28/09/2017

Feira: Vereador critica falta de investimentos do Governo do Estado

 

O vereador Cadmiel Pereira (PSC), durante pronunciamento na Casa da Cidadania na sessão ordinária de quarta-feira (27), voltou a criticar a falta de investimentos do Governo do Estado para Feira de Santana. O edil reivindicou a conclusão das obras de construção do Centro de Convenções do município, que estão paradas há 12 anos. Para Cadmiel, o governo do Estado age com descaso com o povo feirense.

“Há muita mídia, publicidade, mas nada é feito para Feira de Santana. O governador assinou convênio com a prefeitura de Itabuna com repasse de R$ 20 milhões para construção do centro de convenções de lá. Feira de Santana precisa de um centro de convenções para realização de congressos, para fomento ao turismo, para impulsionar os setores de hotelaria e restaurantes, para alavancar o turismo e o progresso do comércio de nosso município”, declarou.

O edil pontuou, ainda, problemas relacionados à segurança pública e infraestrutura na Princesa do Sertão. “Feira de Santana, mais uma vez, fica jogada ao descaso. A insegurança pública está estabelecida em nossa cidade. As viaturas da Polícia Militar possuem cota para abastecimento que não dá para suprir a necessidade das rondas, a estrada que dá ao acesso de Humildes está abandonada. Não tem um único secretário de Estado que venha a este município dialogar com as categorias”, denunciou.

O vereador e líder governista Lulinha (DEM) voltou a afirmar que o governador da Bahia, Rui Costa, não gosta de Feira. “Essa realidade só nos leva a confirmar que o governador não gosta de Feira de Santana e não tem compromisso com a cidade que lhe deu a segunda maior votação para sua eleição”, disse.

O vereador Zé Curuca (DEM) confirmou as más condições de trafegabilidade enfrentadas pelos motoristas que trafegam pela rodovia BA313. “Já falei com o deputado Zé Neto e com o vereador Alberto Nery, mas nada foi feito. Nós vereadores não temos o poder de fazer a obra, mas temos o poder de reivindicar que o Governo do Estado tome vergonha na cara e faça o reparo da parte da estrada que está esburacada”, protestou.

Para o vereador Zé Filé (PROS), os edis se manifestam apenas para criticar o governador Rui Costa, mas não reconhecem que o município não foi contemplado com grandes obras durante o governo Paulo Souto.

De volta com a palavra, o vereador Cadmiel cobrou a recuperação do asfalto do Centro Industrial do Subaé e criticou a falta de incentivos do Estado para instalação de novas fábricas e indústrias em território feirense.

Vereador critica contratação de empresas não especializadas pelo Município

O vereador Zé Filé (PROS), durante discurso na tribuna da Casa da Cidadania nesta quarta-feira (27), criticou o Governo Municipal pela contratação de empresas não especializadas para realização de serviços no município.

O edil, expondo fotografias, denunciou que os serviços de recuperação asfáltica em ruas da cidade estão sendo realizados por empresa vencedora de licitação com equipamentos inadequados.

“O Município quando realiza licitação não tem o cuidado de averiguar. Existe uma empresa realizando um serviço de terraplanagem com retroescavadeira. O governo precisa contratar empresas que realizem serviços de qualidade gastando o mínimo. As empresas vencedoras de licitações devem possuir ou providenciar o material adequado para realização dos serviços, assegurando a qualidade das obras”, disse.

Em aparte, o líder governista Lulinha (DEM) informou que as empresas vencedoras de processo de licitação para execução de obras no município permanecem por cinco anos realizando manutenção dos serviços realizados. “Se o serviço for mau feito, as próprias empresas é que ficam responsáveis por refazer o serviço com dinheiro do seu próprio bolso”, explicou.

Nery repudia retirada de artesãos do Centro de Abastecimento

O vereador Alberto Nery (PT), voltou a criticar o Governo Municipal pela retirada dos artesãos do Centro de Abastecimento para construção do Centro Comercial Popular no local. O edil cobrou mais apoio dos vereadores aos trabalhadores que perderam o local de trabalho.

“Nenhum vereador levantou a voz em defesa desses aos pais e mães de família que há 30 anos tiravam seu sustento daquele lugar. No último fim de semana, o prefeito mandou derrubar os sanitários e mais um pavimento do galpão de artesanato com as mercadorias dos artesãos dentro. Ao invés de buscar o diálogo, o prefeito manda máquinas à noite para derrubar o local de trabalho do nosso povo”, denunciou.

Na oportunidade, o vereador petista criticou a construção da passarela Rubem Cerqueira Teixeira, instalada na avenida Olimpio Vital. “O equipamento deveria servir de ligação entre o Centro de Abastecimento e o Transbordo Central, mas foi mal projetada. Ela está voltada para a APAE e não para o terminal de ônibus. Os pedestres não utilizam o equipamento, que teve recurso da ordem de R$ 1,6 milhão (um milhão e seiscentos reais)”, afirmou.

CALÇADAS

Ainda no uso da tribuna, Alberto Nery parabenizou a vereadora Eremita Mota (PSDB) pelo pronunciamento realizado na sessão de terça-feira (26), denunciando a omissão do Governo Municipal com a ocupação irregular das calçadas no município. “Quero parabenizar a vereadora Eremita por dizer que os fiscais são coniventes com a ocupação irregular das calçadas. O gestor municipal é o grande responsável pela invasão dos passeios em nossa  cidade. Denuncie a ocupação de ambulantes numa área depois do viaduto do Tomba, mas ninguém foi até o local para fiscalizar, notificar e oferecer aos trabalhadores um local para eles trabalharem dignamente”, afirmou.

“O shopping popular será uma inovação”, afirma Lulinha

No uso da tribuna da Casa da Cidadania, o vereador e líder governista Lulinha (DEM), rebatendo as críticas do vereador Alberto Nery (PT), defendeu a construção do shopping popular em Feira de Santana. Para o edil, o equipamento irá proporcionar melhores condições de trabalho aos ambulantes, além de servir de ponto turístico da cidade.

“O shopping popular será uma inovação. O vereador Nery diz que o governo precisa oferecer um local para abrigar os camelôs, e é o que o prefeito José Ronaldo está fazendo. Quando estiver pronto o equipamento será ponto turístico da cidade e os artesãos terão mais oportunidades para vender seus produtos. A preocupação dos comerciantes é ver o centro comercial organizado, com as calçadas livres para circulação dos consumidores. E isso será garantido com a entrega do shopping popular”, afirmou.

Em aparte, o vereador do PT, Alberto Nery, criticou as ações de retirada dos artesãos do Centro de Abastecimento e dos ambulantes no centro comercial. “A partir do momento em que o ambulante ocupa uma calçada, por exemplo, o gestor deve notificar e apresentar alternativa para que ele possa trabalhar com dignidade. O que não é correto é depois que permitir que o trabalhador se instale voltar retirando à força”, criticou Nery.

Dia D da Inclusão Social abre vagas para pessoas com deficiência

“Você é capaz! O mercado só precisa saber”. Este é o slogan que o Ministério do Trabalho escolheu para comemorar o Dia da Inclusão Social e Profissional das Pessoas Com  Deficiência e dos Beneficiários Reabilitados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Nessa sexta-feira, 29, considerado o “Dia D da Inclusão Social”, a Secretaria do Turismo, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, através da Casa do Trabalhador, abrirá as suas portas, das 7h30 às 17h, exclusivamente para oferecer uma oportunidade a pessoas portadoras de alguma necessidade especial, visando incluí-las no mercado de trabalho.

São considerados beneficiários reabilitados os  incapacitados parcial ou totalmente para o exercício de sua atividade laboral,  que tenha cumprido Programa de Reabilitação Profissional pelo INSS.

Intermediação de Mão de Obra

As vagas oferecidas são prospectadas e  cadastradas  pela Casa do Trabalhador junto aos empregadores locais. O objetivo da intermediação de mão de obra é reduzir o tempo de espera do trabalhador para ocupar a vaga específica disponibilizada pelo empregador.

Governo Municipal renova por mais quatro anos Programa Social

O prefeito José Ronaldo de Carvalho participou, nesta terça-feira, 26, na sede da Associação Atlética Banco do Brasil, da solenidade de renovação do Programa Integração AABB Comunidade, iniciativa que há 17 anos vem beneficiando alunos da Rede Municipal de Ensino residentes nos bairros Jardim Cruzeiro, Feira IX, Rua Nova, Gabriela I e II.

O programa social oferece aos alunos inscritos aulas de dança, letramento, esportes e atividades recreativas, iniciação à linguagem artística e noções na área de saúde, contribuindo para o desenvolvimento socioeducativo.

Celebrado por mais quatro anos entre a Secretaria de Educação e a Associação Atlética Banco do Brasil, o evento é coordenado pela professora Liliane Santos Sande, tendo como característica relevante a promoção do resgate de crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Não às drogas

O prefeito José Ronaldo, recepcionado com uma apresentação de dança por um grupo de alunos, elogiou os resultados obtidos pelo programa, ao tempo em que aconselhou os estudantes a se afastarem das drogas e das más companhias, “dedicando o seu tempo aos estudos e a prática de hábitos saudáveis”.

Também prestigiaram a solenidade o vice-prefeito Colbert Martins, a secretaria de Educação, Jayana Ribeiro, o presidente da Associação Atlética Banco do Brasil, Amilton Vasconcelos, diretoras das escolas envolvidas, além dos familiares dos alunos.

 

Fonte: Ascom CMFS/Secom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!