23/09/2017

Feira: Alunos da rede municipal destacam a cultura local

 

Personalidades marcantes, expressões e espaços culturais, pontos históricos, curiosidades, aspectos geográficos. Estudantes da rede municipal de ensino estão levantando as peculiaridades da localidade onde está situada a sua escola, para produção de vídeos, fotografias e e-books. Este é o objetivo da segunda edição do projeto “Feira Que Te Quero Ver”, iniciativa da Secretaria Municipal de Educação. O trabalho conta com o envolvimento de 880 estudantes do Ensino Fundamental II, vinculados a 22 escolas municipais, com o apoio interdisciplinar dos professores.

O "Feira Que Te Quero Ver" propõe a abordagem dos temas locais por diversas disciplinas, ampliando a discussão das temáticas escolhidas por cada escola. Professores de história, geografia, artes, entre outras matérias, colaboram com a composição das produções. Cada unidade busca, de forma criativa, destacar pontos importantes da cultura local.

Os estudantes participam de oficinas com orientações para o desenvolvimento das produções, ensinando técnicas de edição de fotos e vídeos e produção de e-books. Eles visitam e conhecem melhor os ambientes e espaços localizados nos entornos da escola, entrevistando moradores e explorando os principais pontos históricos das localidades.

“O trabalho valoriza e mantem viva a história dos bairros onde estão situadas as escolas da Rede Municipal de Ensino de Feira de Santana”, diz Ivamara de Oliveira Bastos, chefe da Divisão de Ensino Fundamental da Seduc. “Orientamos a escolha de temas que priorizam aspectos locais e relevantes, principalmente o patrimônio social, histórico e cultural”, assinala. Os professores tiveram a oportunidade de inserir nas aulas regulares diversos assuntos importantes para a comunidade.

Neste período, os estudantes estão elaborando os trabalhos que, após a entrega, serão submetidos a um júri especializado. Serão também votados pela comunidade feirense no site do concurso, no período entre 9 e 13 de outubro. O o endereço eletrônico é: www.feiraquetequerover.com.br. No dia 9 de novembro, professores e estudantes irão participar da cerimônia de premiação das melhores produções.

Estudante se torna multiplicador de informações sobre benefícios sociais

Alunos da rede pública estão recebendo, em Feira de Santana, informações sobre o direito e a acessibilidade a programas sociais por parte das pessoas de baixo poder aquisitivo. O objetivo é fazer com que eles possam se tornar multiplicadores dessas orientações, em condições de alertar aos pais e outros familiares sobre como obter os benefícios, com o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso). Nesta quinta-feira, 21, o trabalho foi feito com os alunos da Escola Estadual Durvalina Carneiro, no bairro Santo Antônio dos Prazeres.

A iniciativa é do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) instalado no bairro, ao participar do “TransformaÊ: Escola – Comunidade – Ação”, projeto do Governo do Estado que visa divulgar junto a comunidade todos os projetos desenvolvidos durante o ano letivo na unidade escolar.

A coordenadora do CRAS do Santo Antônio dos Prazeres, Ivanete Rios, explica que os jovens são excelentes multiplicadores de informações e que alertam os pais e familiares sobre os direitos e as formas de acessos aos benefícios. “Aproveitamos a oportunidade para informar que estão sendo feitos novos cadastramentos para acesso ao Bolsa Família, além do programa ID Jovem, o Benefício de Prestação Continuada e o cadastro no Número de Inscrição Social (NIS). A ação foi desenvolvida com a participação da assistente social Geisa Sena, a orientadora social Thays Oliveira e a estagiária Edvânia Cerqueira.

O projeto envolveu todos os alunos dos três turnos, sob a coordenação do diretor Yanez Marcelo de Cerqueira Freitas. E atraiu pessoas da comunidade para conhecerem todas as ações que durante o ano letivo são desenvolvidas na unidade de ensino, muitas das quais extrapolam os muros que limitam o espaço do equipamento público.

Os estudantes apresentaram os projetos com foco em diferentes áreas. Dentre elas o uso de ervas medicinais, o conhecimento de países através de suas culinárias, a importância da agricultura familiar, o mapeamento do Brasil pela sua produção agrícola e o desmatamento da Amazônia, a literatura de cordel, processo de produção em uma casa de farinha e a estrutura e origem do próprio bairro Santo Antônio dos Prazeres.

Visitantes e criadores foram ouvidos em enquete sobre a Expofeira

Uma enquete feita com visitantes, na edição deste ano da Exposição Agropecuária de Feira de Santana – Expofeira 2017, vai ser importante base de consulta para a organização do evento na próxima temporada. Quase 100 pessoas participaram da avaliação, preenchendo formulário e encaminhando as opiniões através de uma caixa de sugestões, no Parque João Martins da Silva, durante o período da exposição.

De acordo com o secretário de Agricultura e Recursos Hídricos, Joedilson Freitas, a grande maioria das pessoas que respondeu ao questionário elaborado pela sua equipe técnica revelou que gostou da organização da Expofeira. As perguntas, direcionadas aos visitantes, foram relacionadas aos serviços públicos oferecidos durante a mostra.

“A caixa de sugestões foi colocada pela primeira vez no Parque de Exposição João Martins da Silva e o que a Secretaria de Agricultura procurou – e conseguiu - foi uma interação com o público, observar o seu ponto de vista”, diz Joedilson. O questionário abordou aspectos organizacionais como segurança, limpeza, iluminação, estacionamento, atendimento à saúde, transporte, entre outros setores.

“A Expofeira tem esta parte da participação popular, que aqui procura lazer. E a opinião deste segmento é muito importante”, afirmou o secretário. Uma avaliação com os expositores será feita com os representantes das associações dos criadores ao longo das próximas semanas. A organização da exposição do próximo ano terá como base as informações deste levantamento e com as análises dos expositores.

A 43ª Exposição Agropecuária de Feira de Santana, em 2018, vai acontecer de 2 a 9 de setembro. “Os pontos que não atenderam bem as expectativas dos visitantes serão reavaliados e suas observações atendidas”, disse o secretário.

Nomeados membros do Conselho Municipal de Cultura de Feira de Santana

Os novos membros do Conselho Municipal de Cultura de Feira de Santana, que representam o poder público e a sociedade civil, foram nomeados quinta-feira, 21, pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho. O mandato será de dois anos.

O decreto 10.394 foi publicado na edição de quinta-feira do Diário Oficial Eletrônico do Município de Feira de Santana – www.diariooficial.feiradesantana.ba.gov.br.

O conselho é formado por 12 pessoas. Os sete representantes da sociedade civil foram eleitos diretamente neste mês, em pleito realizado no Centro de Cultura Maestro Miro. E cinco foram indicados pelo poder público.

  • Representarão o Poder Público:

Secretário de Cultura, Esporte e Lazer: Edson Borges, que será o presidente;

Secretária de Educação: Jayana Ribeiro

Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa: Antônio Carlos Daltro Coelho

Representante das Atividades Culturais da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa: Luiz Augusto Oliveira

Procuradoria Geral do Município: Cleudson dos Santos Almeida

Representarão a Sociedade Civil:

Segmento Áudio Visual: Ícaro Oliveira

Segmento de Artes Plásticas: Ivan Coelho

Segmento de Músicas: Uiatã Rayra Lopes

Segmento de Cultura Popular: Viviane Macedo

Segmento do Teatro: Henrique Moté

Segmento da Identidade e da Diversidade Cultural: Helder Santos Souza

Academia Feirense de Letras: Neuza de Brito Carneiro

Pequenos estudantes fazem sabatina com o prefeito

Uma manhã fora da sala de aula já é algo diferente para as crianças. E é isso mesmo que o Projeto Feira Altaneira propõe a elas. Conhecer pontos históricos e turísticos de Feira de Santana. Fazer com que elas interajam com sua cidade e se tornem cidadãos conscientes. Mas dentre essas situações, as crianças da Escola Criativa certamente puderam vivenciar uma experiência deveras especial, nesta sexta-feira, 22: uma “coletiva de imprensa mirim” com o prefeito José Ronaldo.

Numa visita ao Paço Municipal, os jovens passaram a manhã com o prefeito e aproveitaram a ocasião para tirar suas dúvidas, e outros para fazer pedidos. Até parque aquático. Mas foi a pequena Sara quem emocionou ao perguntar se o prefeito pretendia construir rodovias. Até aí tudo bem.

Mas, segundo sua professora, sua pergunta foi por que a jovem veio de Alagoas para Feira no ano passado e sente saudades. O prefeito explicou que a rodovia que leva para Alagoas é a BR-101 e que, para a alegria da jovem, ela está sendo duplicada. O que irá garantir que ela possa sempre voltar pra casa mais rápido.

Foram diversos assuntos abordados como gente grande. O prefeito explicou que o BRT irá funcionar para melhorar a velocidade do fluxo de trânsito dos transportes coletivos através de uma faixa exclusiva para ônibus, ao ser questionado sobre seus projetos para a melhoria do trânsito na cidade.

Acerca da curiosidade dos jovens sobre as lagoas de Feira, José Ronaldo citou o projeto de revitalização das lagoas lançado recentemente, que prevê o impedimento de invasões irregulares nos locais.

Estudantes de Itabuna visitam o Museu Parque do Saber

Dentre os pontos turísticos de Feira de Santana, o Parque do Saber é um dos espaços de difusão de conhecimento e cultura, responsável por atrair milhares de pessoas para o município durante o ano. O Colégio São José da Ação Fraternal, de Itabuna, por exemplo, há seis anos, visita o Museu para proporcionar aos alunos uma experiência de conhecimento para além dos muros da escola.

“Feira de Santana tem uma multidiversidade cultural e apresenta alguns elementos que, no interior da Bahia, só é possível ver aqui. E até mais: o Parque do Saber, por exemplo, é um espaço que é o único do nordeste”, disse o professor de Geografia, Mestre em meio ambiente, Emanuel Ferreira.

E para alguns alunos, além de enxergar na prática, assuntos trabalhados em sala de aula, a visita ao Parque do Saber proporciona uma aproximação com Feira de Santana. Eloá Francine, 15, visitou o município pela primeira vez. “São oportunidades únicas que a escola está nos oferecendo. É muito legal ver que aqui na Bahia tem tecnologias que eu nunca imaginei. O planetário é maravilhoso. Eu estou encantada”, revelou.

“Desde a inauguração do Parque do Saber, mais de 300 mil pessoas já estiveram aqui. Nosso Planetário foi o primeiro da América Latina a ser construído e um dos maiores do Brasil. Assim, é possível visualizar, com clareza, como são definidas as estações do ano, como são os astros, as galáxias, e uma série de outros assuntos ligados ao universo. É uma grande maquete eletrônica do céu com um extraordinário poder de difusão de conhecimento. E este é o nosso maior objetivo: surpreender os visitantes”, disse o Diretor de Difusão Científica da Fundação Egberto Costa e Diretor do Museu, Basílio Fernandez.

O Museu Parque do Saber funciona diariamente das 8h às 12h e das 14h às 18h, recebendo visita de instituições, mediante agendamento gratuito através do telefone (75) 2101-8602. E aos domingos o Museu abre às 16h, quando realiza sessões públicas.

 

Fonte: Secom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!