18/08/2017

Baiana representa o Brasil no Mundial Júnior de Natação em Indianápolis

 

Em menos de uma semana a nadadora Arícia Pérée vai desembarcar em Indianápolis, Estados Unidos, em busca de mais um sonho. A atleta vai participar do 6º Mundial Junior de Natação com foco total nas provas de 800m, 1500m e o revezamento 4x200m livres. As competições acontecem de 23 a 28 de agosto.

Soteropolitana, Arícia é a única nadadora do Norte/Nordeste a ser convocada para a Seleção Brasileira e está entre os 16 nadadores que tiveram os melhores índices técnicos em três seletivas que aconteceram no Brasil entre 2016 e 2017.

O último deles, o Troféu Maria Lenk, que aconteceu em maio, foi o que garantiu a Arícia a colocação no Mundial. Na competição, a nadadora quebrou um recorde do nado dos 1500m livres que durava 28 anos.

O tempo emplacado por Arícia foi de 16m58s45. “Não contava com essa vaga, mas consegui uma colocação e estou muito feliz por isso. É uma importante etapa na minha carreira”, comemora a atleta.

A expectativa de garantir uma medalha existe, mas o que Arícia realmente espera é absorver experiência já que o Mundial é uma categoria mais velha, a Junior (16 a 17 anos), enquanto ela tem 15 anos e está na categoria Juvenil. “Vou poder ter noção do nível requerido pela disputa e tentar melhorar minha marca”, conta a nadadora.

Apesar da pouca idade, Arícia acumula vitórias na bagagem como títulos brasileiros e internacionais, quebras de recordes e troféus de índices técnicos e de eficiência.

Filha de um ex-atleta da seleção belga de natação, Arícia começou no esporte aos seis anos, mas não por vontade própria. Ouviu de um médico que precisaria nadar já que tinha princípio de asma e, da água, nunca mais se desapegou. Logo na primeira competição, em 2010, levou um ouro.

Em 2017, além do Mundial, ela vai participar dos Jogos Sul-Americanos da Juventude que acontece em Santiago, no Chile. Arícia também foi convocada para representar o Brasil na 37ª Copa Pacífico que acontece em Sucre, na Bolívia.

Atualmente, Arícia defende a Associação Cultural e Esportiva Braskem (ACEB), com o consagrado técnico Carlos Rogério Arapiraca. Arapiraca, que já disputou duas olimpíadas como head coach de Allan do Carmo, também já foi considerado o melhor técnico do mundo de maratonas aquáticas em 2014.

São Sebastião do Passé realizou I Fórum Municipal do Esporte

Atletas, gestores públicos, praticantes de modalidades esportivas e educadores físicos de São Sebastião do Passé, na Região Metropolitana de Salvador, participaram na manhã desta quinta-feira (17), do I Fórum do Esporte do município. O evento aconteceu no auditório da Cooperativa Nacional de Transporte Corporativo (Coomap) e contou com uma série de debates sobre os desafios e as oportunidades locais para a prática esportiva.

Representando o governador Rui Costa, a secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Olívia Santana, realizou a palestra de abertura do Fórum, com o tema “O Esporte como fator de inclusão social”.

Em sua fala, a titular da Setre destacou a importância dos investimentos públicos no esporte de participação. “O desafio é incorporar de maneira mais significativa a agenda do esporte de inclusão social que, além de revelar novos talentos para o esporte de alto rendimento, contribui para o desenvolvimento e promoção da qualidade de vida das pessoas. Nesse sentido, esse fórum tem um papel estratégico de promover uma visão mais qualificada sobre as políticas públicas que queremos desenvolver e os frutos que elas podem gerar”, afirmou.

Na oportunidade, a gestora ressaltou ainda a criação de um núcleo do Programa de Esporte e Lazer da Cidade (Pelc) em São Sebastião do Passé. “O programa foi lançado pelo governador na segunda-feira (14) e vai levar esportes e outras atividades para 78 municípios baianos, atendendo 40 mil pessoas, de todas as idades. Aqui em São Sebastião do Passé, serão cerca de 400 pessoas contempladas”, explicou.

Também participaram da solenidade de abertura do evento, o prefeito de São Sebastião do Passé, Breno Konrad; o vice-prefeito, Fábio Argolo; o assessor especial do município, Marco Costa; o secretário municipal de Esporte e Lazer, Jorge Alexandre; e o vereador Jai da Jangada.

O Fórum contou ainda com conferências sobre o esporte como um fenômeno na sociedade, que fez um panorama da prática esportiva no município e a experiência na organização de grandes eventos da área, bem como os legados conquistados para o estado da Bahia. Os paratletas Verônica Almeida e Leonardo Curvelo fizeram um bate-papo sobre os desafios, as oportunidades e os paradigmas já vivenciados.

Seleção baiana de ciclismo viaja para competição São Luís

A delegação baiana de ciclismo, formada por 26 pessoas (atletas e equipe técnica), viajou para o Maranhão, onde participa da Copa Norte e Nordeste de Ciclismo de Estrada, marcada para acontecer desta sexta a segunda-feira (18 a 21). Em sua 40ª edição, a competição integra o calendário de atividades comemorativas ao Dia do Ciclista, celebrado em 19 de agosto.

A equipe embarcou, na noite de quarta (17), no Jardim dos Namorados (Pituba) rumo à capital São Luís em ônibus cedido pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). A copa, organizada da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação Maranhense de Ciclismo (FMC), com apoio da prefeitura local, é destinada exclusivamente para delegações formadas pelas federações estaduais de ciclismo das regiões Norte/Nordeste.

Qualificação de Ligas de Futebol chega a Paulo Afonso e região

Desta sexta-feira a domingo (18 a 20), representantes de 24 municípios que integram os Territórios de Identidade Itaparica e Semiárido Nordeste II estarão reunidos em Paulo Afonso, no Vale do São Francisco, para participar do curso de Qualificação de Gestores de Ligas de Futebol. A iniciativa é uma realização da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), e tem o objetivo de munir as entidades com estrutura gerencial compatível com o mercado do futebol amador e profissional da atualidade.

O curso é totalmente gratuito e acontece no Colégio Sete de Setembro (Centro), com palestras abrangendo temas administrativos, gestão de projetos, marketing esportivo e relações interpessoais. Este é o quarto dos 23 encontros previstos pelo projeto, iniciado pela Sudesb em junho, em Salvador, quando reuniu municípios da capital da região metropolitana.

Em julho, a equipe de formação passou pelas cidades de Senhor do Bonfim e Serrinha, atendendo municípios dos Territórios Piemonte Norte do Itapicuru e do Sisal, respectivamente. Estão sendo mobilizados, para este encontro, gestores de esporte e dirigentes de Ligas de Futebol dos municípios de Abaré, Chorrochó, Glória, Macururé, Paulo Afonso, Rodelas, Adustina, Antas, Banzaê, Cícero Dantas, Cipó, Coronel João Sá, Euclides da Cunha, Fátima, Heliópolis, Jeremoabo, Nova Soure, Novo Triunfo, Paripiranga, Pedro Alexandre, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Santa Brígida, Sítio do Quinto.

O projeto tem suporte financeiro do Ministério do Esporte e está sendo executado pela Federação Baiana de Desporto de Participação (FBDP), com apoio da Federação Baiana de Futebol. Confira a programação completa no site da Sudesb.

Estudantes participam dos Jogos Estudantis da Rede Pública em Itabuna

Judô, handebol, vôlei e basquete são algumas das modalidades disputadas pelos estudantes da rede estadual de ensino dos municípios de Itabuna, Itajuípe, Almadina, Buerarema e Barro, no sul do estado na segunda etapa (Polo de Itabuna) dos Jogos Estudantis da Rede Pública (Jerp). A competição acontece na Vila Olímpica, na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e no Estádio Municipal de Itabuna, e é uma iniciativa da Secretaria da Educação do Estado com o objetivo de fortalecer a cultura corporal e as práticas esportivas no currículo da Educação Básica, tendo como princípios diversidade, ética, integração, socialização, inclusão, participação, cooperação, regionalismo e emancipação.

De acordo com o articular do Jerp, Cristóvão Crispim, as seletivas são muito importantes para o desenvolvimento dos estudantes dentro e fora da sala de aula. “São jogos de caráter educativo que priorizam valores morais e éticos, nos quais a participação dos alunos é valorizada através de diferentes práticas esportivas”. O estudante David Emanuel Brito, 17, que cursa o 3° ano no Colégio Estadual Lomanto Júnior, em Barro Preto, afirma que está animado para jogar e passar para a próxima etapa, no Polo de Ilhéus, entre os dias 21 e 25 deste mês.

“Sou atleta de judô e acho muito incentivador este tipo de campeonato estudantil, porque atrai jovens de todas as regiões para competir. Além disso, contribui muito para a nossa formação, pois melhora nossa autoestima e o comportamento”. Mariana Paz, 17, 3° ano, do Colégio Estadual Inácio Tosta Filho, de Itabuna, está competindo em partidas de handebol. “Pratico este esporte desde quando entrei no colégio. O Jerp é muito importante porque nos faz amadurecer muito enquanto cidadãos. Eu gosto muito de praticar handebol e, através da escola, temos essa oportunidade”.

Pelc promove capacitação de agentes sociais e coordenadores

Neste próximo final de semana (19 a 21), a formação será oferecida nos municípios de Eunápolis e Serrinha, atendendo grupos de 12 municípios. Atividades físicas com ludicidade e discussões sobre arte, cultura e esporte fazem parte da capacitação para o início do Programa de Esporte e Lazer da Cidade (Pelc). Depois de Salvador e municípios da RMS, quando cerca de 220 agentes e coordenadores de núcleos do programa participaram do treinamento realizado entre os dias 10 e 17 de agosto no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas, a equipe técnica formadora pega estrada rumo a Serrinha e Eunápolis, onde acontece, simultaneamente, a capacitação a partir deste sábado, 19, a segunda-feira, 21.

Até o fim de setembro, mais de 700 pessoas de 25 territórios de identidade da Bahia serão capacitadas para trabalhar nos 100 núcleos implantados pelo estado. Lançado pelo Governo do Estado na última segunda-feira (14), o programa vai investir R$ 18,2 milhões na popularização de mais de 20 modalidades esportivas, culturais e de lazer, em 78 municípios baianos, para 40 mil pessoas.

Todos que vão atuar nas ações do Pelc devem passar pela capacitação. Nesta quinta (17), em salvador, as atividades têm a participação de 12 coordenadores e 84 agentes sociais. Entre eles, Geomário da Silva será coordenador do núcleo da cidade de Alagoinhas, onde já trabalha com o atletismo para todas as idades.

“Eu acho que essa experiência vai acrescentar muito àquilo que temos feito. Como educador, estou aprendendo muitas coisas novas, que vão permitir que eu desenvolva um trabalho ainda melhor na minha comunidade. Esporte é saúde e qualidade de vida. É muito gratificante quando a gente vê o poder público olhando para isso de uma maneira tão especial”, afirma Geomário.

Qualificação continuada

Neste primeiro momento, professores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) foram convidados para discutir temas importantes. "As atividades esportivas vão promover inclusão social nas comunidades. A gente está compartilhando os conhecimentos e fazendo dinâmicas de esporte recreativo e lazer durante esses três dias. Tudo que a gente faz aqui tem a ver com esporte de inclusão e de transformação social, no qual qualquer pessoa é bem-vinda, não apenas os mais hábeis. A ideia é fazer com que qualquer pessoa possa participar, desde criança até os idosos”, destaca a professora de educação física Silvana Echer.

Realizado pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência de Desporto (Sudesb), o Pelc acontece em parceria com o Ministério do Esporte, oferecendo uma qualificação continuada e atendimento direto à comunicada com atividades esportivas e de lazer.

De acordo com a coordenadora-geral do programa e técnica da Sudesb, Susi Dócio, paralelo ao atendimento às comunidades, as equipes de coordenadores e agentes passaram sempre por formação, que deve acontecer em quatro etapas, durante os 20 meses do Pelc. “O programa de formação é dividido em quatro etapas. Essa é a primeira delas. Outras duas serão realizadas no ano que vem, e a última em 2019. A ideia é empoderar cada vez mais os nossos agentes e coordenadores para que futuramente eles possam ‘caminhar’ pelos seus próprio méritos, buscando cada dia mais a autogestão dos núcleos, bem como a sustentabilidade”, explica a coordenadora.

 

 

Fonte: Rinha Comunicação/Ascom Setre/Sudesb/Ascom Educação/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!