28/11/2017

Monte Santo: Moradores serão atendidos em mutirão de genética

 

Entre os dias 04 e 08 de dezembro, a prefeitura municipal de Monte Santo em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBa) estarão realizando um mutirão de saúde, com o objetivo de efetuar diagnósticos de doenças genéticas, cuja ação realizada será em conjunto com o “Projeto Genética do Sertão” visando atender trezentos moradores montesantenses, os quais já foram previamente selecionados.

Para o prefeito Vando, mutirões como estes possibilitam um maior e melhor atendimento à população de Monte Santo.

Conforme afirmou o prefeito, a sua gestão tem priorizado a saúde da população montesantense, para tanto, conforme suas palavras “Estamos atentos e dedicados a devolver a saúde ao nosso povo. Além de detectar doenças genéticas e possibilitar o atendimento especializado, também iremos oferecer uma série de serviços como teste rápido para HIV, sífilis e hepatites; aplicação de flúor e outros serviços”.

O mutirão está sendo aguardado com ansiedade e esperança pelas famílias selecionadas.

03 municípios do Vale do S. Francisco criam tanto emprego quanto S. Paulo

As cidades de Juazeiro e Casa Nova na Bahia e a pernambucana Petrolina criaram 12,7 mil empregos formais, entre janeiro e outubro deste ano. Juntas as três cidades possuem 615 mil habitantes, mas criaram tanto emprego quanto  São Paulo, que tem 20 vezes mais habitantes, e gerou 14,8 mil postos de trabalho.

Petrolina é o 5º maior município em geração de emprego na Região do São Francisco e Juazeiro fica em  7º lugar, enquanto  Casa Nova aparece  18º lugar no ranking dos municípios que mais criaram empregos no país em 2017. As cidades são o centro do polo produtor de frutas e vinhos no vale do rio São Francisco, criado no início dos anos 2000. Juazeiro foi o terceiro município que mais criou emprego formal no país em 2016 e continua gerando emprego não apenas no agronegócio, mas também na indústria.

Analistas dizem que a razão do dinamismo está no câmbio, pois com o dólar entre R$ 3,2 e R$ 3,5 as exportações nessa região permanecem bastante atrativas. Atualmente saem dois voos semanais de carga saem de Petrolina para Europa.

Além disso, o mercado doméstico e dos importadores têm pressionado a formalização do setor, inclusive entre os pequenos produtores. E a seca não afeta a região, pois desde  2014, a Codevasf liberou R$ 40 milhões para motobombas flutuantes, que permitem a captação de água do rio São Francisco em período de seca.

SEBRAE REALIZA SEMANA DE CRÉDITO E RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS

A Unidade do Sebrae no Sertão do São Francisco promove de 28 a 30 de novembro, no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, a Semana de Crédito e Renegociação das Dívidas em Petrolina. A iniciativa pode gerar descontos de até 85% para os empresários. A programação terá início às 19h de terça-feira (28), e contará com a palestra Orientação para o Crédito, seguida por apresentações sobre linhas de crédito do Banco do Nordeste, Banco do Brasil, Caixa Econômica, AGEFEPE, Sicred Vale do São Francisco, Santander, Bradesco, Itaú, Rede e AGE.

De 29 a 30, sempre das 9h às 12h e das 13h às 17h, haverá atendimento individual sobre orientação para crédito. No mesmo período, das 09h às 12h e das 13h às 16h, acontecerá atendimento individual com agentes financeiros sobre linhas de financiamentos e negociação de dividas. Para participar é necessário se inscrever gratuitamente pela loja online do Sebrae (loja.pe.sebrae.com.br) ou no local do evento. Mais informações podem ser obtidas por meio dos telefones: 0800 570 0800/ (87) 2101-8900.

  • Serviço:

Semana de Crédito e Renegociação de Dívidas

De 28 a 30 de novembro

Local: Unidade do Sebrae no Sertão do São Francisco (Centro de Convenções de Petrolina)

 Informações: 0800 570 0800/ (87) 2101-8900

Agricultores familiares recebem equipamentos através de convênios do programa Bahia Produtiva

Os agricultores familiares de Rio Real serão beneficiados com cinco convênios do programa Bahia Produtiva, autorizados nesta segunda-feira (27), pelo governador Rui Costa, em visita ao município. Através da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), foram entregues dois veículos de serviço para a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) de Alagoinhas e equipamentos, como tratores, destinados ao fortalecimento da Agricultura Familiar na região. Durante a cerimônia, Rui Costa anunciou que irá providenciar equipamentos novos para a maternidade local e fazer parceria para a abertura de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e a construção de mais um posto de saúde na cidade.

Além da autorização para celebrar um convênio do programa Mais Ater, voltado à aquisição de veículos e equipamentos que darão melhor infraestrutura para 180 famílias da Agricultura Familiar, Rui Costa entregou, também, 50 barracas para a qualificação da feira livre, destinadas à comercialização de produtos, e três tratores com implementos agrícolas para prefeituras da região. O governador assinou, ainda, a autorização para a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDUR) firmar, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (CONDER), um convênio com o município de Rio Real para a execução de pavimentação e construção de uma praça no bairro da Salgadeira, em um investimento de mais R$ 640 mil.

”Hoje, aqui, fizemos um grande anúncio de mais de R$ 3 milhões em várias ações, com várias cooperativas e associações, para melhorar e aumentar a produção da Agricultura familiar. Então, tem apoio para a fruticultura, a criação de galinha caipira e vários outros tipos de produção. Também estamos entregando tratores, porque queremos, com isso, fazer com que o nosso agricultor produza mais e melhor. Se a agricultura produzir mais, o comércio vai vender mais e nós vamos rodar a economia e as cidades vão viver melhor”, disse o governador.

Projeto social em Casa Nova marcou época na década de 90

Início dos anos 90, em pleno semiárido baiano, nascia uma iniciativa que pode ser considerada um embrião do ‘Programa de Educacional de Resistência às Drogas e à Violência’ (Proerd), da Polícia Militar. No município de Casa Nova, a 576 quilômetros de Salvador, em pleno ‘Polígono da Maconha’, o então capitão Walter Araújo, comandante da 25a Companhia Independente da Polícia Militar, começava o projeto ‘De Olho no Futuro’, com o objetivo de prevenir o consumo de drogas entre crianças e adolescentes.

A iniciativa consistia na realização de palestras nas escolas da cidade e outras ações sociais e esportivas, como um passeio realizado a cidade de Juazeiro, com crianças que nunca tinham sequer saído do município. Ao longo de oito anos, o projeto contou com a participação de 3 mil jovens.

“Percebemos que na cidade, muitas famílias eram seduzidas pelo dinheiro fácil dos donos de roças de maconha na região, e geralmente os filhos iam juntos”, explica o tenente coronel Walter Araújo, lembrando que, atualizando os valores, se uma diária numa fazenda rendia R$ 50 para um agricultor, na de maconha receberia R$ 150 e mais R$ 300 na época da colheita.

Polígono da Maconha

Foi aí que nasceu o projeto ‘De Olho no Futuro’ com palestras sobre o perigo das drogas e ações comunitárias, aproximando os policias da 25a CIPM da comunidade. “Desde aquele momento, percebemos a necessidade de fazermos um trabalho de base com as crianças e, graças a Deus, minha tropa e a comunidade de Casa Nova, conseguimos evitar ou tirar muitos dessa realidade perversa”, recorda Araújo, atualmente comandante da Região Integrada de Segura Pública (Risp) da Chapada Diamantina.

A partir dessa aproximação com a população, até o trabalho de policiamento ostensivo e combate aos traficantes na região teve uma melhora. “As pessoas passaram a jogar bilhetes amarrados numa pedra na área da companhia, com a localização de roças de maconha”, lembra o coronel, uma espécie de denúncia anônima da época.

Para o major Hílton Reis, atual comandante da 25a CIPM, o fato de Casa Nova estar dentro do ‘Polígono da Maconha’ faz com que muitos agricultores sejam seduzidos por conta do valor pago pelo trabalho. “O coronel Walter foi um visionário, pois já naquela época conduzia um projeto dessa importância”, disse Reis.

Ainda de acordo com ele, atualmente a unidade, além do combate às drogas e a violência, desenvolve atividades do ‘Proerd’ em escolas públicas e particulares do município, abordando outros temas, como o respeito aos pais, professores e ao bom convívio social.

22º Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos começa em Florianópolis com reflexão

Com o tema “Ciência e tecnologia da água: inovação e oportunidades para o desenvolvimento sustentável”, a participação de mais de 1,3 mil trabalhos técnicos selecionados e a presença de lideranças ambientais, políticas e acadêmicas das esferas nacional e regional, o 22º Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos trouxe a questão ambiental para o centro dos debates. Na abertura oficial do evento, na noite do dia 26 de novembro, no auditório do Centro-Sul, em Florianópolis, a tônica foi para a necessidade de aprimorar a forma de gestão dos recursos hídricos. O evento é uma promoção da Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH) e ocorre até o dia 1º de dezembro, como uma fase preparatória para o 8º Fórum Mundial da Água, que acontecerá de 18 a 23 de março de 2018, em Brasília (DF). Entre os assuntos dos discursos da cerimônia oficial de abertura do simpósio, destaque para a implementação da política nacional de recursos hídricos, a gestão das crises hídricas e as estratégias para garantir o desenvolvimento sustentável. A conferência de abertura foi ministrada pelo líder espiritual Sri Prem Baba.

A realização do 22º Simpósio da ABRH marca o aniversário de 40 anos da entidade. Na abertura, o primeiro presidente da associação, Nelson Luiz de Souza Pinto, foi homenageado pelas suas contribuições históricas no desenvolvimento socioambiental pelo viés hídrico. Ao agradecer a condecoração, ele lembrou que a associação surgiu a partir da iniciativa de um grupo de jovens cuja prioridade era o trabalho técnico-científico e se tornou resultado de um esforço continuado. Argumentou a necessidade de o país definir melhor o aproveitamento dos recursos hídricos e a conscientização sobre a finitude deste recurso natural. Também relembrou momentos pontuais como as disputas e relações de poder nos bastidores da entidade. “Se eu for pensar na principal contribuição que dei para a associação, eu diria que foi a ideia de não aceitar a reeleição dos presidentes”, defendeu.

O público foi saudado pela representante da comissão local do Simpósio, professora Nadia Bernardi Bonumá, que enfatizou a esperança de que o evento contribua para avanços na ciência hidrológica e na preservação das águas para o agora, mas consciente da necessidade das futuras gerações. Ela comemorou a seleção de quatro pesquisadoras no Prêmio Jovem Pesquisador da ABRH. “É uma demonstração de que mulheres brasileiras também fazem ciência de alta qualidade”, enfatizou. Outro destaque se deve ao fato de a abertura do evento coincidir com a semana em que Santa Catarina aprovou seu primeiro plano de gestão de recursos hídricos. Enquanto nacionalmente, o primeiro código das águas do Brasil data dos anos 1930.

O presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu, denunciou em sua fala o corte de recursos para a pesquisa e ciência, sob aplausos da plateia. Ele solicitou ao representante da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (ALESC) presente na ocasião, o deputado José Milton Scheffer, que interceda com os demais políticos para evitar retrocessos encaminhados ao Congresso Nacional no que diz respeito à gestão da água no país. Andreu reforçou ainda a importância do Fórum Mundial, em março do ano que vem, na discussão qualificada e aprimoramento da legislação sobre o tema. O gestor recebeu da ABRH uma homenagem em nome da ANA, a qual dedicou a todos os servidores da agência, 45 deles participam do congresso.

CBHSF participa do Simpósio com seis integrantes e estande próprio

Baseados na experiência tripartite, com a união de governos, usuários e sociedade civil, comitês das bacias hidrográficas também participam do evento, como uma das instâncias de gestão. A valorização dos Comitês foi enaltecida no Simpósio, pela sua autonomia, como protetores da paisagem e gestores de bens naturais coletivos. O presidente da Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH), Vladimir Caramori, explicou que o trabalho da entidade depende dos comitês. Segundo ele, o objetivo da ABRH é estabelecer os referenciais de conhecimento que possam modificar as realidades locais. Ele lembrou que o Brasil tem passado por diversas crises com relação à água, como o caso de Mariana, mas esses conflitos ainda não foram suficientes para colocar a questão no centro da agenda pública. “Nosso debate precisa chegar de forma mais efetiva para a sociedade”, argumentou. “Com certeza, temos grandes aprendizados com as crises. Mas o que faremos com o aprendizado? Ter o aprendizado apenas não basta!”, completou.

Atento às discussões nacionais sobre o tema, o Comitê da Bacia do Rio São Francisco (CBHSF) participa do simpósio nacional com um estande próprio, onde reúne materiais de divulgação. O presidente do CBHSF, Anivaldo de Miranda; o integrante da Câmara Consultiva Regional (CCR) Baixo São Francisco, Melchior Nascimento; a integrante da CCR Baixo São Francisco, Ana Catarina Pires de Azevedo Lopes; o membro do grupo de trabalho Legado, Renato Scalco; o coordenador da CCR Submédio São Francisco Julianeli Tolentino Lima, e Yvonilde de Medeiros, da CCR Submédio São Francisco formam a comitiva. A importância da gestão local e comunitária das bacias hidrográficas foi lembrada na fala do presidente da ABRH. Segundo ele, os comitês são o “parlamento das águas”, onde se definem as prioridades de cada bacia. “No caso específico do São Francisco, que vem passando também por uma crise hídrica intensa, severa, o Comitê tem um papel central de trazer, dentro dessa visão política de discussão das questões da água dentro desse parlamento, as demandas da bacia e analisar isso frente aos instrumentos da nossa política nacional de recursos hídricos”, destacou Caramori.

 

Fonte: Ascom PMMS/i9 Comunicação/Sebrae/Valor Econômico/A Tarde/SSP-BA/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!