27/10/2017

Salvador: Festival Samba de Beco em Beco inicia temporada

 

Após temporada de sucesso, o "Festival Samba de Beco em Beco", retorna ao palco do Pelourinho com muita música, alegria e samba no pé. Idealizado por Gal do Beco, em parceria com a No Tempo Produções e Eventos e Associação Tambores e Cores, o evento promoverá encontros de artistas do samba de roda, samba de raiz e suas variações. O projeto iniciará quarta (01), às 19h, no Casarão 26 (Ladeira do Passo, Nº 26 – Sede do Afoxé Filhos do Korim Efan), no Pelourinho e seguirá nos dias 17/11, 02/12 e 16/12, tendo Gal do Beco como anfitriã e muitos convidados especiais.

Em 1979, Gal do Beco trocou o solo carioca pela vida em Itapuã, em Salvador. Aqui, de barraca na praia a um bar na Vasco da Gama, seu empreendedorismo sempre esteve associado à cultura local. O bar ganhou a dimensão de um beco: o Beco de Gal, como ficou conhecido o espaço liderado por Maria das Graças Silva que, no auge de seus mais de 60 anos é consagrada na Bahia e no Brasil como referência do samba.

O "Festival Samba de Beco em Beco" conta com o patrocínio do Fundo de Cultura, através das Secretarias de Cultura e da Fazenda do Governo do Estado da Bahia e com apoio do Centro de Culturas Populares e Identitárias - CCPI. O projeto tem como objetivo viver o samba trazendo a mulher como importante símbolo étnico e cultural deste gênero, além de contribuir para o registro, ampliação, distribuição e divulgação do samba e artistas envolvidos a cada semana.

  • Confiram os convidados de Gal do Beco já confirmados:

Quarta 01/11 | Claudete Macedo, Nelson Rufino, Negros de Fé, Grupo de Samba de Roda do Recôncavo Baiano.

Sexta 17/11 | Cota Pagodeiro, Juliana Ribeiro, Turma de Casa, Grupo de Samba de Roda do Recôncavo Baiano.

Sábado (DIA DO SAMBA) 02/12 | Melodia Costa, Carla Liz, Grupo Botequim, Grupo de Samba de Roda do Recôncavo Baiano.

Sábado 16/12 | Muniz, Guiga de Ogum, Bambeia, Grupo de Samba de Roda do Recôncavo Baiano.

  • Serviço:

Festival Samba de Beco em Beco

Local: Ladeira do Passo, Nº 26 – Sede do Afoxé Filhos do Korim Efan - Pelourinho

Data: 01 (quarta) e 17 (sexta) de Novembro

02 (sábado) e 16 (sábado) de Dezembro

Horário: 19h

Gratuito

Seminário de Formação e Qualificação em Cultura acontece em Salvador

O desenvolvimento da cultura é o tema que vai reunir representantes de instituições de ensino e organizações sociais no Seminário de Formação e Qualificação em Cultura, programado para os dias 31 de outubro e 01 de novembro, das 9h às 17h, no Museu de Arte da Bahia (MAB), localizado no Corredor da Vitória, em Salvador.

Promovido pela Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBA), através da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult), o seminário é um momento de mobilização e intercâmbio entre universidades e organizações sociais. Segundo o superintendente Sandro Magalhães, o seminário visa contribuir com o debate sobre o desenvolvimento da cultura a partir do estímulo e ampliação de programas, cursos e processos formativos. “Estes processos são voltados para agentes que atuam como gestores, produtores, conselheiros ou para formação cidadã”, ressalta.

A mesa de abertura, com presença da secretária de cultura Arany Santana, terá como tema a Importância da Formação no Campo Cultural, o debate conta com as participações da pesquisadora Lia Calabre, do vice-reitor da UFBA Paulo Miguez, da Coordenadora de Articulação do Curso para Elaboração de Planos Municipais de Cultura, Ângela Andrade, e mediação do superintendente Sandro Magalhães.

O encontro continua, trazendo em sua programação a apresentação de cursos realizados por organizações da sociedade civil apoiadas pelo Edital e Formação e Qualificação em Cultura (04/2016) e por universidades da Bahia. Os debatedores vão apresentar os resultados dos projetos apoiados pelo Fundo de Cultura através do Edital e Formação e Qualificação em Cultura, instrumentos necessários para o cumprimento dos objetivos da política cultural do Estado da Bahia.

O Seminário alinha-se com as orientações do Sistema Estadual de Cultura, que tem entre os seus objetivos promover a formação e a qualificação de públicos, criadores, produtores, gestores e agentes culturais. O encontro pretende atualizar os debates sobre formação e qualificação em cultura para os setores da Secretaria de Cultura, além de manter a articulação entre SecultBA e as instituições que trabalham no campo, considerando a multiplicidade de áreas, dimensões, manifestações e aspectos.

A pré-inscrição pode ser feita online, o que não garante o acesso ao evento, já que o espaço será sujeito à lotação. Os interessados devem comparecer no dia 31, às 9h, no MAB, para garantir sua vaga. A programação estará disponível no blog https://territoriosculturaisbahia.wordpress.com/

  • Seminário de Formação e Qualificação em Cultura

Quando: 31 de outubro e 01 de novembro, 9h às 17h

Local: Museu de Arte da Bahia (MAB), Corredor da Vitória, Salvador – BA

Pré-inscrições: https://goo.gl/BXfHy3

Mais informações: https://territoriosculturaisbahia.wordpress.com/

Encontro Nacional de Criadores em Dança – ENCARE vai até 31

O 1° Encontro Nacional de Criadores em Dança – ENCARE, começou dia 24 e vai até 31, no Espaço Xisto Bahia e na Escola de Dança da FUNCEB, com ações que pretende discutir e difundir as possibilidades da criação no campo da dança. Assim, o Encare, tem na sua programação a “Exposição Prática” – que oferece Oficina/Workshop gratuitos de Dança para artistas e interessados, “Palavras Cruzadas” – um momento de diálogo com acesso gratuito que tem como objetivo, discutir e desmistificar a criação na dança a partir do ponto de vista de criadores com experiências distintas e “Apresentação de Espetáculo” – uma noite de mostras de espetáculos, com ingressos a preço popular, com criadores de linguagens plurais e pesquisas diversificadas.

O Encontro Nacional de Criadores na Dança - Tem como pretensão reunir coreógrafos e artistas que há um tempo vem investindo no pensamento criativo em dança e contribuindo com a formatação/difusão para a cena com uma identidade no mercado nacional. Um dos objetivos é lidar com o antagonismo, e a dualidade da tradição e tradução desmistificando a criação na dança, entendendo também que todo coreógrafo é um pesquisador nato/inerente".

“Memórias Contemporâneas” pauta a fotografia latino-americana

“Arquivo, memória e identidade na fotografia latino-americana” é o tema da 5ª edição do projeto “Memórias Contemporâneas” realizada conjuntamente pela Fundação Pedro Calmon (FPC), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), e o Goethe-Institut Salvador-Bahia. Dois fotógrafos são convidados do encontro: ÁngelaBonadies, de Caracas/Venezuela, e Paulo Coqueiro, da Bahia/Brasil, com mediação de Fábio Gatti (PR/BA). O evento será segunda (30) às 19h, na Biblioteca do Goethe-Institut, com entrada franca.

Instituído pelo Centro de Memória da Bahia da FPC, o “Memórias Contemporâneas” é um projeto nas áreas de história e memória que objetiva a constituição de um banco de dados audiovisual acerca da cultura e seus agentes, a partir da década de 1950. Os encontros, que se atentam à relação de organizações e movimentos sociais com o campo da cultura e o protagonismo das linguagens artísticas nas disputas identitárias, são registrados em vídeo. Pondo em diálogo agentes convidados e o público, o pensamento calcado na memória é difundido, gerando, assim, outra fonte de conhecimento que não apenas os documentos escritos. A parceria entre a FPC e o Goethe-Institut atribui ao projeto o compromisso de desenrolar temas de reflexão a partir de experiências globais, perpassando as relações de poder na contemporaneidade na discussão de pautas urgentes.

CONVIDADOS

A fotógrafa venezuelana ÁngelaBonadies é uma artista cujo trabalho está focado em memória, arquivo, espaço urbano e pensamentos sobre a imagem fotográfica. Ela está na capital baiana como residente do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia, sendo bolsista do Goethe-Institut Caracas. Já realizou diversas exposições na Venezuela e em países como Estados Unidos, Espanha e Alemanha. Recebeu o “Prêmio Latinoamericano de Fotografia JosuneDorronsoro”, em 2004, e a “Ayuda a laCreación”, em 2008, oferecida pelo centro de criação Matadero Madrid. Seu projeto “La Torre de David” recebeu o reconhecimento “Best ArchitectureandLandscapeProjects 2011” (Melhor Projeto de Arquitetura e Jardinagem 2011), promovido pela revista Polis e pelo site DomusWeb. Em 2016, foi convidada como artista residente da “18th Street Arts Center”, em Santa Monica, Califórnia, em conjunto com o Los Angeles CountyMuseumofArt (LACMA), para participar da exibição “A Universal HistoryofInfamy / Pacific Standard Time: LA/LA” (2017-2018).

Fotógrafo residente em Salvador, Paulo Coqueiro é graduado e mestre pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Dentre suas exposições, destacam-se:Videoinstalação no Mercado Cultural (Teatro Castro Alves, 2011); duas edições dos Salões de Artes Visuais da Bahia (2012/14); Menção Especial do Júri na XI Bienal do Recôncavo (2012); mostra individual no ICEP (2012); Circuito das Artes e Mostra Triangulações (Belém/PA, Maceió/AL e Salvador/BA, 2014); Circuito das Artes e mostra Triangulações (2015). Dois ensaios seus estão no acervo permanente do Espaço Pierre Verger da Fotografia Baiana. Em 2016, foi selecionado para leitura de portfólio no Fórum Latino-Americano de Fotografia, São Paulo. Foi um dos organizadores da exposição coletiva do movimento Carta das Laranjeiras – Convocatória dos 100, exibida em mural no Centro Histórico de Salvador. Foi selecionado para os 10 anos do Circuito das Artes, da Escola de Belas Artes da UFBA. Em 2017, passou a integrar o Conselho da Fundação Pierre Verger, recebeu a Bolsa-Prêmio do FestFoto Porto Alegre para a Trienal de Fotografia em Hamburgo/2018 e foi selecionado para exposição individual no Centro de Fotografía de Montevideo (CdF) e para os EncuentrosAbiertos, na Argentina. Paulo Coqueiro foi também vencedor do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger 2016/2017, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), cuja exposição pode ser visitada no Palacete das Artes até 12 de novembro.

Mediador do debate, Fábio Gatti, nascido no Paraná e residente na Bahia, possui graduação em Desenho Industrial pela Universidade Norte do Paraná (UNOPAR), especialização em História e Teoria da Arte: Modernidade e Pós-Modernidade e em Fotografia – Práxis e Discurso Fotográfico, ambas pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), mestrado em Artes Visuais pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutorado em Artes pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Atualmente, é professor colaborador da UFBA, pesquisador da Unicamp e revisor de periódico da Cadernos de Arte e Antropologia. Atua principalmente nos temas de arte e fotografia.Em seus trabalhos, ocupa-se em dialogar com aspectos da ausência, da corporalidade, do espírito e da matéria, mais adepto dos feitos manuais do que tecnológicos.

  • Serviço:

Memórias Contemporâneas: “Arquivo, memória e identidade na fotografia latino-americana”

Local: Biblioteca do Goethe-Institut Salvador-Bahia | (Av. Sete de Setembro, 1809 – Corredor da Vitória)

Data: Segunda (30)

Horário: 19h

Gratuito

 

Fonte: SecultBa/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!