02/12/2017

Confira a balneabilidade das praias do litoral baiano

 

A Rede Amostral de Monitoramento da balneabilidade no estado atualmente é composta por 121 pontos, distribuídos em toda a costa baiana. As amostras de água para analises da balneabilidade são coletadas sistematicamente semanalmente, no período da manhã em locais com maior concentração de banhista.

De acordo com a resolução Conama a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas, apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água.

No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.

  • Confira os resultados emitidos em 01/12/2017

Salvador

Praias impróprias: Periperi, Pedra Furada, Armação, Boca do Rio, Patamares e Lagoa de Abaete.

Baía de Todos os Santos

Praias impróprias: Cabuçu e Gameleira.

Costa dos Coqueiros

Praias impróprias: Buraquinho, Imbassaí e Rio Pojuca.

Costa do Dendê

Praias impróprias: Morro de São Paulo.

Costa do Cacau

Praias impróprias: Concha.

Costa do Descobrimento

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Sema realiza Encontro Territorial na Bacia do Rio Grande

A Secretaria do Meio Ambiente (Sema) realiza, no dia 6 de dezembro, em Barreiras, o Encontro Territorial – Bacia do Rio Grande, encontro que vai reunir lideranças dos municípios que integram o território de identidade para socializar experiências, informações e aprendizados socioambientais. O evento consolida a primeira etapa do Projeto Cerrado, e vai acontecer no Auditório 01 da Universidade Federal do Oeste da Bahia, a partir das 9h.

O encontro foi articulado como resultado do Projeto Cerrado e do Mapeamento das Experiências Socioambientais, e consistirá em um espaço de diálogo para socialização do cenário socioambiental da região. A ação visa a democratizar as informações socioambientais para fortalecimento da atuação dos colegiados territoriais e comitês de bacias, contribuindo com a sustentabilidade ambiental do território e com o processo da governança do Projeto Cerrado. Além de se configurar em um importante diagnóstico de atores, espaços e iniciativas socioambientais.

Para o evento, estão previstos 80 participantes estratégicos, dentre eles, representantes do poder público (Sema, Inema, secretarias municipais de Meio Ambiente e de Agricultura), de colegiados territoriais, comitês de bacias; universidades e conselhos municipais de meio ambiente.

A programação será iniciada às 9h, com abertura institucional, seguida de contextualização do Projeto Cerrado Bahia, destacando a importância do papel dos colegiados e demais representações para a sustentabilidade do projeto após a finalização da primeira etapa. No período da tarde, haverá uma debate e troca de experiência em grupos, quando serão levantadas informações sobre o contexto socioambiental, potencialidades e fragilidades. Ao final, será construída uma agenda coletiva para fortalecimento e visibilidade das ações.

Sema apresenta no CONERH minuta do decreto que vai regulamentar cobrança da água

A Secretaria do Meio Ambiente (Sema) apresentou, nesta quinta-feira (30), na 13ª reunião extraordinária do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (Conerh), a minuta do decreto que estabelece as diretrizes e critérios gerais para regulamentação da cobrança pelo uso dos recursos hídricos no estado da Bahia. A reunião aconteceu no auditório da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), com a presença do secretário do Meio Ambiente, Geraldo Reis, que apresentou o texto aos membros do conselho.

O financiamento é um instrumento para garantir eficiência na gestão dos recursos hídricos, com retorno e gestão direta pelos comitês de bacia em cada Região de Planejamento e Gestão das Águas (RPGA) da Bahia.

"A cobrança pelo uso da água é de grande interesse para toda a sociedade. O financiamento será um poderoso instrumento para a redução de conflitos e a garantia da utilização racional e justa do recurso hídrico na Bahia. E é também uma estratégia de enfrentamento à crise hídrica prolongada que vive o estado", explicou o Secretário Geraldo Reis.

Com a presença de representantes dos usuários de água (empresas), da sociedade civil e do poder público, o debate avançou, e foram minimizadas as dúvidas sobre a cobrança. Houve discussão sobre a metodologia e forma de cobrança pelo uso da água nas bacias, além das especificidades de cobrança entre os diversos usuários.

Ao final da sessão, os conselheiros aprovaram a proposta da Procuradoria Geral do Estado (PGE), de encaminhar a votação para aprovação do texto da resolução na próxima quinta-feira, dia 7 de dezembro.

Baixo Sul e Litoral Sul recebem oficinas do Gerco Bahia

O município de Valença, região do Baixo Sul da Bahia, e a cidade Ilhéus, localizada no Litoral Sul do estado recebem as próximas oficinas de Gerenciamento Costeiro - Construindo Estratégias para o Gerenciamento Costeiro na Bahia (Gerco-BA), nos dias 1º e 05 de dezembro, respectivamente, realizadas pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema).

Nesta sexta-feira (01/12), em Valença, a oficina acontece na Ceplac, na rua Quintino Bocaiuva, nº 192, Centro. Os municípios convidados são, além de Valença, Cairu, Taperoá, Nilo Peçanha, Ituberá, Igrapiúna, Camamu e Marau.

Já em Ilhéus, na próxima terça-feira (05), a atividade será realizada no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Álvaro Melo Vieira, que fica na avenida Canavieiras, nº 92, Cidade Nova, Centro. A atividade abrange os municípios de Itacaré, Uruçuca, Itabuna, Una, Canavieiras e Santa Luzia.

Com o objetivo de propiciar um espaço de construção coletiva para as ações do Programa Gerco no estado da Bahia, em busca de sugestões e propostas necessárias para a elaboração dos Planos Municipais de Gerenciamento Costeiro (PMGC), as discussões e as atividades começam às 8h da manhã e são finalizadas às 17h30.

A oficina é destinada aos gestores municipais, representantes do Poder Público Federal (SPU, MMA. IBAMA, ICMBio), servidores estaduais e segmentos da sociedade civil organizada. Também participarão do evento, pescadores, marisqueiras, empreendedores, representantes de povos e comunidades tradicionais, além das universidades.

Sema participa da última reunião do Cedeter em 2017

A Secretaria do Meio Ambiente marcou presença, nesta sexta-feira (01), na última reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Territorial (Cedeter) deste ano de 2017, realizada no auditório I do Bahia Rural Contemporânea, evento que ocorre paralelo à Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro).

Estiveram presentes, o vice-governador e secretário de Planejamento, João Leão, a representante da Secretaria do Meio Ambiente, a chefe de Gabinete, Iara Icó, e os secretários de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto, Ciência, Tecnologia e Inovação, Vivaldo Mendonça, Turismo, José Alves e Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura, Vitor Bonfim. Além dos 11 representantes do poder público, 11 representantes dos Colegiados Territoriais de Desenvolvimento Sustentável (Codeter) e 27 coordenadores de Colegiados Territoriais.

A aprovação das atas de reuniões anteriores e do calendário de 2018, a Agenda Territorial da Bahia (AG-TER) e o Plano de Desenvolvimento Integrado Bahia 2035 foram os pontos principais da reunião.

O Diretor de Planejamento Territorial da Seplan, Luís Gugé, apresentou a AG-TER e seus objetivos e realizou um balanço das ações da agenda no ano de 2017. Ainda no âmbito da agenda, foi apresentada a iniciativa da Estrada do Chocolate, projeto que visa a implantação de uma nova rota turística no sul da Bahia relacionada à cultura do Cacau e à produção de chocolate.

A agro indústria do Guaraná foi outro projeto integrante da Agenda Territorial que também foi exposto durante a atividade. O projeto visa o beneficiamento do Guaraná, que tem a Bahia como o principal produtor nacional. Por fim, foi apresentado pela representante do Banco do Nordeste o Zoneamento de cultura e seus impactos sócio econômicos no estado da Bahia.

O PDI Bahia 2035 foi apresentado pelo Superintendente de Planejamento Estratégico da Seplan, Ranieri Muricy. O plano visa nortear os investimentos para os próximos 15 anos na Bahia, evitar esforços setoriais dispersos e não coordenados e orientar a elaboração dos próximos Planos Plurianuais do Estado.

Representando o secretário Geraldo Reis, a chefe de gabinete da Sema ressaltou que "O Cedeter desempenha um papel fundamental que contribui para qualificação do controle social durante a elaboração de propostas de políticas públicas e estratégias importantes para para o desenvolvimento territorial sustentável ".

Sobre o Cedeter

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Territorial (Cedeter) é um órgão de caráter consultivo e de assessoramento, vinculado à Secretaria do Planejamento, com a finalidade de subsidiar a elaboração de propostas de políticas públicas e estratégias para o desenvolvimento territorial sustentável e solidário do Estado da Bahia.

 

Fonte: Ascom Inema/Ascom Sema/Municipios Baianos

Comentários:

Comentar | Comentários (0)

Nenhum comentário para esta notícia, seja o primeiro a postar!!