01/12/2017

Salvador recebe o Festival Náutico na Baía de Todos-os-Santos

 

Depois de ter sediado a Regata Transoceânica Jacques Vabre, Salvador terá mais um evento náutico, em parceria com o Yatch Clube da Bahia. Acontece no próximo sábado (02), o 3° Festival Náutico que vai até o dia 13, trazendo cinco competições em diferentes modalidades aquáticas. O festival faz parte do calendário de eventos da cidade, e tem o objetivo de desenvolver o setor, fomentar o turismo e trazer emprego e renda para a região.

Integrando o 3° Festival, o 9° Rally Náutico da Bahia, lançado pela Prefeitura de Salvador, através da Empresa Salvador Turismo (SALTUR), abre a maratona de competições, que acontece no próximo sábado ,2, com largada da Bahia Marina, às 10h. Competem neste evento lanchas e motos aquáticas, e a chegada será no Yacht Clube da Bahia (YCB).

Em sua 9° edição, O  Rally Náutico da Bahia chega apresentando novidades. É com esse objetivo que Bahia Marina e Yacht Clube da Bahia reúnem pilotos de lanchas e motos aquáticas em mais uma edição do Rally que terá inicio no próximo dia (02). Dentre as mudanças da prova, foi inserido um perfil turístico à competição com a integração da Ilha Bimbarras na rota do evento. A mudança do percurso passa a ter a largada na Bahia Marina, parada do ponto neutralizado, pela primeira vez, na Ilha Bimbarras e retorno com festa de premiação no Yacht Clube da Bahia.

De acordo com Leilane Loureiro, diretora da Bahia Marina e diretora de prova do Rally Náutico da Bahia, o novo percurso desenvolvido pelo técnico David Perrone tem distância maior, possibilitando mais desafios aos competidores, com duração média de quatro horas de prova.

“A competição vai abranger mais trechos em linha reta e a velocidade média mais alta. Conhecimento do equipamento de localização, além de concentração e habilidade, serão primordiais para vencer a prova”, explica. Serão vencedores da prova os participantes que obtiverem o menor número de pontos perdidos.

Informações e inscrições para as competições podem ser feitas através do telefone 2105-9112 ou através do e-mail secretaria.esporte@icb.com.br. O Festival Náutico foi lançado pela Prefeitura em 2015, através da Empresa Salvador Turismo (Saltur), e conta com a parceria do Yacht Club da Bahia, Bahia Marina e Capitania dos Portos.

Recorde de 15 anos pode ser batido no Troféu Walter Júnior nos dias 1º e 2 de dezembro

Nesta sexta (1º) e sábado (2), acontece na Piscina Olímpica, localizada na Av. Bonocô, em Salvador, o Troféu Walter Júnior de Natação. O primeiro dia de competição terá início à partir das 18h30, sendo que às 17h30, os atletas já estarão em aquecimento.

Já no sábado, segundo e último dia de competição, as provas vão acontecer tanto no turno da manhã, a partir das 8h30, quanto no turno da tarde, a partir das 15h30. Lembrando que uma hora antes, nos dois turnos, os atletas também estarão em aquecimento.

Vale ressaltar que o Troféu Walter Júnior será a última competição de piscina no ano. Os atletas vão encerrar o ciclo de 2017, que foi um ano de extrema importância e de bons resultados para a natação baiana.

Um fator que vai deixar a competição ainda mais interessante é a solicitação da ACEB de quebra do recorde do revezamento 4x100m livre, que já dura 15 anos, desde o dia 23 de maio de 2002, quando a seleção baiana o estabeleceu.

Para solicitar a quebra do recorde, a equipe precisou desembolsar uma taxa de R$ 490,00 para a Federação Bahiana de Desportos Aquáticos, mas, em caso de quebra do recorde, o valor volta para a equipe desafiante.

Fundação internacional renova selo Bandeira Azul na Ponta de N. Sra. de Guadalupe

A Foundation for Environmental Education (FEE) renovará o selo Bandeira Azul da Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, na Ilha dos Frades, em cerimônia na próxima segunda-feira (4).

Na ocasião haverá o hasteamento da bandeira com a renovação para temporada 2017/2018.

O auditor internacional da entidade Evangelos Roussos chega ao Brasil nesta quinta (30) para conhecer os locais certificados com o selo no país, como praias, marinas e embarcações de turismo.

A Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe foi reconhecida com a certificação em outubro do ano passado, quando outros oito destinos também ganharam o selo da temporada Bandeira Azul 2016/2017.

Caminhada celebra Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

Pensar na inclusão efetiva das pessoas com deficiência (PcDs) na sociedade. Essa é uma das principais bandeiras do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, celebrado neste domingo (3). Para reafirmar a importância da data, será realizada a Caminhada Verão Especial, O Sol é para Todos, a partir das 8h, que vai desde o antigo Aeroclube até o estacionamento do Jardim de Alah, na orla. Aberto ao público, o evento é uma iniciativa da Federação Baiana de Desporto de Participação (FBDP), em parceria com as secretarias de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

O evento tem como objetivo conscientizar a população sobre a realidade das pessoas com deficiência e a igualdade de oportunidades a todos os cidadãos, promover os direitos humanos, celebrar as conquistas das PcDs e como isto influencia os programas e políticas públicas desse segmento. Além disso, a SJDHDS divulgará, na ocasião, as ações do Passe Livre Intermunicipal, benefício que garante gratuidade no sistema de transporte coletivo intermunicipal da Bahia a pessoas com deficiência comprovadamente carentes.

“No dia 3 de dezembro, o mundo todo comemora e realiza ações em prol da data. A importância para nós é fazer com que a sociedade enxergue as pessoas com deficiência como capazes e que têm direitos iguais como todas as outras”, ressaltou o superintendente dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Sudef/SJDHDS), Alexandre Baroni. O presidente da FBDP, Luiz Machado, também comentou a importância da iniciativa: “Ainda vivemos numa sociedade de discriminação. Esperamos que a sociedade reconheça as pessoas com deficiência, que saibam dos direitos delas e lembrem que todas elas estão vivas”.

O Dia Internacional das Pessoas com Deficiência foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em outubro de 1992. A partir de então, a cada ano, é estimulada uma reflexão sobre os direitos da pessoa com deficiência. Este ano, o tema é a 'Transformação rumo a uma sociedade sustentável e resiliente para todos'.

Corra pro Abraço promove batalhas de poesia e rap com pessoas em situação de rua

O Programa Corra pro Abraço, iniciativa da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia (SJDHDS), realiza na tarde desta quinta-feira (30), no âmbito do mês da Consciência Negra e das ações do Novembro Negro, o evento ‘Poesia Marginal – Quem sou eu? Negritude nasce e gira arte!’, das 15 às 19h, na Praça do Campo da Pólvora, Nazaré, em Salvador. O objetivo é, a partir de diversas expressões, despertar, conhecer e visibilizar a produção artística negra nas ruas, trabalhando resistência, voz, protesto e protagonismo destas pessoas, promovendo reflexões sobre identidades e pertencimento.

O evento contará com batalhas de poesia e rap e a participação de artistas e coletivos, como a poeta Lívia Natália, o escritor Jairo Pinto, os grupos Batalha no Park e de Arte Popular A Pombagem, entre outros. Também haverá concurso de poesia entre os assistidos do programa. Confirmaram participação a poeta Livia Natália, o escritor Jairo Pinto, a escritora Joana Flores, a jornalista e idealizadora do Mais Amor Entre Nós, Sueide Kintê, o poeta Tiago Gato Preto, o grupo Juntos pela Arte e Educação na Rua (Jaer), o artista Antônio Costa, os atores Leno Sacramento e Sergio Laurentino, do Bando de Teatro Olodum, os grupos Batalha no Park e Arte Popular A Pombagem, o Coletivo Atuar e o Coletivo ZeferinaS.

Para a coordenadora pedagógica do Corra pro Abraço, Trícia Calmon, um dos principais intuitos a ser alcançado com essa intervenção urbana é refletir sobre os sentidos da poesia marginal, partindo de onde vem e sua construção. “É importante fomentar a produção artística junto aos assistidos do programa, visibilizar a produção de quem já se expressa a partir da poesia e da música na rua e reunir artistas, poetas e músicos, negros, junto a esses sujeitos que a partir da rua vão contando suas histórias”.

Segundo a pesquisa ‘Cartografia dos Desejos e Direitos: Mapeamento e Contagem da População em Situação de Rua na Cidade de Salvador’, realizada pelo Projeto Axé, das 22.498 pessoas em situação de rua na capital baiana, 88,9% são negras (entre pretos e pardos). Essa estatística reflete o racismo institucionalizado, ou seja, a discriminação racial que se reflete no cotidiano produzindo estigmas e fundando desigualdades e o descaso com a vida de homens e mulheres negros/as e empobrecidas.

“A negação da existência do racismo pela sociedade é uma barreira para que a cidadania destas pessoas seja reconhecida, dificultando o acesso a rede de cuidado e atenção, no que diz respeito a saúde, justiça e assistência social”, destaca a Superintendente de Políticas de Drogas e Atenção à Populações Vulneráveis (Suprad/SJDHDS), Denise Tourinho.

O Corra pro Abraço já utiliza em sua metodologia de trabalho cotidiana debates sobre enfrentamento ao racismo e relações raciais. E, neste mês, intensificou a discussão em suas atividades de arte-educação e comunicação, como leitura e interpretação de músicas, contação de histórias e leituras de poesia marginal.

 

Fonte: Tribuna/Ascom FBDA/BN/Ascom SJDHDS/Municipios Baianos

 

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!