22/09/2017

Monte Santo adere ao movimento Setembro Amarelo

 

A prefeitura municipal de Monte Santo aderiu ao movimento Setembro Amarelo. Dentre as ações do movimento na cidade os profissionais de saúde e de assistência social irão participar de uma palestra de combate ao suicídio. A palestra será a partir de oito horas da manhã no dia 27 de setembro na Associação dos Agentes Comunitários do município e, irá abordar a importância da prevenção.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a cada quarenta segundos uma pessoa tira a própria vida em alguma parte do mundo. Com o objetivo de reverter esta estatística, o mês de setembro é dedicado a prevenção ao suicídio.

O prefeito Vando, destaca a importância de falar sobre o assunto. “O suicídio é um problema de saúde pública. E é uma obrigação nossa tratar deste assunto. Além da palestra, a equipe de governo está toda mobilizada para prevenir este problema. Quem precisar de ajuda pode nos procurar ou ainda ligar para o 141”, declarou Vando.

BA-220 Monte Santo - Euclides da Cunha mais uma vez tornou-se o pesadelo dos motoristas

Fazer o percurso de 38 quilômetros da BA-220 que liga a cidade de Monte Santo a Euclides da Cunha voltou a se tornar um verdadeiro pesadelo, pois já não é mais possível desviar-se dos buracos em vários trechos que chegam a medir quilômetros de extensão, os piores deles localizado nas proximidades do Povoado Laginha e outro nas proximidades da divisa de Monte Santo com o Município de Euclides da Cunha que praticamente já estão em estrada de chão puro.

A população de Monte Santo sofrem com os prejuízos pois necessitam de muitos serviços que só encontram na cidade vizinha de  Euclides da Cunha, a exemplo do INSS, Justiça do Trabalho, Ciretran, Receita Federal, SAC, Clínicas Especializadas e agora ainda com uma agravante, por não contar com uma Agência do Bradesco em Monte Santo que foi complemente destruída com a ação de assaltantes no último mês.

Muitos motoristas de Monte Santo estão evitando o percurso com seus veículos e deslocando-se para Euclides da Cunha de ônibus ou até mesmo utilizando-se dos carros de frete, cujos proprietários sujeitam-se a trafegar pela Estrada esburacada por ser uma opção de trabalho em tempos de crise.

Segundo o site montesanto.net ouviu relatos desses motoristas de que tiveram seus veículos avariados em razão das grandes crateras e correm riscos de assaltos nos lugares por causa do estado precário da estrada além de provocar prejuízos incalculáveis aos motoristas e causar muitos acidentes, até com vítimas fatais, também está alimentando a indústria do trabalho infantil.

Várias crianças estão deixando de ir à escola e arriscando suas vidas para tapar os buracos da estrada na esperança de receber alguns trocados, em tempos de crise e especialmente nesse período chuvoso onde os buracos viram buracões da noite para o dia. ais críticos diariamente.

A triste realidade é que já vem se tornando uma repetição anual desde 2010 quando a pista ficou totalmente intrafegável mesmo depois de recuperada a pista nunca mais passou de 2 anos sem voltar a apresentar problemas e desta vez não foi diferente, embora tenha sido totalmente recuperada há pouquíssimo tempo, autorizada pelo então governo Wagner que foi iniciado nas vésperas das eleições de 2014 e teve um custo de R$ 7.204.789,00 (sete milhões, duzentos e quatro mil, setecentos e oitenta e nove reais), com um prazo para término de 210 dias.

Reinaugurada pelo Governador Rui Costa que fez um discurso na praça de Monte Santo informando que durante a recuperação da BA-220 a pista haviam sido totalmente reconstruída e que desta vez não era pista de açúcar não, que iria durar muitos anos, o que infelizmente não foi confirmado.

2 anos depois a pista voltou a apresentar graves problemas, o que revela ter sido utilizado material de péssima qualidade ou erro na gerência de projeto durante a recuperação tendo em vista que a pista tem um fluxo baixo e o tráfego de veículos pesados é pouco comparado a outras estradas o que reforça o desperdício de dinheiro público em uma obra que custou milhões aos cofres públicos e em pouco tempo são poucos os trechos da via onde é possível trafegar sem cair em buracos. Em alguns casos as verbas públicas escoam pelo ralo, mas na BA-220 de 2 em 2 anos tudo vai tudo pelos buracos mesmo!

Mesmo tendo em vista que a recuperação da Pista não cabe aos prefeitos das cidades de Monte Santo e Euclides da Cunha, a atual gestão do Prefeito de Monte Santo, Vando, iniciou uma recuperação já no início do mandado  e com recursos do Município recuperou todos os trechos nos limites do Município bem como as Estradas que ligam Monte Santo a Euclides, Monte Santo a Cansanção e Monte Santo ao Distrito Pedra Vermelha.

Desses três trechos apenas a Estrada de Monte Santo a Euclides encontra-se nesse lastimável estado o que reforça cada vez mais a afirmação de que essa BA-220 não foi construída com as especificações necessárias, mas com a chegada das chuvas o estrago foi tomando dimensões tão gigantescas que uma operação tapa-buracos tornou-se inviável e somente uma recuperação total pelo Estado seria a solução.

Será que essa Estrada vai continuar sendo uma piada? Será que vamos ter que esperar 2018 para termos um sinal de que será mais uma vez “recuperada” por ser ano de eleições? Como disse um contribuinte e aqui vamos relembrar suas palavras: Não vamos esperar ano de eleição para cobrar. Precisamos de estrada é agora!

Jeremoabo terá eleição suplementar

A data provável da eleição suplementar para prefeito de Jeremoabo deve ser 26 de novembro, último domingo do mês. Os eleitores jeremoabenses voltam às urnas para escolher o novo prefeito. Nesta quinta-feira, 21, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve confirmar a inelegibilidade da então prefeita e candidata à reeleição Anabel de Tista (PSD) e da vice Dalva de João Ferreira, que não teve nada a ver com o pato, mas será sacrificada.

A encenação e os fatos

Está chegando ao fim a era AC como prefeito de Jeremoabo. Com o fim da encenação dos fatos sobre as eleições do ano passado, virá finalmente a eleição suplementar e o comando da prefeitura será exercido pelo empresário Derí do Paloma (PP). O mal do interino AC, embora não tenha culpa nenhuma sobre a encenação do grupo governista, foi não ouvir o povo. Ninguém pode fazer política sem ouvir a população.

Simples assim

“Eu não descarto conversa com ninguém”. “Estarei aberto ao diálogo com todos. Vamos aguardar o resultado, mantendo a chapa forte, competitiva e vitoriosa”, prometeu Derí realçando que no seu governo a prioridade é o interesse público.

Obra de Creche tipo “B” em Jeremoabo está paralisada há quase 2 anos; o imóvel custou R$ 1,2 mil

Obras abandonadas ou com prazos de execução prorrogados constantemente são motivo de revolta da população do município de Jeremoabo, no norte da Bahia. São serviços nas áreas de saúde, educação, infraestrutura e outros que melhorariam a vida das pessoas. No conjunto residencial Manoel Dantas Sobrinho uma creche com previsão de atender a 224 crianças, que deveria estar em pleno funcionamento não foi concluída. No centro de Jeremoabo, a cobertura da feira está paralisada. E até obras que melhorariam o tráfego de veículos e pedestres e  as condições ambientais da cidade não têm a celeridade devida.

A construção da creche que começou em 2014 com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), está paralisada e até hoje o prefeito interino não achou uma alternativa para continuar e terminar essa obra, diz uma moradora das proximidades. É triste, lamentável, afirma a mãe de duas crianças de 3 e 4 anos, respectivamente que estão na longa fila de espera. 

Segundo apurou o  site PA 24hs, a paralisação da obra se deu meramente por falta de alimentação do sistema. Uma prova inequívoca do descaso e da incompetência do interino AC. Há sinais de fumaça no ar de que os motivos da paralisação revelam ainda que estaria havendo uma guerra na justiça em torno da rescisão do contrato com a empreiteira feita irregularmente pela ex-prefeita, Anabel de Tista, o que teria gerado uma multa  rescisória  que vem sendo questionada  pela PMJ e que só aumentará  ainda mais o rombo financeiro na economia da cidade. Agora tudo isso, fruto de erros de administração, prepotência e falra de assistência jurídica.

Localizada no conjunto Manoel Dantas Sobrinho a obra orçada em mais de R$ 1,2 milhão, até antes de ser suspensa ninguém havia tomado conhecimento de quanto já tinha sido investido, muito menos se ainda há dinheiro para conclusão da obra. No terreno onde está localizada a Creche, até um curral já foi instalado.  Como se não bastasse, a prefeitura achou por bem construir o imóvel, numa ilha cercada de lixo e esgoto por todos os lados.

Servidores comissionados demitidos esperam há 90 dias por pagamento de férias e 13º

Dezenas de funcionários comissionados demitidos em junho pela prefeitura de Jeremoabo aguardam há 90 dias o pagamento das férias proporcionais e 50% do décimo terceiro. A questão da dívida foi levada ao secretário de administração, Marcos de Kodó. Nem isso adiantou. Fica apenas na promessa. Pelo andar da carruagem tudo indica que vamos ficar com as mãos abanando.

A melhor resposta que o jeremoabense pode dar ao "prefeito do povo" sic!  é eliminar todos na eleição suplementar que se aproxima.

Deputado reúne-se com ministros em busca de ações para os reassentados do Sistema Itaparica

O deputado Mário Negromonte Júnior, o único deputado federal baiano a participar, na última sexta-feira (15), em Paulo Afonso da audiência pública para debater os problemas enfrentados pelos perímetros irrigados de Itaparica, agiu com celeridade e desde o início da semana está honrando o compromisso feito com os reassentados quando garantiu: “Comprometo-me a trabalhar para melhorar a qualidade de vida dos assentados”.

O primeiro encontro aconteceu na terça, dia 19, e foi na Casa Civil. Na audiência com o ministro Eliseu Padilha, o deputado escreveu nas redes sociais: “Garantindo a retomada da Mesa Permanente de diálogo sobre os Perímetros Irrigados de Itaparica. Debatemos com o Ministro Padilha o atendimento as necessidades vencidas e vincendas da operação, manutenção e energia dos perímetros”.

Quarta, 20, mais dois importantes encontros em Brasília com objetivo de reforçar a retomada da reativação das negociações com reassentados e a manutenção e energia dos projetos de irrigação de Itaparica da Bahia. A reunião foi com o presidente interino do país, Rodrigo Maia, que encaminhou as demandas para o Ministro Planejamento.

Também nesta quarta-feira, o deputado Mário Negromonte Júnior reuniu-se com o Ministro da Integração, Helder Barbalho e o Presidente da Codevasf, Avelino Neiva “levando proposta para atender as necessidades vencidas e vincendas de operação, manutenção e energia (O&M) dos projetos de irrigação de Itaparica da Bahia”. Ao final, Mário Júnior se mostrou otimista: “Tudo bem encaminhado”, disse.

Privatização da CHESF será debatida em audiência pública na Câmara de Paulo Afonso

Políticos, técnicos, chesfianos e sindicalistas participam, no dia 9 de outubro, da audiência pública promovida pelo vice presidente da Casa Legislativa, vereador Bero do Jardim Bahia (PT), no plenário Dr. Manoel Josefino Teixeira, sobre a privatização da Eletrobrás e da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), anunciada pelo Governo Federal.  Bero do Jardim Bahia, disse estar preocupado com os impactos da privatização da Chesf na região, tanto na área da economia como nas questões hídrica e ambiental. “Toda privatização prioriza o lucro e não o desenvolvimento da população. Serve, sobretudo, para atender aos interesses do capital estrangeiro, que vai querer controlar até a vazão do rio”, afirmou a parlamentar petista, reconhecendo que o setor elétrico brasileiro precisa de ajustes, mas isso não demanda a privatização.

Através do Ministério de Minas e Energia, o Governo Federal planeja vender as ações da Eletrobrás, subsidiárias, empresas e usinas que formam o setor elétrico brasileiro, dentro do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI). Pela proposta, apresentada esta semana, a União reduzirá a participação na Eletrobrás, ofertando cotas de ações no mercado financeiro. O capital social da Eletrobrás, fundada em 1962 e hoje o maior grupo do setor elétrico da América Latina, é de R$ 20 bilhões. No ano passado, teve um lucro líquido de R$ 3,5 bilhões e a receita líquida anual é de R$ 60,7 bilhões. Já a Chesf, criada em 1945, tem capital social calculado em R$ 9,7 bilhões, receita líquida de R$ 12,7 bilhões e teve lucro líquido de R$ 3,9 bilhões no ano passado.

 

 

Fonte: i9 Comunicação/MonteSanto.net/PA 24hs/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!