09/11/2017

Salvador: Adelmário e Banda Eva são atrações da Feira da Fraternidade

 

Adelmário Coelho, Banda Eva, Batifun, Estakazero, Araketu, Tio Barnabé e Dan Valente vão se apresentar na 36ª edição da Feira da Fraternidade, que acontece entre 9 e 12 de novembro no Barracão da Graça, em Salvador. O evento, promovido pela comunidade paroquial comandada pelo Padre Luís Simões, tem o objetivo de arrecadar fundos para ajudar as obras sociais da Paróquia Nossa Senhora da Vitória, no Largo da Vitória.

Além das atrações musicais, a feira vai contar com o parque do Tio Paulinha, aula de zumba, barracas de artesanato, oficinas de artes e teatro e praça de alimentação.

Catolicismo

O tema escolhido foi “Nosso Sim a Maria”, em homenagem ao Ano Mariano para a Igreja Católica no Brasil, que comemora o jubileu dos 300 anos de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e a celebração dos 100 anos das aparições de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

A renda arrecadada será destinada para as obras sociais da paróquia, como a Creche Nossa Senhora da Vitória, a Escola Paroquial Nossa Senhora da Vitória e o Centro Médico Esmeralda da Natividade.

Os ingressos custam R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) e podem ser adquiridos com antecedência na secretaria da própria Igreja da Vitória ou nas bilheterias nos dias do evento. O horário de funcionamento será das 18h às 22h (quinta e sexta ), das 10h às 22h (sábado) e das 10h às 21h (domingo).

  • PROGRAMAÇÃO

Quinta-feira - 09/11

Banda Eva

Adelmário Coelho

Sexta-feira - 10/11

Ú Tal do Xote

Tio Barnabé

Estakazero

Sábado - 11/11

Palco

Lu Pitanga (Aula de Zumba)

Som de Sax by Vini

Banda Jad Som de Preta

Gambiarras

Rural Elétrica

Movimento Escalada

Rock Forever

Pra Casar

Vila Infantil

Moina Bartilotti (história)

Emília Nuñez (história)

Nairzinha (cantigas de roda)

Mágico Dragon

Rafael Graça e Marcos Borba (história)

Domingo - 12/11

Palco

Canela Fina

Yasmin e Banda

AD Santos

Batifun

Araketu

Dan Valente

Banda Cheiro

Vila Infantil

Griô (teatro)

Íris Sucatto (oficina de ilustração)

Renata Fernandes (história)

Luis Augusto (cartunista)

Mágico Dragon

Corais do NEOJIBA se apresentam neste sábado (11). Concerto gratuito

No próximo dia 11 de novembro (sábado), às 15h30, no Santuário do Colégio Antônio Vieira (Garcia), em Salvador, ocorre o III Encontro de Coros do NEOJIBA com o tema Música e Movimento. A atividade reúne o Coro Juvenil, o Coro Infantil e cinco corais dos Núcleos do Programa. O concerto tem entrada gratuita e busca dar visibilidade à prática coral e promover o intercâmbio de experiência e conhecimento entre eles.

“Nos Núcleos acontecem práticas corais muito bonitas, mas que os outros coros desconhecem. No encontro cada um vai poder mostrar ao outro o que está fazendo”, explica a coordenadora de Canto Coral do NEOJIBA, Yuli Martinez. O III Encontro reúne cerca de 300 coralistas, entre 06 e 25 anos, oriundos do Núcleo de Gestão e Formação Profissional do NEOJIBA e dos Núcleos sediados em Salvador (Nordeste de Amaralina, Bairro da Paz, Federação e Liberdade) e em Simões Filho.

No repertório, peças brasileiras do folclore e da MPB e obras em outros idiomas que fazem referência às culturas indígena e africana. “O encontro será muito positivo para o nosso desenvolvimento e para enriquecer o nosso currículo”, observa o jovem integrante do Coro Juvenil, Samuel da Silva.

Os professores venezuelanos Jesús Ochoa, Ambar Arias e Pablo Morales, participam da organização do III Encontro, em Salvador. Eles estão na cidade capacitando e formando os coralistas multiplicadores e os integrantes do Coro Juvenil do NEOJIBA, através do programa Música para Crescer, uma iniciativa do CAF - Banco de Desenvolvimento da América Latina, do Sistema de Orquestras da Venezuela, e da ScholaCantorum.

Sobre o Canto Coral

O trabalho de canto coral no NEOJIBA começou em 2010 – três anos após a fundação do Programa – com a criação do Coro Juvenil, sob a regência de Obadias Cunha no Instituto Central de Educação Isaías Alves (ICEIA) e com a participação de estudantes da instituição. Em 2011, passou a ser dirigido por Yuli Martinez que, posteriormente, recebeu o apoio de Claudia Santos e Andrea Alves na regência e preparação vocal.

“A metodologia de trabalho do Coro Juvenil e dos demais corais do Programa funciona tal como qualquer outra formação musical do NEOJIBA. São crianças, adolescentes e jovens que se encontram com regularidade para fazer música coletivamente e da melhor maneira e nível possível”, revela o diretor artístico do Programa, Eduardo Torres. O NEOJIBA conta com três formações corais, o Coro Infantil, o Coro Juvenil e o Coro Sinfônico, este último fundado em 2012 e formado por voluntários e familiares dos integrantes do Programa. Além disso, conta com formações corais nos Núcleos de Prática Musical CESA, Nordeste de Amaralina, Bairro da Paz, Federação, Sesi Itapagipe e Liberdade.

  • Serviço

III Encontro de Coros do NEOJIBA

11 de novembro (sábado), às 15h30

Santuário do Colégio Antônio Vieira (Garcia)

Entrada Gratuita

Ações da Setur visam a intensificar o turismo étnico-afro

Os atrativos naturais e culturais do étnico-afro, no município de Lauro de Freitas (Região Metropolitana de Salvador), estão sendo mapeados nesta quarta-feira (8), durante oficina realizada pela Secretaria do Turismo do Estado (Setur). A iniciativa visa à valorização da religiosidade e tradições de origem africana na Bahia e ao desenvolvimento econômico por meio da atividade turística.

Até as 18h, o povo de santo dos terreiros de Candomblé locais, baianas do acarajé, empresários e membros de comunidades quilombolas e de grupos de capoeira, dentre outros, participam de uma oficina que vai identificar e avaliar os potenciais atrativos étnicos da cidade.

A ideia é preparar a criação de um roteiro turístico a ser apresentado e vendido por agências a visitantes que desejam conhecer mais sobre a cultura baiana, inspirada na herança da África, trazida pelos negros escravizados.

Com isso, grupos culturais, terreiros e comunidades quilombolas, por exemplo, podem criar produtos e serviços a serem consumidos pelos turistas, gerando emprego e renda para os baianos.

Rede de turismo étnico

O trabalho faz parte das ações direcionadas à formação de uma rede de turismo étnico-afro na Bahia, que estimula o empreendedorismo nas comunidades negras, tendo o turismo como vetor de progresso econômico e social.

Desde 2015, mais de 400 moradores de Lauro de Freitas participaram dos oito cursos de qualificação voltados para o segmento. Dentre os temas trabalhados estão noções conceituais de turismo, turismo étnico-afro e produção associada.

Maestro inglês rege Osba na última edição do “Ciclo Brahms”

A Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) encerra este mês seu ‘Ciclo Brahms’, projeto que abraça o desafio de apresentar ao público as quatro sinfonias do compositor alemão Johannes Brahms (1833-1897) na atual temporada. O concerto, que integra a Série Jorge Amado 2017, acontece nesta quinta-feira (16), às 20h, na Sala Principal do TCA, tendo desta vez como regente convidado o maestro inglês Neil Thomson, regente titular e diretor artístico da Orquestra Filarmônica de Goiás.

O repertório da noite destaca a ‘Sinfonia nº 1 em Dó Menor, Op. 68’, primeira das sinfonias compostas por Brahms, mas a última apresentada nessa série de concertos idealizada pela osba. Para completar o programa, a obra ‘Suitemdó’, do compositor baiano Lindembergue Cardoso (1939-1989). Os ingressos para apresentação custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) e as vendas terão início nesta quinta-feira (9), nas bilheterias do TCA, nos postos dos SAC’s Shopping Barra e Shopping Bela Vista ou pelo site da Ingresso Rápido.

Neil Thomson

O maestro nasceu em Londres em 1966, estudou violino e viola na Royal Academy of Music (1984-1987) e regência com Norman Del Mar no Royal College of Music (1987-1989). Já regeu concertos com consagrados solistas incluindo Sir James Galway, Moura Lympany, Sir Thomas Allen, Sarah Chang, Antonio Meneses, Nelson Freire, Steven Isserlis, Julian Lloyd Webber, David Geringas, Natalie Clein, Brett Dean, Jean-Philippe Collard, Stephen Hough, Jean-Louis Steuerman, entre outros.

Neil conduziu as principais orquestras do Reino Unido. Recentes estreias incluem concertos com a Filarmônica de Tóquio, a Orquestra Sinfônica Yomiuri Nippon, Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Sinfônica de Munique, Orquestra Sinfônica Nacional da Irlanda, Desde 2014, é Regente Titular e Diretor Artístico da Orquestra Filarmônica de Goiás.

Fundação Pedro Calmon vai receber R$ 3 milhões para reforma do Arquivo Público da Bahia

Um convênio no valor de R$3 milhões foi assinado nesta quarta-feira (8) entre a Secretaria de Cultura do Estado (Secult), por meio da Fundação Pedro Calmon (FPC), e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), para reforma e restauração do prédio do Arquivo Público do Estado da Bahia, localizado na Baixa de Quintas, em Salvador.

Para o diretor geral da FPC, Zulu Araújo, essa obra é de fundamental importância, pois irá requalificar o ambiente do prédio do Arquivo Público, promovendo maior eficiência na conservação dos acervos. “Com essa reforma e restauração, a Fundação poderá desempenhar o seu papel de guardar e difundir o grande, raro e rico acervo histórico da Bahia”.

De acordo com a secretária de Cultura, Arany Santana, a reforma iniciará uma nova fase para a cultura no estado. “Essa luta vem sendo travada desde 2015, e essa conquista do recurso obtido vai salvaguardar a história do País”. Pelo Iphan assinou o convênio, o seu superintendente, Bruno Tavares.

Fundado em 16 de janeiro de 1890, o Arquivo Público é a mais importante entidade arquivística da Bahia. Está localizado no Solar da Quinta do Tanque, prédio integrante do patrimônio histórico e arquitetônico da capital baiana e originalmente local de pouso dos jesuítas, erguido ainda no século 16 e pertencente a esta ordem até sua expulsão do Brasil, em 1759.

 

Fonte: A Tarde/Bahia Já/Ascom Setur/Ascom Osba/Ascom FPC/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!