25/11/2017

Curaçá: Projeto Pedra Branca abandonado pela Chesf/Codevasf

 

O projeto Pedra Branca completa 30 anos no próximo mês de março, pois o mesmo está passando por inúmeras dificuldades com os serviços de O&M – Operação e Manutenção que é de responsabilidade da CHESF e CODEVASF – funcionando precariamente, isso, devido a omissão da CHESF/CODEVASF em não disponibilizar água suficiente para irrigação durante os últimos dois anos causando prejuízos incalculáveis aos produtores. Alguns agricultores chegaram a tomar prejuízos em mais de 70% da colheita.

No inicio do mês de outubro, produtores com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Curaçá e Abaré fizeram uma força tarefa na estação de Bombeamento, cujo objetivo era melhorar o sistema de irrigação. Ainda assim, segundo informação do STR, os reassentados receberam do governo do estado um novo flutuante através de emenda parlamentar do Deputado Estadual Ângelo Almeida. “Com este novo equipamento os agricultores tinham a esperança de minimizar os prejuízos causados, mas devido a falta de compromisso da Codevasf, o equipamento não está funcionando. Isso porque restava, apenas, a instalação de um transformador com capacidade adequada para funcionamento”, lamentou Hélio Santos.

Ainda segundo Hélio, representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Curaçá, afirma que “varias tentativas foram feitas junto à Codevasf para solucionar o problema, sendo que na ultima reunião com a presença do Superintendente interino da 6ª SR de Juazeiro e gestor dos contratos de Operação e Manutenção, o Sr. Laércio ficou acordado que o transformador seria trocado no prazo de 10 dias, pois  já se passaram mais de 30 dias e até o momento a promessa não foi cumprida. Ainda assim tentei resolver o problema através de ligações telefônica e via  whatsapp com o Diretor da Codevasf, Senhor Napoleão e não obtive êxito, com isso a empresa SENHA que presta os serviços de O&M, responsável pelo sistema de bombeamento já entregou os avisos prévios aos seus funcionários e com isso a situação vai piorar”, denunciou.

“A situação no Projeto Pedra Branca é de descaso e abandono por parte dos governos Municipal, Estadual e Federal”, concluiu. Com a palavra a direção da Codevasf.

Prefeitos da região choram de barriga cheia

Segundo previsão da Confederação Nacional de Municípios (CNM), todos os municípios do país receberão ajuda financeira para o ano de 2018. Este montante é sem incluir o Auxílio Financeiro ao Municípios (AFM) de R$ 2 bilhões liberado pelo presidente Michel Temer que sai até dezembro por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Este valor foi adquirido através de uma negociação escusa onde os prefeitos se comprometeram ajudar o governo, através de seus deputados, para que votem a favor da Reforma da Previdência. O repasse de R$ 2 bilhões corresponde a metade do que foi solicitado de Apoio Financeiro aos Municípios pelo CNM. Na região já tem deputado com mais de R$ 40 milhões de emendas negociando com prefeitos em troca de apoio a sua reeleição em 2018.

Enquanto os prefeitos choram miséria, por outro lado as exaltações com gastos da máquina municipal não param empregando parentes, cabos eleitorais, havendo ainda casos de execução de contratos milionários fraudulentos com empresas laranjas a exemplo do que foi publicado em páginas policiais de jornais nesta semana como aconteceu nesta semana em Remanso e mais 16 municípios baianos onde algumas pessoas foram presas pela polícia. Casos escabrosos como esses deixa em dúvida as reclamações dos prefeitos no país que ainda ameaçam não pagar o 13º salário de seus funcionários e de alguns prestadores de serviços.

Veja a lista dos municípios da região que receberão ajuda financeira em 2018 e seus valores:

Campo Alegre de Lourdes/BA BA – R$ 1,4 841.454,95

Canudos/BA – R$ 1,2 721.247,10

Casa Nova/BA – R$ 2,6 1.562.702,05

Chorrochó/BA – R$ 480.831,40

Curaçá/BA – R$ 961.662,80

Euclides da Cunha/BA – R$ 1.442.494,20

Filadélfia/BA – R$ 721.247,10

Itiúba/BA – R$ 1.081.870,65

Jacobina/BA  – R$ 1.682.909,90

Jaguarari/BA – R$ 961.662,80

Jeremoabo/BA – R$ 1.081.870,65

Juazeiro/BA – R$ 3.918.750,74

Monte Santo/BA – R$ 1.322.286,35

Paulo Afonso/BA – R$ 2.043.533,45

Pilão Arcado/BA – R$ 961.662,80

Remanso/BA – R$ 1.081.870,65

Senhor do Bonfim/BA – R$ 1.562.702,05

Sento Sé/BA – R$ 1.081.870,65

Sobradinho/BA – R$ 721.247,10

Uauá/BA – R$ 841.454,95

Câmara de Juazeiro tem sessão especial sob os arcos da Ponte

Em comemoração ao Dia Municipal da Capoeira, a Câmara de Vereadores de Juazeiro reuniu-se na noite desta quinta-feira em sessão especial sob os arcos da Ponte Presidente Dutra. Estiveram presentes os Aníbal, Domingão da Aliança, Neguinha da Santa Casa, Gleidson Medrado, Bertinho da Carnaíba, Joseilson, Agnaldo Meira, Anastácio, Alex Tanuri e Florêncio Galdino.

O Presidente Alex Tanuri, que abriu a sessão, parabenizou os capoeiristas, lembrando que esta é uma “arte, mais que centenária” e merece todo o respeito. Quem saudou os capoeiristas em nome dos vereadores foi o vereador Florêncio Galdino, destacando a capoeira como “parte integrante da História do Brasil”. Também Bertinho da Carnaíba fez uma saudação aos capoeiristas: “Parabéns a todos que fazem esta arte maravilhosa! ”

O pronunciamento mais emocionado foi da professora, pesquisadora e capoeirista, Emily Arraia, com uma bonita homenagem aos capoeiristas da região: “Primeiramente falando da Tartaruga, parabeniza-la pelo esforço e trabalho; Jô, conheci no Rio de Janeiro a 20 anos atrás, conhecida no mundo inteiro, filha daqui da cidade. Os mestres, que eu tive o prazer e a honra de conhecer: Mestre Bartola, que não está mais entre a gente; Mestre Deca, que é um guerreiro, Mestre Marreta, um grande batalhador” – E fez uma comparação: “A capoeira, quando a gente está na roda, é muito parecida com a roda da vida… As pessoas, muitas delas estão ali para lhe passar a rasteira… Então na capoeira a gente aprende a lidar com as dificuldades da nossa vida também”.

Se pronunciaram o Deputado Roberto Carlos, exaltando a capoeira e o desenvolvimento do esporte; o Secretário de Cultura, Sérgio Fernandes e diversos outros oradores.

Para Agnaldo Meira, que presidiu a Mesa com a necessidade de Alex Tanuri se ausentar, “a capoeira é símbolo da resistência do povo brasileiro”, defendo a necessidade de se colocar em todas as escolas “um espaço para a capoeira”.

Foram homenageados com placas alusivas à data e a dedicação à capoeira Francisco de Assis de Souza; Eliezer dos Santos Serafim, falecido e Eliana Alves de Vasconcelos, a “Tartaruga” da capoeira de Juazeiro.

SEBRAE REALIZOU ENCONTRO DE NEGÓCIOS DA CADEIA DE ALIMENTOS E BEBIDAS

Empresários do segmento de alimentos e bebidas terão a oportunidade de manter contato com clientes em potencial e trocar experiências com outros empreendedores, durante o 2º Encontro de Negócios que foi realizado pela Unidade do Sebrae no Sertão do São Francisco, nesta sexta-feira (24/11), a partir das 14h, no Centro de Convenções de Petrolina.

O Encontro de Negócios possibilitou que os empreendedores fechem novas parcerias, e criem novas oportunidades de negócios dando visibilidade a produtos e serviços. O evento é gratuito, e para confirmar a participação basta ligar para os telefones: (87) 2101-8902/8904/8918.

“É um espaço para comercializar produtos e serviços, e ampliar a rede de contatos. Podem participar empreendedores da fruticultura, caprinovinocultura, apicultura, agroindústria, hortifrutigranjeiros, mercadinhos, supermercados, restaurantes, insumos agrícolas, produção de mudas e instituições públicas”, informa o analista do Sebrae, Braz Lomanto.

Nesta sexta, sábado e domingo tem o 2º Paulo Afonso Jazz Festival

Começa sexta-feira, 24 de novembro e termina no domingo (26) a segunda edição do Paulo Afonso Jazz Festival, evento realizado pela Secretaria de Cultura e Esporte da Prefeitura de Paulo Afonso. A programação terá início às 19h, na área externa do Centro de Cultura Lindinalva Cabral. E no domingo, no Parque Belvedere, a partir das 15h, acontecerá uma Jam Session com vários artistas do Nordeste e da cidade.

Artistas de fama nacional e internacional como a sueca Kajsa Beijer, (interpretando clássicos dos Beatles, Led Zeppelin e Norah Jones), e Paulo Rafael (guitarrista de Alceu Valença), além de bandas renomadas de jazz e blues já foram confirmadas para o evento. Nos dias 24 e 25 (sexta e sábado).

Jorge Vercillo e Mestrinho (considerado o melhor sanfoneiro em atividade no Brasil) serão as atrações do sábado, dia 25, com a expectativa de reunir o maior público do Lindinalva Cabral.

Violência sofrida por mulheres que exercem a prostituição foi discutida durante seminário em Juazeiro

Centenas de mulheres estiveram reunidas em juazeiro participando de um debate sobre a violência que atinge as mulheres que trabalham como prostitutas na cidade. O seminário com o tema violência no exercício da prostituição: invisibilidades e contradições, foi realizado na noite da última quarta-feira (22/11) e durante todo o dia de ontem (23/11) no Centro de Cultura João Gilberto.

A iniciativa foi da Pastoral da Mulher da Diocese de Juazeiro, com o objetivo de sensibilizar e dialogar com a sociedade sobre a violência sofrida pelas mulheres que exercem a prostituição. Durante o seminário foi exibido um vídeo documentário produzido pela pastoral com depoimentos de quem passou por violência no exercício dessa profissão.

Entre as palestrantes participaram a advogada feminista Laina Crisóstomo Souza de Queiroz, coordenadora da ONG Tamo Juntas, que presta assistência à mulheres que sofrem violência na cidade de Salvador; a coordenadora do grupo de estudos feministas da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, Elbênia Neris; a delegada da mulher de Juazeiro, Rosineide Motta Medrado; a delegada regional de Juazeiro, Lígia Nunes de Sá e a representante da marcha mundial de mulheres Tainá de Menezes.

Para a coordenadora da Pastoral da Mulher, Fernanda Lins, o objetivo de tirar essa temática da invisibilidade foi alcançado. “ressalto que ainda é necessário continuar na luta por uma sociedade mais igualitária para as mulheres e onde seus direitos sejam garantidos. E destaco a importância do trabalho conjunto e em rede para o enfrentamento desse problema.” Frisou Fernanda.

 

 

Fonte: Ação Popular/O Diário da Região/PANoticias/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!