11/11/2017

Confira a balneabilidade das praias do litoral baiano

 

A Rede Amostral de Monitoramento da balneabilidade no estado atualmente é composta por 121 pontos, distribuídos em toda a costa baiana. As amostras de água para analises da balneabilidade são coletadas sistematicamente semanalmente, no período da manhã em locais com maior concentração de banhista.

De acordo com a resolução Conama a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas, apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água.

No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.

  • Confira os resultados emitidos em 10/11/2017

Salvador

Praias impróprias: São Tomé de Paripe, Periperi, Penha, Pedra Furada, Farol da Barra (próximo ao Barra Vento e escada de acesso à praia, em frente a Av. Oceânica), Armação, Boca do Rio e Lagoa de Abaete.

Baía de Todos os Santos

Praias impróprias: Cabuçu e Mar Grande.

Costa dos Coqueiros

Praias impróprias: Rio Pojuca.

Costa do Dendê

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Costa do Cacau

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Costa do Descobrimento

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Final de semana com chuvas moderadas e temperaturas elevadas no interior do Estado

Para este final de semana, o tempo na Bahia seguirá sem grandes mudanças, principalmente em relação às chuvas, pois a umidade proveniente da região amazônica continua influenciando o tempo, deixando o céu encoberto e chuvoso, sobretudo nas regiões Oeste, São Francisco e parte da Chapada Diamantina. Além disso, as temperaturas continuarão elevadas nessas áreas, com máximas variando entre 30°C e 34°C, aumentando as chances de que as chuvas venham acompanhadas de trovoadas (típicas dessa época do ano).

Nas regiões Sudoeste e Sul o tempo permanecerá instável, no entanto a partir do dia 12/11 (domingo), devido à passagem de uma frente fria, o céu deverá ficar encoberto e chuvoso nessas áreas do Estado.

Já no Recôncavo, Norte e Nordeste, a massa de ar quente e seco (mesmo enfraquecida), continuará atuando, deixando o céu parcialmente nublado com pouca possibilidade de chuva. As temperaturas nessas regiões também se manterão elevadas, com máximas variando de 28°C a 34°C.

Para a capital baiana e região metropolitana, a previsão é de céu parcialmente nublado com possibilidade de chuvas fracas e de curta duração, sobretudo no decorrer da noite e nas primeiras horas da manhã. As temperaturas deverão oscilar entre mínimas de 22°C e máximas de 31°C.

Maré

Entre os dias 10/11 (sexta-feira) e 12/11 (domingo), a maré deverá atingir sua altura máxima no período entre às 08h00min e às 11h00min e entre às 20h00min e às 23h00min, com valores variando de 1,6 a 2,2 metros. Já as alturas mínimas deverão ser registradas no período entre às 02h00min e às 05h00min e entre às 14h00min e às 17h00min, com valores variando de 0,5 a 1,1 metros. As ondas previstas deverão ter agitação fraca, com altura máxima podendo chegar a 1,5 metros.

Índice de Radiação Ultravioleta (IUVs)

Uma das características da primavera é a elevação dos Índices de Radiação Ultravioleta (IUV). Tal condição pode ser observada entre os dias 10/11 (sexta-feira) e 12/11 (domingo), quando os IUVs deverão variar de 12 a 13. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) tais Índices estão classificados na categoria “Extrema”, o que requer cuidados quanto à exposição prolongada à radiação solar. Com isso, recomenda-se usar protetor/filtro solar, chapéus, bonés, óculos escuros e roupas leves, sobretudo nos horários das 10 às 16 horas. Esses cuidados são eficazes, pois podem minimizar danos à saúde já que nesse intervalo de tempo os efeitos nocivos dos raios solares são maiores.

Sema participa do III Encontro Interinstitucional de Conservação, Restauração e Economia Florestal

A Sema participou do III Encontro Interinstitucional de Conservação, Restauração e Economia Florestal, realizado ontem e hoje (08 e 09), no auditório da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), no campus do município de Teixeira de Freitas. O evento é uma ação do Programa Arboretum, composto pela colaboração institucional da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), do Ministério Público do Estado da Bahia (MPE), Serviço Florestal Brasileiro (SFB), Fórum Florestal do Sul e Extremo Sul, Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Embrapa e Fundação José Silveira (FJS).

Quarta (08), o encontro discutiu sobre os temas Conservação Florestal e Economia Florestal com ênfase em Conservação produtiva de recursos florestais, Como conservar e restaurar as florestas do Sul da Bahia no século XXI, Os pomares de sementes como uma estratégia de conservação e multiplicação de espécies florestais nativas para a restauração da Mata Atlântica e Como a silvicultura com espécies nativas para fins econômicos pode contribuir para as metas da Contribuição Nacionalmente Determinada (iNDC) Brasileira e do Código Florestal. O evento segue quinta (09) com debate sobre Restauração Florestal.

De acordo com o Diretor de Políticas de Biodiversidade e Florestas, Murilo Figueredo, "o evento é importante para debater os caminhos para a conservação, desenvolvimento e a restauração florestal no Extremo Sul da Bahia. O programa ganha visibilidade, fortalece os investimentos e amplia o interesse de novas parcerias para a execução de projetos, além de vislumbrar possibilidades de ações inovadoras para a região, que podem ser implementadas pelo Programa Arboretum".

Arboretum

O Programa Arboretum foi desenvolvido pelo Ministério Público Estadual com o apoio do Serviço Florestal Brasileiro e viabilizado por meio de um termo de ajustamento de conduta (TAC) com empresas de celulose que atuam na região do Extremo Sul da Bahia. Seu objetivo é integrar ações de restauração florestal, fomentando atividades em toda a cadeia produtiva, desde a coleta de sementes até o monitoramento de áreas restauradas.

A Sema e o Inema compõem junto com o Ministério Público Estadual (MPE), o Acordo de Cooperação Técnica que tem como objetivo a implementação do Centro de Referência em Restauração Florestal da Mata Atlântica do Extremo Sul (CRRF Programa Arboretum), que visa incrementar as capacidades técnicas e operacionais para coletas de sementes e produção de mudas, restauração florestal e plantio de uso sustentável na região. A Secretaria e o Instituto são também são integrantes do Conselho Gestor do Programa.

Governo entrega certificados de cadastro ambiental rural em Itaberaba

Nesta sexta-feira (10), o governador Rui Costa realizou novas entregas de certificados do Cadastro Ambiental Rural (CAR) de pequenas propriedades rurais, em Itaberaba. Com investimento de R$ 70 mil, foram concedidos 666 certificados para os agricultores familiares com propriedades de até quatro módulos fiscais, por meio da parceria firmada com o BNDES. O trabalho de cadastramento continua no município, a fim de ampliar o número de pequenas propriedades regularizadas.

Coordenado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), o Cadastro Ambiental Rural (CAR/Cefir) foi destacado pelo agricultor Alípio Francisco dos Santos como a forma legal de manter sua propriedade regularizada. “Obter esse documento é importante pelo simples fato de que o produtor rural vai ter uma segurança futura com seus projetos, bem como obter informações ambientais legais de sua propriedade. Com isso, saberemos como cuidar ainda mais de nossa terra, preservar as nascentes, para estar produzindo com consciência ambiental”, disse.

O CAR é o registro público de âmbito nacional obrigatório para todos os imóveis rurais, a fim de integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais, com o objetivo de compor uma base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico, e combate ao desmatamento. Importante observar que, a partir de dezembro de 2017, a lei condicionará a inscrição no CAR para a concessão de crédito agrícola pelas instituições financeiras.

Com o cadastro, o proprietário fica livre de penalidades decorrentes de possíveis irregularidades declaradas, tais como falta de licença para atividades passíveis de licenciamento, supressão de vegetação ou utilização de recursos hídricos sem autorização, desde que os compromissos assumidos sejam cumpridos.

Entregas

Na oportunidade, o governador inaugurou em Itaberaba o Distrito Integrado de Segurança Pública e um módulo do Departamento de Polícia Técnica. O investimento na obra foi de R$ 1,33 milhão, além de entregar a primeira etapa da reforma das sedes da Companhia Independente de Policiamento Tático, e da Companhia de Policiamento da Região da Chapada, ambas localizadas no centro da cidade.

Outra importante ação do governador na cidade é a autorização para a Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra) licitar os serviços de restauração e pavimentação de 5,24 quilômetros da Rodovia BA-046, no trecho da passagem urbana de Itaberaba. A obra, orçada em R$ 1,02 milhão, vai beneficiar 75 mil moradores da região.

Em parceria com a prefeitura municipal, Rui participou também do lançamento do Programa Expresso Saúde e inauguração da Praça da Urbis e do anúncio de autorização das obras de pavimentação nos bairros da sede municipal e de encascalhamento da estrada vicinal que liga a sede à localidade de Serra Verde.

 

Fonte: Ascom Inema/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!