16/11/2017

Feira: Plano de Mobilidade Urbana é apresentado à sociedade

 

A construção do Plano de Mobilidade Urbana de Feira de Santana demandou 20 meses de levantamento de campo, estudos comparativos e uma consulta via internet. Foi apresentado em audiência pública na manhã desta terça-feira, 14, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana. Dezenas de pessoas de vários segmentos sociais participaram do evento.

O secretário de Planejamento, Carlos Brito, afirmou que a audiência é mais uma importante iniciativa para a construção do plano de mobilidade, que é obrigatório para cidade com população acima de 20 mil habitantes. “São ideias que deverão ser aplicadas ao longo dos próximos 20 ano. São ações que deverão ser implantadas ao longo dos anos”.

O plano foi apresentado pelo engenheiro André Fialho, que coordena o Plano de Mobilização, que afirmou que ideias apresentada pela internet foram aproveitadas e que as propostas de emenda ao plano entregues durante a audiência pública foram respondidas e aquelas consideradas pertinentes serão incorporadas às conclusões.

Todas serão devidamente respondidas e encaminhadas ao Ministério Público Estadual para que a instituição tome conhecimento.

Ele explicou a estrutura do plano, com abordagem nos setores do transporte público (BRT é a sequência lógica para atender a demanda de passageiros), circulação, sistema viário e tráfego (enfatizou as ações que devem ser tomadas nestes setores), pedestrianização (iniciativas voltadas às pessoas que andam a pé), ciclovias (aumento destes equipamentos) e gestão.

O engenheiro disse que foi realizado um estudo de campo em vários setores com vista aos resultados positivos. O evento teve como mediador Claudio Mascarenhas, que coordena o IntegraFeira e contou com as presenças de secretários municipais.

Central de Comercialização da Prefeitura vai oferecer produtos da economia solidária com preços atrativos

Em tempos difíceis cada centavo faz toda diferença, sendo necessário economizar. Pensando assim, o Governo Municipal de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), lança mais uma iniciativa que contempla os produtores e artesão de economia solidária feirenses das áreas urbanas e rurais. Dentro de mais alguns dias entrará em funcionamento a Central de Comercialização do projeto Feira Produtiva, com exposição e fechamento de negócios gerados a partir do trabalho solidário e preços acessíveis.

A Central de Comercialização está instalada na praça do Tropeiro, 84, em frente ao Centro de Abastecimento, oferecendo artesanatos, confecções, ornamentos, utensílios domésticos, produtos reciclados, plantas, brinquedos e alimentos aos clientes.

O secretário de Desenvolvimento Social (Sedeso), Ildes Ferreira, revela o segredo para os produtos comercializados no local terem preços bastante competitivos. “Todo processo, desde produção até a comercialização, é feito por quem produz, através da economia solidária, sem a participação de atravessadores”, informou.

Para garantir o sucesso do empreendimento, a Sedeso também promoveu curso de atendimento ao público para os empreendedores da economia solidária, com aulas ministradas pelo coordenador do Feira Produtiva, João Bosco, sobre associativismo, venda coletiva, bom atendimento, código de defesa do consumidor, auto-gestão e preço justo.

O projeto é fruto de convênio do Governo Municipal com o Ministério do Trabalho/Senaes. No espaço de comercialização foram instalados expositores, balcões e prateleiras. Funcionará de segunda a sábado, administrado pelos próprios cooperados em escala de revezamento.

Cadastramento de comerciante do Feiraguai e a inclusão no sistema biométrico será encerrado nesta 5ª feira

O cadastramento dos comerciantes do Feiraguai e a inclusão no sistema biométrico da Prefeitura de Feira de Santana será encerrado na próxima quinta-feira, 16. O serviço está sendo realizado pela Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico. Nesta fase estão sendo cadastrados os comerciantes cujas coberturas estão sendo trocadas.

O interessado deverá se dirigir à Settdec, à tarde, à avenida Maria Quitéria – esquina com a rua Carlos Valadares, Kalilândia, com documentação pessoal e da barraca. O secretário Antônio Carlos Borges Júnior explica que o cadastro é uma ferramenta para que o município saiba oficialmente quem são os donos dos estabelecimentos.

Todos os comerciantes cujas barracas se localizam na área que está ganhando nova cobertura foram convocados para fazer o cadastramento, que é obrigatório, está sendo realizado por etapas. Nesta, explica Cristiano Guimarães, foram notificados 120 pessoas. “E os outros comerciantes serão convocados à medida que a obra avance”.

O cadastramento e a inclusão biométrica tem como objetivo oficializar as informações sobre quantidade dos comerciantes que atuam no Feiraguai e atender a pedidos do Ministério Público Estadual, que deseja conhecer a configuração do entreposto comercial.

Novos horários e ônibus a cada 30 minutos contemplam nova linha Polo Industrial via Outlet

A partir desta quinta-feira, 16, os usuários do Sistema Integrado de Transporte (SIT) de Feira de Santana passam a contar com uma nova linha, a 009 - Polo industrial via Outlet, e incremento na frota neste itinerário.

A iniciativa da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), visa atender aos usuários do transporte público que utilizam regularmente o serviço na região do Centro Industrial do Subaé (CIS) e, ainda, adequação de horários ao funcionamento do complexo de cinemas no América Outlet, contemplando colaboradores e também o público em geral e do centro comercial varejista.

A nova linha 009 - Polo Industrial via Outlet terá programação normal das 5h às 13h e, a partir de 13h, a frota será ampliada com três veículos da empresa São João que estarão circulando com frequência de 30 minutos, até às 23h20 - com saída do Outlet, após a última sessão do cinema.

“A nova programação de atendimento ocorrerá em dias úteis, sábados, domingos e feriados”, explica Saulo Figueiredo, secretário municipal de Transporte e Trânsito.

Itinerário

A linha 009 - Polo Industrial via Outlet tem seu itinerário com saídas programadas do Terminal Central, seguindo pela Praça do Marajó sentido Avenida Presidente Dutra, BR-324 com passagem pelo Outlet, e posterior retorno ao Centro. Nos locais de embarque e desembarque fiscais da SMTT prestarão atendimento tirando dúvidas e oferecendo orientações.

Os passageiros das demais linhas do Sistema Integrado de Transporte também terão a vantagem pela opção de integração, em qualquer ponto ao longo desse itinerário - no intervalo de 1h - sem necessidade de se deslocar até o Terminal Central.

“A SMTT garante, neste caso, a melhoria da frequência do transporte público local, bem como facilita o acesso a mais uma opção de lazer para Feira de Santana e região”, afirma o secretário Saulo Figueiredo.

Todos os ônibus estão equipados com sistema de bilhetagem eletrônica que facilita a operação do usuário e proporciona mais segurança, através do cartão ViaFeira Social. Nos domingos e feriados a tarifa tem preço reduzido pela metade a R$ 1,66 – para pagamento com cartão ViaFeira Social - e R$ 3,65 para pagamento em espécie [dinheiro].

Aplicativo SIU MOBILE

O passageiro também pode acompanhar o horário de chegada e de partida dos ônibus através do aplicativo SIU MOBILE, disponível para smartphones que utilizam recursos de GPS.

O App pode ser baixado gratuitamente pelo usuário do transporte coletivo em Feira de Santana através do Google Play, seja para as plataformas Android, Windows, e também IOS, ou ainda pelo sítio eletrônico www.viafeira.com.br.

Novembro Negro no Aviário chama a atenção sobre racismo e preconceito

Questões sobre racismo e preconceito em pleno século XXI chamam a atenção da comunidade do bairro Aviário, uma dentre muitas outras comunidades feirenses onde a influência da cultura afrodescendente está sempre latente. O debate sobre a temática foi provocado durante as comemorações do Novembro Negro, por iniciativa da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), que desenvolve uma intensa programação durante todo o mês.

A ação no auditório da praça do Ceu, no Aviário, foi iniciativa conjunta do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS),coordenado por Cibeli Alves, em parceria com o Centro Juiz Walter Ribeiro Costa Júnior, coordenado por Andréa Rios. E contou com palestras do diretor do Departamento da Igualdade de Gênero, Racial e Juventude, Gilenaldo Santos, e da chefe da Divisão a Igualdade Racial, Faraildes Ribeiro dos Santos.

O evento foi aberto com apresentação de um grupo de dança afro e do grupo de capoeira dos alunos do Centro Juiz Walter, liderado pelos mestres Cláudio e Claudinho, do grupo Angoleiros do Sertão.

Gilenaldo Santos abordou sobre a importância das comemorações do Novembro Negro visando o enfrentamento ao racismo e ao preconceito e de despertar a consciência nas pessoas de que só existe uma única raça: a humana, independente da cor da pele.

Já Faraildes Ribeiro ressaltou a necessidade de enfrentamento do preconceito e destacou que durante todo o mês, a Secretaria de Desenvolvimento Social estará promovendo palestras e outros eventos para marcar as comemorações do Novembro Negro mobilizando toda a cidade, através de eventos nos mais diversos bairros da cidade.

 

Fonte: Secom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!