões como o abastecimento de água, esgotamento sanitário, resíduos sólidos e manejo das águas pluviais. A proposta é de elaborar um plano participativo que possibilite a criação de mecanismos de gestão pública da infraestrutura do município relacionada aos quatro eixos do saneamento básico.

E as discussões aconteceram em diferentes pontos do município, na sede e na zona rural. No dia 11, pela manhã e à noite, foi realizada a reunião de discussões sobre o Plano Municipal de Saneamento Básico na Colônia Z-18, na orla de Itacaré, No período da tarde foi a vez da reunião na comunidade da Marambaia, no salão do Bar da Raquel. No dia 12, quarta-feira, as discussões acontecerão pela manhã no salão da Igreja Monte Horebe em Taboquinhas, e à tarde o encontro foi com a comunidade em Água Fria e adjacências.

O Secretário municipal de Meio Ambiente, Cosme Nunes, informou que nesta segunda etapa será realizado o planejamento estratégico do saneamento nos quatro eixos: abastecimento de água potável; drenagem de águas pluviais; esgotamento sanitário (captação e tratamento de esgotos, ampliação do sistema); e resíduos sólidos: coleta e destinação de lixo (finalização dos lixões). Ele explicou que a aprovação do Plano Municipal de Saneamento Básico é fundamental para planejar o saneamento que o município precisa e assegurar captação de recursos financeiros necessários à sua execução.

 

 

Fonte: BNews/Ascom PMI/Politicos do Sul da Bahia/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!