13/10/2017

Feira: Descarte irregular de entulho vai gerar multa

 

O descarte irregular de resíduos da construção civil em ruas e terrenos de Feira de Santana vai gerar multa aos infratores que varia de R$ 1 mil a R$ 4 mil – a partir da terceira reincidência, mais medidas administrativas e a apreensão do veículo.

O prefeito José Ronaldo de Carvalho sancionou a lei, autoria do vereador Antônio Carlos Passos de Ataíde, que objetiva o disciplinamento deste tipo de prestação de serviço, bem como a correta destinação e a aplicação de multas em caso de não cumprimento da lei.

São resíduos de construção civil os provenientes de construções, reformas, reparos e demolições e os resultantes da preparação e da escavação de terrenos. Os entulhos deverão ser classificados nas classes A, B, C e D, conforme Resolução do Conama.

São resíduos de secos domiciliares recicláveis aqueles provenientes de residências ou de qualquer outra atividade com características domiciliares ou a estes equiparados constituído principalmente por embalagens e que podem ser submetidos a um processo de reaproveitamento.

A Secretaria de Serviços Públicos vai criar o Controle de Transporte de Resíduos da Construção Civil, cujo objetivo é a identificação, o disciplinamento dos fluxos e dos transportadores envolvidos e a destinação adequada dos resíduos.

Estes transportadores - pessoa física ou jurídica - terão o prazo de 180 dias para se cadastrarem na SESP. Apenas poderão prestar seus serviços depois de regularizado.

Por transgressão do disposto nesta Lei e das normas dela decorrentes, consideram-se infratores: o representante legal proprietário do veículo transportador, o motorista e ou o proprietário do veículo transportador ou caixa estacionária e o responsável cadastrado no CT.

Ação do Outubro Rosa reuniu mulheres no CEU do Jardim Acácia

Questionadas pela enfermeira se tiveram ou conhecem algum caso de câncer de mama na família ou entre as amigas, pelo menos dez mulheres de um grupo de pouco mais de cinquenta ergueram os braços confirmando. “O câncer de mama é o que mais acomete as mulheres e o que mais mata no mundo”, afirmou a enfermeira da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Dispensário Santana, Milena Nunes.

A dona de casa Suely Santiago, 39 anos, relatou que há cinco anos levou um susto ao receber a informação que a amiga estava com câncer de mama. “Tomei a doença pra mim, o que me deixou abalada e me fez a adotar ainda mais cuidados com a saúde. Sempre vou ao ginecologista e também não deixo de realizar os exames de laboratório”, relatou.

Além de palestra, a abertura da campanha Outubro Rosa, promovida pela UBS na tarde desta terça-feira, 10, na praça do Centro de Esportes e Artes Unificado do Jardim Acácia, contou com atividade física e foi servido lanche. Elas estavam com camisetas na cor rosa, símbolo da luta contra o câncer de mama.

“Manter a alimentação saudável, rica em frutas, verduras e legumes, associada à prática de exercícios físicos, é importante na prevenção ao câncer de mama, uma vez que, a obesidade e o sedentarismo são fatores de risco”, informou a profissional de saúde. As mulheres também foram orientadas a procurar a UBS para solicitar o exame preventivo e a mamografia.

Desde o início do mês, as Unidades Básicas de Saúde e as Unidades de Saúde da Família, tanto da sede quanto dos distritos, estão intensificando as ações de promoção à saúde com foco na prevenção aos cânceres de mama e da próstata (Novembro Azul).

Clientes e feirantes recebem noções sobre escolha e aproveitamento de frutas e verduras

Escolha de frutas, verduras e legumes, melhor aproveitamento de alimentos, receitas funcionais e higienização correta são alguns dos fatores que podem contribuir para a melhora da alimentação, garantindo hábitos mais saudáveis. Estas e outras orientações serão oferecidas para clientes e feirantes durante este final de semana, dias 14 e 15 de outubro, das 9h às 12h, na Feirinha da Estação Nova, em Feira de Santana.

A ação é parte do Programa de Integração Social da Unifacs – INTEGRA e será desenvolvida em parceria com a Secretaria Municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Settdec) e a Associação dos Feirantes da Estação Nova (Afen). Professores e estudantes do curso de Nutrição da instituição que integram a equipe de Saúde do programa participam do mutirão que pretende atender a mais de 200 pessoas nos dois dias de atividades.

O objetivo, segundo a professora Kesia Magalhães, que coordena o programa, é potencializar as vendas na feira ao mesmo tempo em que se presta um serviço à população com dicas sobre nutrição e saúde. “A equipe oferecerá esclarecimentos acerca dos alimentos vendidos na feira, suas propriedades, forma de preparo e manuseio, além de distribuir folders com receitas saudáveis”, explica.

Saúde na Feira

Com o intuito de prevenir doenças como hipertensão, diabetes e obesidade a equipe de Saúde do INTEGRA realizou no último final de semana (dias 6 e 7) uma série de avaliações preventivas e ações educativas. Cerca de 30 feirantes e seus familiares receberam atendimento. Entre os serviços oferecidos estavam aferição de pressão arterial, avaliação física e antropométrica e diagnóstico nutricional. A ação contou com apoio dos professores Jociene Oliveira, Alan Nery e Bruno de Medeiros.

Programa INTEGRA

O INTEGRA promove um conjunto de ações acadêmicas interdisciplinares para o exercício do direito social ao trabalho por indivíduos que estão em situação de desemprego e também por aqueles exercem o trabalho na Feira da Estação Nova e tem como fonte de subsistência a economia regional hortifrutigranjeira e a agricultura familiar. O programa oferece capacitação profissional, educação legal e ambiental na manipulação de alimentos para comercialização ao consumidor final, incentivo ao micro empreendedorismo e fortalecimento da relação campo/cidade, feirantes/clientes, contribuindo para aumento das vendas e formação de um referencial de preservação da cultura regional e sertaneja de frequência às feiras livres.

O programa se desenvolve em parceria com a Settdec, por meio da Política Pública Municipal denominada INTEGRA-FEIRANTE e a Associação de Feirantes da Estação Nova-AFEN.

Estudantes conhecem serviços da rede municipal de saúde

Com o objetivo de integrar estudantes da área de saúde aos serviços oferecidos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a Seção de Capacitação Permanente promoveu, na última terça-feira, 10, mais um encontro com os representantes da SMS. O evento aconteceu no auditório Dr. João Batista de Cerqueira.

Estudantes de enfermagem do Centro de Educação Estudos e Pesquisas (CEEP) puderam conhecer os serviços oferecidos pela SMS, desde a estrutura, a logística e atendimentos da unidade. Para a coordenadora da SCP, Ariella Covas, “promover esse primeiro contato é importante para que os estudantes entendam como funciona a rede municipal de saúde, antes mesmo de ter o contato das práticas acadêmicas nas unidades, preparando-os melhor para quando chegar esse momento”.

Profissionais do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Atenção Básica e da Divisão de Enfermagem tiraram dúvidas e esclareceram sobre algumas curiosidades.

A coordenadora do Núcleo de Educação do SAMU, Fabrícia Pinto, aproveitou o momento para ressaltar a importância de combater os trotes que são feitos ao órgão. “Infelizmente, o grande número de trotes acaba atrapalhando o nosso trabalho de salvar vidas. A gente pede que vocês nos ajudem sendo multiplicadores dessa informação para vizinhos, colegas, crianças, com o objetivo de conscientizá-los”, afirma.

Outro assunto abordado foi a diferença dos serviços oferecidos pelas Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Saúde da Família. “Hoje Feira de Santana é atendida pelos dois modelos, a diferença está que a USF tem uma equipe multidisciplinar com enfermeiro, técnico de enfermagem, médico-clínico geral, e a equipe do NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) que possui: nutricionista, educador físico, dentista, fisioterapeuta e psicólogo. Já a UBS possui área de abrangência maior e oferece atendimento com especialistas, como ginecologista, dentista e pediatra”, ressalta a coordenadora da Divisão de Enfermagem, Ana Cristina Franqueira.

A enfermeira técnica em Saúde da Mulher, Alessandra Magalhães, explicou sobre os serviços oferecidos para a mulher, através da Atenção Básica, esclarecendo o papel das enfermeiras referências como apoiadoras das unidades.

 

Fonte: Secom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!