15/10/2017

Juazeiro realiza III Festival de Doce de Leite do Distrito de Juremal

 

O distrito de Juremal, 40 km de Juazeiro, receberá entre os dias 20 e 22 de outubro, o III Festival do Doce de Leite, na Praça Manoel Gonçalves Neto. Com a proposta de organização e padronização do produto para a comercialização, a Prefeitura de Juazeiro, através da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP) e a Associação de Desenvolvimento Econômico e Social de Juremal (ADESJUL), promove mais um festival na localidade.

O doce de leite de Juremal é fabricado de forma artesanal, produzido há cerca de um século, passado de geração a geração e representa a principal fonte de renda para várias famílias. “A realização do Festival do Doce de Leite reúne ferramentas de extrema importância para o resgate, divulgação e fortalecimento da cultura local, com a inserção de antigas tradições para as novas gerações. Além de proporcionar a abertura de outros mercados e de oportunidade de grandes negócios”, destacou José Wilson Chaves (Chaveco), diretor de Pecuária da ADEAP.

O III Festival do Doce de Leite terá também a presença de outros municípios da região como Uauá, Jaguarari, Senhor do Bonfim, Campo Formoso e contará ainda com vasta programação cultural. O evento é um instrumento capaz de inserir as doceiras, os produtores de leite e outros comerciantes afins, num contexto comercial mais amplo.

“O Festival do Doce de Leite já consolidado no município, tem o objetivo de diversificar e divulgar os produtos fabricados a partir do leite de cabra e vaca, além de proporcionar aos produtores de Juremal e demais distritos de Juazeiro oportunidades de capacitação, negociação e divulgação de suas iguarias e conquistar novos consumidores”, observou o titular da ADEAP, Tiano Felix.

A comissão organizadora do festival, através dessa iniciativa vem buscando transformar o distrito em um centro de referência de resgate da culinária artesanal dos antigos moradores, promovendo a geração de emprego e renda e a melhoria da qualidade de vida. Além disso, objetiva proporcionar o desenvolvimento do turismo rural e o fortalecimento da comercialização dos produtos da agricultura familiar.

O evento conta com a parceria da ADAB, SEBRAE, IRPAA, STRJ, Banco do Nordeste, CESOL, UNEB, Polícia Militar da Bahia, CONSTESF, Câmara Municipal de Juazeiro, Governo Federal, ADAC, COOAFJUR, ACAC e UNIVASF.

Atividades marcarão o Dia C da Ciências em Juazeiro e Petrolina

Um dia de atividades em escolas, museus, espaços públicos e institucionais para mostrar à comunidade a importância das pesquisas e sua influência em nosso cotidiano. Esse é o objetivo da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia deste ano. O Dia C, será na quarta-feira, 25 de outubro, como marco inicial de uma mobilização nacional para a divulgação da ciência brasileira.

A expectativa é que o Dia C da Ciência passe a ser realizado anualmente, por iniciativa do Colégio de Pró-Reitores de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação das Instituições Federais de Ensino e do Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (FOPROP).

No Vale do São Francisco, as instituições públicas de ensino técnico e superior, como o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE), a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), a Universidade de Pernambuco (UPE) e a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) organizarão atividades em Juazeiro (BA) e Petrolina (PE) durante todo o mês de outubro.

Jeremoabo: 10 meses do Governo Interino

Denúncias de irregularidades, consumo excessivo de combustível, farra das diárias, manutenção de parentes na folha de pagamento. Não bastassem essas agruras, os 37.680 moradores de Jeremoabo enfrentam outra angústia: a falta de um prefeito com mandato definitivo. Também não sabem quando será a nova eleição na cidade, governada interinamente pelo presidente da câmara municipal.

A ex-prefeita Anabel de Sá Carvalho (PSD) que concorreu irregularmente à reeleição em 2016, perdeu a questão na justiça. Com o impedimento de Anabel, assumiu a prefeitura em 1º de janeiro o vereador Antonio Chaves (PSD).

Quando Chaves assumiu a prefeitura muita gente achou que ele ficaria dois ou tres no cargo, mas já se passaram dez meses e até hoje nada foi definido.

Diante das incertezas, moradores afirmam que “a cidade parou”. “Parou a educação. Parou a saúde. Tá tudo parado na cidade. Quando chega alguém na prefeitura para cobrar as coisas, alegam que o prefeito não pode resolver porque é interino. A população sofre muito com isso”, lamenta uma professora.

“Esse negócio de prefeito ‘por enquanto’ é muito ruim. As pessoas vão lá na prefeitura em busca de ajuda e não conseguem nada”. Está muito difícil. Na prefeitura, sempre dizem que não podem fazer nada e que as verbas não vêm porque o prefeito é interino” emendou um aposentado de 66 anos.

Jeremoabo: População não se anima com nova eleição de prefeito

Com a eleição suplementar provavelmente prevista para ainda este ano, moradores de Jeremoabo aguardam, sem muito otimismo, pela posse de um prefeito definitivo. A candidatura vencedora das eleições de 2016, de Anabel de Sá Carvalho Lima, foi indeferida pela Justiça Eleitoral, que preconiza um novo pleito. A prefeitura, desde o dia 1 de janeiro, vem sendo administrada pelo presidente da Câmara, Antonio Chaves (PSD).

Moradora de Jeremoabo há 25 anos, afirma que a cidade está estagnada e mesmo com o novo pleito se aproximando, não vê possibilidade de grandes mudanças. "O que vemos é a cidade jogada as traças e cada um trabalhando pelos interesses pessoais." Não há investimento em áreas importantes como saúde, educação e segurança.

Candidatos

O único candidato concorrente pela oposição ao cargo de chefe do Executivo de Jeremoabo é o empresário Derí do Paloma que manterá Lula de Dalvinho como vice. Desta vez Derí trará como slogan de campanha a marca "Compromisso com a nossa gente".

Antonio Chaves (PSD) ocupa o cargo como prefeito interino. Ele foi eleito vereador pelo quinto mandato consecutivo e é o atual presidente da Câmara. O candidato está disputando as eleições ao Executivo com a coligação e caso não vença continuará no Legislativo.  Chaves também ainda não decidiu quem será seu vice. Chaves vai acumular a campanha com a gestão da cidade, o que é permitido pela Justiça Eleitoral. “Não era sonho ser prefeito, mas vamos encarar esse desafio com seriedade”, comentou.

Humildade, política e arrogância

O prefeito interino e candidato a titularidade do cargo na eleição suplementar, Chaves (PSD), leva uma grande vantagem de preparar a sua campanha no cargo, realizando umas obrinhas de fachada, fazendo favores, que mais tarde serão usados como moeda de troca por votos.

Até a lá terá sedimentado o seu caminho nas ruas e vielas de Jeremoabo. Seu desafio será o meio rural. E manter na Cidade uma vantagem grande sobre o principal adversário, o que não conseguiu até agora.

Mas como a eleição nem começou este é um dado de momento. O problema é que os mais próximos da sua equipe acham que esta já é uma fatura liquidada e que por isso podem descumprir parcerias políticas e a palavra empenhada, isso é um grande equívoco. Costuma ser fatal. Humildade, senhores! Arrogância não rima com política.

Jeremoabo: Prefeito interino tenta manobra para emplacar dois vereadores no Executivo

O prefeito interino Chaves tem sido apontado por vereadores da oposição como o artífice de uma tentativa de manobra para emplacar dois dos atuais vereadores da bancada situacionista para ocuparem vagas no Executivo. 

AC estaria se desdobrando para recompensar aliados da coligação liderada pelo PSD. 

Por causa de compromissos políticos, ele pretende alterar a divisão de poder nas secretarias do Município para recompensar vereadores, abrindo vagas na Câmara para suplentes.

O “banco de reservas” tem ao menos dois nomes, que necessariamente pertencem ao mesmo partido dos titulares.

QUEM ASSUMIRIA?

Chaves remanejaria dois vereadores eleitos. Veja quem assume no lugar deles, caso sejam nomeados na futura equipe de governo:

O primeiro suplente Neguinho de Lie (PSD) assumiria o lugar do vereador Didi da Padaria (PSD) cotado para Secretaria de Esportes, que seria criada. 

O segundo suplente Tião da Lagoa do Mato (PSD) assumiria a cadeira da vereadora Diana de Irene, cotada para Secretaria de Assistência Social.  Tanto Didi quanto Diana estão no primeiro mandato.

O prefeito interino deveria saber que para que haja essa mudança é necessário que o município faça uma emenda à Lei Orgânica Municipal (LOM) da cidade.

De maneira geral essa emenda deve ressaltar que os vereadores não podem apenas se licenciar da Câmara para ocuparem cargos no Executivo, mas sim precisam renunciar ao seu mandato.

As substituições ainda estão na fase embrionária, mas já são alvo de críticas dos vereadores que compõem a bancada de oposição ao prefeito. Eles já anteciparam que caso haja a manobra vão acionar o Ministério Publico, porque a proposta é muito superficial e não tem constitucionalidade.

 

Fonte: Ascom ADEAP/PA4/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!