13/08/2017

Ilhéus: Saúde acompanha investigação sobre caso de mormo

 

A Secretaria de Saúde de Ilhéus está monitorando os pacientes investigados, que se apresentam assintomáticos até o momento, após o registro de um caso de mormo em uma mula na zona rural do município, feito por técnicos da Adab – Agência de Defesa Agropecuária da Bahia, em maio último. Esta semana, equipes do Núcleo Regional de Saúde Sul (NRSSUL), Centro de Controle de Zoonoses de Ilhéus (CCZ) e do Núcleo de Saúde do Trabalhador de Ilhéus (NUSAT), realizaram visita técnica à fazenda onde ocorreu a inspeção sanitária.

O caso ganhou repercussão nacional porque há, pelo menos, cinco anos não havia notícia sobre caso dessa doença no Estado da Bahia. O último foi detectado em Feira de Santana. O animal que apresentou sintomas da doença em Ilhéus morreu e foi incinerado. Conforme relato do veterinário da fazenda onde foi encontrado, Muniz Júnior, o animal possuía mais de 22 anos na propriedade.

De acordo com o chefe de Setor da Vigilância á Saúde de Ilhéus, Gleidson Santana Souza, por se tratar de uma zoonose que não era registrada na Bahia, há cinco anos, a Secretaria de Saúde “realizou de forma minuciosa todo processo de investigação epidemiológica e foram coletadas amostras sorológicas de todos os funcionários que supostamente tiveram algum contato com o animal infectado e enviadas ao Laboratório Central de Vitória da Conquista (LACEN) para diagnóstico clínico Laboratorial”, acrescentou.

Como o processo investigativo, através de exames laboratoriais, os técnicos aguardam o resultado dos exames humanos para o estudo de novas ações que deverão, necessariamente, ser desencadeado em conjunto com o NRSSUL, ADAB, CCZ além do NUSAT. Esse resultado deve ser concluído na próxima semana.

Medidas

Após a visita de investigação realizada esta semana, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Ilhéus recomendou a adoção de medidas profiláticas, como: isolar o pasto onde se encontrava o animal suspeito como portador de Mormo, bem como submeter à quarentena a égua parida que nele se encontrava; realizar exame e dois re-exames, com intervalos de 60 dias entre eles, dos animais da propriedade; manter observação sobre os sintomas nos animais, que são febre, apatia, emagrecimento, corrimento nasal, lesões na pele com manifestação inicial em formato nodular e evolução para úlceras; proibição de transito animal, o que segundo os trabalhadores não é possível, tendo em vista existência de pastos e passagens abertas para várias localidades; e orientação para que qualquer sintoma suspeito em humanos ou animais, sejam imediatamente relatados ao NUSAT, CCZ, NRSSUL e ADAB, para imediata intervenção.

O mormo ou lamparão é uma doença bacteriana que pode ser transmitida de um animal doente para um animal sadio através das secreções das descargas nasais que contaminam o alimento e a aguada. A infecção nas pessoas é rara. Em caso de infecção por mormo, os sintomas em humanos são febre alta, tremores, suor excessivo, sensibilidade a luz, dor no peito, rigidez muscular, sangramento no nariz e perda de peso progressiva.

Itacaré terá carreta da mamografia e Feira as Saúde de 14 a 21 de agosto

O município de Itacaré receberá entre os dias 14 a 21 de agosto a carreta de mamografia para rastreamento do câncer de mama. A realização desse serviço é uma parceria do Governo do Estado e a Prefeitura de Itacaré, através das Secretaria Estadual e Municipal de Saúde, e tem o objetivo de ampliar o acesso e incentivar as mulheres a realizarem exames de mamografia para estimular o diagnóstico da doença, visando a detecção precoce de tumores malignos, inclusive em fases em que a mulher não apresenta nenhum sintoma. A carreta vai estar estacionada na Praça São Miguel, sempre das 7 às 18 horas, excetos nos sábados e domingos.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, infirmou que a iniciativa é uma forma de ampliar ainda mais o atendimento de saúde no município e combater o câncer. A proposta é fazer o rastreamento nas mulheres com faixa etária entre 50 a 69 anos. Caso seja detectada alguma alteração no exame, as pacientes serão acompanhadas pela Secretaria de Saúde para a realização de biópsia, outros exames complementares e todos os outros procedimentos concernentes ao tratamento da doença, se confirmada. O secretário de Saúde, Ricardo Lins, alerta que quanto mais cedo o diagnóstico, maior a chance de sucesso no tratamento.

Paralelo ao serviço da carreta da mamografia vai estar acontecendo também nesse mesmo período de 14 a 21 de agosto a Feira da Saúde de Itacaré, onde serão oferecidos diversos outros atendimentos, como: ECG, preventivo, exames laboratoriais, ultrassom, atendimento nutricional e também com assistente social, teste rápido e palestras educativas. O secretário Ricardo Lins ressalta que todos os procedimentos serão oferecidos gratuitamente para a população de Itacaré, distritos e povoados do município. A orientação é que os pacientes e interessados nos serviços procurem a unidade de saúde mais próxima de sua residência para maiores informações.

O prefeito Antônio de Anízio alerta às mulheres para a importância de se realizar os exames, já que o câncer de mama, quando detectado e tratado precocemente, tem mais de 90% de chance de cura. E os números são assustadores. Dados computados pela Sesab apontam que em 2016 morreram 814 mulheres vítimas do câncer de mama na Bahia. Em 2015, este número chegou a 865. Em 2017, dados preliminares, até 28 de junho, apontam que 338 mulheres morreram vitimadas pela doença.

Itabuna realiza auditoria no Setor de Regulação da Saúde

O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (DEM), determinou que a controladoria do município realizasse uma auditoria na central de regulação da secretaria de saúde.

O setor é comandado por Maria José Gama, conhecida como Maria Rezadeira, que já comandou a Fundação Marimbeta na última gestão de Fernando, e teve três contas rejeitadas pelo TCM.

Itabuna: Hospital demite funcionária que conseguiu mais de R$ 1 Milhão para reformas

Nesta semana a direção do hospital de Base de Itabuna demitiu a enfermeira Viviane Andrade, a mesma tinha um papel importante na gestão do hospital.

Segundo informações, a demissão foi por perseguição, já que Viviane que intermediou junto a justiça do trabalho o recurso para a aquisição de equipamentos e reforma de três enfermarias do Hospital.

A iniciativa de Viviane causou “ciúme” na direção do hospital, que optou por demiti-la.

Nesta sexta-feira a juíza da 2ª Vara do Trabalho de Itabuna Eloina Maria Barbosa Machado, responsável pela homologação do acordo, manifestou seu apoio e homenageou Viviane na rede social.

 

Fonte: Jornal Bahia Online/Itacaré Informa/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!