27/10/2017

Glória: Feira AquaNegócios deve movimentar R$ 10 milhões

 

O município de Glória, no Vale do São Francisco, maior produtor de tilápias do Brasil, sedia desta sexta-feira a domingo (27 a 29) a Aquanegócios – Feira de Negócios da Aquicultura, realizada pela Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri), em parceria com a Associação Comercial de Paulo Afonso (Ascopa) e as prefeituras de Glória e Paulo Afonso.

O evento faz parte da programação do FestTilápia 2017 e contará com expositores de todo o Brasil, oficina com couro de tilápia e aulas de gastronomia. Cerca de cinco mil pessoas devem circular pelo evento, que prevê uma movimentação financeira da ordem de R$ 10 milhões. O espaço estará aberto das 9 às 18h, no Balneário Canto das Águas, com a participação de 20 expositores. Os visitantes podem conhecer projetos de piscicultura que utilizam sistema bioflocos, sistema de reutilização de água, um método que une piscicultura com horticultura, além de tecnologias para aproveitamento de água subterrânea.

A abertura oficial do evento acontece na sexta (27), às 16h, quando serão conhecidos os vencedores do festival gastronômico que movimentou Paulo Afonso e Glória desde o dia 1º deste mês. A competição de pratos feitos à base de tilápia teve a participação de 13 restaurantes, que foram avaliados pelo público e por um júri técnico.

Oficina de couro de tilápia e Cozinha show

Uma das atividades mais aguardadas é a oficina de artesanato de couro de tilápia. O curso, com três turmas, acontece durante todos os dias do evento, das 9 às 18h. Serão beneficiadas cerca de 60 pessoas (20 por dia) atendidas pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Paulo Afonso e Glória. Os Cras prestam serviços, programas e projetos assistenciais a famílias e indivíduos em vulnerabilidade social.

Os alunos aprenderão a utilizar o couro da tilápia, que normalmente é descartada, para fazer acessórios, brindes, agendas e produtos para decoração. “Trata-se de uma ótima oportunidade de aumento de renda utilizando uma matéria prima abundante na região, mas que era simplesmente desperdiçada”, explica o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior.

A programação do AquaNegócios conta ainda com a realização de uma cozinha show, em que chefs renomados ensinarão os participantes a fazer pratos da alta gastronomia à base de tilápia. As aulas acontecem todos os dias, sempre das 10 às 12h e das 16 às 18h. Cada turma tem 25 vagas. Serão apresentadas receitas de ravióli, mousse e cartola, entre outras. A programação completa das aulas pode ser encontrada no site do evento.

TRE mantém reprovação de contas de campanha eleitoral de três vereadores de Paulo Afonso

Três vereadores de Paulo Afonso continuam com as contas reprovadas relativas à arrecadação e aplicação de recursos financeiros na campanha eleitoral de 2016.

No final de dezembro do ano passado, Marconi Daniel (PHS), Alexandro Fabiano da Silva (PDT) e José Abel Souza (PTN) tiveram suas contas reprovadas pelo então juiz Adriano de Lemos Moura. Como cabia recurso, os processos foram remetidos ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em Salvador.

O caso de Marconi Daniel, cuja publicação está no Diário Oficial dessa quarta-feira (25) a decisão se mantém pela desaprovação e irregularidade na prestação de contas. Na instância de Paulo Afonso a justiça havia asseverado que este excedeu o valor permitido para gastos em campanhas eleitorais, sobretudo no que pertine às despesas com carros de som, pugnando, ao final, por sua desaprovação.

O relator do processo de Marconi Daniel no TRE foi o juiz Diego Freitas Ribeiro.

  • Decisão no caso do vereador Marconi Daniel:

Ementa: Recurso. Prestação de contas. Eleições 2016. Omissão de receitas e despesas. Configuração. Controle pela justiça eleitoral. Óbice. Existência. Desprovimento.

Nega-se provimento a recurso para manter a decisão de primeiro grau que desaprovou as contas de campanha do recorrente, relativas às eleições 2016. Resta configurada, na espécie, a arrecadação de receitas e realização de despesas para a divulgação de propaganda via carros de som (ainda que estimáveis em dinheiro), as quais não foram objetivamente contabilizadas – enquanto circunstância que exprime óbice ao efetivo controle, por esta especializada, sobre a contabilidade em apreço.

A desaprovação se mantém também para os vereadores Alexandro Fabiano da Silva (Leco) e José Abel Souza (Zé de Abel) cujo relatores foram, respectivamente, os juízes Rui Carlos Barata Lima Filho e Diego Freitas Ribeiro. As decisões também foram publicadas no Diário Oficial no mês de setembro de 2017.

  • Decisão no caso do vereador Leco:

Ementa: Recurso. Prestação de contas. Desaprovação. Recebimento de doações. Depósitos em dinheiro. Inobservância do § 1º do art. 18 da resolução TSE nº 23.463/2015. Desprovimento.

Nega-se provimento ao recurso tendo em vista que o recebimento de doações financeiras em valores superiores a R$ 1.064,10, em afronta ao disposto no § 1º do art. 18 da resolução TSE nº 23.463/2015, compromete a regularidade e a confiabilidade das contas, devendo ser mantida sua desaprovação.

  • Decisão no caso do vereador Zé de Abel:

Ementa: Recurso. Prestação de contas. Eleições 2016. Desaprovação. Subsistência das falhas apontadas. Confiabilidade e regularidade das contas. Comprometimento. Desprovimento.

Nega-se provimento a recurso, mantendo-se a decisão de origem que julgou desaprovadas as contas de candidato, referentes às eleições de 2016, porquanto verificada, pelo órgão técnico, a subsistência das falhas outrora apontadas na sentença, pelo que comprometida a confiabilidade e a regularidade das contas ofertadas.

 As decisões não geram perda dos mandatos, uma vez que ainda cabem recursos.

Chaves pode ser substituído na eleição extemporânea em Jeremoabo

O cenário político em Jeremoabo se complicou. No início da semana o empresário Derí do Paloma (PP) foi submetido a uma cirurgia e se recupera em Aracajú (SE). Na terra da jurema em flor, os rumores são os de que o prefeito interino Antonio Chaves, devido ao fraco desempenho de sua gestão, pode ser substituído na disputa pela prefeitura.

Contato nesse sentido já estaria movimentando os caciques do PSD.

Nos meios políticos, a possível substituição de Chaves estaria ligada a uma pressão forte dos vereadores de oposição de alguns aliados, depois das denúncias de irregularidades envolvendo a prefeitura e a empresa ALL SERV EMPREEENDIMENTOS LTDA., no contrato que envolve coleta de lixo, poda de árvores e a limpeza da feira livre. 

A partir daí, uma série de pressões de todos os lados vieram para cima do prefeito. Para algumas lideranças locais, essa situação acabou incomodando políticos dos dois lados e colocou Chaves em meio ao fogo cruzado.

A possibilidade da saída de Chaves da disputa extemporânea em Jeremoabo deixa o eleitor ainda mais perplexo. O cenário cria expectativa de que de repente os caciques da política local podem optar pela unificação dos dois grupos. Fala-se em um nome do meio empresarial para substituir Chaves.

 

 

Fonte: Ascom Bahia Pesca/PA4/PA24/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!