23/11/2017

Feira: CCAM recebe a 7ª edição do Feira Noise, de 24 a 26

 

Durante os dias 24, 25 e 26, a arena do Centro de Cultura Amélio Amorim – espaço cultural administrado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) em Feira de Santana - recebe a 7ª edição do Feira Noise. Com 27 atrações, a sua programação vai do underground ao mainstream, de novas apostas a bandas veteranas. A entrada para cada dia custa R$ 40 e R$ 20, já o passaporte custa R$ 90.

Com uma proposta de misturar múltiplos gêneros e subgêneros musicais provenientes de artistas de todo o país, esta edição conta com shows de bandas já consolidadas no cenário musical, como Dead Fish, Maglore e Selvagens à Procura de Lei e grupos mais novos que tem se destacado em todo o país, como The Baggios, Ventre e Deb and The Mentals.

Entre os nomes baianos estão atrações também estabelecidas no contexto nacional - Maglore, Canto dos Malditos na Terra do Nunca e Pedro Pondé -, bandas independentes veteranas - Novelta e Clube de Patifes - e novas apostas locais - Iorigun, Sofie Jell e Tripulação 14.

Promovido pelo Feira Coletivo Cultural com correalização da SecultBA, o Feira Noise é um dos mais importantes festivais de artes integradas da Região Nordeste. Na mesa de abertura estará presente o colunista da Mídia Ninja, Cláudio Prado, que estará em Feira de Santana pela primeira vez.

Confira a programação de shows:

Arena Amélio Amorim – Sexta-feira – 24/11

Abertura dos Portões – 18h – Tenda Black 19h

Tripulação 14 (BA) 19:45

 Santini e Trio (BA) 20:30

Sinta A Liga Crew (PB) 21:15

Selvagens a Procura de Lei (CE) 22:10h

The Baggios (SE) 23:05

Africania (BA) 00h

Larissa Luz (BA) 01:10

Arena Amélio Amorim – Sábado – 25/11

Abertura Dos Portões – 14h – Tenda Black 15h

Sofie Jell (BA) 15:45

Ronco (BA) 16:30

Barro (PE) 17:25

Iorigun (BA) 18:20

Ventre (RJ) 19:15

Mombojó (PE) 20:10

Mad Monkees (CE) 21:05

Belzeblues (BA) 22h

Novelta (BA) 23h

Maglore (BA) 00:30

Dead Fish (ES) 01:40

Arena Amélio Amorim – Domingo – 26/11

Abertura Dos Portões – 13h – Tenda Black 14:30

Kareen Mendes (BA) 15:15h

Opanijé (BA) 16:20h

Deb And The Mentals (SP) 17:05h

André Prando (ES) 18h

Clube de Patifes (BA) 18:55

Canto Dos Malditos Na Terra Do Nunca (BA) 19:50

Achiles (BA) 20:45

Roça Sound (BA) 21:40

Dingo Bells (RS) 22:35

Pedro Pondé (BA) 23:40

Professores da rede municipal terão formação sobre resíduos sólidos e coleta seletiva

Cinquenta professores da Rede Municipal de Ensino terão em 2018 formação sobre resíduos sólidos e coleta seletiva. O objetivo principal é que eles e os estudantes de pelo menos dez escolas municipais se tornem multiplicadores e propaguem técnicas que tratam do cuidado no descarte de resíduos e outros.

A formação para os professores é a primeira ação concreta fruto da parceria entre as secretarias municipais de Educação e Meio Ambiente e as empresas multinacionais Sig Combibloc e Pepsico que, através de uma ação com a Cooperativa dos Badameiros de Feira de Santana (COOBAFS), pretendem formar multiplicadores na área de educação socioambiental.

Para discutir os aspectos práticos dos encontros de formação, a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, reuniu-se na manhã desta terça-feira, 21, com representantes das instituições e dirigentes das empresas. A Sig Combibloc produz as embalagens do tipo longa vida, que são utilizadas pela Pepsico para o envasamento dos seus produtos.

Os encontros de formação acontecerão a partir de fevereiro de 2018. “É importante discutir temas como a preservação da natureza, principalmente no que diz respeito ao descarte dos resíduos. Tudo que fazemos gera lixo direta ou indiretamente, então, fazer o descarte corretamente é necessário. Os alunos serão multiplicadores depois de aprender as técnicas com os professores”, destaca Jayana Ribeiro.

Profissionais de saúde se atualizam sobre aplicação e armazenamento de insulina

Profissionais que atuam nas unidades de saúde do município de Feira de Santana passaram por uma Atualização em Diabetes na manhã desta terça-feira, 21, no auditório João Batista de Cerqueira, na Secretaria de Municipal de Saúde. O evento realizado pelo Centro de Atendimento ao Hipertenso e Diabético (CADH), trouxe um alerta sobre a aplicação e armazenamento de insulina e a dispensação de medicamentos.

“Não se deve colocar a insulina no gelo e nem no isopor. Se gela e descongela a insulina perde o seu efeito. O ideal é armazená-la na geladeira na terceira gaveta, longe do congelamento”, alerta a coordenadora do CADH, Andreia Santos.

Segundo Andreia, é importante os enfermeiros orientarem os pacientes sobre a conservação adequada da insulina. “Para os pacientes que não possuem geladeira, a insulina após aberta pode ser usada até 30 dias, se mantida em local fresco, o ideal é a temperatura ambiente de 25º", alerta.

O diabetes é ocasionado pela elevação do nível de açúcar do sangue. O tipo 1 da doença é autoimune e geralmente ocorre em crianças e adolescentes. Segundo um dos palestrantes, o farmacêutico Marcelo Soares, o tipo 1 da doença é diagnosticado em até 10% dos casos. Diferente do tipo 2, doença crônica mais frequente em adultos, diagnosticado em cerca de 90% dos pacientes.

“O tipo 2 é ocasionado quando o organismo não consegue usar adequadamente a insulina que produz”, afirma Marcelo Soares. Ainda segundo o farmacêutico, o tipo 2 da doença pode ser controlado com dieta e prática de atividade físicas.

A atualização em diabetes prossegue nesta quarta-feira, 22, a partir das 8h, na SMS. A ação faz parte das atividades da Secretaria Municipal de Saúde em alusão ao Dia Nacional de Combate a Diabetes, 14 de novembro.

Inaugurada a Central de Comercialização do Feira Produtiva

"Este projeto é muito bom porque a gente vê a esperança no rosto das pessoas, querendo produzir, querendo fazer alguma coisa", disse o prefeito José Ronaldo de Carvalho, ao inaugurar a Central de Comercialização do Projeto Feira Produtiva, na tarde desta terça-feira, 21, na Praça do Tropeiro.

Conveniado com o Ministério do Trabalho e Emprego, através da Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES), o Feira Produtiva é coordenado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

Esta iniciativa vem atendendo a dezenas de famílias distribuídas entre a sede do município e, principalmente, na zona rural. Além de gêneros alimentícios como biscoitos, doces, bolos e licores caseiros, o projeto abrange a produção de objetos artesanais e até obras de arte.

Aproveitando a oportunidade, a gestora do convênio (SENAES/BA), Marli Vianna, parabenizou os resultados obtidos pelos produtores engajados no projeto, e anunciou a renovação do contrato por mais um ano.

O secretario de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, lembrou que alguns itens confeccionados por artesãos envolvidos no projeto acabam sendo comercializados em grandes lojas com preços superfaturados, "o que comprova a excelência do trabalho".

"Mais que um projeto, o Feira Produtiva é uma realidade feita com os recursos públicos do Governo Federal, que demonstra que onde há projeto tem bons investimentos", ponderou o vice-prefeito Colbert Martins.

Praça do Tropeiro

Após efetuar a distribuição de kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para trabalhadores de doze associações comunitárias, o prefeito José Ronaldo assinou a ordem de serviço para o início das obras de recuperação da Praça do Tropeiro.

Os serviços estão previstos para serem entregues dentro de quarenta dias, e inclui a recuperação do piso de pedra portuguesa, colocação de meio fio e plantio de grama, bem como a restauração do monumento ao tropeiro, que dá nome a praça externa do Centro de Abastecimento.

O ato foi prestigiado pelo secretário do Meio Ambiente, Sérgio Carneiro; a presidente da Fundação Hospitalar, Gilbert Lucas; o representante da Superintendência Estadual do Trabalho, José Boa Morte; João Bertulino Oliveira, secretário adjunto do SENAES, e João Bosco, coordenador do Feira Produtiva.

 

Fonte: SecultBa/Secom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!