18/07/2017

Feira: Uefs celebra o Dia Internacional da Mulher Negra

 

Considerado um marco internacional de luta e resistência das mulheres negras contra a opressão de classe, o racismo e o sexismo, a data de 25 de julho foi instituída pela ONU como o dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, definida no 1º Encontro de Mulheres afro-latino-americanas e afro-caribenhas, realizado em 1992, na cidade de Santo Domingo, República Dominicana e também foi criada a Rede de Mulheres Afro-latino-americanas e afro-caribenhas.

No Brasil, a presidenta Dilma Rousseff sancionou a Lei nº 12.987/2014, que instituiu o dia 25 de Julho como o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Tereza de Benguela foi uma líder quilombola, e viveu durante o século XVIII no Mato Grosso. Com a morte do companheiro, Tereza se tornou a rainha do quilombo Quariterê, e, sob sua liderança, a comunidade negra e indígena resistiu à escravidão por duas décadas, sobrevivendo até 1770, quando o quilombo foi destruído e a população (79 negros e 30 indígenas), morta ou aprisionada.

Nos dias 19 e 20 de julho, o Grupo de Estudos Luzia Jeje (DCHF), o Núcleo de Estudos de Antropologia da Saúde (DCHF), a Comissão Contra a Violência de Gênero na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), composta por diversos coletivos e entidades, e a Rede de Mulheres Negras da Bahia, será realizada a celebração na Uefs com mesas-redondas, debates, relatos de experiências, conferência, Sarau das Pretas, intervenções, cines-debate, entre outras atividades, com o objetivo de refletir sobre a história e a luta das mulheres negras em Feira de Santana e na Bahia, contribuindo para reafirmação de identidades, representadas pela força e determinação de diversas Terezas, Luizas, Luzias, Marias, Zeferinaa e Dandaras. e manter acesa a luta diária contra a machismo, o racismo e a violência.

  • Programação

Dia 19 de julho 2017

8:30h – Mesa de Abertura

9:10h – Conferência de abertura

Memórias de ativismo de uma mulher negra em Feira de Santana

Ivanide Santa Bárbara (FRENEFE)

Mediação – Ideojane Melo Conceição ( Rede de Mulheres Negras da Bahia)

10:30h Mesa1: Mulheres negras e movimento estudantil

Mediação: Larissa Santana (Discente do Curso de História da UEFS/ Integrante do Grupo de Estudos Luzia Jeje)

Profª Ms. Elane Bastos (ex-integrante do NENUEFS/ Professora da UEFS)

Profº Ms. Railma Santos (ex-integrante do NENUEFS/Militante do MNU)

Sirlene Bispo (Discente do curso de Psicologia da UEFS/ Integrante do NENUEFS)

Alana Freitas (Discente do Curso de História/ Integrante do Grupo Ousar e da Comissão contra a Violência de Gênero na UEFS)

14h Mesa 2: Mulheres negras, ativismo e produção do Conhecimento

Mediação: Profª Ms. Taynar Pereira (NUAS/UEFS)

Profª Valdeci Nascimento (Instituto da Mulher Negra BA - ODARA)

Profª Dyane Reis (UFRB)

Profª Cristiane Souza (UNILAB)

16h Mesa3: Mulheres negras na UEFS: desafios e proposições

Mediação: Profª Drª Adriana Dantas Reis (Coordenação Grupo de Estudos Luzia Jeje/UEFS)

Debatedora: Profª Drª Maria Aparecida Prazeres Sanches (UEFS)

Profº Drº Fran Demétrio (LABTRANS/UFRB)

Patrícia Santos (Servidora Técnica-administrativa da UEFS)

Quézia Oliveira (Discente do curso de Psicologia da UEFS)

18:00h - Atividade Cultural - Sarau das Pretas

Música, performance e poesia na Praça do Pôr-do-Sol

Dia 20 de julho de 2017

18:00hs - CINE DAS MINA

Filme: Nós, Carolinas

Debate: Mulheres negras e as Vozes da periferia

Facilitadoras: Camila Souza (Coletivo de Mulheres de FSA / UEFS) e Hegair Neves (Levante Popular da Juventude / UFRB)

Decisões do Procon serão publicadas exclusivamente no Diário Oficial, em Feira

As notificações das decisões administrativas tomadas pelo Procon de Feira de Santana estão sendo publicadas no Diário Oficial do Município – www.diariooficial.feiradesantana.ba.gov.br. De acordo com a superintendente da autarquia, Suzana Mendes, a iniciativa trará segurança quanto ao conhecimento das partes sobre as decisões e de que houve publicação, como determina a Lei.

Segundo ela, com a notificação exclusivamente via Correios, não raro fornecedores alegavam que não tinha sido notificado, detalhe que retardava a decisão do processo. “A notificação, que informa ao fornecedor sobre a ação, vai continuar sendo entregue pelo Correios, mas as decisões, dentro de sessenta dias, serão publicadas exclusivamente no Diário Oficial”, informa a superintendente.

Segundo ela, o uso da internet fará com que o Aviso do Recebimento da decisão, que é deve ser assinado pelo fornecedor e entregue aos Correio, não mais seja obrigatório.

“O AR é a prova de que o fornecedor foi informado. A partir de setembro, ele ou o seu representante verá a decisão no Diário Oficial”, afirmou a superintendente.

Treze decisões foram publicadas na edição do Diário Oficial Eletrônico, mas os fornecedores foram informados por AR. “Nas próximas semanas publicaremos as decisões, só que a título de experiência para que as pessoas se adaptem”.

O fornecedor terá dez dias úteis para interpor recurso contra a decisão do Procon e 30 dias para pagar a multa que lhe foi aplicada pelo Procon.

Começaram nesta segunda, cursos profissionalizantes para 600 pessoas

Tendo como novidade o curso de aprendiz empresarial, começa na próxima segunda-feira, 17, as aulas para cerca de 600 alunos matriculados em cursos profissionalizantes oferecidos em Feira de Santana pelo Centro Integrado de Capacitação e Apoio ao Adolescente e Família Gilza Melo (Cicaf).

O Cicaf é um órgão da Prefeitura Municipal vinculado a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso). Além de aprendiz empresarial, são oferecidos cursos Básico Integrado (atendimento ao público, relações interpessoais e informática básica), auxiliar administrativo, recepcionista, atendimento de farmácia, manutenção de micro, corte e escova, corte masculino, manicure e pedicure, básico em penteados, depilação e garçom e garçonete.

Todas as inscrições foram destinadas a portadores de inscrições no NIS ou beneficiários do programa Bolsa Família. A aula inaugural acontece a partir das 14h na Igreja Assembléia de Deus, do bairro Alto do Cruzeiro, à rua Gonçalo Alves, 603, em frente ao SESI.

As matrículas, programadas para os três primeiros dias úteis desta semana, foram praticamente todas preenchidas já na segunda-feira, 10. Segundo o secretário Ildes Ferreira, o interesse reflete a importância dos cursos ofertados e principalmente a credibilidade que vem obtendo junto à comunidade feirense.

 

Fonte: Ascom UEFS/Secom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!