16/07/2017

Ilhéus: Festejos Religiosos acontecem no Terreiro Matamba

 

Nos dias 29, 30 e 31 de Julho, sábado, domingo e segunda  o Terreiro Matamba Tombenci Neto, em Ilhéus, estará em festa para homenagear os Nkissis Zumbarandá, Nkossi e Kavungo.

Os festejos terão início, no sábado, dia 29, às 21h com muitas homenagens a Nkissi Zumbarandá (Nanã). Já no domingo, dia 30, a kizomba (festa) começa às 13h, com a Tradicional Makunde (Feijoada) em homenagem a Tateto Nkossi (Ogum). Na Segunda – Feira dia 31, às 20h serão finalizados os festejos com Homenagem a Tateto Kavungo (Obaluayê).

A matriarca do Terreiro de Matamba Tombenci Neto, Mãe Ilza Mukalê, há mais de 40 anos à frente do Tombenci, em Ilhéus, conta que os festejos do mês de Julho têm um tom de saudade. “Desde que assumi a direção do terreiro matamba em 1975 não paramos de realizar os festejos do mês de julho no terreiro, é uma forma de manter viva as nossas tradições”, finalizou Mãe Ilza. Para mais informações (73) 3086-5112/98809-3958

Galeria do Teatro de Ilhéus abre vernissage na segunda

A Galeria do Teatro Municipal de Ilhéus sedia de 17 a 24 deste mês, das 18 às 20 horas, a mostra de fotografias, aquarelas e desenhos das artistas Cláudia Pompeu e Geraldine Belmont. O acervo é apresentado em diferentes técnicas e linguagens que retratam a conexão de ambas com os elementos da natureza, do ponto de vista estético, pesquisa e reflexão. A venda das obras terá percentual destinado para suporte financeiro do trabalho desenvolvido pelo Instituto Tartarú, na Península de Maraú, situado no sul da Bahia.

Cláudia Pompeu e Geraldine Belmont afirmam que as obras retratam o mar, suas cores, a mata atlântica e os seres que neles vivem. “Sonhar junto torna-se realidade. Aqui, essa realidade é poética e inspiradora. Usar a arte para falar da natureza e da urgência de sua preservação tem o objetivo também de divulgar o trabalho do instituto, do qual ambas são diretoras, contam”.

Cláudia Pompeu é publicitária e fotógrafa. Sempre vem ao sul da Bahia em busca da singularidade oferecida pela biodiversidade da região. Pós-graduada pela Escola de Belas Artes de São Paulo, ganhou o prêmio Pinagram, oferecido pela Pinacoteca do Estado de São Paulo. Participou da mostra “Índia”, na Fundação Armando Alves Penteado, e exposições coletivas.

Já Geraldine Belmont veio ao Brasil em 2004 para desenvolver trabalhos na área de proteção ao meio ambiente, com foco em resíduos sólidos. Mora em Ilhéus há treze anos. Pela segunda vez expõe sua produção artística na cidade. Graduada em belas artes pela Escola de Arte de Lausanne, em 2001, participou de exposições coletivas no Centro de Escultura de Nova York, no Museu de Artes Aplicadas de Viena, Áustria, e individuais em Londres, Berlim, Genebra e Zurique.

Ilhéus quer a Vila Gastronômica

O Banco da Vitória pode se transformar em Vila Gastronômica de Ilhéus. O projeto é antigo e é sempre cercado de muita promessa. Desta vez o plano é da Prefeitura e da Secretaria de Turismo da Bahia.

A ideia é apostar na valorização dos bares e restaurantes ali instalados há anos para criar empregos. Esta não é a primeira vez que projetos turísticos para o bairro são discutidos.

O diretor de Projetos e Fiscalização da secretaria estadual de Turismo, Cláudio Taboada, visitou o Banco da Vitória, para onde estão previstos R$ 800 mil para urbanização, drenagem, estacionamento, iluminação e comunicação visual.

A Prefeitura pediu ao Governo da Bahia que faça a concessão dos 9 km da BR-415 que separam a sede do Banco da Vitória para o município. Não se sabe como a prefeitura manteria a estrada, devido ao alto custo. A Prefeitura de Ilhéus não consegue sequer manter as estradas vicinais do município.

Prefeito recebe Missão Chinesa que estuda investimentos na ZPE de Ilhéus

Há 30 anos, o município de Ilhéus luta para implantar a sua Zona de Processamento de Exportação (ZPE). Hoje (14), a visita de uma comitiva de empresários de Tianjin, na China, significou a ação mais concreta, nestas três décadas, para que o projeto possa, efetivamente, tornar-se realidade. Durante solenidade ocorrida no Teatro Municipal, representantes do Governo da Bahia, da Prefeitura Municipal e dos empresários brasileiros e estrangeiros, assinaram um Memorando de Entendimentos entre a ZPE de Ilhéus e a Comissão do Comércio do Governo de Tianjin. Em seguida, visitaram o Porto de Malhado e a área destinada à implantação da primeira etapa da ZPE local, equipamentos que aguardam investimentos para avançar.

“O Governo da Bahia está convencido de que está dando o mais importante passo para a concretização da ZPE”, afirmou o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, que representou o governador Rui Costa e o vice-governador João Leão na solenidade. A visita dos chineses é resultado de uma Missão de Negócios realizada pelo Governo da Bahia, ano passado.

Exemplo

Tianjin está situada no nordeste da China. É a terceira plataforma exportadora mais importante do País e uma das maiores comunidades econômicas, depois de Xangai e Pequim. A sua Área de Desenvolvimento Econômico-Tecnológico serve de base para praticamente todos os polos industriais, comerciais e financeiros da região. Com crescimento de mais de 30% ao ano, a cidade é, hoje, uma das maiores bases na China para indústrias relacionadas à alta-tecnologia e telecomunicações. ”Tenho certeza de que a gente vai fazer bons negócios no futuro”, afirmou o diretor-geral da Comissão de Comércio, Zhang Aiguo.

“Desenvolvimento só se faz com muito trabalho, com muito esforço”, ressaltou Dauster. “Este encontro está permitindo visualizar cada vez com mais clareza que, em breve, poderemos ter coisas concretas com a conclusão da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol), construção do Porto Sul e do Aeroporto Internacional de Ilhéus”, completou, referindo-se a projetos intermodais que vêm sendo projetados pelo Governo da Bahia.

Esforço coletivo

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, destacou que o resultado deste encontro é fruto de um esforço coletivo, de governo e sociedade. “A China é um exemplo de eficiência para o mundo. O povo de Ilhéus é ordeiro, pacífico e trabalhador. Os chineses podem acreditar que vão encontrar aqui um povo disposto a trabalhar muito, com vontade de acertar”, disse à comitiva. Para Mário Alexandre o evento de hoje marca um momento histórico para todo o povo de Ilhéus e o seu sonho de ver a cidade avançar social e economicamente.

Vice-presidente da Associação e Plataforma Intercontinental entre a China, Angola, Brasil e Portugal, Margarida Xu destacou que para transformar sonhos em realidade é preciso que alguém escute. “O povo da Bahia é um povo que escuta, é um povo que faz”, afirmou. A empresária destacou o comprometimento do Governo da Bahia e do prefeito de Ilhéus para tornar a parceria uma realidade. “Nós avaliamos os homens e as suas verdadeiras intenções”, destacou. Margarida Xu disse ainda que a China desenvolve parcerias com os países de língua portuguesa e isto tem um significado concreto e não são palavras vazias. “A prova disto é que estamos aqui para fazer as coisas acontecerem. Não é só a amizade que nos traz aqui, é o desenvolvimento, a interligação dos empresários e dos homens comuns da China e do Brasil”, completou.

Vocação para indústria

Presidente da ZPE de Ilhéus, Otávio Pimentel lembrou a vocação econômica do município. “A indústria está no DNA do povo de Ilhéus. A cidade já representou 56 por cento do Produto Interno Bruto da Bahia, foi matriz da primeira indústria do Brasil, de cana-de-açúcar, e mantem em atividade o primeiro Polo de informática do nordeste”, destacou. “O que vamos é aproveitar os cinco mil anos de experiência e de cultura da China para que a gente possa andar subindo degraus e não mais de forma linear”, defendeu. Com a consolidação desta parceria, nasce, segundo Pimentel, a capacidade de mudar substancialmente a matriz financeira de Ilhéus e da Bahia.

O que é uma ZPE?

Uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE) é um distrito industrial onde empresas nele localizada operam com suspensão de impostos, liberdade cambial (não são obrigadas a converter em reais as divisas obtidas nas exportações) e gozam de procedimentos administrativos simplificados. A de Ilhéus existe oficialmente no papel. No terreno destinado para tal finalidade, aguarda investimentos.

As ZPES nacionais foram pensadas como forma de atrair novos investimentos externos através do aumento das exportações, que devem atingir o mínimo de 80% do total da produção. Elas contribuiriam para impulsionar o progresso tecnológico, diminuir os desequilíbrios regionais e reduzir a migração para o Sudeste do país, já que, inicialmente e preferencialmente, as zonas estariam situadas nas regiões Norte e Nordeste. A localização da ZPE de Ilhéus é estratégica, por estar bem ao centro do litoral brasileiro.

Abertura econômica

 Já as Zonas Econômicas Especiais da China constituem o principal mecanismo de abertura da economia chinesa. Foram criadas na segunda metade da década de 1970 junto ao litoral oriental do País. São investidores com este know how que estão dispostos a investir na Zona de Processamento Econômico de Ilhéus,

A Missão Chinesa foi formada pelos empresários Zhang Aiguo (diretor-geral da Comissão de Comércio de Tianjin), Cai Qingfeng (diretor-geral do Porto de Tianjin e CEO da Free Trade Zone de Tianjin), Shao Weitong (secretário da Embaixada da China no Brasil), Mu Shengjun (chefe de Divisão da Comissão de Comércio) e José Diniz Lucas (presidente da Associação e Plataforma Intercontinental entre a China, Angola, Brasil e Portugal). Além do secretário da Casa Civil, do Governo da Bahia, Bruno Dauster, esteve presente o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Vivaldo Mendonça.

Da Assembleia Legislativa, a solenidade contou com os deputados Ângela Sousa e Eduardo Sales. O presidente da Associação Brasileira de ZPEs, Helson Braga; e o Superintendente da SUDIC, Jairo Vaz, também participaram da solenidade, que contou ainda com autoridades civis e militares da região, empresários locais; o vice-prefeito José Nazal e os vereadores Lukas Paiva, Gil Gomes, Ivo Evangelista, Paulo Carqueija, Jerberson Moraes, Paulo Meio-Quilo, Abraão, Pastor Matos, Makrisi Angeli e Tadeu Muniz.

 

Fonte: Jornal Bahia Online/A Região/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!