27/10/2017

Juazeiro: Àtooxxá se apresenta pelo Circuito Caravana da Música

 

Uma das bandas que mais se destacam na cena cultura de Salvador pela primeira vez se apresenta em Juazeiro. É o grupo Àttooxxá que faz única apresentação na Orla II (próximo ao Vaporzinho), sábado (28) às 20h, com show de abertura dos rappers P1, representando o hip hop produzido nas margens do São Francisco. Realizado pela Maré Projetos Culturais, com patrocínio da Vivo e Governo da Bahia, por meio do Fazcultura, programa de incentivo fiscal da Secretaria da Fazenda e da Secretaria de Cultura do Estado e apoio institucional da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes.

Músicos e pessoas interessadas poderão participar da oficina gratuita conduzida por Rafa Dias, intitulada Processo de produção musical em Home Studio, que irá compartilhar com o público do Caravana da Música, como acontece o processo de produção musical em Home Studio, desde a fase de concepção artística das músicas até o produto final de produção do fonograma, passando pelas etapas de gravação e mixagem, além de compartilhar instrumentos e softwares utilizados no processo. Para participar, basta enviar email com nome, RG, idade e atividade profissional para contato@mareproducoesculturais.com.br. As vagas são limitadas.

Àttooxxa

Nasce de um interesse de pesquisar timbres, ritmos e sons, agregada a uma diversidade de referências musicais locais e sobretudo globais confere ao som do ÀTTØØXXÁ grande personalidade. O anseio é ressignificar a música pop baiana, o que vem gerando uma sonoridade única, mas também afinada com a musicalidade contemporânea dos guetos de mundo afora.

Caravana da Música

Em sua segunda edição, o Caravana da Música percorre 10 municípios baianos promovendo a circulação de artistas da música, com apresentações gratuitas em espaços públicos e oficinas. Juazeiro é a terceira parada do projeto, que já passou por Vitória da Conquista e Senhor do Bonfim. Ainda receberão o projeto as cidades de Camamu, Ilhéus, Lençóis, Lauro de Freitas, Euclides da Cunha, Cachoeira e Santo Amaro, recebendo apresentações de nomes como Africania, Bando Velho Chico, Dão e a Caravana Black, Botequim, Lucas Santtana, Samba Chula de João do Boi e Skanibais.

O Caravana da Música promove a interiorização da música baiana e difusão da produção artística e estima chegar a 10 mil espectadores. Os nomes que compõem a programação foram selecionados por meio de uma chamada pública que contou com 250 inscritos, submetidos à avaliação da curadoria formada pelo jornalista Luciano Matos, os produtores culturais Ivanna Souto e Luizão Pereira. De acordo com Fernanda Bezerra, diretora da Maré Produções Culturais e idealizadora do projeto, “Caravana da Música é um dos principais projetos, realizados hoje na Bahia, destinados a interiorização da música contemporânea autoral produzida por artistas baianos. A segunda edição chega para amadurecer este projeto que busca promover a ocupação e dinamização cultural do espaço público”.

“O Caravana reflete bem o que tem acontecido no cenário da música baiana, em que existe uma produção rica, que foge de estereótipos e estilos vinculados a uma indústria ou ao momento do carnaval. Nessa edição ficou mais forte a participação dos grupos do interior do estado. Temos uma diversidade grande, mas o desafio de circulação da produção pelo Estado, seja pela dimensão territorial, seja pelos desafios econômicos para cultura. Gostaria que pudéssemos ter mais iniciativas como essa para ver movimentar a riqueza que aqui existe” acrescentou o jornalista Luciano Matos.

Rappers P1

O grupo é formado por jovens de Juazeiro e cantam no Vale do São Francisco. O nome P1 é uma homenagem ao bairro periférico, Piranga I, lugar onde cresceu o líder do grupo Euri Mania. O P1 tem três anos de formação e já produziram três Mixtapes com músicas autorais - 4M's, Nosso Corre e Ascensão. O principal conteúdo das Mixtapes é a rua, porque quando a RUA vira música, a rima vira RAP e as palavras subversão. É a “rua” que contesta o periférico, a margem, a exclusão, a desigualdade. Todos esses temas reunidos a partir de crônicas da vida real. Crônicas de dor, de esperança, de contestação. Contestação do sistema, das diferenças, do preconceito e da opressão. Mostrando que a periferia também sabe “dizer” sobre ela, com conhecimento, poesia e consciência. Consciência que a “rua” também pensa, cria, produz arte, ler e interpreta.

Interiorização

Segundo o superintendente de Promoção Cultural da SecultBA, a iniciativa valoriza a produção baiana e divulga a nova geração de músicos. “O Fazcultura tem como propósito patrocinar a cultura, viabilizar os novos e também os atores já consagrados no meio cultural local. Os patrocinadores têm a oportunidade de investir em atividades dos mais diversos formatos e tamanhos. É uma grande oportunidade para as empresas ter seus nomes alinhados com produtos e eventos de qualidade”.

Para a Vivo, principal patrocinadora e forte incentivadora da cultura baiana, o projeto Caravana da Música tem relevância ao promover a diversidade musical e a valorização dos talentos locais. “Ficamos muito felizes em participar deste projeto, que promove a diversidade e a democratização da cultura na Bahia”, revela o diretor Regional Nordeste da Vivo, Renato Pontual.

Em 2016, a Vivo aplicou mais de 3,8 milhões de reais em nove diferentes projetos no Estado, que beneficiaram aproximadamente 200 mil pessoas. Neste ano, já foram incentivadas pela operadora, 12 iniciativas ligadas à música e ao teatro.

  • Serviço:

Oficina Processo de produção musical em Home Studio

Local: Centro de Cultura João Gilberto

Data: Sábado (28)

Horário: 9h às 12h

Gratuito

Caravana da Música – show de Áttooxa, com abertura dos rappers P1

Local: Orla II (próximo ao Vaporzinho)

Data: Sábado (28)

Horário: 19h30

Gratuito

SENHOR DO BONFIM RECEBERÁ O PROJETO CARAVANA DA MÚSICA

Senhor do Bonfim é a segunda parada do projeto Caravana da Música, circuito de bandas baianas da capital e do interior que percorrem um total de 10 municípios apresentando shows e promovendo oficinas. Sertanília e a Pequeno Albert se apresentarão no dia 27 de outubro, às 20h, na Praça Nova do Congresso. Realizado pela Maré Projetos Culturais, com patrocínio da Vivo e Governo da Bahia, por meio do Fazcultura, programa de incentivo fiscal da Secretaria da Fazenda e da Secretaria de Cultura do Estado e apoio institucional da Prefeitura Municipal de Senhor do Bomfim, através da Secretaria de Cultura de Senhor do Bomfim.

“O Caravana reflete bem o que tem acontecido no cenário da música baiana, em que existe uma produção rica, que foge de estereótipos e estilos vinculados a uma indústria ou ao momento do carnaval. Nessa edição ficou mais forte a participação dos grupos do interior do estado. Temos uma diversidade grande, mas o desafio de circulação da produção pelo Estado, seja pela dimensão territorial, seja pelos desafios econômicos para cultura. Gostaria que pudéssemos ter mais iniciativas como essa para ver movimentar a riqueza que aqui existe” acrescentou o jornalista Luciano Matos.

Confira data apresentação: Africania – Ilhéus, 19 de novembro. Attooxxa – Juazeiro, 28 de outubro. Dão e a Caravana Black – Lençóis, 25 de novembro . Grupo Botequim – Cachoeira, 20 de janeiro . Lucas Santtana – Santo Amaro, 21 de janeiro. Samba Chula de João do Boi - Lauro de Freitas, 16 de dezembro. Sertanília – Senhor do Bomfim, 27 de outubro. Skanibais – Camamu, 18 de novembro

 

Fonte: SecultBa/Ascom Caravana da Musica/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!