02/11/2017

Feira: Estudantes protestam contra projeto de vereador evangélico

 

Estudantes protestaram na manhã desta quarta-feira (1°) contra um projeto que quer proibir casamentos de pessoas do mesmo sexo em igrejas ou em celebrações coletivas feitas pela prefeitura da cidade.

Na quarta-feira (25), o projeto, de autoria do vereador evangélico Edvaldo Lima, tinha sido rejeitado pela Procuradoria da Câmara de Feira, mesmo assim foi colocado à votação nesta quarta.

A estudante De Mercês, do Movimento Correnteza, afirmou que entende que cada templo religioso tem a liberdade e autonomia para decidir realizar a cerimônia ou não, mas que no âmbito da prefeitura municipal e dos órgãos públicos devem continuar realizando o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.

Já Edvaldo Lima declarou que o direito de protestar é democrático, mas que a manifestação dos estudantes não é contra ele, mas contra o que chamou de “famílias tradicionais”.

A previsão é que o projeto seja votado na semana que vem por conta de um vereador ter pedido para colocar uma emenda na iniciativa.

  • Relembre o caso:

Feira: Projeto que queria proibir casamento entre pessoas do mesmo sexo é rejeitado

A procuradoria-geral da Câmara de Vereadores de Feira de Santana rejeitou um projeto que queria proibir o casamento entre pessoas do mesmo sexo em celebrações coletivas promovidas pela prefeitura ou feitas em templos religiosos do município. A medida foi tomada nesta quarta-feira (25). A proposição derrubada é de autoria do vereador Edvaldo Lima, que é evangélico. Ao Acorda Cidade, o procurador da Câmara, Ícaro Yvin, explicou que só o Congresso Nacional poderia tomar tal medida de veto às uniões entre pessoas de sexo diferente. Yvin declarou que o artigo 22 da Constituição Federal diz que as questões do direito civil são de competência da União. O procurador ainda afirmou que o direito de liberdade religiosa deve ser respeitado. Ainda conforme Yvin, o Supremo Tribunal Federal (STF) já reconheceu o direito a casamento homoafetivo no Brasil.

Edvaldo Lima revela dados da SSP referente a assassinatos de homossexuais

Em pronunciamento da tribuna da Casa da Cidadania, na sessão ordinária desta quarta-feira (01), o vereador Edvaldo Lima (PP), com base em informações obtidas da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), informou que durante o ano de 2017 não foram registrados em Feira de Santana assassinatos de homossexuais por motivação homofóbica.

“Em 02 de outubro encaminhei ofício à Secretaria de Segurança Pública solicitando informações sobre as mortes de homossexuais ocorridas em Feira de Santana, com intuito de saber quantas desses assassinatos foram cometidos por evangélicos. E, segundo resposta encaminhada a este vereador, neste ano, até o momento, não houve registro de homicídio praticado contra o público LGBT por motivação homofóbica”, informou.

De acordo com o edil, foram registrados no município quatro assassinatos de homossexuais por motivos relacionados ao tráfico de drogas e latrocínio. Dirigindo-se aos integrantes do movimento LGBT em Feira, que protestavam nas galerias da Casa, Edvaldo Lima afirmou que os evangélicos atuam na defesa da vida e da sociedade.

Universidade do Meio Ambiente ensina uso de minhocas para produção de biofertilizante

O uso de minhocas para transformar material orgânico em húmus – composto que pode ser usado como biofertilizante em hortas e jardins – foi tema de mais um curso promovido pela Universidade Aberta do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Unamacs), nesta terça-feira, 31.

De acordo com o criador de minhocas, Heber Morais, esta é uma técnica simples e prática para a destinação adequada de resíduos orgânicos transformando-os em adubo natural de excelente qualidade. “Além de darmos uma finalidade útil para o material que é produzido em casa, protegemos o meio-ambiente”, disse.  O período médio para a produção do húmus é de 45 dias.

Na oportunidade ele ensinou a montar um minhocário. Para isso, recomendou o uso de três baldes de 15 litros, cada, mais 50 g de minhocas e material orgânico – restos de frutas e verduras, bem como folhas secas – em quantidade equivalente a um balde. “As minhocas se reproduzem  e dobram em quantidade a cada três meses, o que permite também a sua comercialização”, defende.

Cursos gratuitos

Os cursos da Unamacs são promovidos pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam). A sua sede está localizada no Parque da Cidade Frei José Monteiro Sobrinho, onde as aulas teóricas e práticas são ministradas. As atividades são gratuitas e abertas à comunidade.

Esta é a primeira Universidade Aberta do Meio Ambiente da Bahia e do Norte e Nordeste neste formato, para capacitação de cursos e de educação informal, a terceira do Brasil, acompanhada da UMAPAZ (em São Paulo) e a Unilivre (em Curitiba) e a sétima no mundo.

Mais informações sobre a programação da Unamacs podem ser obtidas através do número (75) 3322-9318, do Departamento de Educação Ambiental, ou enviando um email para deameioambiente@gmail.com.

Encontro Regional sobre as praças CEUS acontece em Feira de Santana

O Centro de Esportes e Artes Unificados (CEU das Artes) do bairro Cidade Nova, em Feira de Santana vai ser a sede do quinto encontro regional de capacitação de gestores e comunidades das Praças CEUs de 2017. O evento será realizado no dia 09 de novembro, das 9h ás 18h. Os interessados em participar devem se inscrever através do email: forum.ceus@cultura.gov.br.

Estão sendo esperados para o evento cerca de 60 pessoas entre gestores e representantes da sociedade civil de 31 praças CEU’s da região nordeste. A escolha de Feira de Santana como sede do encontro se deu porque “as praças do município se destacaram nas pesquisas realizadas pelo Ministério da Cultura (MinC) sobre o funcionamento após a inauguração (2016). Tanto pelas atividades desenvolvidas como pela boa experiência de gestão e relação com a comunidade, sendo um exemplo para as demais praças da região”, conforme consta a mensagem enviada para o município pela Coordenadora Geral de Gestão de Equipamentos do Ministério da Cultura, Isadora Tami Tsukumo.

Podem participar do encontro até três representantes por Praça CEU. O ideal é que os três participantes sejam membros do Grupo Gestor, sendo um representante de cada setor: poder público local, sociedade civil organizada e comunidade.

O encontro dá continuidade à série de seminários e eventos iniciados em 2011 que têm como objetivo apoiar as equipes técnicas de Prefeituras, gestores e comunidades das Praças CEUs na condução da mobilização social, da ocupação, gestão e infraestrutura nos municípios contemplados com o Programa. Apenas a região nordeste do país possui 85 Praças, por isso, é necessário que também se discuta os desafios da gestão compartilhada, do uso e da ocupação destes equipamentos pela comunidade.

Dentre as atividades, também serão realzadas dinâmicas para capacitar os gestores dos CEUs nos temas abordados nas oficinas de mobilização social, auxiliar nos processos de prestação de contas, e na formação do Grupo Gestor Tripartite, dentre outras demandas. Além de estimular a criação de uma rede de intercâmbio de experiências de gestores e comunidades. Feira de Santana possui três praças CEUs em funcionamento, desde julho de 2016, instaladas nos bairros Jardim Acácia, Aviário e Cidade Nova.

Conhecidos vencedores do Festival Gastronômico Roda de Boteco

Em clima total de descontração, com direito a samba, petiscos e uma boa prosa, foram anunciados os vencedores do Festival Roda de Boteco, na noite desta segunda-feira, 30. O evento que chegou a sua terceira edição – as outras duas foram realizadas em 2009 e 2016 – reuniu 20 estabelecimentos participantes.

O Stop Nil, bar e restaurante localizado na Santa Mônica, conquistou o primeiro lugar na categoria “Melhor Boteco”. Foram pontuados os quesitos melhor tira-gosto, temperatura da bebida, atendimento e higiene. Já em segundo e terceiro ganharam, respectivamente, Kitas Pizza e a Cantina da Dinha.

O Roda de Boteco também premiou os melhores garçons, eleitos por voto popular. O garçom mais votado foi do Restaurante A Vendinha, João Carlos, que ganhou R$ 1.000,00; o segundo foi Danilo (Pizza na Pedra) conquistando o prêmio no valor de R$ 750,00; e em terceira posição venceu Cleide, da Cantina da Dinha. Ela recebeu R$ 500,00.

O prefeito José Ronaldo compareceu ao evento realizado na área de convenções do Hotel Acalanto, assim como os secretários municipais Antônio Carlos Borges Júnior (Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico) e Sérgio Carneiro (Meio Ambiente).

A noite de premiação foi animada pelo cantor e compositor Roberto Kuelho. O Roda de Boteco é um festival gastronômico e cultural que busca incentivar a criatividade culinária e a melhoria da qualidade do atendimento dos bares participantes. É uma realização da Ecos Eventos e SINDFEIRA DE SANTANA – Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares.

 

 

Fonte: BN/Ascom CMFS/Secom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!