02/12/2017

Feira: Jovens de 20 a 39 anos é maioria entre infectados pelo HIV

 

A faixa etária de maior risco é de 20 a 39 anos. Há mais homens infectados que mulheres. Esses dados se referem a contaminação pelo HIV (Aids), em Feira de Santana, período de janeiro a outubro deste ano. Foram apresentados pela coordenadora do Centro de Referência Municipal DST/HIV/Aids, Vanessa Sampaio, em uma sessão especial realizada na Câmara de Vereadores, na quinta-feira, 30.

Em 2017, aumentam os casos de contaminação pelo vírus.  De janeiro a outubro foram registrados 300 casos novos no Município, enquanto que em 2016 foram diagnosticados 205 casos novos nesse mesmo período. Na opinião da coordenadora, esse aumento se deve, em parte, ao fato de que as pessoas têm procurado mais os serviços de saúde para realizar os testes para diagnóstico da doença.

Ainda de acordo com dados apresentados por Vanessa Sampaio, desde o início da epidemia, 78 milhões de pessoas se contaminaram com o HIV no mundo.  Conforme estimativa do Ministério da Saúde 842,710 mil pessoas vivem com HIV/aids. A média é de 40 mil casos novos por ano.

Mais de 2.200 pessoas são assistidas pelo Município

Atualmente 2.230 pessoas, que convivem com o vírus HIV em Feira de Santana, estão sendo acompanhadas pelo Centro de Referência Municipal DST/HIV/Aids, informa a coordenadora do órgão, Vanessa Sampaio (foto). Elas são assistidas por uma equipe multidisciplinar composta por infectologista, pediatra, obstetra, fisioterapeuta, psicólogo, assistente social, odontólogo, nutricionista, enfermeiro, farmacêutico e bioquímico. Além do diagnóstico e acompanhamento, é feita a distribuição de preservativos e medicamentos.

Projeto institui Dezembro Vermelho no âmbito municipal

A sessão especial foi realizada para tratar sobre o Projeto de Lei nº 51/2017, de autoria do vereador Luiz da Feira (foto), que institui o Dezembro Vermelho no âmbito municipal. Além da coordenadora do Centro de Referência Municipal DST/HIV/aids, integraram a mesa de honra a vereadora Gerusa Sampaio, que presidiu a sessão, e a secretária municipal de Saúde, Denise Mascarenhas, que representou o prefeito José Ronaldo.

O vereador convidou a comunidade a participar das ações que serão desenvolvidas durante o Dezembro Vermelho e reforçou a importância das pessoas adotarem as medidas de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis. “O número de pessoas contaminadas pelo HIV tem crescido de forma preocupante em nosso município. Portanto, no próximo mês, teremos o Dezembro Vermelho, uma iniciativa criada através de projeto de minha autoria, para mobilizarmos toda a população a se prevenir”.

Associação de Familiares vê preconceito como grande barreira

A presidente da Associação de Familiares, Amigos e Pessoas Vivendo com HIV e AIDS - Juntos pela Vida, Josefa Faria dos Anjos, falou sobre as dificuldades enfrentadas pelos portadores de infecções sexualmente transmissíveis e destacou a importância do uso do preservativo como principal ferramenta de prevenção e combate à contaminação. “A aids não tem cara, não escolhe pessoas. Alguém precisa dizer basta ao preconceito. Precisamos gritar contra esse preconceito e abraçar esta causa”, protestou.

A Secretária de Saúde do Município, Denise Mascarenhas, reforçou: “Precisamos acabar com isto”, disse ela, sobre o “preconceito que ainda existe na sociedade”, com os portadores do HIV/AIDS.

Locais e datas para fazer teste rápido do HIV, em dezembro

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) intensifica, este mês de dezembro, as ações de enfrentamento do HIV em Feira de Santana. Haverá uma ampla mobilização na sede e zona rural para realização de testes rápidos para detecção do HIV, bem como  palestras de conscientização quanto a importância do uso do preservativo para a prevenção da aids e outras doenças sexualmente transmissíveis. Esta ação, que  acontece nas policlínicas da Prefeitura, começou nesta sexta, 1, vai marcar o Dezembro Vermelho no município. A iniciativa é do Centro de Referência Municipal DST/HIV/aids.

  • PROGRAMAÇÃO DEZEMBRO VERMELHO/RONDA DE TESTAGEM

04/12 – POLICLÍNICA DO TOMBA.

07/12 – POLICLÍNICA DA RUA NOVA.

08/12 – POLICLÍNICA PARQUE IPÊ.

14/12 – POLICLÍNICA FEIRA X.

15/12 – POLICLÍNICA DE HUMILDES.

18/12 – POLICLÍNICA DE GEORGE AMÉRICO.

21/12 – POLICLÍNICA SÃO JOSÉ.

Começa segunda-feira campanha de doação de sangue, no estacionamento da Prefeitura

Com o objetivo de mobilizar toda a comunidade feirense, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através da Seção de Capacitação Permanente (SCP), está promovendo a III Campanha de Doação de Sangue, em parceria com o Hemoba. A ação acontece entre os dias 4 e 8 de dezembro no Estacionamento da Prefeitura, das 8h às 17h.

“Essa campanha é uma das mais importantes, pois é a ultima campanha do ano e servirá para abastecer o estoque do Hemoba. Com as festas de final de ano, a demanda aumenta e por isso a SMS decidiu realizar a ação nessa época”, ressalta a coordenadora da SCP, Ariella Covas.

Para ser um doador de sangue é necessário pesar acima de 50 kg e ter idade entre 16 e 69 anos. Já no caso de doação de medula óssea, é preciso ter entre 18 e 55 anos, além de um bom estado de saúde. Os doadores devem evitar alimentação gordurosa e não podem está em jejum.

Quem pretender doar, deve comparecer ao local da ação com um documento oficial de identificação com foto (RG, carteira de trabalho ou carteira de motorista).

Na última campanha foram arrecadadas cerca de 300 bolsas de sangue. Esse ano a expectativa é dobrar o número. “Pretendemos alcançar uma meta diária de 120 bolsas”, ressalta Ariella Covas.

Moradores do Hospital Especializado Lopes Rodrigues recebem o benefício da Prestação Continuada

Após serem contemplados pela Política de Assistência Social, por meio do Beneficio de Prestação Continuada (BPC), os moradores do Hospital Especializado Lopes Rodrigues, em Feira de Santana, saíram para almoçar em um restaurante no bairro do Parque Ipê, em Feira de Santana, na última sexta-feira do mês. O Beneficio de Prestação Continuada (BPC), é um auxilio, no valor de um salário mínimo para pessoas com deficiência e idosos com 65 anos ou mais que comprovam não possuir meios de prover a própria manutenção.

Os nove moradores saíram acompanhados por técnicos da equipe de desinstitucionalização e puderam realizar coisas simples, como a possibilidade de escolher onde comer, o que comer, de interagir com outros cidadãos, e de arcar com os custos financeiros disto. Essas atividades possibilitam a criação de novas realidades e possibilidades de experimentação, às quais não são de pertencimento no campo da institucionalização.

O Hospital Especializado Lopes Rodrigues finaliza este ano de 2017 reafirmando seu compromisso ético com o processo de desinstitucionalização dos 79 moradores que ainda se encontram institucionalizados, reafirmando o direito à liberdade e a cidadania dessas pessoas.

Pesquisa do Procon indica variação de até 100 por cento em preços de produtos típicos do Natal

Pesquisa de preços realizada pelo Procon de Feira de Santana em cinco supermercados de rede e atacadistas revela uma variação de preços e a necessidade dos consumidores fazerem um comparativo para economizarem dinheiro. O comparativo foi realizado nos dias 28 e 29 de novembro e identificou variação nos valores dos produtos em torno de até 100% de um estabelecimento para outro.

Foram comparados os preços de 25 produtos, desde marcas até volume. E a preocupação do órgão de fiscalização, conforme a superintendente do órgão, Suzana Mendes, é de alertar os consumidores para a necessidade de fazerem pesquisa de preços visando economizar.

Para se ter ideia do que representa a variação de preços, o queijo lanche da marca Davaca pode ser encontrado pelo mínimo de R$ 21,90 no Assaí e pelo máximo de R$ 30,99 no G. Barbosa, o que representa uma diferença de R$ 9,09. E se o consumidor optar em comprar da marca Itacolomy, comercializado no Hiper BomPreço por R$ 41,76, a diferença de preços é ainda maior, chegando a R$ 19,86, ou seja, por pouco o cliente não leva outro quilo do produto grátis.

Já a diferença de preço para o queijo mussarela é ainda maior, ultrapassando a casa dos 100%. Da marca Davaca é vendido a R$ 20,90 o quilo no Assaí e por R$ 43,99 o quilo no G. Barbosa.

As ameixas secas é outro produto que o consumidor também deve ficar bastante atento à variação de preços. Também existe variação de preços exorbitantes entre nozes e passas. E os consumidores devem ficar atentos ao volume do produto porque os valores também podem estar relacionados à pesagem e serem ludibriados.

Movimento do fim de ano faz comércio ampliar horário a partir deste sábado

A partir deste sábado, 2, até o dia 24, o comércio do centro de Feira de Santana vai funcionar em horário especial. Inclusive aos sábados e domingos as lojas fecharão mais tarde.

A medida, tomada pela Prefeitura a partir de acordo entre os sindicatos patronal e dos empregados, tem como objetivo atender a demanda do período e de grande movimentação no comércio local.

O período natalino é tido como o mais rentável para o comércio varejista – outro importante é o junino e mais as datas comemorativas, como o Dia das Mães, dos Pais, dos Namorados e das Crianças.

  • HORÁRIOS

2 de dezembro (sábado), até às 15 horas

3 de dezembro (domingo), das 9h às 15h

De 4 a 8 de dezembro (segunda a sexta-feira), até as 19h

9 de dezembro (sábado), até as 15h

10 de dezembro (domingo), das 9h às 15h

De 11 a 15 de dezembro (segunda a sexta-feira), até as 20h

16 de dezembro (sábado), até as 18h

17 de dezembro (domingo), das 9h às 17h

De 18 a 23 de dezembro (segunda a sábado), até as 20h

24 de dezembro (sábado), das 9h às 15h

 

Fonte: HELR/Secom PMFS/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!