10/11/2017

Jaguarari registra rombo superior a R$ 2 milhões em nove meses

 

A Controladoria interna do município de Jaguarari identificou um rombo de R$ 2.175.145,24 em nove meses de gestão do prefeito Everton Rocha (PSDB). De acordo com o blog Jaguarari Online, o município vem operando em déficit há muito tempo e o controlador recomendou que a movimentação bancária e a produção de empenhos sejam limitadas.

A publicação diz ainda que há irregularidades como falta de registros de controle de entrada e saída de bens de consumo e as despesas com combustível não trazem registros de quilometragem. Além disso, em setembro, foram pagos R$ 471.304,11 à empresa RGB Transportes e Locações e R$ 745.330,52 a funcionários admitidos sem concurso público ou processo simplificado.

Por fim, o índice de despesa com pessoal teria atingido 65,01%, sendo que o gasto não deveria ultrapassar o limite de 54%.

Águia de Haia: Processo é desmembrado e prefeito de Pombal será julgado no TRF-1

Investigado na Operação Águia de Haia, o prefeito de Ribeira do Pombal, Ricardo Maia (PSD), continuará com seu processo tramitando no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). No último dia 27 de outubro, transcorreu o trânsito em julgado de uma decisão da Corte que desmembrou as investigações contra ele e mais sete pessoas no âmbito da operação.

Segundo a determinação, expedida em junho deste ano, pelo fato de o social-democrata ser prefeito e ter foro privilegiado, o processo movido contra ele pelo Ministério Público Federal deve continuar no TRF-1. Como os outros denunciados não detêm foro, as acusações precisam ser enviadas à Subseção Judiciária de Alagoinhas, na primeira instância. Maia chegou a recorrer da decisão, pedindo que todos os processos continuassem no tribunal. No entanto, o pedido foi negado pela 2ª Seção da Corte, que manteve o desmembramento do caso.

Com o trânsito em julgado da determinação, feita em agosto deste ano, o prefeito esgotou toda a possibilidade de recursos e, com isso, não tem mais como reverter a decisão. Os acusados são suspeitos de integrarem uma organização criminosa que desviava recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Segundo as investigações, a quadrilha fazia licitações fraudulentas para embolsar os repasses federais. O valor desviado supera os R$ 57 milhões, segundo o MPF. Ainda de acordo com o órgão, o esquema fraudulento contou com a liderança do empresário Kells Belarmino, que teria estruturado organização criminosa semelhante em um município de Minas Gerais e chegou a ser denunciado pelo Ministério Público local. Kells e sua esposa, Fernanda Marcondes, fizeram acordo de delação premiada no âmbito da operação, homologado pelo TRF-1. Os deputados estaduais Carlos Ubaldino e Angela Sousa, ambos do PSD, também estão entre os denunciados.

Prefeito interino de Jeremoabo continua fazendo farra com dinheiro público

A pré-campanha eleitoral em Jeremoabo começa a esquentar os ânimos de políticos e dos eleitores. A situação na terra da jurema em flor está cada dia que passa mais critica e caótica, com um prefeito tampão que vem sendo acusado pela imprensa diariamente e não tem se exemplado com o que vem acontecendo com políticos que usurpam o erário publico. Esta semana o programa Conexão Verdade denunciou tanto o prefeito como a maioria dos seus seguidores, acusando-os de estarem fazendo farra com o dinheiro público, prova essa que somente em menos de nove meses ele abocanhou R$70 mil reais só com diárias, e o pior é que não tem levado uma cibalena para Jeremoabo.

Nos postos de saúde do município falta remédio, exames, população da meio rural desassistida a por falta de médico, carros não rodam por falta de gasolina, pagamentos da primeira parcela do décimo terceiro atrasado, uma calamidade, e o atual prefeito Chaves (PSD) continua inchando a folha de pagamento, contratando cargos comissionados em troca de apoio político.

Para completar a revolta dos munícipes, a última que o chefe interino do executivo aprontou com a população, foi “autorizar sem licitação a contratação de uma empresa para prestação de serviços com o objetivo de publicar atos e eventos promovidos pela prefeitura”. O valor  do primeiro contraro foi de foi de 8.000,00 (oito mil reais). O segundo foi fixado em R$ 7,5, totalizando R$ 14,5. O feliz proprietário da empresa é SIDNEY CEZAR OLIVEIRA, como consta do processo licitação. O caso deve ir parar no Ministério Público.

Os vereadores de oposição pedem que o Ministério Público inicie uma investigação para averiguar as ações das quais o chefe do executivo esta sendo acusado, das quais são  do conhecimento de todos. Para estancar essa sangria que estar deixando os cofres públicos desgastados. Não custa lembrar que promoção pessoal com recursos públicos é crime. O ex-prefeito João Batista Melo de Carvalho foi condenado por essa prática.

Esta situação estar deixado toda a cidade num total abandono, com bairros sem nenhuma estrutura, saúde totalmente sucateada, atendimento médico deixando de ser prestado por falta de cem reais para aquisição de gasolina.

Na futura eleição extemporânea, a população da terra da Jurema em flor, indubitavelmente  terá que decidir quem realmente tem competência para administrar uma Cidade largada e abandonada por políticos que se profissionalizaram em sugar as tetas do Município.

Paulo Afonso: ‘É um absurdo pagar dois salários de prefeito, sem ser aprovado na Câmara’, detona vereador

Em contraste com o que pede as leis municipais, no mês passado, afirmou o vereador Mário Galinho (SD), os prefeitos licenciado, Luiz de Deus (PSD) e o interino, Flávio Henrique (PDT), receberam integralmente o salário, a bagatela que sai das costas dos pagadores de impostos soma, sem considerar os trocados: 67.400 sem que a matéria fosse votada na Câmara. É de lascar!

Terminada a sessão ordinária da última segunda 06, Galinho pediu que se aprovasse um requerimento para saber como as coisas acontecem em Paulo Afonso, fazendo-se de contas que a Câmara Municipal é um espaço mambembe.

Contradizendo-o, o líder do governo, Leco (PHS) explicou que, afastado por motivo de doença, Luiz de Deus tem sim direito ao salário integral. E de fato tem. O problema é que ‘esse direito’ passa por outorga do Legislativo.

“Na verdade nunca nos foi apresentado o pedido de licença por doença ao prefeito Luiz de Deus, logo, se nunca aprovamos a licença como pode o atual prefeito interino, Flávio Henrique está recebendo também o salário de R$ 33. 700?”, questiona Galinho.

“Nem é moral nem é legal”

“Você vê que até onde me cabe entendimento a Casa não licenciou Luiz de Deus para que o outro assuma, portanto, o prefeito atual não pode receber. Qualquer cidadão pode ir no Portal de Transparência e verificar que o mês de outubro de 2017, os agentes políticos receberam integralmente o salário”, afirmou o parlamentar do Solidariedade.

Sem chuvas suficientes, Embasa mantém racionamento e captação alternativa na região sisaleira

Sem chuvas na região da Barragem de Pedras Altas, o volume do manancial está cada vez mais crítico – apenas 8,5% da capacidade total de acumulação está disponível. Ano passado, nesse mesmo período, esse percentual era de quase 40%.

Diante desse cenário, a Embasa vem, desde agosto, ofertando 70% da água captada na Barragem de São José do Jacuípe. “Vamos manter a operação do sistema dessa forma até que tenhamos chuvas para recompor a Barragem de Pedras Altas. Embora a água de São José do Jacuípe tenha nível de cloretos maior do que o habitual, essa é a maneira mais viável para garantir a continuidade do abastecimento de água diante dos efeitos da severa estiagem”, explica o gerente da unidade regional da Embasa, Euvaldo dos Santos Neto. “Pedimos à sociedade que intensifique seus hábitos de consumo econômico da água nesse período crítico”, acrescenta.

Campanha

A Embasa iniciou mais uma campanha de conscientização para o uso racional da água distribuída nos municípios. Com divulgação em rádios, outdoors e sites, a campanha alerta a população sobre o cenário e incentiva os moradores a economizar água.  A recomendação é que os moradores evitem o uso de água potável para fins menos importantes como a lavagem de carros, de calçadas ou rega de plantas e jardins.

Municípios afetados

Candeal, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Gavião, Ichu, Nova Fátima, Pé de Serra, Pintadas, Quixabeira, Riachão do Jacuípe, São Domingos, São José do Jacuípe e Valente.

SemiáridoShow vira feira de conhecimento e reivindicações em Petrolina, PE

A maior feira da agricultura familiar do Nordeste chegou ao terceiro dia, nesta quinta-feira (9), em Petrolina (PE), e tem recebido produtores, estudantes e autoridades de vários estados do país. As lideranças do Sindicato dos Agricultores Familiares (Sintraf), que é um dos parceiros da Embrapa na realização do SemiáridoShow, descreveram o evento como sendo uma oportunidade para o intercâmbio de conhecimento e local para reivindicações políticas.

Realizada bienalmente, a feira expõe as inovações tecnológicas desenvolvidas pela Embrapa e outras instituições de pesquisa, com o objetivo de ajudar os agricultores a conviver com a seca, utilizando de forma mais eficiente os recursos disponíveis num período de estiagem. Segundo a Embrapa, mais de 100 tecnologias estão sendo expostas, além dos 50 minicursos e seis seminários temáticos realizados.

Com um stand montado no centro do evento para recepcionar e orientar os agricultores, a presidente do Sintraf, Isália Damacena, tem aconselhado visitantes a aproveitarem ao máximo as oportunidades oferecidas no SemiáridoShow.

“Quero pedir a vocês que durante essa semana aprendam tudo que o Sebrae e a Embrapa têm para ensinar em cada curso, cada seminário. A Embrapa está fazendo um papel muito interessante que é criar inovações, que é criar novas esperanças para o nosso Semiárido”, ressaltou Isália, que ainda chamou a atenção dos parlamentares que têm ido ao evento. “Agora para que isso aconteça nós dependemos também da questão política porque são eles que ajudam a nós agricultores a se manter e somos nós que mantemos o país com a nossa mão. A mão que alimenta a nação é a mão da agricultura familiar”, completou.

A líder sindical disse que muitos agricultores estão procurando orientação no stand da categoria para saber quais os cursos e oficinas se adequam mais as suas realidades. “Como são muitas opções de cursos, seminários e oficinas o agricultor não tem tempo de ir a todos e termina tendo que optar, nós orientamos de acordo com a realidade de produção deles”.

O SemiáridoShow termina nesta sexta-feira (10). Até lá, a feira terá ainda vários seminários temáticos, oficinas e minicursos, com destaque para ‘Manejo de irrigação de baixo custo para a agricultura familiar’, ‘Oficina de beijus coloridos – Beijus enriquecidos com frutas e hortaliças’, ‘Planejamento alimentar com orçamento forrageiro’ e ‘Administração de propriedades leiteiras e discussão de indicadores’. A feira abre às 8h30 e segue até às 17h.

 

Fonte: Jaguarari Online/Ação Popular/PA24hs/PA4//Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!