27/09/2017

Feira: Cultura cigana em debate no ciclo de palestras da Uefs

 

O Ciclo de Palestras da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) em prol da diversidade – “Pelo Respeito às Diferenças”, promove no dia 28 de setembro, a partir das 8h30 no Auditório III, localizado no quarto módulo do campus universitário, discussões com vista a ampliação do olhar para os povos tradicionais, tendo como exemplo os ciganos. Donos de uma cultura milenar, os ciganos chegaram ao Brasil por volta do meado do século XVI e desde então vêm sofrendo preconceito com os estigmas criados em torno deles. Apesar de todas as dificuldades enfrentadas sua cultura continua viva mesmo sendo submetida às influências externas.

Organizado pela Coordenação de Políticas Afirmativas (CPAFIR) da Pró-Reitora de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis (PROPAAE/UEFS), o evento terá duas mesas redondas. A primeira vai discutir "Povos Ciganos: Direitos Humanos e Questões de Gênero", tendo como mediadora a Coordenadora de Políticas Afirmativas da UEFS Carina Silva de Carvalho Oliveira, e expositoras(es) Dra. Maria Patrícia Lopes Goldfarb, Professora da área de Antropologia do Departamento de Ciências Sociais da UFPB , pesquisadora e orientadora de trabalhos sobre os Estudos Ciganos e Dom José Edson Santana, Bispo Diocesano da cidade de Eunápolis, na Bahia e Presidente da Pastoral dos Nômades do Brasil.

A segunda mesa, com início programado para as 14h, no Anfiteatro, vai abordar “Identidades, Direitos e Desmistificação das Culturas Ciganas”, tendo como mediador Jucelho Dantas da Cruz cigano da etnia Calon, professor do Departamento de Biologia da UEFS; e terá como expositores Igor Shimura, pesquisador, Presidente da Associação de Apoio Integral aos Ciganos – ASAIC; e o Pastor Robelito Cardoso, cigano da etnia Calon, Pastor da Igreja Batista de Cruz das Almas – Bahia.

Noite de lançamentos literários nesta quinta, no Museu de Arte Contemporânea

Diversas obras literárias serão lançadas na próxima quinta-feira, 28, no Museu de Arte Contemporânea, a partir das 20h. Um deles é o livro “Aquela Música”, de Luís Pimentel, composto por tramas divertidas e sombrias baseadas em canções escolhidas pelo autor.

Na mesma noite o Museu lança também a antologia “Prosa e Verso”, resultado da 9ª Oficina de Criação Literária realizada na Feira do Livro do ano passado, ministrada também por Luís Pimentel. Outra antologia poética a ser lançada é “Mulher Poesia”, obra composta por composições de cinquenta poetas.

O evento terá uma programação com recital de poemas publicados no livro e sessão de autógrafos das autoras presentes. Organizada pelo jornalista, poeta e editor Ivan de Almeida, Mulher Poesia Vol. 2 é uma obra que visa ressaltar a importância da mulher na sociedade, inspirada na sua força, delicadeza e sensibilidade, retratando, através da poesia, o olhar das mulheres sobre a vida, mostrando toda a sua diversificada riqueza para o mundo.

Seminário sobre saneamento básico e meio ambiente tem 80 vagas

O Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do Aviário em parceria com Embasa promovem, nesta quinta e sexta-feira, 28 e 29, um Seminário sobre Meio Ambiente e Saneamento Básico. O evento será realizado no teatro da praça do CEU, no conjunto Paulo Souto, no Aviário, durante todo o dia.

Explorando tema bem atual, o seminário é direcionado às pessoas com idade a partir dos 16 anos. Contará principalmente com a participação do público usuário dos serviços do Centro de Referência em Assistência Social, promovendo uma ampla discussão sobre a questão nas mais diferentes esferas.

O evento oferece 80 vagas, com inscrições no CRAS Aviário. Nos dois dias, será realizado das 8h às 12h e das 14h às 17h. E aos participantes será disponibiliza camisa, material didático, lanche, almoço e certificado de 16hs de participação do evento. A certificação, conforme observam os organizadores do seminário, é válida como título para concurso público.

Abertas inscrições para cursos online e gratuitos na área de turismo

Dando continuidade ao processo de melhorias estabelecidas no âmbito turístico do município, a Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria de Turismo, Trabalho e Desenvolvimento Econômico (Settdec), fechou parceria com o Ministério do Turismo para a oferta de até 80h de cursos online com intuito de qualificar o empreendedor do ramo turístico. Os cursos fazem parte do programa Brasil Braços Abertos e todos geram certificado.

São diversos cursos para qualificação complementar do profissional, com temas em torno de noções de inglês (expressões do cotidiano, números, uso de pronomes, etc.), de higiene pessoal, conceitos e estratégias de marketing, trabalho em equipe, serviço de atendimento ao cliente, dentre outros. As inscrições no site podem ser feitas no Departamento de Turismo, localizado no Mercado de Arte Popular ou através do endereço eletrônico www.brasilbracosabertos.turismo.gov.br até o dia 30 de setembro. Também será disponibilizado um local para realização dos cursos para as pessoas que não têm acesso a internet.

Além desta oportunidade, a Settdec também já ofertou neste ano, a continuação do Seminário Tecendo a Rede do Turismo Étnico Afro, nos dias 31/08 e 01/09. Voltado para os prepostos da cultura afrodescente no Brasil, o Seminário tem o objetivo de qualificar estes empreendedores. Povos de axé, capoeiristas, baianas de acarajé, grupos musicais afro, etc., e, ao final de todas as etapas, oficializar a formação de um Roteiro Turístico.

Este Roteiro é um documento com descrição pormenorizada de um plano de viagem, onde o turista tem a noção dos locais a serem visitados, principais horários pré-estabelecidos, serviços inclusos e o tipo de equipamento utilizado durante todo o percurso da viagem. Para fazer parte dele, os interessados devem ter participado de todas as etapas do Seminário e assinar um termo de adesão. As próximas etapas serão realizadas nos dias 09/10 e 31/10 respectivamente tratando dos temas “Construção da Rede do TEA – Inventário Participativo” e “Oficina de Noções Conceituais de Turismo”.

A diretora do Departamento de Turismo da Settdec, Graça Cordeiro, afirma que todas essas ações são incentivos importantes para o fortalecimento econômico da cidade. “Os hotéis de Feira de Santana estão, de segunda a sexta, com mais de 80% de sua capacidade ocupada. Isso mostra que tem muita gente vindo pra cá. Essas ações são importantes no fortalecimento do trade turístico do município”.

Feira: Vereador critica descaso do Governo com Aeroporto

O vereador Cadmiel Pereira (PSC), durante pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania na sessão ordinária desta terça-feira (26), criticou o descaso do Governo do Estado com o Aeroporto de Feira de Santana. Para o edil, não existe interesse do Estado em investir no desenvolvimento do município. Ele cobrou a implantação de políticas públicas para cultura, logística e mobilidade.

“A cidade de Feira de Santana, com quase 700 mil habitantes, um milhão de pessoas no seu entorno, recebe verdadeiramente o descaso do Governo do Estado, contando em tese com apenas uma viagem num  domingo a tarde pelo seu aeroporto. Feira de Santana é uma cidade comercial, com seu Centro Industrial estabelecido, com toda uma região para poder atender e encontra um discurso dizendo que não há demanda para ter um aeroporto em Feira de Santana. A quem quer convencer?”, criticou.

O vereador cobrou a implantação do voo prometido pelo governador Rui Costa durante voo inaugural de Feira de Santana para Campinas. “Até quando o governo do estado vai brincar com Feira de Santana? Até quando não teremos aquela viagem bonita, aquele voo que foi feito com o governador e os empresários, prometendo que iria implantar o voo diário? Agora, abortou a missão, o aeroporto não tem estrutura. Quem tem estrutura é Vitória da Conquista, Barreiras e Feira de Santana com quase um milhão de pessoas não tem estrutura?”, questionou.

Para Cadmiel, o aeroporto dispõe de estrutura para oferta de voos diários para atender a classe empresarial, os políticos e toda sociedade. “Não estamos pedindo carinho partidário, mas políticas públicas de logística, cultura, mobilidade. O aeroporto tem sim condições de ter demanda, voos para os grandes centros urbanos, porque Feira de Santana é um grande centro urbano, uma cidade pujante”, finalizou.

 

 

Fonte: Ascom UEFS/Secom PMFS/Ascom CMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!