08/11/2017

Itabuna: Justiça acata pedido do MPE para cassar Prefeito

 

Ministério Público Eleitoral (MPE) emitiu um parecer favorável a cassação da candidatura do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes.  A ação foi impetrada pelo MPE junto com a coligação do ex-candidato a prefeito da cidade, Antônio Mangabeira (PDT).

A justiça rejeitou o recurso do PDT por não ter entrado com pedido de impugnação na justiça local, mas resolveu acatar o recurso do MPE da Bahia que pediu a cassação do diploma de Gomes.

Com o parecer, a relatora do caso, ministra Rosa Weber, deve apresentar em plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sua conclusão sobre o caso. Caso a maioria dos ministros acate a tese da acusação, o prefeito será cassado e o presidente da câmara, Chico Reis (PSDB) assume o executivo até a realização de uma nova eleição.

Itabuna pode voltar a ter seca como de 2015

A seca ocorrida entre novembro de 2015 e agosto de 2016, uma duração de 10 meses, pode voltar a ocorrer em Itabuna. Por isso, com a proximidade do verão, a recomendação é de economizar ao máximo no consumo de água. Atualmente a Bahia sofre seca no semiárido e parte do centro-sul, afetando 232 municípios.

Há dois anos Itabuna viveu a mais grave seca de sua história em consequência da severa estiagem que assolou a região, matou animais, destruiu plantações, afetou a economia, deixou milhares de famílias sem água sequer para beber.

Além do colapso no abastecimento d’água da maioria dos municípios, os efeitos da falta de chuvas por cerca de 10 meses secou rios e mananciais, e obrigou as cidades a contratar carros-pipa para abastecer a população.

A situação mais grave foi enfrentada pelos habitantes de Itabuna, que foram obrigados a se abastecer com água captada na estação secundária da Emasa, em Castelo Novo, no município de Ilhéus, que sofre os efeitos causados pela alta da maré e fica salobra.

As providências

A Secretaria Nacional da Defesa Civil, a Defesa Civil estadual e a Secretaria de Infraestrutura Hídrica liberaram recursos e 176 reservatórios foram colocados em locais estratégicos da cidade, sendo abastecidos até duas vezes por dia com carros-pipa e água de outras cidades.

O então prefeito Vane autorizou a Emasa a fazer investimentos na estação de captação reserva de Castelo Novo, em Ilhéus, para ampliar o fluxo de água de 350 para 550 litros por segundo. Com o aumento de 200 litros, foi reduzido o intervalo do abastecimento nos bairros.

Outra medida emergencial, adotada pela Prefeitura de Itabuna em parceria com o Governo do Estado, foi a perfuração de poços artesianos nas zonas rural e urbana. Três foram perfurados na região do Serrado e Nova Ferradas, perto dos condomínios Gabriela e Jubiabá.

30 mil reais em diárias já foram pagos aos vereadores de Ilhéus

Na manhã desta segunda feira (5), o programa O Quarto Poder, exibido toda manhã na Rádio Web o Defensor, uma das informações sobre as irregularidades e/ou incoerências administrativas dos poderes que regem a cidade de Ilhéus, foi o alto valor de diárias concedidas aos nobres parlamentares ilheenses, de janeiro até maio, que somou-se 30 mil reais. Sem falar nas diárias do Prefeito e Secretários.

Dentre as justificativas, apresentadas nas solicitações, estão viagens para a capital baiana sob finalidade “tratar de assuntos de interesse de Ilhéus”. Porém o Quarto Poder, que tem compromisso com o ouvinte, vem questionar aos parlamentares que utilizaram deste recurso sobre quais assuntos foram tratar? O que trouxeram para Ilhéus? Quais os benefícios? Para o beneficio de quem?

As solicitações não foram menores que 1200,00 para custear viagens que não apresentaram retornos devidamente esclarecidos a sociedade ilheense.

As informações foram captadas do Portal da Transparência que transmite “amplas” informações sobre as contas de cada cidade brasileira, e todas as contas dos poderes.

Informações como as contas mensais da Câmara Municipal de Ilhéus, lamentavelmente não estão expostas, o que preocupa o cidadão que se interessa em fiscalizar o dinheiro publico.

Na participação especial do Defensor do Povo, Dr. Cosme Araújo, o advogado e líder político completou a informação exibida no programa, questionando que a ausência de informação vem provocando o conhecimento deturpado da sociedade perante as contas publicas “Não é aceitável a Câmara dizer que vai devolver 2 milhões a prefeitura, sendo que ela deveria devolver 5 milhões. Inaceitável a população, por não ter acesso a informação das contas do legislativo, aceitar este imbróglio”, completou o Dr.Cosme Araújo que já está movimentando as redes sociais para criação de um grupo de fiscais das irregularidades públicas, vez que, segundo o mesmo os edis não cumprem com o papel outorgado pelo eleitor-cidadão-contribuinte.

Projeto itinerante de cultura atende Coaraci com oficinas e artes

A população de Coaraci será contemplada com oficinas e atividades artísticas do projeto itinerante do Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul (FAEG-Sul), nesta quinta-feira, 9. As atividades serão realizadas no Clube Social, localizado à Rua Juvêncio Pery Lima, s/nº, centro, das 9 às 16 horas.

Inscrições para as oficinas (restritas a 30 vagas cada) já estão disponíveis pela internet, por meio do link http://faegsulba.blogspot.com.br/p/inscricao-oficinas.html.

O projeto conta com apoio financeiro do Governo do Estado, (Edital Nº 24/Territórios Culturais), por meio do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia e apoio institucional da Prefeitura Municipal de Coaraci, Associação dos Municípios da Região Cacaueira (Amurc) e Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz (Proex/Uesc).  Já passou por Itapé, Santa Luzia, Itapitanga, Mascote, Almadina, São José da Vitória, Maraú e Pau Brasil. Após Coaraci, segue para Itaju do Colônia (14 de dezembro), encerrando as atividades.

A programação da manhã começa com mostra cultural, fala das autoridades municipais e representantes das instituições apoiadoras do projeto e encerra com diálogo sobre o tema “As lutas e os caminhos pela promoção da igualdade racial”, mediada por Egnaldo França, especialista em Gestão Cultural pela Uesc, historiador e fundador do grupo afro Encantarte. À tarde, acontecem as oficinas de “Audiovisual” e “Elaboração de Projetos”, no mesmo espaço.

Oficinas

A oficina de “Audiovisual” será dirigida pelo especialista em Gestão Cultural e comunicólogo, Victor de Aziz, atual presidente do FAEG-Sul. Ele trabalha com produção de conteúdo audiovisual e gestão de projetos no Nuporart (Núcleo de Produções Artísticas - www.nuproart.com.br). O conteúdo inclui história da fotografia, princípios da imagem em movimento, conceitos de obturador, diafragma, ISO, pixel, composição da imagem, enquadramentos e desenvolvimento de roteiro através de fotografias.

A oficina “Elaboração de Projetos” será ministrada conjuntamente pela produtora executiva Fabiane Ribeiro, e comunicóloga Thais Motta, ambas alunas da pós-graduação em Gestão Cultural pela Uesc. Tem como objetivo despertar nas pessoas o espírito empreendedor, pondo suas ideias e sonhos em prática, orientando-as para a elaboração projetos e captação de recursos em iniciativas de âmbito cultural.

Eloah Monteiro reapresenta seu concerto solo nesta sexta, em Ilhéus

Após estreia de sucesso, no próximo dia 10, sexta-feira, a cantora e compositora ilheense Eloah Monteiro volta a apresentar o seu mais novo trabalho, o show “EloAhR - concerto de Eloah Monteiro”, dessa vez na Tenda Teatro Popular de Ilhéus (Tenda TPI), às 20h.

Eloah atua há mais de 18 anos na cena cultural da região como cantora, atriz e produtora. Agora, em nova fase de sua carreira, se mostra também como compositora, apresentando um show com treze canções autorais e apenas quatro versões com arranjos formados por voz, violão e percussão.

O projeto musical “EloAhR” recebe acompanhamento de profissionais de peso na sua produção, propondo uma forma especial de trabalhar em coletivo. Em coluna publicada na revista cultural vejoarte.com.br, a comunicóloga Tacila Mendes fala um pouco sobre isso “A cantora e compositora que estudou por anos num conservatório, trouxe suas raízes não só da África, mas dos continentes, estados e parcerias de onde vieram a sua música. Empreendeu o próprio show na esperta tarefa de juntar amigos e talentos, agregando esforços e habilidades para a um resultado comum”. Trabalham juntos no projeto, Roney George, Daniel Puig, Izadora Guedes, Ticiana Belmonte, Maíra Rodrigues, Ana Lee, Izabella Valverde, Neide Rodrigues, Sôanne Marry, Carla de Carvalho, Guto Pacheco e Julie Amaral.

A produção “EloAhR – Concerto de Eloah Monteiro” acontece no próximo dia 10, sexta-feira, às 20h (pontualmente), na Tenda TPI e, depois dessa apresentação, pretende circular por outros espaços culturais do estado da Bahia. Os ingressos custam R$20 e R$10 (meia) e podem ser adquiridos Livraria Papirus, Centro de Ilhéus, e no local do show. Uma realização do Criadouro Soluções Culturais com apoio da Pousada Lua e Mar, Atitocou e da Tenda Teatro Popular de Ilhéus.

PEÇA INDICADA AO BRASKEM SERÁ APRESENTADA DIA 24 E 25 NA TENDA TPI

O Santo e a Porca, estará em cartaz, dias 24 e 25 de novembro na Tenda TPI, e retrata o cotidiano de uma família tradicional do interior do sertão. A peça, escrita em 1959 pelo paraibano Ariano Suassuna, conta a história do velho sovino Euricão Arábe, que após ser deixado pela esposa de forma misteriosa, começa a guardar dinheiro compulsivamente dentro de uma porca velha de madeira, e na sua paranoia, ele elege Santo Antônio, que na crença popular é um articuloso casamenteiro, como protetor do bem material mais importante da sua existência.

A porca entra no coração do velho como uma forma de preencher o vazio em seu peito. A idolatria ao dinheiro, faz com que o avarento fique cego para o caminho santo que ele trilhou na sua mocidade, assim importando-se apenas com a acumulação de riquezas. Deus perde o sentido, uma vez que a porca assume o seu lugar, e a figura de Santo Antônio se transforma numa contradição, já que a entidade representa união, enquanto o velho, seu devoto, se fecha num mundo estéril e sem amor ao próximo. O desfecho do personagem é como um sinal do equívoco que fora toda sua vida.

O texto foi montado por muitos grupos de teatro ao longo das últimas décadas, mas especialmente nessa montagem, a Cia. Acordada traz como diferencial em sua concepção, a inserção das máscaras da commedia Dell’arte, e a criação de uma trilha sonora autoral e ao vivo, influenciada pelo movimento armorial. Os criados cumprem um papel muito importante na história, pois através deles, a má conduta do velho é levada ao extremo do ridículo. E a partir das confusões feitas pelo plano da criada Caroba que se desenrola toda a trama, uma história contemporânea que poderia perfeitamente acontecer nos dias de hoje e que, ao final, nos deixa uma mensagem de fé e esperança.

 

 

Fonte: BNews/A Região/RBN/Jornal Bahia Online/Ilhéus 24hs/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!