09/11/2017

Itagibá: Grupo de investidores disputam compra da Mirabela

 

Reacende a esperança de aquecimento na economia regional. Fontes fidedignas informaram ao Giro em Ipiaú que a Mirabela Mineradora, sediada em Itagibá, está sendo disputada por três grupos de investidores.

O site manteve contato com o diretor-financeiro da Mirabela, Milson Mundim que confirmou a negociação: "Sim, existe um processo de venda em aberto e há grupos interessados".

Milson disse ainda que a expectativa de concretização do negócio poderá ocorrer ainda este ano. "Não é algo imediato, devido a complexidade da transação", comentou.

Apesar das confirmações, ainda não existe uma data prevista para a retomada da operação na mina. Isso depende de muitos fatores e de qual plano de reabertura os novos donos irão optar.

De certo, é que até dezembro o negócio pode ser concluído.

A Mirabela parou a produção de níquel sulfetado em maio do ano passado, e desde então, funciona apenas a parte administrativa.

A interrupção nas atividades de operação ocorreu devido o baixo valor comercializado no mercado.

Nos dois últimos anos mais de mil trabalhadores (diretos e indiretos) foram dispensados.

Conquista: Servidores acusam assédio moral de prefeitura e acionam MP

Funcionários da prefeitura de Vitória da Conquista, no sudoeste, vão acionar o Ministério Público por acusarem perseguição.

Em entrevista à Rádio Clube, dois jardineiros contam que estão sendo transferidos de local em local depois que questionaram direitos trabalhistas.

Éder Borges e Welton Santos disseram que as transferências "punitivas" começaram no começo do ano, quando eles cobraram uma perícia, através de abaixo-assinado, para saber se poderiam ter direito ao benefício de insalubridade [direito concedido a trabalhadores expostos a causas nocivas à saúde].

Conforme os servidores, primeiro eles foram deslocados para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), depois foram parar na Secretaria de Esportes, Cultura e Lazer. Segundo a emissora, o vereador Valdemir Dias também vai protocolar a denúncia de assédio moral contra os funcionários.

Em Barra do Choça, Rui entrega ambulância, tratores agrícolas, 40 mil alevinos e autoriza novas obras

Nesta quinta-feira (9), o governador Rui Costa viaja para Barra do Choça, onde entrega equipamentos e autoriza novas obras. A partir das 9h, o governador visita a Unidade de Beneficiamento de Café, distante dois quilômetros da sede municipal, e participa da solenidade de descerramento da placa de inauguração. Em seguida, Rui segue para a Avenida Getúlio Vargas, no centro da cidade, onde entrega um trator e uma ambulância à prefeitura de Barra do Choça e cinco equipamentos com implementos agrícolas a associações de municípios da região.

No local, o governador autoriza a retomada imediata das obras de pavimentação, sinalização e drenagem de ruas da cidade, onde serão investidos R$ 913 mil. Em ato simbólico, o governador também entrega placa que representa a implantação de 1,5 mil cisternas de captação de água para o consumo humano, construídas na zona rural do município. Além de autorizar a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) a celebrar convênio no âmbito do Programa Bahia Produtiva, na área de fruticultura, Rui, ainda durante a solenidade, faz a entrega de 40 mil alevinos de tilápia aos piscicultores de Barra do Choça.

Brumado: Município tenta sensibilizar Exército para flexibilizar operação pipa no meio rural

Nos últimos meses, tem aumentado as reclamações das famílias assistidas pela Operação Pipa nas comunidades rurais do município de Brumado no que se refere à nova postura de atendimento nas localidades.

O Exército decidiu cortar a entrega da água de residência em residência e adotou a política de despejar a água em uma casa denominada central de abastecimento em cada comunidade.

A medida gerou várias queixas e cobranças por parte dos vereadores na Câmara Municipal.

O assunto também não tem agradado a Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o secretário Charles Granger relatou que, em algumas situações, idosos são obrigados a se deslocar mais de 500 metros até a central de abastecimento.

“São pessoas com muitas limitações que já tiveram uma vida sofrida ao longo dos anos e agora estão sendo obrigados a voltar a carregar latas d’água nas cabeças para não ficaram sem o precioso líquido. Estamos tentando resolver isso com o Exército, mas, infelizmente, ultimamente, o Exército não tem atendido ao município para tratar do assunto”, disse o secretário, desaprovando o que classificou como uma imposição que tem dificultado a vida dos ruralistas.

O município tenta incluir 17 comunidades rurais que não são assistidas pela Operação Pipa. O secretário se reunirá com as equipes da defesa civil na próxima semana, em Salvador, para tratar da questão.

Depois de longo período de seca, volta a chover na cidade de Érico Cardoso

Depois de um longo período de estiagem, voltou a chover forte na cidade de Érico Cardoso, no sudoeste baiano. A população, especialmente da zona rural, que vinha sofrendo com a seca há muitos anos, ainda comemora a chuva intensa. De acordo com as previsões meteorológicas, a chuva deve se estender pelos próximos quinze dias. Os produtores acreditam em dias melhores para a agricultura que fomenta a economia local.

Câmara de Caetité aprova com ressalvas contas do ex-prefeito Zé Barreira

A Câmara de Vereadores de Caetité aprovou o Parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que recomenda a aprovação com ressalvas das contas do ex-prefeito Zé Barreira (PSB), relativas ao exercício de 2015.

Antes, porém, foi votado o Parecer Prévio apresentado pela Comissão Especial de Tomadas de Contas da Câmara. No relatório, a comissão rejeitou o que o TCM recomendava. Por 9 votos favoráveis e 5 contrários, foram aprovadas as contas com ressalvas, e por 8 votos favoráveis e cinco contrários, foi rejeitado o relatório da comissão da Câmara.

Itagi: Vereador acusado de compra de votos tem mandato cassado

 O Vereador Renan Ricardo Miranda Ferreira, da cidade de Itagi, eleito pelo Partido dos Trabalhadores, foi cassado em decisão do Juiz Antonio Carlos Rodrigues de Morais, da 147° Zona Eleitoral de Itagi, nesta terça-feira, 07.

O edil foi cassado pela acusação de compra de votos na eleição de 2016. Cabos eleitorais do vereador foram detidos pela Polícia Especializada acusados de estarem, supostamente, comprando votos para tentar a reeleição de Renan, à época, presidente da Câmara Municipal.

O petista foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral e pela Coligação "Agora é a Vez do Povo", que pediram a cassação do mandato, a sanção da inelegibilidade por oito anos e aplicação de multa. Renan tem três dias corridos para recorrer da decisão.

Reunião em Salvador define perfil do Hospital Regional da Bacia do Rio Corrente

Em Salvador, o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilasboas, apresentou o perfil do futuro Hospital Regional da Bacia do Rio Corrente, que funcionará em Santa Maria da Vitória.

Para deixar mais dinâmica e eficiente a implantação, a intenção é readequar o Hospital Municipal José Borba, transformando-o em Hospital Regional, com ampliação de leitos, construção de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), aquisição de novos e modernos equipamentos, além da estruturação para o atendimento a partos de riscos e urgência e emergência.

Participaram da reunião os prefeitos de Samavi (Renatinho), Santana (Marcão), São Félix do Coribe (Chepa Ribeiro), Cocos (Dr. Marcelo), o vice-prefeito de Canápolis, Zoroaldo Queiroz, e os secretários municipais de Saúde de Jaborandi (Daniel Moura) e Coribe (Jacqueline) e de Administração de Serra Dourada (Edilson Rodrigues), além do deputado estadual Antônio Henrique Júnior e de assessores da Secretaria Estadual de Saúde.

O perfil definitivo do Hospital Regional será anunciado numa próxima reunião a ser realizada nas próximas semanas com a presença do governador Rui Costa.

Programa de Combate a Pragas de Algodão recebe investimentos e se mantém estruturado na Bahia

Durante reunião do Conselho Gestor do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), nesta terça-feira (7), foi aprovada a renovação de investimentos nos próximos três anos para o Programa de Monitoramento e Controle de Pragas do Algodoeiro da Bahia. Deverão ser alocados recursos no valor de R$ 925,051 mil para a safra 2017/2018, R$ 3,366,579,35 para a safra 2018/2019, e R$ 3.364.080,78 na safra 2019/2020. Os recursos vão permitir a manutenção do Programa Fitossanitário do Algodão desenvolvido pela Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) mantendo o suporte aos agricultores na prevenção e combate às doenças e pragas do algodão.

Para o presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Júlio Cézar Busato, o Programa Fitossanitário é um dos principais pilares de atuação da entidade. “Com estes recursos, vamos trabalhar para nos mantermos como referência em monitoramento do bicudo e mobilização direta junto aos agricultores e técnicos que atuam nas fazendas”, explica ele, que também integra o conselho gestor do IBA. Na última safra, os produtores de algodão atingiram uma produtividade média recorde de 310 arrobas/hectare. Além da regularidade das chuvas, os resultados também podem ser creditados ao Programa Fitossanitário. 

"Estamos, todos, fazendo o dever de casa e seguindo firmes no combate às pragas, estimulando o envolvimento de produtores, gerentes de fazendas, consultores e dos pesquisadores de defesa agropecuária”, explica Busato, ao mencionar que houve redução da quantidade de inseticidas no campo e dano zero com o bicudo do algodoeiro na maioria das lavouras de algodão na safra 2016/2017. Na década de 80, a praga destruiu cerca de 4 milhões de hectares e, desde então, é uma preocupação constante na cadeia produtiva do algodão.

Para tornar mais eficaz e abrangente esta atuação, o Programa vem funcionando com 18 Núcleos Regionais de Controle, distribuídos nas regiões produtoras de algodão no Oeste e Sudoeste baiano, formados por 13 profissionais que atuam no monitoramento, orientação e mobilização dos produtores para prevenção e combate às doenças e pragas.

Dentre as estratégias determinantes para o sucesso do Programa Fitossanitário, está a destruição das soqueiras e restos de cultura durante o vazio sanitário do algodão, determinado por lei sanitária estadual, e que se estende até o dia 20 de novembro. Por meio deste programa, também é promovido o trabalho na orientação dos condutores das cargas, alertas para formas de acondicionamento do algodão e suporte ao cumprimento da portaria da Agência Baiana de Defesa Agropecuária (Adab), que dispõe sobre o transporte de capulho, sementes e caroços de algodão.

 

 

Fonte: BlogdoAnderson/Secom Bahia/Achei Sudoeste/Giro em Ipiaú/JNF/Araticum/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!