22/11/2017

5º Encontro Estudantil ocupa seis níveis da Arena Fonte Nova

 

O 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual ocupa seis níveis da Arena Fonte Nova, em Salvador (3, 4, 5, 6, 7 e 8), com projetos de arte e cultura, como dança, teatro, cinema, canto-coral, música, artes visuais, e também com projetos de esporte, ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo, desenvolvidos por estudantes das escolas estaduais.

O evento, que teve início nesta terça-feira (21) e irá até quinta-feira (23), terá cerca de 4 mil estudantes expositores vindo das escolas estaduais de todas as regiões do Estado.

Os visitantes, que terão entrada gratuita, poderão passear por todos os espaços disponíveis do encontro. A entrada será pelo setor Sul da Arena Fonte Nova (em frente ao Dique do Tororó), com visitação das 8h às 18h.

A produtora Paula Resende, responsável pela estrutura, fala da dimensão do Encontro. “O Encontro acontecerá nos seis anéis do estádio em uma grande estrutura. Estamos terminando o palco do Festival Anual da Canção Estudantil (Face), além dos espaços do Mostra de Artes Visuais Estudantis (AVE), Sarau do projeto Tempos de Arte Literária (TAL) e Mostra de Vídeos Estudantis (Prove), e os estandes das mostras de ciência, tecnologia, empreendedorismo e Educação Profissional e Tecnológica. Na verdade, toda a estrutura já está pronta, apenas estamos fechando alguns detalhes para recepcionar os estudantes expositores e os milhares de visitantes”, afirma.

No preparo da parte elétrica dos estandes, Samuel dos Santos, 19 anos, ficou surpreso com o tamanho do Encontro. “Cheguei no domingo para ajudar na finalização e estou contente em trabalhar em um projeto deste tamanho. Ainda mais sabendo que envolve estudantes da rede estadual onde tive oportunidade de frequentar no Colégio Estadual Mandinho de Souza Almeida, em Conceição do Almeida. Fiquei sabendo dos cursos da Educação Profissional e quero vir visitar para conhecer”, comenta.

Também nos últimos retoques na manutenção dos estandes, estava Roberto Silva, 41, que acha fundamental o fomento da arte nas escolas. “Apesar de não ter filhos, considero muito importante trabalhar as diversas áreas da arte nas escolas. Na minha época, busquei participar de tudo que ofereciam, como gincana e capoeira. Espero ter uma folga no trabalho para poder acompanhar um pouco o trabalho”, enfatiza.

5º Encontro Estudantil da Rede Estadual terá Festival de Teatro aberto ao público

O Festival Estudantil de Teatro (FESTE) é uma das novidades do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, que será realizado pela Secretaria da Educação do Estado, de terça a quinta-feira (21 a 23), com entrada gratuita, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

O FESTE envolve 54 estudantes que irão apresentar distintos gêneros teatrais (auto, comédia, drama, fantoche, ópera, revista, tragédia, tragicomédia) e  expressar, através da dramaturgia, a pluralidade cultural das sociedades e arte da dramaturgia presente nas escolas estaduais. Os espetáculos do FESTE acontecerão na quinta-feira (23), das 14h às 16h, no nível 6 da Arena.

Para este grande momento, os estudantes finalistas, vindos de várias partes da Bahia, estão participando de oficinas de artes cênicas no Teatro Castro Alves, em Salvador. A atividade iniciada no último sábado (18), e que segue até a próxima quarta (22). De acordo com um dos instrutores da oficina, o preparador vocal e professor de canto Marcelo Jardins, durante as aulas da oficina, os estudantes prepararam o corpo e a voz para agir em cena. “O nosso propósito é qualificar o trabalho deles e dar um suporte técnico fazendo com que a gente interfira o mínimo na proposta dos alunos mas, que ao mesmo tempo, a gente consiga limpar coisas, qualificá-los e dar estrutura para que eles possam evoluir dentro do trabalho deles e, também, como artistas”, explica.

A estudante D.F, 18, do Colégio Estadual Duque de Caxias, localizado em Barreiras, conta que está aproveitando ao máximo as aulas da oficina. “É uma oportunidade muito rica de incrementar o nosso espetáculo, pois estamos aprendendo várias técnicas que vamos levar para a nossa vida e aplicar em outras peças teatrais”, diz, entusiasmada.

Para O.R, 18, que faz o 2º ano no Colégio Modelo, em Juazeiro, afirma que já começou a colocar em práticas algumas dicas que vem aprendendo da oficina. “Estou muito feliz de estar pela primeira vez em Salvador e aprendendo muito sobre teatro com profissionais que realmente entendem de teatro. Gostei bastante das dicas rápidas que eles passaram, que parecem simples a princípios, mas que muda o contexto de uma cena completamente”, revela o estudante.

Sobre o FESTE

O projeto Festival Estudantil de Teatro (Feste) é uma das experiências em políticas culturais com a juventude estudantil, desenvolvidas pela Secretaria da Educação do Estado para avivar o debate e incrementar as práticas artísticas e culturais nos campos da história, da arte, do patrimônio, da juventude e da democratização desses saberes, com vistas ao desenvolvimento das artes cênicas nos contextos escolares.

Para conferir toda a programação do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, acesse o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

Rui critica burocracia ao falar de imbróglio judicial envolvendo o 5º Encontro Estudantil

O governador Rui Costa (PT) criticou, na manhã desta terça-feira (21), o imbróglio judicial que culminou numa decisão do desembargador Baltazar Miranda Saraiva por suspender o contrato firmado pela Secretaria Estadual de Educação com uma produtora para realização do 5ª Encontro Estudantil em Salvador.

A decisão do magistrado determinava a suspensão do contrato para prestação de serviço ganho pela Pauviola Cultura e Entretenimento.

Em conversa com a imprensa na abertura do evento na Arena Fonte Nova, Rui Costa disse que não foi notificado da decisão e disse que não faz sentido cancelar o encontro. "Nem vi a decisão judicial, nem fomos notificados. Não faz nenhum sentido tentar impedir um negócio desse. São três mil e duzentos e quarenta jovens que sonham em apresentar sua arte ou criação tecnológica aqui", ponderou.

"Imagine frustrar o sonho destes jovens por causa de detalhes da burocracia, que devem ser avaliados, mas não caberia suspender um evento dessa magnitude", argumentou o governador.

Rui entrega instrumentos musicais no 5º Encontro Estudantil

Projetos de arte, cultura, esporte, ciência e empreendedorismo tomaram conta da Arena Fonte Nova, na manhã desta terça-feira (21), durante a abertura do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, promovido pela Secretaria de Educação do Estado (SEC). O governador Rui Costa participou do evento, que reúne mais de 4 mil estudantes expositores vindo das escolas estaduais de todas as regiões do Estado, e celebrou a arte e a educação como instrumentos que podem mudar a vida das pessoas.

“Encontros como esse ajudam a oxigenar as escolas, fazendo com que os estudantes aprendam mais com a arte em conjunto com as matérias convencionais. Com esse objetivo, temos implantado o projeto ‘Escolas Culturais’ na rede estadual, porque temos a convicção de que o contato com as diversas formas de expressão artísticas estimula e completa a educação e melhora os indicadores educacionais”, afirmou o governador.

Para o secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, o encontro promove o protagonismo dos estudantes. “É um momento de incentivo para que esses jovens descubram novos caminhos e ganhem novas ferramentas para se desenvolverem. O Estado vem investindo no fortalecimento pedagógico nas escolas. Esse encontro é a coroação de tudo o que é produzido pelos estudantes, no ano passado, e serve de preparação para o que vai ser realizado no próximo ano”.

Durante o evento, o governador fez a entrega simbólica de 660 instrumentos musicais para 34 fanfarras de colégios estaduais apoiadas pelo Neojiba, duas unidades da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac) e quatro núcleos do Neojiba. “Estes instrumentos vão ajudar a renovar as fanfarras e fortalecer ainda mais o contato dos estudantes com a música e arte. Por onde eu passo, eu vejo esses meninos e meninas se apresentando de forma extraordinária. Queremos estimular ainda mais esse talento”, afirmou o governador.

Troca de experiências

Vindos de diversas partes do estado, os estudantes apresentam projetos de dança, teatro, cinema, canto-coral, música, artes visuais, tecnologia e inovação, produzidos durante o ano letivo. Maria Fernandes, 19 anos, saiu de Vitória da Conquista no domingo (dia 19) e ficou encantada com o tamanho do evento. "Tem pessoas de tantos lugares aqui, aprendendo uns com os outros e trocando e compartilhando experiências. É uma experiência mágica pra mim que eu nunca vou esquecer".

O evento continua até a próxima quinta-feira (23), das 8h às 18h. A entrada é gratuita e aberta à participação do público em geral. Além de poder conhecer e prestigiar a arte, a inovação e as tecnologias sociais produzidas pelos estudantes, os visitantes também podem interagir e participar diretamente das experiências como o Simulador de Voo e a Caixa Preta, e ainda acompanhar competições de robótica, apresentações de corais, palestras, fanfarras escolares, jogos escolares, apresentações de dança, de canto coral, de música e contação de histórias. A programação completa pode ser conferida na página do encontro.

Estudantes com necessidades especiais realizam jogo comemorativo de basquete

Para celebrar a prática do esporte como forma de desenvolvimento da educação e da cidadania dos estudantes com necessidades especiais, alunos do Colégio Estadual Vitor Soares, na Ribeira, em Salvador, realizaram um jogo comemorativo de basquete durante o 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, na Arena Fonte Nova, nesta terça-feira (21).

O jogo marcou a abertura das competições dos Jogos Estudantis da Rede Estadual (Jerp), que acontecem até quinta (23). Participam times de handebol, futsal, basquete e voleibol, envolvendo  também disputas de xadrez e judô. Aberto ao público, o Jerp é realizado no nível 3, nos períodos da manhã e tarde.

O estudante Rodrigo dos Santos, 17 anos, com deficiência intelectual, destacou as melhorias na aprendizagem após integrar a equipe de basquete. “Poder estar integrado aos colegas por meio do esporte me ajudou muito no meu desenvolvimento, ainda mais quando temos a oportunidade de participar deste encontro. É a quinta vez que venho e incentivei os outros colegas a estarem aqui".

Também empolgado estava Thiago Menezes, 21, com deficiência intelectual, que conheceu o esporte na escola e já pensa em seguir como profissional. “Eu gostava de futebol, mas não era um bom jogador. Com a oferta do basquete na escola, pude encontrar algo que fosse prazeroso, além de ser mais adequado ao meu tamanho. Espero continuar praticando e quem sabe seguir como profissão,” relatou.

O professo Luiz Caetano ressaltou que o trabalho no Vitor Soares é referência na Educação Inclusiva. “Nossas equipes com estudantes da Educação Inclusiva sempre tem destaque nas competições da modalidade. Isso mostra a grande diferença que o esporte faz para esses garotos”, contou.

Jerp

Os Jogos Estudantis da Rede Pública são promovidos pela Secretaria da Educação da Bahia, por meio de cada um dos 27 Núcleos Territoriais de Educação do Estado (NTE). O projeto tem a função de fortalecer a ação educativa na escola, por meio do esporte, envolvendo, anualmente, estudantes e professores de escolas das redes públicas federais, estaduais e municipais da maioria dos municípios baianos. No 5º Encontro Estudantil participam 700 estudantes de diversas parte do estado.

 

Fonte: Ascom Educação/BNews/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!