11/11/2017

Ilhéus: Concha Acústica reabrirá em clima de celebração

 

Desde que foi inaugurada, a Concha Acústica de Ilhéus passou mais tempo fechada do que funcionando para o público. Mas, em breve, o espaço abrirá seus portões com o objetivo de ser mais um importante equipamento de lazer para a cidade. Nesta semana, a Prefeitura de Ilhéus iniciou as obras de revitalização do espaço que incluem a recuperação total de todo sistema elétrico e hidráulico, além da manutenção de todo piso em cerâmica, pintura das áreas interna e externa, reforma dos portões de acesso, recuperação dos banheiros, além de nova iluminação interna e externa. Trabalham no local, equipes da secretaria municipal de Infraestrutura Transportes e Trânsito (Seintra) e de Serviços Urbanos (Secsurb). A iniciativa conta com o apoio do Governo da Bahia.

A intenção é manter o caráter multicultural do espaço e, para isso, serão abertas pautas e atividades artísticas, além de poder ser alugado para eventos, exposições, shows e feiras. A parceria também estuda a possibilidade de integrar o equipamento ao Centro de Convenções. Segundo a Secretaria de Turismo de Ilhéus (Setur), uma festa de reabertura está prevista para o dia 15 de dezembro, que marcará a inauguração do Hospital Regional da Costa do Cacau, já anunciada pelo governador Rui Costa, que escolheu o local da celebração justamente por coincidir com a inauguração do novo hospital.

O secretário de Turismo de Ilhéus, Roberto Lobão, caracterizou a integração com o Centro de Convenções de forma positiva para o município. Ele frisou que a Concha é bem localizada, facilitando a realizações de eventos corporativos, aliados a parte de entretenimento.  “A Concha é um importante vetor de atração cultural e desenvolvimento para o município. Em breve, entregaremos um equipamento para uso pleno, que se torna uma alternativa a mais para receber e realizar eventos dentro do nosso calendário neste espaço”, pontuou.

A Concha Acústica foi inaugurada em 12 de novembro de 1988 e está localizada numa das áreas mais nobres da cidade, a Avenida Soares Lopes. Com a capacidade de comportar cerca de 12 mil pessoas, a Concha já recebeu eventos memoráveis ao longo dos anos.

TURISMO RURAL CRESCE EM ILHÉUS

Ilhéus é a terra que mais produz cacau no Brasil, seja nas próprias fazendas ou em unidades industriais. A infraestrutura das propriedades agrícolas é um dos aspectos desperta o interesse no turismo rural. Como um dos resultados, a Bahia foi o único destino brasileiro lançado no renomado Guia de Viagens Lonely Planet para 2018.

O secretário municipal de Turismo e Esportes, Roberto Lobão, enfatiza o segmento rural e destaca a produção do chocolate na região. “Participamos, mais uma vez, do Salão de Chocolate de Paris, e o prefeito Mário Alexandre, inclusive, esteve lá e viu de perto a movimentação em torno do nosso chocolate. Além disso, temos o projeto da primeira estrada temática do estado da Bahia, que é um programa elaborado pelo Governo do Estado, cujo termo de referência está em fase de conclusão”, acrescenta.

Roberto Lobão adiantou que a diretoria de Regionalização do Turismo do Governo da Bahia, em parceria com o município, vai fazer um trabalho de qualificação e conscientização desses empreendimentos rurais para que eles possam ofertar uma experiência de qualidade para os turistas que os visitam.

O secretário ainda falou que logo o guia estará disponível e destacou como essa iniciativa poderá fortalecer o turismo em Ilhéus. “Um fluxo de visitantes que busquem não apenas os atrativos da praia e do sol, mas também dos destinos rurais, de aventura, já que nós temos potencialidade para todos esses segmentos”, completou.

Vale acrescentar que escolas como o Instituto Nossa Senhora da Piedade já incluíram as riquezas culturais da zona rural de Ilhéus nas rotas de atividades extra-classe.

IPAC assina termo de cooperação com o Instituto Nossa Senhora da Piedade de Ilhéus

O Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) e o centenário Instituto Nossa Senhora da Piedade de Ilhéus, responsável pela administração do Convento da Piedade, em Ilhéus, no Sul da Bahia, assinaram termo de cooperação que vai auxiliar na manutenção do patrimônio, tombado em 2008 pelo Estado. O apoio do IPAC inclui vistorias e pareceres técnicos, além de atividades de educação patrimonial no local, conforme o diretor-geral do IPAC, João Carlos de Oliveira. O Instituto, que possui museu, colégio, igreja e laboratórios, é um símbolo religioso e educacional do município e pertence à União Romana da Ordem de Santa Úrsula.

“O acervo do Instituto Nossa Senhora da Piedade integra a edificação inspirada em estilo arquitetônico neogótico francês e é composto de peças jesuíticas, vindas de São Paulo e Ribeirão Preto, em meados do século XX”, enaltece o gestor do IPAC. A responsável pela sua criação foi a madre Maria Thaís do Sagrado Coração Paillart, uma ursulina francesa da comunidade de Quimperlé (Bretanha, França).

O Instituto, fundado em 1916, já foi beneficiado com o Edital de Museus/IPAC, em 2016, quando foram restauradas 18 obras de arte, entre elas as imagens das santas Joana D’Arc, Ângela, Teresinha de Lisieux e de Nossa Senhora da Piedade. Ainda por meio desse edital foram promovidas educação patrimonial e palestras no convento, para contextualizar o acervo e socializá-lo. Além da igreja e do museu, a edificação possui anexos, com duas escolas, um auditório para mais de 600 pessoas, quadra poliesportiva e o Instituto Ambiental Cabruca.

Hospital da Costa do Cacau vai beneficiar 1,6 milhão de moradores da região sul do estado

Com perspectiva de atender a um público de 1,6 milhão de pessoas, o Hospital da Costa do Cacau será inaugurado no dia 15 de dezembro em Ilhéus. A unidade faz parte de um série de obras de saúde que serão inauguradas nos meses de novembro e dezembro pelo Governo do Estado. Serão entregues quatro policlínicas em Teixeira de Freitas, Guanambi, Irecê e Jequié, além do Hospital da Chapada, instalado em Seabra.

O Hospital do Cacau que é resultado de um investimento superior a R$ 114 milhões será referência para 67 municípios do sul do estado. Do total aplicado, aproximadamente R$ 87,8 milhões foram destinadas às obras físicas e cerca de R$ 26,5 milhões, para a compra dos equipamentos.

“Nesta primeira etapa, a unidade terá 184 leitos, sendo 30 de Terapia Intensiva Adulto (UTI). Como diferenciais, o hospital oferta serviços de cirurgia cardíaca, cateterismo, neurocirurgia, bem como ortopedia de alta complexidade”, explica o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, ao destacar ainda que a unidade de saúde conta com um parque de bioimagem completo, incluindo ressonância magnética e tomógrafo. Na segunda etapa, mais 120 leitos serão entregues.

Canavieiras: Protesto contra reintegração de posse bloqueia BA-001

Um protesto de moradores obstruiu com troncos de árvores a BA-001, nos dois sentidos, na cidade de Canavieiras, sul da Bahia, desde às 4h desta sexta-feira (10).

Para dispersar a população, os policiais usaram gás lacrimogêneo, o que resultou, segundo uma moradora presente na ação, no socorro de uma idosa e três crianças, levadas às pressas para o Hospital Regional de Canavieiras, o único da cidade.

A Polícia Militar assegurou que somente a idosa se sentiu mal, mas que foi atendida no local por uma ambulância e passa bem. Não há informações sobre o estado das crianças afetadas pelo gás.

De acordo com a PM, a pauta da manifestação foi a reintegração de posse feita na quarta-feira (8) em um local do distrito de Oiticica. O local foi invadido por pessoas que venderam os terrenos a famílias carentes.

Sema inicia oficinas para implementação do Plano de Revitalização do Rio Cachoeira

A Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) iniciam, na próxima terça-feira (14), na Câmara de Vereadores do município de Jussari, no sul da Bahia, um ciclo de oficinas para implementar o Plano Estratégico de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio Cachoeira.

Durante a oficina, que acontece das 8h30 às 12h30, os participantes vão receber informações técnicas sobre o processo de construção do documento de política ambiental, que foi desenvolvido a partir do diagnóstico ambiental da região, de audiências públicas e de contribuições colhidas por plataforma online, além de também contribuir com aprimoramento local.

As agendas municipais seguem durante o mês de novembro, nas cidades de Itaju do Colônia, Buerarema, Floresta Azul, Ibicaraí e Firmino Alves. Seguindo a conceito de governança, que está presente no plano, as atividades vão promover um diálogo com os diferentes atores e segmentos sociais, que contribuirão com dados sobre ações e estratégias que já estão em andamento nos municípios e também sobre o que deve ser priorizado nas localidades  em prol da Bacia do Rio Cachoeira.

O Plano Estratégico é uma das etapas do Projeto Cachoeira, inserido no Programa de Desenvolvimento Ambiental (PDA – Bahia), realizado pela Sema e o Inema, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O montante investido no plano é de R$ 1,4 milhão, sendo que o valor total do Projeto Cachoeira é da ordem de R$ 4 milhões. O Projeto Cachoeira tem como objetivo a recuperação e preservação da Bacia do Rio Cachoeira, por meio de ações que promovem a proteção de nascentes e cursos d'água.

  • Programação das oficinas municipais:

14 de novembro

Município: Jussari

Local: Câmara Municipal de Vereadores

Horário: 8h30 às 12h30

16 de novembro

Município: Itaju do Colônia

Local: Câmara Municipal de Vereadores

Horário: 8h30 às 12h30

17 de novembro

Município: Buerarema

Local: Câmara Municipal de Vereadores

Horário: 8h30 às 12h30

 

Fonte: A Tarde/BlogdoGusmão/Secom Bahia/Bahia.ba/Ascom Sema/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!