27/10/2017

Festival de música movimenta turismo em Itaparica

 

Com o objetivo de incrementar o turismo e a economia num dos mais importantes municípios da Baía de Todos-os-Santos, a primeira edição do Festival Itaparica de Música e Poesia será realizada nesta sexta (27), sábado (28) e domingo (29). Entre as atrações musicais que se apresentarão na Ilha, os destaques são Zeca Baleiro, Mariene de Castro e BaianaSystem. Os shows são gratuitos para o público.

A Praça Jardim dos Namorados, escolhida pela Prefeitura de Itaparica para a realização do festival, terá espaço também para uma feira gastronômica com pratos típicos da região. A expectativa dos organizadores é de reunir dez mil pessoas por dia, com uma programação diversificada, que inclui oficinas literárias, palestras, exposições e exibição de filmes.

O secretário de Turismo, Cultura, Meio Ambiente e Esporte de Itaparica, Luiz Emanuel Dias de Jesus, afirma que os eventos contribuem para a economia e para o turismo. “Vamos reunir grande público neste período que antecede o verão e mostrar que Itaparica é excelente alternativa durante o ano todo e na alta temporada também”, disse.

A movimentação para a festa já se reflete nos principais hotéis e pousadas do município. É o caso do Grande Hotel Sesc, que tem 92% de reservas para os dias do festival, enquanto o Hotel Icaraí ocupou 22 dos seus 49 quartos. Segundo a gerente Edna Clara, a expectativa é que esse número aumente até o fim da semana.

Cachoeira em Festa no mês de novembro

Os preparativos para a Festa da Nossa Senhora d’Ajuda que acontece entre 5 e 21 de novembro, em Cachoeira, no Recôncavo, já estão sendo finalizados. A manifestação foi registrada em maio deste ano como Patrimônio Imaterial da Bahia graças às pesquisas e dossiê da equipe multidisciplinar do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) da Secretaria de Cultura (SecultBa). A festa está inscrita no Livro do Registro Especial de Eventos e Celebrações do Estado.“A manifestação surgiu no século XIX como agradecimento dos senhores de engenho pelo sucesso e comercialização das colheitas da cana-de-açúcar”, relata o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira. Segundo ele, a festa é uma das mais queridas dos cachoeiranos e acontece em calendário móvel. “Geralmente na primeira quinzena de novembro, no calendário litúrgico canônico e nunca em Dia de Finados”, diz.

Além da Festa d’Ajuda, o IPAC tem muitos serviços prestados à Cachoeira e São Félix, onde coordenou restauro de dezenas de imóveis, igrejas e monumentos, construiu o Centro de Artes da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB) e urbanizou as orlas fluviais das duas cidades. “O IPAC registrou também 10 terreiros, com livro(http://migre.me/pt99z) e vídeo (https://goo.gl/82TtRQ) sobre o tema”, completa João Carlos. A Festa da Boa Morte se tornou Patrimônio Imaterial via IPAC que produziu igualmente com a SECOM, vídeo (https://goo.gl/BawMJJ) e livro (https://goo.gl/RAU7RZ). Neste ano (2017) o IPAC faz aporte financeiro na festa.

PROGRAMAÇÃO

A programação d’Ajuda começa no dia 5 com saída da Praça Maciel. No dia 12, o Terno do Silêncio à 0 hora e, pela manhã, às 10h, a Lavagem das Baianas, no Largo da Igreja do Monte. Dia 14, o Terno dos Ciganos no Largo d’Ajuda, às 17h. No dia 15, o Terno das Crianças, às 10h, e às 20h o início do Tríduo em louvor à Nossa Senhora. O Terno das Cozinheiras sairá do Largo d’Ajuda, às 17h, e às 20h novamente o Tríduo. Já no dia 17, o Embalo, às 17h no largo d’Ajuda, e às 20h o encerramento do Tríduo. A programação continua no dia 18 com Missa festiva às 19h, a Procissão de Nossa Senhora às 20h e atração musical às 22h. No dia 19, o Terno da Alvorada às 5h com saída do Largo d’Ajuda. E, finalmente, no dia 21, o terno da Saudade, também com saída do largo, às 17h.

O Bando Anunciador que abre no dia 5, geralmente é composto por carros, caminhões e carroças ornamentadas, desfilando pelas principais ruas da cidade, com charanga que convida a população para participar. Minerva Cachoeirana, toques de sino de igreja, Lavagem da Capela com água de cheiro e flores nas quartinhas, fogos de artifício, dobrados, marchas-rancho e hino em louvor à Nossa Senhora D’Ajuda, são outros itens importantes da festa. Feijoada, embalos, ternos com foliões, crianças fantasiadas, samba de roda, chulas, mandus e cabeçorras, são outras atrações da programação.

PESQUISAS e DOSSIÊ

“As pesquisas incluem acompanhar as celebrações, com estudos etnográficos, de observação, coletas de imagens, depoimentos e escolha de iconografia para a elaboração do dossiê”, afirma o diretor de Preservação do Patrimônio do IPAC, Roberto Pellegrino. Ele diz que o dossiê descreve aspectos históricos, culturais, sociais, econômicos e políticos. “O sentimento de pertencimento e identidade comunitária, a grande afetividade que o povo nutre por este bem cultural tradicional, revela muito da forma de ser e de viver entre o sagrado e o profano”, finaliza Pellegrino.

Gastronomia baiana é destaque na Semana Mesa São Paulo

Renomados chefs de cozinha e consagrados produtos da agricultura familiar representam a Bahia no maior evento gastronômico da América Latina, a Semana Mesa São Paulo, que começa nesta quinta-feira (26) e segue até domingo (29), na capital paulista.

Os organizadores estimam que o evento deva atrair cerca de 20 mil pessoas/dia, público ávido por boa comida, produtos gastronômicos, aulas e degustações. Salas de aula móveis e uma área de piquenique anexa a uma feira de produtores de seis estados são algumas das novidades desta edição.

O chef Caco Marinho estará na ‘Mesa Tendência’ para revisitar clássicos com sua assinatura e estética casual. Curador do projeto Salvador Boa Praça, Caco vai apresentar algumas das tendências da gastronomia baiana.

Formado pela escola de gastronomia francesa Le Cordon Bleu, o chef baiano Fabrício Lemos vai utilizar sua experiência nas culinárias mediterrânea, italiana, francesa e espanhola para demonstrar a sutileza indispensável no preparo de alimentos à base de frutos do mar.

Na programação denominada ‘Mesa ao Vivo’, a Bahia estará representada por Rafael Zacarias, premiado com o título de Melhor Hambúrguer do Brasil (Melhores do Ano Prazeres da Mesa 2017), e também pela chef confeiteira Lisiane Arouca.

Durante a ‘Semana Mesa São Paulo’, as secretarias de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), e do Turismo (Setur) vão atuar conjuntamente num estande do Governo da Bahia. O objetivo é utilizar a vitrine internacional da ‘Semana Mesa’ para divulgar produtos (azeite de licuri, cortes nobres de ovinos e caprinos, tapioca, palmito, chocolates finos, café, cerveja de umbu e cachaça) oriundos de oito cooperativas da agricultura familiar e demonstrar que a gastronomia é um relevante produto turístico.

A diversidade de sabores associada à forte presença dos novos chefs de cozinha aumenta o apelo turístico da Bahia. “Estamos atentos a essa tendência que favorece os segmentos de lazer e de negócios”, assinalou o secretário estadual do Turismo, José Alves.

A gastronomia baiana é considerada excelente por turistas brasileiros e estrangeiros, como já demonstrado em sucessivas pesquisas de opinião, acrescentou o subsecretário do Turismo do Estado, Benedito Braga. “Ela pode ser importante motivadora ou quando não é o motivo principal, sempre está inserida ou tem papel de destaque em eventos turísticos, como viagens, passeios, feiras e reuniões”, concluiu.

Produtos da agricultura familiar baiana participam de feira em shopping da capital às sextas

Hortaliças, frutas, raízes, temperos processados, chocolates, biscoitos, ovos e mudas de plantas são alguns dos produtos de qualidade e diferenciados que o público da capital baiana poderá encontrar, todas as sextas-feiras, na Feira Agroecológica, que acontece no Armazém da Agricultura Familiar e Economia Solidária, instalado na área externa da entrada principal do Salvador Shopping. A feira segue o horário de funcionamento do shopping.

Participam da ação a Associação Vida e Saúde, do município de Monte Gordo, em Camaçari; a Associação dos Produtores Orgânicos do Recôncavo Baiano (Aporba), de Santo Antônio de Jesus; a Associação dos Produtores Rurais da Fazenda Guerreiro, de Simões Filho; e a Associação dos Pequenos Produtores de Itapecerica, de Mata de São João.

A iniciativa é do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e integra as ações de incentivo à comercialização dos produtos da agricultura familiar e acesso a novos mercados.

 

Fonte: Ascom Setur/Ascom SDR/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!